PERNAMBUCO EM AÇÃO

PERNAMBUCO EM AÇÃO
Clique na imagem

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

ATENÇÃO - TRE DIVULGA VOTAÇÃO DE ZÉ DA LUZ


Nesta segunda-feira, após o TSE totalizar os votos de todo o país, foram divulgados pelo TRE-PE as quantidades de votos que receberam os candidatos que estão indeferidos e concorrendo graças a recursos. Dentre eles, é grande a expectativa para Zé da Luz, portanto vamos logo matar esta curiosidade geral, dos seus eleitores e até dos adversários do ex-prefeito caeteense. Ao lado de Zé da Luz tem também outras personalidades políticas conhecidas do eleitorado, mas que decepcionaram nas urnas. O único que teve votos para pensar na possibilidade de eleição é o próprio Zé da Luz.

31456 - JOSE LUIZ DE LIMA SAMPAIO 28.515 (Zé da Luz)

15222 - MARIA JACILDA GODOI URQUISA 16.524 (Jacilda Urquiza)

27688 - MANOEL TEIXEIRA DE LIMA 5.354 (Neguinho Teixeira)

44655 - ANDRE LUIZ RANGEL DE FARIAS 4.330 (ALF)

36699 - MALBA LUCENA DE OLIVEIRA MELLO 3.549 (Malba Lucena)

44444 - PAULO APOLINÁRIO DA SILVA JUNIOR 3.423 (Junior de Paulo)

11110 - NEWTON D EMERY CARNEIRO 2.619 (Newton Carneiro)

44567 - JOELIO ALVES RODRIGUES 1.747

31369 - LUIZ GERALDO CABOCLO DOS SANTOS 992

44121 - YULO EUGENIO QUIXABA DE ARAUJO 488

25322 - JOÃO FERREIRA DE SOUZA 396

31666 - SEVERINO JOSE DE SANTANA PEREIRA 264

36233 - WELLINGTON PIRES DE SÁ 61

17111 - RUY WANDERLEY GONÇALVES DE SÁ 32
.

O PHS, partido de Zé da Luz, fez dois deputados: Adalberto Cavalcanti com 42.751 e Mary Gouveia com 33.032 votos. A primeira suplência ficou com Cassia do Muinho com 27.975 votos. Portanto, Zé da Luz tem agora três perspectivas diferentes:

1. A Lei Ficha Limpa sendo aprovada pelo STF para esta eleição de 2010, os votos de Zé da Luz serão considerados nulos e nem precisa estar fazendo contas. Não muda nada na divulgação dos eleitos em 3 de outubro. Ele fica inelegível e não pode ser candidato nem nas próximas eleições.
.
2. A Lei Ficha Limpa sendo descartada pelo STF, obriga a recontagem desses votos como válidos, alterando inclusive os quocientes eleitorais. Caso o seu partido, como tudo indica, faça o terceiro deputado, Zé da Luz estaria eleito nesta terceira vaga, pois teria mais votos que a primeira suplente de momento.
.
3. Na recontagem dos votos, caso não dê essa terceira vaga ao PHS, Zé da Luz seria o primeiro suplente, tomando a vaga também da Cassia do Muinho, e somente assumiria nas vagas dos deputados eleitos do seu próprio partido, Adalberto e Mary Gouveia, pois seu partido não coligou.
Se tivesse permanecido no PSB seria o 8º suplente do chapão que fez 33 deputados estaduais.
.

Portanto, divulgados esses votos tem agora duas esperas, uma delas mais simples, saber o novo quociente eleitoral se forem validados esses votos. E outra e mais importante, e o Brasil todo espera, a definição do Supremo Tribunal Federal.
.
Na foto deste post, Zé da Luz está ao lado do ex-vereador Givaldo Calado, um dos coordenadores de sua campanha.
A foto é do blog do Wagner Marques, AgendaGaranhuns.
.

Anotações sobre as eleições visando 2012

Tive o prazer de passar o final de semana no trabalho de cobertura para a 87 FM, e acredito que o resultado da equipe foi muito positivo. Sob a coordenação de Eugênio Sobrinho e ao lado de Gilson Santos, que nos trouxe informações de vários cantos da cidade, entrevistando delegados, juízes, eleitores, polícia federal, o prefeito Luiz Carlos, o ex-prefeito Silvino, quando estavam em visitas às seções eleitorais, entre outras autoridades, acabou por nortear a análise do transcorrer do dia.
.
Dois convidados enriqueceram o debate na rádio, os advogados Nilton Ayres e Tony Neto, que além da questão jurídica, pudemos avançar nas questões político/partidárias do processo eleitoral. Simão Silva também esteve presente, portanto um time de alto nível debatendo este 3 de outubro e as suas consequências para Garanhuns.
.
Um dos casos mais marcantes desta eleição foi a atuação das polícias na busca de coibir os abusos de compra de votos e boca de urna. Foi justamente nesta questão que tivemos o incidente que acabou por levar à prisão o vereador Zaqueu Lins. Noticiado pelas rádios.
.
Infelizmente o TSE não resolveu a questão sobre a Lei Ficha Limpa antes da eleição e por isso todo o país está no suspense. Espera-se que seja definido antes da diplomação, sob o risco de criar situações ainda mais polêmicas com a troca de deputados e outros cargos eletivos em pleno exercício do mandato.
.
A votação de Zé da Luz deve ser divulgada pelo TSE em menos de 30 mil votos, mas que, depois conseguindo sucesso no embate jurídica, deve lhe dar uma vaga na assembleia, pois os cálculos dos quocientes eleitorais serão refeitos e seu partido deve ampliar os eleitos de 2 para 3, e aí Zé seria o próximo da lista. Mas não será fácil!
.
Mesmo sem ser eleitos, os nomes de João Guido e de Sivaldo Albino foram motivos de elogios pela cidade hoje. Ambos tiveram votações parecidas, dentro e fora da cidade. Mas o fato de terem ultrapassado a marca dos 8 mil votos em Garanhuns foi de fato merecedor de uma análise mais aprofundada e discussiva sobre o papel dos dois na próxima eleição de prefeito.
.
Aliás, é nessa eleição que agora todo mundo está de olho. Izaías Régis virá com força, mas seria recomendável sua candidatura. É lógico que agora reeleito, ele teria todas as condições de buscar esta eleição. Mas essa possibilidade será estudada mais na frente, quando o quadro começar a ficar mais claro.
.
A questão da inelegibilidade também terá fundamental importância para as candidaturas postas para 2012, pois Zé da Luz e Silvino, dois potenciais candidatos agora estariam inelegíveis. E pode acontecer dessa conta aumentar nesses dois anos.
.
A influência do prefeito também é uma incógnita. É claro que qualquer prefeito com a administração pública facilita uma eleição, mas podemos dizer que há indícios de fogo amigo que pode dificultar a armação de um palanque único, ou até mesmo criar obstáculos à administração até a eleição de 2012.
.
Bem...... Bigode do Queijo teve 226 votos em Garanhuns para deputado federal. De repente surgiu uns cavaletes com sua propaganda política em plena Av. Rui Barbosa e parece que caiu nas graças de alguns eleitores. O cidadão trabalha realmente com queijo, tem um bigode quilométrico e mora em Capoeiras. Teve ao todo 1.236 votos. Uh lálá.
.
Outros candidatos de Garanhuns. Paulo Camelo encerrou com 1.443 votos no total em Pernambuco, e para estadual o Major Lucena teve apenas 404 votos.
.
Priscila Krause ficou na suplência, mas ultrapassou a marca dos mil votos em Garanhuns, que era esperado. Sua campanha de oposição às forças que hoje administram o Recife, o estado e o país acabou por dificultar não apenas a sua, mas toda a campanha oposicionista no estado. Por isso, até o quociente eleitoral cresceu em sua coligação devido ter feito poucos deputados.
.
Os evangélicos estão com tudo. Fazem uma campanha quieta, dentro das igrejas e elegem seus representantes. A Assembleia de Deus surpreendeu muita gente ao colocar o Presbítero Adalto entre os estaduais mais votados e o Pastor Eurico entre os federais. Mas é interessante como a cada eleição aparecem novos nomes na base evangélica. Outrora tivemos Cordeiro de Deus, Dilma Lins, entre outros, mas por falta de vocação política acabam por não conseguir facilmente suas reeleições. Conta também que os votos são das igrejas que definem os candidatos e não apenas daqueles que se candidatam. Quando perdem essa base dificilmente conseguem continuar na vida política.
.
Essa foi a campanha dos cabos eleitorais. Como está proibido um monte de coisas na campanha, acarretou que encareceu o apoio desses detentores de votos nas comunidades. Geralmente esse acordo é baseado na quantidade de votos que cada um teria a oferecer. Se esse cabo eleitoral tem um cargo eletivo como vereador ou prefeito, é claro que o acerto é maior, e eles podem coordenar a infra-estrutura de uma campanha aumentando a quantidade de novos cabos eleitorais, que têm seus "passes" fixados pelo poder de rapassar os votos de seu campo de influência. É mais ou menos por aí.
.
Izaías saiu deste dia 3 de outubro como grande vitorioso da eleição em Garanhuns, pois não foi divulgada a votação de Zé da Luz e consequentemente sua condição de eleito ou não. Houve carreata dos partidários de Izaías que demonstrou estar aliviado depois de uma campanha difícil.
Roberto Almeida registrou que Fernando Ferro mostrou que é possível ter votos sem precisar comprá-los. Somente em Garanhuns teve quase cinco mil e está reeleito. É importante que se diga que embora seja o líder do PT na Câmara dos Deputados neste atual governo Lula, Ferro tem mais aproximação ainda com Dilma Roussef, a quem conhece há décadas e com quem militou na esquerda dos anos 70.
.
Se todo mundo que foi bem votado em Garanhuns resolver se juntar por nossa cidade devemos ter uma legislatura favorável. Nomes como Ana Arraes, Humberto, Armando, Leonardo Dias, Rands, Claudiano Filho, entre outros, devem assumir um compromisso com nossa cidade e mostrar porque mereceram tantos votos por aqui.
.
Dilma não venceu no primeiro turno, e argumenta-se que foi devido a uma corrente de internet em que de forma mentirosa atribuía à candidata algumas notícias falsas. Não gosto de corrente na internet através dos e-mails. Muita gente repassa sem nem saber se aquilo que está repassando é de fato útil ou se é lixo eletrônico. Já falei sobre isso aqui!
.
Muita gente saiu derrotada das urnas. Algumas de forma avassaladora. Mas lembrem, em Política há sempre possibilidades de recomeços. Vejam no cenário nacional quantos exemplos existem.
.
Vou parar por aqui pois o post está muuuuito longo. Depois falo mais alguma coisa. Isto é porque fiquei devendo informações no blog do processo eleitoral em Garanhuns.
.
Antes, gostaria de agradecer as várias ligações e e-mails parabenizando a minha pessoa e ao blog pelo trabalho de informação durante o período eleitoral e principalmente na cobertura deste 3 de outubro, junto a 87 FM. Confesso que para mim e acredito para outros bloggers não deve ter sido fácil alimentar de notícias políticas suas páginas com o clima de adversidade eleitoral criado nesse período.
Vida que segue, e eu vou por aqui, dando continuidade a este trabalho. De verdade, aos muitos amigos que venho conquistando, obrigado! :)
.

Deputados eleitos de Pernambuco em 2010

Pernambuco repercute hoje os 25 novos parlamentares do estado na Câmara Federal e 45 na Câmara Estadual. Confira a lista de eleitos:

FEDERAIS

Deputados federais eleitos pela coligação Frente Popular de Pernambuco

Ana Arraes
Eduardo da Fonte
João Paulo
Inocêncio Oliveira
Pastor Eurico
Fernando Filho
Maurício Rands
Danilo Cabral
Gonzaga Patriota
Wolney Queiroz
Luciana Santos
Pedro Eugênio
Silvio Costa
Cadoca
José Chaves
Jorge Corte Real
Fernando Ferro
Roberto Teixeira
Anderson Ferreira
Paulo Rubem

Deputados federais eleitos pela coligação Pernambuco Pode Mais

Sérgio Guerra
Mendonça Filho
Bruno Araújo
Raul Henry
Augusto Coutinho

ESTADUAIS

Deputados estaduais eleitos pela Frente Popular de Pernambuco

Pastor Cleiton Collins (PSC)
Presbítero Adalto (PSB)
Guilherme Uchôa (PDT)
Sílvio Costa Filho (PTB)
Sebastião Oliveira (PR)
João Fernando Coutinho (PSB)
Clodoaldo Magalhães (PTB)
Ângelo Ferreira (PSB)
Pedro Serafim Neto (PDT)
Henrique Queiroz (PR)
Isaltino Nascimento (PT)
Waldemar Borges (PSB)
Aglaílson Júnior (PSB)
Alberto Feitosa (PR)
Leonardo Dias (PSB)
Raquel Lyra (PSB)
Aluísio Lessa (PSB)
Sérgio Leite (PT)
Vinícius Labanca (PSB)
Odacy Amorim (PSB)
Raimundo Pimentel (PSB)
Manoel Santos da Contag (PT)
Julio Cavalcanti (PTB)
Laura Gomes (PSB)
Luciano Siqueira (PC do B)
Teresa Leitão (PT)
Botafogo Filho (PDT)
Everaldo Cabral (PTB)
Diogo Moraes (PSB)
Marcantônio Dourado (PTB)
Isaías Régis (PTB)
André Campos (PT)
Francismar Pontes (PTB)

Deputados estaduais eleitos pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)

Betinho Gomes
Claudiano Filho
Édson Vieira
Antônio Moraes
Carlos Santana

Deputados estaduais eleitos pela Coligação Pernambuco para Todos

Eriberto Medeiros (PTC)
Rodrigo Novaes (PTC)
Ricardo Costa (PTC)

Deputados estaduais eleitos pelos Democratas

Tony Gel
Maviael Cavalcanti

Deputados estaduais eleitos pelo Partido Humanista da Solidariedade (PHS)

Adalberto Cavalcanti
Mary Gouveia

Deputados estaduais eleitos pela Coligação Pernambuco pode Muito Mais

Gustavo Negromonte (PMDB)
Ramos (PMN)

Deputado estadual eleito pelo Partido Republicano Progressista

Rildo Braz

Deputado estadual eleito pelo Partido Verde

Daniel Coelho
.
Da Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR

Senador mais votado no Amapá será o mais jovem da legislatura, e é de Garanhuns!


Macapá (AP) – O senador mais votado do Amapá nesta eleição vai cumprir o primeiro mandato em cargo majoritário e será o mais jovem na próxima legislatura. O candidato do P-SOL Randolfe Rodrigues, de 36 anos, recebeu quase o dobro de votos do segundo eleito no estado, Gilvam Borges, do PMDB.

Randolfe Rodrigues é ex-deputado estadual no Amapá, foi líder estudantil e cara pintada no processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor, em 1992. Nasceu em Garanhuns, em Pernambuco, e se formou em história pela Universidade Federal do Amapá e em direito pela Faculdade Seama. É mestre em política pública pela Universidade Federal do Ceará.

Com 100% das urnas apuradas, Randolfe recebeu 203.259 votos, o que representa 38,94% do eleitorado. O segundo colocado na disputa amapaense, Gilvam Borges, do PMDB, foi eleito com 23,19%, 121.015 votos. Na história do Congresso Nacional, a senadora Marina Silva foi a mais jovem eleita, ao tomar posse aos 36 anos. Ano que vem, quando chegar a Brasília, Randolfe já terá completado 37 anos.

Na primeira pesquisa eleitoral, Randolfe apareceu em penúltimo lugar. Quem liderava era o ex-governador do estado Waldez Goes, do PDT, que foi preso na Operação Mãos Limpas, da Polícia Federal, no mês passado e ficou em terceiro colocado na eleição.

Para Randolfe, as denúncias de corrupção no governo do estado contribuíram para o resultado. “O Amapá vive a mais grave e dramática crise politica da histórica. E o povo disse basta, queremos uma página nova na história do Amapá."

O senador eleito começou a vida política no PT e deixou o partido para se filiar ao P-SOL pouco depois da fundação da legenda. Ele afirma que discordou do apoio dado pelo PT ao então governador do estado Waldez Goes e pediu a desfiliação.

Eleito sem coligações, Randolfe vai ter a companhia do senador José Sarney, atual presidente do Senado Federal, na bancada do estado: “vou respeitá-lo como senador do Amapá, mas ele saberá que temos posições politicas e ideológicas independentes”, afirma.

Randolfe afirma que vai lutar por mais verbas federais para o Amapá. “O estado precisa de mais recursos. A nossa universidade precisa de mais cursos, inclusive, de pós-graduação. Precisamos de mais investimentos da União, não podemos ser o primo pobre, a última fronteira do país”, diz.

Da Agência Brasil
.
Agora comigo: Será o novo Lula?

Garanhuns vota nos seus candidatos


Acredito que poderia ter sido melhor pela quantidade de votos que tem na cidade, mas o fato é que o resultado em Garanhuns acabou por ser satisfatório. Izaías reeleito, Zé da Luz provavelmente majoritário, Sivaldo ultrapassou os oito mil votos e se tivesse conseguido mais cidades para buscar votos poderia estar também comemorando, pois de fato somente precisava dos 20 mil votos que falava. Lucena não foi bem votado, mas não fez campanha, é uma verdade.

Para federal também poderia ser melhor, mas não foi ruim. Paulo Camelo ultrapassou a marca dos mil votos numa campanha praticamente sem estrutura e que trabalha o voto ideológico. E João Guido que surpreendeu e ultrapassou os oito mil votos, numa clara demonstração que as pessoas votaram em outros candidatos a estadual e nele para federal, acabou por fazer uma dobradinha não oficial com Sivaldo e Izaías Régis, pois os votos de Sérgio Guerra e Jorge Corte Real ficaram muito longe dos seus candidatos naturais em Garanhuns.

Fernando Ferro também foi favorecido pelo voto conterrâneo, e tenho certeza que o trabalho da imprensa de mobilização e conscientização popular foi imprescindível. Principalmente os blogs de nossa cidade que conquistaram um espaço importante no cotidiano, trouxeram essa discussão da importância da representatividade política de nossa cidade na esfera estadual, por isso, merecem os blogs agora uma melhor atenção das instituições que possam investir nesses profissionais que estão tendo um papel importante na informação local. E os anunciantes comerciais que possam entender essa nova mídia, e quanto ela pode trazer de repercussão ao seu negócio.

Estive, como sabem, trabalhando durante o final de semana na cobertura das eleições para a 87FM, convidado que fui novamente. Não pude atualizar o blog como gostaria, mas coloquei o link da emissora para que pudessem acompanhar nosso trabalho em tempo real.

Ainda estou colocando a vida em ordem (rsrsrs), depois de muito trabalho, e prometo trazer mais informações e pontos de vista sobre determinadas cenas da campanha e da apuração dessas eleições.

Vejam o que foi escrito no blog no dia 16 de setembro

No dia 16 de setembro, ou seja, há mais de quinze dias, arriscamos uns prognósticos de votos para os candidatos que seriam mais votados em Garanhuns. Confiram novamente e comparem com os resultados oficiais.
Sivaldo Albino. Começou com sua campanha acanhada, sem a estrutura de Zé da Luz e Izaías. Mas com seu peso em Garanhuns foi ganhando força dentro da sua coligação e passou a ser tratado como prioridade pelo PPS, que lhe deu consistência eleitoral em outras cidades, junto com o apoio de Sérgio Guerra. Ganhou espaço com as desavenças de Izaías e Zé da Luz. Na prática é quem precisa de menos votos. Acho que tem entre 8 e 11 mil votos por aqui. Precisa arrumar uns 12 mil fora. Segundo suas próprias contas precisa de 20 mil votos para se eleger. Eu apostaria em 22, pra ficar mais tranquilo.

Izaías Régis. Não está eleito, mas acredito que está perto. Deve ter entre 13 e 16 mil votos em Garanhuns. Sua coligação é uma das mais concorridas e por isso precisa de mais de 40 mil votos para voltar para a Assembleia em um terceiro mandato. Está bem estruturado em outras cidades com apoios de prefeitos, mas ainda tem que trabalhar muito nesta reta final de campanha.

Lucena: É o que tem menos chances. Mas seu objetivo talvez não seja diretamente se eleger. Nem sempre em campanhas eleitorais o objetivo é este. Mas se de repente pega uma beirinha de suplência... Acredito que tem entre um e quatro mil votos. Pode ser que seu olhar esteja votlado para 2012.

Zé da Luz: Sua coligação também é mais tranquila, precisaria de uns 25 mil votos. Foi por isso que trocou o PSB pelo PHS. Acho que se não tivesse impugnável pela justiça eleitoral sairia eleito do Agreste Meridional. Sua campanha para prefeito aqui o fez entrar na periferia da cidade. Tem muitos apoios, inclusive de vereadores. Tinha pesquisas que apontavam que seria o majoritário em Garanhuns. Agora faz campanha para reconquistar os votos que perdeu com a exposição negativa do seu nome. Mesmo assim, se chegar em condições de receber votos em 3 de outubro deverá disputar com Izaías pau a pau. Isso num cenário de hoje. Mas ainda faltam 20 dias de campanha e muita água ainda vai rolar. Sempre que coloco o nome de Zé da Luz alguém sempre comenta que ele está inelegível, que não pode concorrer, mas ele continua com a campanha na rua. Recursos e liminares que vão adiando uma decisão final, se ela não sair antes de 3 de outubro, Zé tá na briga para se eleger, aí a questão vira outra: Tomar posse! Mas muita gente aposta que ele consiga reverter juridicamente sua situação. Continuo achando muito difícil!

Priscila Krause: Conversando com Jorge Branco, esposo de Priscila, ele disse que ela defenderia Garanhuns na Assembleia, independentemente de quantos votos tenha aqui. É uma vereadora atuante na Câmara do Recife. Não discuto aqui a ideologia partidária, até porque isso não existe mais, ou quase não existe. Priscila terá uma boa votação na região metropolitana e traz a marca da renovação no Democratas. Acho que tem em Garanhuns entre 2 mil e 5 mil votos. Não é de Garanhuns, mas sua campanha está sendo feita com competência...

Leonardo Dias: Até 2 meses atrás, Garanhuns nunca tinha ouvido falar desse jovem, mas é filho de Romário Dias, que entende tudo de campanha política. Está fazendo uma campanha com muito investimento, agregou muitas lideranças políticas da região, e é simpático aos olhos do governador. Acredito que está praticamente eleito. Terá em Garanhuns de 5 a 8 mil votos.

Claudiano: O filho de Claudiano Martins abriu comitê em Garanhuns e está nas ruas pedindo votos. Tem também pessoas de influência em nossa cidade que estão acompanhando o rapaz. Claudiano Pai se antecipou ao projeto Ficha Limpa e não se lançou candidato. O filho deve ter entre mil e quatro mil votos por aqui. Como sai com grande votação na área de atuação dos Martins, está na briga por uma cadeira, com grandes chances.

Marcantonio Dourado: Adolfo Lopes repete o apoio ao Lajedense. Que deve no mímino ter mil votos em Garanhuns.

Alberto Feitosa: É o titular do prefeito Dudu em Capoeiras, e é o candidato de Washington Cadete em São Bento do Una. Aqui em Garanhuns tem também simpatizantes. Pode surpreender e ter mais de mil votos por aqui.

...
Garanhuns deve ter uns 65 mil votos válidos para deputado estadual. Muitos votos saem para outros nomes como Esmeraldo, Isaltino, Tereza Leitão, etc. Contando todos deve dar uns dez mil votos, será? Pois até o Bigodão do Queijo tem placa na Avenida. Aliás, se placa na avenida votasse, tinha mais votos que de fato os eleitores de Garanhuns.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.