HIPER TODODIA

HIPER TODODIA
CLIQUE NA IMAGEM

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS
TUDO SOBRE O FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS - FIG 2017

GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE E SAIBA MAIS

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Começou a briga política, literalmente


O Wagner Marques nos trouxe a notícia de que um carro de som de Zé da Luz foi interceptado por pessoas de Izaías que tomaram à força o CD que estava sendo veiculado. Um pneu foi furado e o motorista teria sido machucado. Uma versão que ouvi agora diz que não houve nada disso, mas que o CD teria sido realmente pego. Uma história com vários erros, que deve ser apurado e, claro, não pode voltar a acontecer.

Não é na truculência que se resolve nada! Mas acho que o pessoal de Izaías não quis esperar por esta justiça morosa brasileira. Se de fato houve agressão, que se apure dentro da lei. Não podemos voltar no tempo em que as coisas se resolviam na bala em Garanhuns.

Ninguém, quanto mais adversários, tem o direito de parar um carro de som e exigir o CD que está tocando, quanto mais político. E tudo deve realmente ser apurado pela polícia.

Esse tipo de campanha não interessa a uma cidade que está a ponto de dar um salto qualitativo no desenvolvimento sócio-econômico. Precisamos de políticos sintonizados com os anseios sociais, e que busquem uma agenda propositiva. Não devemos aceitar a política do insulto e da agressão.

Se não saiu a liminar de Zé da Luz e a decisão mais recente é de sua impugnação, o candidato não pode fazer propaganda política. Os carros não podem estar circulando, não pode haver panfletagem nem qualquer outro tipo de divulgação. Caso já tenha a liminar, sua campanha pode ganhar as ruas, mas acho razoável que cada candidato mostre suas qualidades, seus projetos para a cidade. O CD inclusive que estava sendo veiculado trazia a própria voz de Izaías fazendo ameaças de sair no braço com um desafeto. Extraído de uma entrevista que o deputado havia dado a uma rádio da cidade, fora do contexto eleitoral. No áudio, o locutor dizia que não poderíamos voltar no tempo de resolver as coisas na violência. Mas é isto que estamos começando a ver.

Roberto Almeida, de uma forma inteligente, diz que Sivaldo Albino pode lucrar muito com essa briga política entre Zé e Izaías. Não sei porque, se na Assembleia são 51 cadeiras, eles estão fazendo campanha como se só pudesse eleger um dos dois. Não tem ninguém que ensine a razoabilidade da eleição proporcional aos dois? Trata-se de uma briga que não deixa vencedores, e apenas o ego e questões pessoais explicam o porquê disso tudo. A campanha de 2012 está sendo antecipada??? De cima, Eduardo Campos, que poderia intervir, parece já ter escolhido um lado.

Fico com a impressão que a coisa só está começando.


Paulo Camelo critica posicionamento do Blog

Em um comentário recente aqui no blog, o candidato a deputado federal Paulo Camelo criticou o blog e este blogueiro, segundo o qual estaríamos pedindo votos para candidatos de fora da cidade. Acho que ele leu e não entendeu. O post que ele responde é uma uma análise de para onde iriam os votos de Zé da Luz caso sua candidatura seja de fato impugnada, portanto, sendo ele candidato a deputado federal, não poderia ser citado no artigo, correto?
Depois critica o que chamo de PG - Partido de Garanhuns, pois temos defendido que nossa cidade vote nos candidatos da terra, e é claro que por esse posicionamento claro e direto do blog, ele, Paulo Camelo, é um dos beneficiados, pois sempre fazemos referência como sendo legítimo candidato da nossa terra. Mas ele não entende assim, pensa que falo dessa ideia pedindo votos para os "forasteiros". Não, Paulo, observe que no texto, mesmo que possa estar confuso, não junto as duas coisas. São parágrafos distintos.
Se prestarem atenção até diminuí a quantidade de posts de candidatos e suas campanhas eleitorais. Faço análises sem entrar diretamente no cotidiano da campanha, e Paulo Camelo, como é um candidato que não tem a estrutura de outros mais ricos deve estar sentindo falta desse debate, pois tem conteúdo para isso, porém a campanha estadual não oferece o mesmo palanque e holofotes que uma campanha de prefeito.
Gosto muito de Paulo, que acaba por chamar nosso bairrismo de falso ou manco, pois só defendemos esse voto em candidatos da terra para estadual, e não para prefeito e federal. Para deixar claro, defendo votos em candidatos que representem de fato Garanhuns, Fernando Ferro, por exemplo, não precisa morar em Garanhuns. O próprio Paulo Camelo, se eleito, vai pra Brasília, ou não?? Acho que estamos indo bem, discretamente.
Estou buscando contribuir com a minha cidade em segmentos onde possa ser útil e venho acumulando experiências. Acho que Paulo poderia fazer o mesmo, romper as paredes de sua política utópica e elitizada para contribuir aqui embaixo, no chão, na realidade da cidade. Tem um monte de gente que faz muito pela cidade sem a necessidade de entrar na política. E mesmo nela, existem vários cargos onde Paulo poderia acionar um debate por Garanhuns, como na Câmara Municipal. É o mesmo caso também do Edilson, candidato a governador, daria um excelente deputado, fosse estadual ou federal.
Sei que ele está cheio de boas intenções e projetos para a cidade, mas está na hora de buscar de fato uma eleição e participar efetivamente da estrutura política.
Num momento em que a política de nossa cidade vive um momento importante, e onde cada um tem o direito de defender qualquer candidatura, eu não imaginava que seria criticado por insinuar um movimento, a trinta dias da eleição, que chamasse a população para votar em nossos candidatos. E peço que Paulo releia o texto e entenda que não individualizei esses nomes que mereceriam o sufrágio garanhuense.
Defendo o voto nos candidatos de Garanhuns, não posso fazer mais que isso pelo amigo!
.
Vejam o comentário de Paulo Camelo que motivou esse post:

POR PAULO CAMELO:
TODOS OS CANDIDATOS TÊEM O DIREITO DE BUSCAR VOTOS EM TODOS OS LUGARES, INCLUINDO INSTALAÇÃO DE COMITÊ. TODOS NÓS SABEMOS QUE OS VOTOS DE APENAS UMA CIDADE NÃO GARANTE VITÓRIA DE QUEM QUER SEJA. MAS, CONVÉM LEMBRAR QUE A COERÊNCIA DEVE ESTAR ACIMA DE TUDO. SENDO ASSIM, SE CONSTITUI NUMA CONTRADIÇÃO DEFENDER O "PARTIDO DE GARANHUNS" E FAZER REFERÊNCIA A CANDIDATOS COM DOMICÍLIO ELEITORAL NOUTRA CIDADE, A EXEMPLO DE LEONARDO DIAS, CLAUDIANO FILHO E MARCANTÔNIO DOURADO. POR FIM O BLOGUISTA RONALDO CÉSAR NEM SEQUER FAZ REFERÊNCIA AOS CANDIDATOS A DEPUTADO FEDERAL COM DOMICÍLIO ELEITORAL EM GARANHUNS. VAMOS EM FRENTE, MAS PRECISAMOS COMBATER O FALSO BAIRRISMO. PORQUE ATÉ PARECE QUE O "BAIRRISMO É MANCO", POIS SÓ VALE PARA A ELEIÇÃO DE DEPUTADO ESTADUAL E NÃO VALE PARA PREFEITO E DEPUTADO FEDERAL. É MUITO INTERESSANTE ESSE "PARTIDO DE GARANHUNS". FINALMENTE, ESTOU APENAS CITANDO A CONTRADIÇÃO EXISTENTE NO TEXTO DO BLOGUISTA, POR ELE SER FORMADOR DE OPINIÃO, MAS TODOS SÃO LIVRES PARA VOTAR OU NÃO.

O Cenário Político em Garanhuns, Começou a Se Desenhar - Por Josália Pimentel


Os eleitos deputados forasteiros que levaram votos deste município na eleição passada e passaram esse mandato todo aproveitando as beneficies do poder e não pisaram aqui, já estão arrodiando a cata de mais votos.
Nessa eleição vamos levantar uma bandeira de luta para que Garanhuns volte a eleger deputados estaduais com domicílio eleitoral em nosso município. Visto que, um Deputado Estadual é a autoridade encarregada de carrear recursos junto ao governo do Estado para o crescimento de um município. Vamos colocar no poder, aqueles políticos que vivem e trabalham por nossa cidade, não forasteiros, cuja sua visão está focada para as camadas pobres que nunca foram visitados. Estes candidatos que estão acostumados a comprar seu voto. Eleitor que vende seu voto, não pode cobrar do candidato vitorioso, pois o mesmo comprou seu voto. Você eleitor pobre! Você vai continuar fazendo parte da história como pobre ou como besta. Se sua decisão de vender seu voto prejudicasse só a você e sua família. Mas, você prejudica a vida de um Pais e todo um Estado.
Não consigo entender, os filhos que vivem nesta terra de Simôa, que estão comendo o pão que o diabo amassou, sentindo na pele, a exclusão daqueles que detém o poder e continuam votando em candidatos forasteiros. Basta um sujeito chegar por aqui, se enraizar, construir uma parede alí ou cantar de galo para todo mundo ouvir e pronto! Já é o homem certo para ser prefeito de Garanhuns, deputado, o escambal! Isso é uma vergonha, que mata qualquer garanhuense da gema, de tristeza por ver tantos forasteiros triunfarem e realizarem seus mais ambiciosos sonhos. Não tenho nada contra aqueles que aqui chegaram e construíram sua vida nesta terra que Augusto Calheiros disse amar tanto. Será que esses candidatos sabem disso? Garanhuns não merece ser administrada por forasteiros que não conheçem as raízes de todos nossos males. Necessitamos ser bairristas como os eleitores de Caruaru. É necessário valorizar mais, a nossa prata de casa. Temos muitos garanhueses talentosos, bons administradores, sérios e capazes de transformar a nossa terra numa verdadeira frente de trabalho.
Nossos jovens e pais de famílias clamam por: trabalho, trabalho e trabalho! Queremos crer que com a aquiescência dos eleitores de nossa terra, conseguiremos fazer pelo menos dois Deputados Estaduais e um Deputado Federal. Afinal, no passado já tivemos dois deputados estaduais e dois federais. Ali é você sozinho naquela cabine. Então, raciocine, pense em seus filhos, pense na nação...Vamos mudar essa safadeza. Vamos mandar esses caras que estão roubando o dinheiro da merenda de uma criança que vive morrendo de fome e tirando o dinheiro de um calçamento, de volta para casa. Nosso voto é nossa única vingança.

Josalia Pimentel (colunista)
.

Se o Mister Bean fosse o Michael Jackson

Garanhuns é citada num artigo que busca explicar incoerência em pesquisas de intenção de voto

Gente, alguém me diz onde fica Itupeva? Desculpe-me a ignorância. É que um jornalista de lá, do Jornal de Itupeva, referiu-se a Garanhuns em um artigo em que critica as pesquisas de intenções de votos.
Não emitirei juízo de mérito, apenas quero que leiam e digam: Concordam com ele? Garanhuns tem total dependência de programas como o Bolsa-Família???
.
Trancrevo:


Você sabe como é feita a pesquisa de intenção de voto?

Esta dúvida, diante dos números apresentados durante a presente campanha eleitoral, aparece na cabeça, de oito a cada dez eleitores.

Por conta disso, esta informação encontra-se a disposição do eleitor no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De uma pesquisa recente, postada neste site é importante observar os seguintes números:

Num universo de 2508 pesquisados, a proporção por região, ficou assim definida:

Região Norte/Nordeste 840 pessoas pesquisadas.
Estado de São Paulo 574 pessoas pesquisadas.
Minas Gerais 256 pessoas pesquisadas.
Região Sul 378 pessoas pesquisadas.
Rio de Janeiro 278 pessoas pesquisadas.
Região Central 182 pessoas pesquisadas.

E aqui entra algumas considerações. Qual o número de eleitores da região Norte/Nordeste? Minas Gerais é o segundo maior colégio eleitoral do País, entretanto, tem um número de pesquisados menor que a região Sul. O Rio de Janeiro também tem um número de pesquisados bastante reduzido.

A distribuição por Estado, número de cidades e de eleitores pesquisados, para esta pesquisa, ficou assim:

Acre – 1 cidade – 14 pesquisados.
Amazonas – 2 cidades – 42 pesquisados.
Pará – 5 cidades – 84 pesquisados.
Rondônia – 1 cidade – 14 pesquisados.
Roraima – 1 cidade – 14 pesquisados.
Tocantins – 1 cidade – 14 pesquisados.
Alagoas – 3 cidades – 42 pesquisados.
Bahia – 11 cidades – 158 pesquisados.
Ceará – 7 cidades – 98 pesquisados.
Maranhão – 5 cidades – 70 pesquisados.
Paraíba – 4 cidades – 56 pesquisados.
Pernambuco – 9 cidades – 112 pesquisados.
Piauí – 3 cidades - 42 pesquisados.
Rio G. do Norte – 3 cidades – 42 pesquisados.
Sergipe – 2 cidades – 28 pesquisados.
Espírito Santo – 3 cidades – 42 pesquisados.
Minas Gerais – 20 cidades – 266 pesquisados.
Rio de Janeiro – 13 cidades – 224 pesquisados.
São Paulo – 36 cidades – 574 pesquisados.
Paraná – 10 cidades – 140 pesquisados.
Rio G. Sul – 10 cidades – 160 pesquisados.
Sta Catarina – 6 cidades – 84 pesquisados.
Distrito Federal – 1 cidade – 28 pesquisados.
Goiás – 6 cidades – 84 pesquisados.
Mato G. Sul – 2 cidades – 28 pesquisados.
Mato Grosso – 3 cidades – 42 pesquisados.

A desproporção fica evidente quando cidades como Garrafão do Norte, Riachão do Jacuípe, Barbalha, Itapissuma e Garanhuns, têm 14 pesquisados, enquanto as cidades de Santos, Campinas, Ribeirão Preto e Florianópolis também têm 14 pesquisados.

Aqui o eleitor já pode perceber que a condição de vida, renda e formação escolar dos pesquisados das primeiras cidades, são de quase total dependência das bolsas sociais do governo federal, enquanto nas segundas a condição de vida, renda e formação escolar são obtidas com o trabalho e oportunidades oferecidas pelo Estado.

Ainda do total pesquisados 34% são da região Norte/Nordeste, ou seja: a desproporcionalidade a favor de candidato A, B ou C, se intensifica para mais, quanto mais ele estiver próximo do governo federal. Entretanto, independente disso, os percentuais de intenção de voto obtido são divulgados em todo o Brasil. Regiões e cidades com menor densidade populacional e econômica e, portanto mais dependentes dos programas sociais do governo federal, têm peso idêntico aos das regiões mais desenvolvidas. Visite o site do TSE.

Reinaldo Oliveira - Jornalista
E-mail: reioliveirao@hotmail.com
.
Agora comigo: Uma visão distorcida de nossa Garanhuns. O cara mora em uma cidade que ninguém sabe nem qual é, onde fica, mas passa suas impressões com total desconhecimento sobre "condição de vida, renda e formação escolar" do povo de nosso município, para seus leitores e do jornal em que escreve. A caneta é uma arma contra a dignidade comunitária.

Bem, vou fazer minha parte. Itupeva é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 23º09'11" sul e a uma longitude 47º03'28" oeste, estando a uma altitude de 675 metros. Sua população estimada em 2004 era de 30.283 habitantes. Possui uma área de 200,516 km². O prefeito é o Ocimar Polli do PMDB, o vice é do PSDB. Talvez por isso, ilhado num mundo tucano, com prefeitura e governo do estado, o estimado jornalista tentou tirar o crédito das pesquisas que já indicam uma vitória Petista no primeiro turno.
Posso até discutir política, mas somos todos do PG, Partido de Garanhuns, e devemos começar a nos unir de verdade pra defender esta cidade.
Ao nobre jornalista Reinaldo Oliveira, até mesmo pela internet ou em nosso blog, ele poderá ver que temos, apesar dos vários problemas políticos, uma cidade em expansão, que abriga cursos superiores como Direito, Engenharia, Computação e Medicina. Só para ficar em um segmento citado por ele, que mora numa cidade de 30 mil habitantes e acha que aqui todo mundo tem bucho de lombriga! Só porque está em São Paulo!

Temos que começar a ser bairristas ferrenhos! É por aí!
.

A culpa é de todos nós

Transcrevo do Blog do Alexandre Marinho.


Ontem, ao mesmo tempo em que lia com tristeza um e-mail do Presidente do Conselho de Desenvolvimento do Meio Ambiente do nosso município (CODEMA), Renato Mattos, prorrogando o prazo para inscrições do concurso escolar sobre educação ambiental, em razão do reduzido número de participantes locais, tentava ajudar minha filha a decorar os nomes dos papas da Idade Média, para passar em sua “prova” de história. É a famosa decoreba - um dos maiores absurdos da educação brasileira. Decoreba de história, de geografia, de ciências...

Ou seja: dois absurdos, duas razões que explicam em parte o por quê de nossa educação ainda ser considerada uma das piores do mundo. O mundo tem mudado radicalmente nos últimos anos, mas os métodos de ensino da educação brasileira continuam os mesmos de 30 ou 40 anos atrás.

Disciplinas transversais como educação ambiental, informática, filosofia e várias outras, que já deveriam ter se tornado disciplinas centrais nos currículos escolares continuam relegadas a terceiro e quarto planos, com os professores ainda sem saber como trabalhar em sala de aula, não apenas estes novos temas, mas também os novos valores, habilidades e conhecimentos, exigidos pela sociedade em que vivemos.

Enquanto essas disciplinas (que deveriam ser centrais) estão à margem do processo de transmissão e construção do conhecimento, estão nossos filhos...
 
Para continuar a leitura, cliquem no link http://blogdoalexandremarinho.blogspot.com/
.
Agora comigo: É impossível não concordar com o Alexandre nesse texto sobre educação e meio ambiente, aliás, Alexandre tem esse poder de nos chamar a atenção sobre determinado tema e se aprofundar nele. Seu blog é leitura obrigatória!

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.