GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

segunda-feira, 28 de março de 2011

Petrobras realiza Curso de Energia para Jornalistas



Estamos em Recife onde a Petrobras está realizando um curso para jornalistas, mostrando os vários braços da empresa, com ótica especial em Pernambuco. Nesta segunda foram exibidos vários segmentos, sempre com espaço para questionamentos. Amanhã (terça), outro seminário mostrará exclusivamente o Pré-Sal.

Confiram abaixo a programação das apresentações, onde tivemos ativa participação. Depois, vamos aos poucos fazendo algumas anotações interessantes, que impactam inclusive a nossa região, temas como BioDiesel, GNV, GLP, Etanol, Refinaria, PetroquímicaSUAPE, etc.

Palestras:

Geologia e desenvolvimento do Pré-Sal - Adali Spadini - Geólogo - Apontou a parte científica da descoberta e extração do petróleo encontrado em águas profundas.

Refinaria Abreu e Lima - Wilson Guiherme Ramalho - Gerente Geral da Rnest - Mostrou como está a Refinaria Pernambucana.

Os desafios dos Bio-Combustíveis - João Norberto - Gerente de Gestão Tecnológica da Petrobras Biocombustíveis - Apresentou as várias formas que o Brasil tem desenvolvido para a produção de combustíveis "limpos", principalmente os renováveis, com ênfase nos vegetais. Outros como a energia advinda da luz solar e da força dos ventos (eólica) foram também abordados.

PROMINP - Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo & Gás - Alexandre Borges Almeida - Consultor da Coordenação do PROMINP - Mostrou como o governo federal tem capacitado os trabalhadores para o setor, principalmente em Pernambuco.

Gás e Energia - Ricardo Rodriguez - Gerente Geral de Avaliação e Desempenho - Abordou o gás natural extraído das plataformas e consumido principalmente pelas grandes indústrias. Toda a cadeia de produção e distribuição foram temas da palestra. É o gás GNV.

Liquigás - A Petrobras no mercado de GLP - Antonio Luiz Levantino - Gerente de Mercado Envasado Nordeste - A Liquigás é o braço da empresa que trabalha com o gás em botijões, que pode ser também à granel. É o gás das cozinhas, que pode ser armazenado, ao contrário do GNV. Vem aí os botijões de 8 e 5 quilos. Hoje é comum a embalagem de 13 quilos.

SMES - Segurança, Meio Ambiente, Eficiência Energética e Saúde - Sormane Araújo - Tratou dos mecanismos que as empresas Petrobras utilizam para a eficiente política de segurança, tanto de evitar acidentes internos, quanto nos externos, que possam atingir o meio-ambiente.

Responsabilidade Social e Ambiental - Gislaine Garbelini - Responsável pela comunicação da Gerência de Responsabilidade Social e Ambiental da Petrobras. Mostrou as várias ações sociais da empresa.

Patrocínios Culturais e Esportivos - Cláudio Jorge Oliveira - Coordenador de Patrocínios Culturais e Esportivos. Falou sobre o sistema de incentivo ao esporte e projetos culturais, em vários estados, principalmente Pernambuco.
.
Alguns dos representantes da empresa que vieram dar as palestras são do Rio de Janeiro. Depois a gente traz algumas observações interessantes.

Crédito das fotos: Agência Petrobras de Notícias
.

Diário de Pernambuco aponta possibilidade de Zé da Luz assumir mandato

Frente Popular perde vaga na Assembleia

Edição de segunda-feira, 28 de março de 2011
Com a derrubada da Ficha Limpa pelo STF, recontagem de votos elege mais um candidato do PHS


A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de que a lei da Ficha Limpa não se aplica à eleição de 2010 vai alterar mais um posto na Assembleia Legislativa de Pernambuco. A coligação Frente Popular de Pernambuco deve perder uma cadeira, a ocupada por Francismar Pontes (PTB), que seria preenchida por José Luiz Lima Sampaio do PHS. Pontes ficaria como primeiro suplente e provavelmente voltaria à Casa para ocupar vaga em função da convocação de deputados da coligação para ocupar postos no primeiro escalão do governo de Eduardo Campos (PSB).

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) indeferiu nove candidaturas durante o processo de registro para a eleição do ano passado, com base na lei da Ficha Limpa. Os candidatos conseguiram disputar o pleito respaldados por recursos legais. ´Essas candidaturas tiveram seus votos computados à parte, não contabilizados no total de votos válidos do pleito, até o julgamento dos recursos`, explicou o consultor Maurício Romão em artigo publicado em seu blog.

As candidaturas inicialmente impugnadas, e que deverão ser reconsideradas à partir da decisão do STF, tiveram 100.205 votos, distribuídos pelo PR (33.152), PHS (29.507), PMDB (16.524), PRP (9.500), PSDC (5.354), PTC (3.549), e PP (2.619). ´A agregação dessas votações ao pleito de 2010 modifica os votos válidos dos respectivos partidos, os votos válidos das coligações das quais os partidos são componentes, os votos válidos totais do pleito e, por via de conseqüência, o quociente eleitoral`, acrescentou Romão.

A Frente Popular de Pernambuco aumentou o total de votos válidos, mas perdeu uma vaga porque houve um aumento no quociente eleitoral. Com os novos números, na partição das sobras a coligação conquistou três cadeiras por média que, somadas as 29 obtidas diretamente pelo quociente partidário, resultaram em 32 vagas. O PHS, por sua vez obteve duas cadeiras diretamente e, na distribuição de sobras obteve mais uma.

Prefeito Luiz Carlos e Gabriela Valença são recebidos pelo Secretário de Turismo de Pernambuco, Alberto Feitosa


O Prefeito de Garanhuns, Luiz Carlos de Oliveira, juntamente com a secretária de Turismo do Município, Gabriela Valença, participaram de audiência junto ao secretário de Turismo do Estado, Alberto Feitosa. Em pauta, foram tratados assuntos referentes ao Festival de Inverno; Acessibilidade e Divulgação Turística do Município e o Garanhuns Jazz Festival 2012.

De acordo com a secretária Gabriela Valença, ao tratar sobre o Festival de Inverno de Garanhuns, o secretário Alberto Feitosa externou a possibilidade de o evento vir a ser realizado pela Secretaria Estadual de Turismo, através da EMPETUR, ao invés da FUNDARPE, como nos anos anteriores. A decisão será da Casa Civil. “As discussões quanto a data e programação do Festival, só serão discutidas após essa confirmação”, ressalta Valença.

Ainda durante a Agenda, os representantes do Município apresentaram um projeto de Acessibilidade que vem sendo desenvolvido em Garanhuns, possibilitando que atrativos turísticos possam estar acessíveis a cadeirantes e pessoas com deficiências na mobilidade, através da instalação de rampas e sinalização correspondente. “O Secretário adiantou que o Governo do Estado dará apoio, encaminhando turistas com dificuldades locomotoras e visuais, para visitar Garanhuns, viabilizando transportes adequados para que possam se locomover. É importante salientar que toda Garanhuns precisa estar acessível para receber essas pessoas. Não adianta apenas as ruas, praças ou prédios públicos com acessibilidade. É necessário que os Hotéis, bares, restaurantes e o comércio local, também façam suas adaptações para atender a esse público”, frisou Gabriela, complementando que o Município está focando o trabalho nesse público, “com o intuito de tornar Garanhuns, a primeira Cidade com turismo acessível, do Norte e Nordeste”, afirmou.

GARANHUNS JAZZ - Surpreso com a repercussão e o sucesso da 4ª Edição do Garanhuns Jazz Festival, o secretário de Turismo do Estado, Alberto Feitosa já confirmou o evento como festividade oficial do calendário turístico do Estado para o ano de 2012. De acordo com Gabriela Valença, durante o Encontro, o secretário de Turismo também se comprometeu em viabilizar a divulgação turística de Garanhuns nas principais Capitais Nordestinas, bem como em feiras Nacionais e Internacionais do setor.
.
Agora comigo: A notícia acima foi divulgada pela Secretaria de Comunicação Social de Garanhuns, e traz boas informações. Porém, a mudança da gestão do Festival de Inverno da Fundarpe para a EMPETUR e o patrocínio para o Garanhuns Jazz Festival 2012, são as mais importantes.

Nossa cidade tem perdido a cada ano a co-gestão do FIG, e hoje tem uma condição de apenas participação, não influenciando como sendo o dono da casa. Talvez fosse o momento de fazer o governo do estado entender a necessidade de estender ao município a parceria, já que o evento vem totalmente formatado e gerenciado pelo órgão estadual.

Quando ao Jazz, é bom saber que o nosso evento fará parte da grade oficial do turismo estadual, na verdade é uma situação natural neste grande carnaval multicultural pernambucano que agrega as mais variadas linguagens culturais, desde que tenham arte em seu DNA.

Volto ao FIG. Queremos ter uma maior participação no evento, mas temos a responsabilidade de mostrar competência, interesse e condições.

E mais. Temos que aproveitar a presença de Alberto Feitosa no Turismo pernambucano, já que o deputado licenciado tem no Agreste um dos seus redutos eleitorais e tem demonstrado vontade de participar ativamente do nosso cotidiano.

Prefeitura faz aquisição de novas máquinas de costura para formação profissional


A Prefeitura de Garanhuns, através da Secretaria de Assistência Social, entregou recentemente sete novas máquinas de costura ao Centro de Formação Profissional do Município. O objetivo é o aperfeiçoamento das atividades profissionais oferecidas pelo órgão. Somado às já existentes, o maquinário chega a 27 peças, que viabilizará também a criação de novos cursos voltados à área de corte e costura.

O Centro de Formação Profissional oferece cursos de corte e costura industrial, cabeleireira e manicure, formando pessoas interessadas em adquirir uma profissão e que desejam se inserir no mercado de trabalho. Segundo a coordenadora do Centro, Elba Oliveira, os cursos geram impacto positivo no município, uma vez que novas oportunidades de empregos são criadas, e conseqüentemente a renda familiar dessas mulheres aumenta.

As alunas do curso de corte e costura, aprendem a produzir várias peças de roupas como vestidos de noiva, macacões, blazers, saias, blusas, peças infantis, entre outras, através das orientações de três professoras. De acordo com uma das professoras do curso, Gláucia Macedo, o desempenho e a aprendizagem das alunas são positivos. “A maioria das profissionais que saem daqui, já colocam seu próprio negócio”, garante. O curso tem duração de três meses, e é gratuito. Todo o material utilizado é cedido pela Prefeitura, e as peças produzidas pelas alunas são doadas para abrigos, creches, bem como às famílias carentes do Município.

Para participar dos cursos ofertados, o pré-requisito é estar cadastrado em um dos seis CRAS da cidade, ser beneficiário do programa Bolsa-Família ou estar cadastrado em programas sociais do Governo Federal ou Estadual. Além disso, é necessário ter feito no mínimo a 8ª série do Ensino Fundamental.

Para este ano as inscrições já foram feitas e 75 novos alunos integrarão os cursos do Centro de Formação.

O Centro de Formação Profissional está localizado na Praça Manoel Jardim, nº 146 – Centro.

Excursão para o jogão Santa Cruz X São Paulo

Fim da terceira fase do Curso da Fundação Getúlio Vargas, promovido pelo Ministério da Cultura

Gente, no ano passado participei das duas primeiras fases do Curso realizado pela Fundação Getúlio Vargas para o Ministério da Cultura. Lembrando, trata-se de formação sobre projetos culturais e visa formar artistas e produtores culturais que possam interagir diretamente com o MinC. Sendo uma espécie de fomentador cultural, um agente regional.
A primeira fase foi on-line, ou seja, foram milhares de inscrições em todo o país, e foi seletivo para a segunda fase, que aconteceu de forma presencial em várias cidades do país, inclusive aqui em Garanhuns, quando recebemos quase cem pessoas de todo o estado. Foi também seletivo.
A 3ª fase acabou agora, e foi novamente à distância. Como parte dos exercícios avaliativos, nos foi pedido um texto final, englobando a cultura sob vários aspectos, sejam políticas públicas, a participação do governo e tudo mais. Os melhores qualificados serão convidados para a quarta e última fase, novamente presencial, em Brasília-DF.
Reproduzo aqui o nosso texto apresentado:
.

Que papel, afinal, caberia ao Estado na complexa dinâmica cultural brasileira?

O Brasil é um país de uma riqueza cultural impressionante. Aqui as linguagens artísticas eclodem em todos os recantos de nossa área geográfica por essa gente que cultua suas tradições e está atenta às misturas que fazem movimentar e ampliar nossa bagagem. É sempre um olhar no futuro e nas novas tecnologias sem desrespeitar o passado. Um país onde o regional tem seu valor fulcrado nas diferenças e nos costumes, e que entende que da soma de tudo, do que é ascendente ou descendente, vem a identidade desse povo, e conseqüentemente, da nação. Mas como defender isto, fomentando a produção cultural, e ainda gerar oportunidades de se mostrar essa riqueza cultural é o grande desafio dos governos, e principalmente, da efetividade de políticas públicas, estas perenes e necessárias para assegurar as manifestações plurais culturais.

Ao longo do nosso estudo discutimos essas manifestações, identidade, diversidade, patrimônio cultural, espaços urbano e rural onde se desenvolvem as manifestações, depois partimos para uma visão, digamos, institucional da cultura, a partir das concepções de política cultural, bem cultural, indústria (que integra a parte mercadológica da produção e exibição, cujo fim busca lucro), e neste, descobrimos as vantagens e desvantagens da oferta comercial do bem cultural, pois haverá sempre o querer ganhar dinheiro com a manifestação cultural, que muitas vezes se sobrepõe às necessidades e anseios, mas por outro lado, amplia o leque de atrações e mostras que atingem comunidades (culturais ou regionais) que não teriam condições de vislumbrar essas exposições.

A cultura, indispensável para qualquer gestão pública em qualquer nível, não poderá mais ser alinhavada como apêndice de outros órgãos da administração, sob pena de atrofiar a manifestação cultural, seja ela regional ou na amplitude maior, que impacta toda a nação. Os governos devem entender a cultura como alicerce de qualquer programa de governo, e indo além, garantir as condições de implementações de políticas públicas que atinjam a população, na defesa de suas tradições e oferecendo mecanismos que fomentem a produção cultural nacional, em suas várias linguagens, principalmente entendendo as diferenças e aproximando aqueles que estão à margem dos processos da indústria cultural.

A cultura regional é ampliada quando se joga um olhar especial. Vejamos um exemplo: Um Maracatu. O Mestre. Seria simplesmente o cantor, se apenas se prestasse a interpretar as músicas tradicionais. Mas ele inventa, cria e compõe suas loas, suas próprias músicas. E vai ainda mais além, confecciona sua capa, seu manto de beleza colorida brilhante que traduz séculos de costumes tradicionais, num artesanato digno de ser apreciado como obra de arte. Mas ainda não paramos por aí, a manifestação exige a dança, que não é obstáculo para quem já venceu a luta do campo, muitas vezes levantando de madrugada para plantar, colher, arar, ou cortar a cana nas matas pernambucanas. A dança é tão natural que para ele pode não ser arte, é cotidiano. Esse olhar de defender essa gente e suas manifestações culturais é obrigação do estado, através das garantias de políticas públicas culturais.

Para isso, e ser agregador e completo, haveremos de defender as instituições que congregam para o mesmo fim, os conselhos, as câmaras, que se aliam ao Ministério da Cultura como ingredientes de um preparo que resultará num sofisticado e simples bolo cultural. Atentando para a democratização das discussões e implementações, pois é o próprio povo, que recebe a ação pública, que sabe o que quer, e que deve ser ouvido sobre seus anseios e suas prioridades.

É esta visão democrática que o estado deve fustigar. Ouvindo, interagindo e devolvendo em forma de políticas públicas que atendam às várias tribos culturais que existem neste enorme país continental.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.