CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

UNOPAR

UNOPAR
CLIQUE NA IMAGEM

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Garanhuns - Cidade Universitária

Conversando um dia desses com Alexandre Marinho em um grupo de amigos em que discutíamos Garanhuns e algumas alternativas, o ex-secretário de desenvolvimento de nossa cidade nos fez olhar para o futuro, independentemente de administração. Vamos lá.
Em seu blog, Alexandre já explanou sobre a importância para o município dos cursos de Engenharia (AESGA) e Medicina (UPE), além de outros já instalados em nossas faculdades, com ênfase também para a Universidade Federal Rural de Pernambuco.
Pensemos em nossa cidade daqui a 5 anos, com todos esses cursos em plema formação de profissionais, com todas as turmas e formaturas a cada semestre. É claro que isso traz um grande número de estudantes de outras regiões para nosso cotidiano. E, sendo bem trabalhada essa nova concepção de "Cidade Universitária", poderemos receber estudantes de todo o Nordeste, como acontece atualmente com Campina Grande.
Ainda temos em construção o IFPE, Instituto Técnico, antigo CEFET, que já fez seu primeiro vestibular e as primeiras turmas já começarão suas matrículas.
Isso é um desenvolvimento branco, sem chaminés, que traz trabalho e sustentabilidade, que precisa ser discutido com responsabilidade. Haverá procura por imóveis, despesas em supermercados, padarias, farmácias, ... Aliás, terrenos, casas e apartamentos em Garanhuns estão mais caros que coberturas em Boa Viagem!
Faculdades e Universitários - Vejam como foi criado um novo nicho de mercado com as festas universitárias, que visam arrecadar fundos para as formaturas. Por outro lado abre mercado para músicos, produtores, bares e restaurantes. Observem como nossos comerciantes da noite estão conseguindo se manter no mercado. Falta de opções de lazer leva nossa gente aos bares e restaurantes. Até bem pouco tempo os bares abriam e fechavam pouco tempo depois por falta de movimento. Hoje está dando pra todo mundo! E a tendência é melhorar!
Estamos recebendo também cursos profissionalizantes, melhorando nossos cursinhos pré-vestibulares, nossos colégios passam por uma evolução tecnológica para maximizar as chances de inclusão dos nossos jovens em nossas próprias faculdades, e vejam como recebemos também cursos e instituições de renome nacional preparando os jovens formandos em Direito para o mercado de trabalho, consursos e exames da OAB. Isso é devido a demanda que se cria com os cursos instalados.
A UPE inaugura um curso de Medicina, gratuito! Isso é motivador! Excelente! Não existe um grande polo universitário sem um curso de Medicina.
A FAMEG voltará a funcionar com excelentes cursos na área de ciências médicas, provavelmente Nutrição, Fisioterapia e Enfermagem! Viva! Mais jovens em busca de formação universitária de qualidade. Desenvolvimento!
A UFRPE está ainda para formar sua primeira turma, pensemos então como será quando tiver em pulsação acadêmica, com novos cursos e extensão de ensino direto em nossa produção agropecuária e industrial.
Outros investimentos estão vindo para Garanhuns nesta área.
Estive participando de uma reunião com membros do Conselho Regional de Administração em que destacavam a importância que Garanhuns tem hoje com a seccional aqui instalada. É claro que a AESGA hoje cumpre uma função social de desenvolvimento regional. Destacam-se aí vários profissionais, nas mais diversas áreas de atuação, que coordenados por Eliane Simões, e com recursos originariamente da própria instituição, está conseguindo grandes resultados com a instalação de cursos como Secretariado, Direito e agora Engenharia. É bom registrar esse sucesso e ousadia da AESGA nesse comparativo com a UPE e a UFRPE, em questão de recursos para investimentos.
São três grandes instituições que mirando o futuro nos trazem essa certeza discutida em conversa com o Alexandre. Some-se a elas a FAMEG e as faculdades de ensino à distância que hoje estão formando em Garanhuns muitas pessoas que não tinham como entrar numa faculdade presencial, ou até mesmo fizeram suas opções para estudar assim. São várias, e a cada dia me surpreendo ouvindo o nome de uma diferente!
Ainda temos SEBRAE, SENAC, SESC, Escola Técnica Municipal e outras instituições que estão formando profissionais para o mercado de trabalho, oferecendo a dignidade de se ter uma profissão para se obter o sustento próprio e da família!
Esta é a Garanhuns que se desenha na educação e no polo universitário daqui pra frente e precisamos entender este momento! Eis a Cidade Universitária do interior do estado de Pernambuco!

Mais 212 Unidades Habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida


A segunda etapa dos contratos do Programa Habitacional Minha Casa Minha Vida, em Garanhuns, será formalizada nesta quinta-feira, dia 12 de agosto. Serão assinados nesse momento, contratos para a execução das obras de construção de 212 unidades habitacionais do tipo apartamentos. Em Março deste ano, foram contratadas obras de 496 unidades habitacionais, que inclusive já estão em execução. Ao todo serão construídas 708 Unidades Habitacionais, através do Programa Federal.

Os contratos serão firmados entre a Caixa Econômica Federal - banco gestor do programa habitacional, e a Construtora Muniz de Araújo LTDA, responsável pela construção. A solenidade acontece as 10h, no Palácio Celso Galvão, sede da Prefeitura de Garanhuns.

A primeira etapa das habitações já estão em construção no Loteamento Manoel Camelo, localizado nas imediações do bairro Francisco Figueira (a popular Cohab 2). São condomínios fechados com apartamentos de aproximadamente 40 metros quadrados, com sala, cozinha, área de serviço, banheiro e dois quartos. “Serão construídos quatro apartamentos por bloco, sendo dois no piso térreo e mais dois apartamentos no primeiro pavimento, com toda infra-estrutura necessária, área de lazer e equipamentos comunitários”, informou o presidente da Construtora Muniz de Araújo LTDA, Celso Muniz.

O Programa Minha Casa Minha Vida foi criado para diminuir déficit de moradia para os brasileiros. O Governo Federal e a Caixa prepararam três faixas de financiamento da casa própria, que variam de 0 a 3 salários mínimos (até R$ 1.395,00); 3 a 6 salários mínimos (de R$ 1.395,00 a R$ 2.790,00) e 6 a 10 salários mínimos (de R$ 2.790,00 a R$ R$ 4.650,00) de acordo com o valor da renda familiar.
.
com informações da secretaria de comunicação da prefeitura

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.