GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

GOVERNO DO ESTADO

terça-feira, 12 de abril de 2011

Qual o perfil de prefeito que queremos para Garanhuns?

Procuramos fugir um pouco da onda de procurar nomes, por isso através da nossa enquete fomos buscar o perfil ideal para o futuro prefeito de Garanhuns. Até porque não acreditamos mais em projetos personalistas, super-heróis que salvarão nossa cidade.

Precisamos de um grupo de pessoas competentes e comprometidas e que tenham à frente um líder democrático e empreendedor, além de político, com facilidade em lidar com as novas exigências administrativas públicas e que tenha coragem de ir em busca de recursos com os bons projetos debaixo do braço, aliado, é claro, de políticos em níveis estadual e federal compromissados com Garanhuns.

Mas para saber quem é este nome, precisamos saber qual é o seu perfil. E as opções foram estas:

Deve ser um nome ligado ao prefeito
Deve ser um nome ligado ao governador
Deve ser um empresário local
Deve ser alguém que não tenha disputado eleições
Deve ser alguém experiente em política
Deve ser um jovem
Deve ter curso superior
Deve morar em Garanhuns
Deve ser um dos secretários de Luiz Carlos
Deve fazer oposição ao prefeito
Deve ter dinheiro pra gastar na campanha
Deve ser populista
Deve se preocupar em fazer projetos
.
Agora comigo: Foram 13 opções e nossos e-leitores puderam votar em quaisquer delas, inclusive em mais de uma, pois se tratam de características e qualidades cominadas. Tivemos 215 votos, o que é um número sem vícios, ou seja, se houve manipulação, não chegou a afetar o resultado. Mas lembramos que enquetes não têm valor científico.

Vamos agora tentar traçar o perfil para o nosso leitor, que lembrem, tem boa formação, estuda, trabalha, ganha relativamente bem, idade mediana, portanto o formador de opinião em nossa cidade.

Precisamos de um ponto de referência, como foram 13 opções, vamos trabalhar com as 7 mais votadas, entendendo que seria mais de 50%. A ordem abaixo registra também a preferência, daí montamos o perfil:

O FUTURO PREFEITO DE GARANHUNS...

...Deve se preocupar em fazer projetos - 123 votos (57%)
...Deve morar em Garanhuns - 106 votos (49%)
...Deve ter curso superior - 75 votos (34%)
...Deve ser um jovem - 65 votos (30%)
...Deve ser alguém experiente em política - 60 votos (27%)
...Deve ser um nome ligado ao governador - 55 votos (25%)
...Deve fazer oposição ao prefeito - 54 votos (25%)
.
Mais: Pelo resultado a gente vê a importância que os bons projetos têm hoje em dia. Não se conseguem mais verbas públicas para investimentos nas cidades se não tivermos um bom departamento de projetos, e pra tudo. As pessoas estão despertando para esta necessidade.

E aí? O que acharam da enquete? Quais dos atuais pré-candidatos se encaixam neste perfil? Eu acredito que o resultado, neste momento, espelha a realidade deste grupo e-leitor do nosso blog.

Instituições pedem ao governador que Garanhuns seja sub-sede na Copa 2014


No seminário Todos por Pernambuco, inúmeras entidades aproveitaram a estadia do governador e seus secretários em Garanhuns para fazer suas solicitações. Foi assim com algumas associações, CDL, sindicatos, etc. A exemplo disto, a diretoria executiva do Sete de Setembro Esporte Clube, entregou nas mãos de Eduardo Campos, um documento no sentido de que nossa cidade possa se tornar um dos Centros de Treinamentos da Copa de 2014. No ofício, apresentam-se argumentos acerca dos motivos que fazem Garanhuns se enquadrar aos critérios determinados pela Comissão do evento esportivo.

No documento, além da assinatura do presidente do Sete, Givaldo Calado, constam inúmeras assinaturas de instituições da sociedade civil organizada; clubes de serviço; de prefeitos da região; dos comandantes do 71º BI Motorizado e da Policia Militar, entre outros.

O governador prometeu analisar o documento com carinho, parabenizou essa iniciativa liderada pelo clube e adiantou que desde já essa reivindicação do Sete tem seu apoio. Eduardo elogiou a história do munciípio como polo turístico e que bem sabe receber.

Muitas pessoas ainda não entenderam que se Garanhuns se tornar uma das sub-sedes e abrigar uma seleção, qualquer que seja, em um novo hotel, ou quem sabe até no Tavares Correia, muitos outros benefícios infra-estruturais devem ser implementados em nossa cidade, para se adequar às normas da FIFA. Serão investimentos federais em estradas, tecnologia, água/energia, segurança, etc.

Imaginem então se conseguimos trazer uma seleção europeia para desfrutar do nosso clima. Este debate deve ser implementado e aprofundado em Garanhuns com impacto no estado.

Até os mais críticos quanto ao governo do estado não viram até hoje uma gestão ir de encontro à população para ouvir seus anseios e discutir suas prioridades. Não se discute aqui se serão tiradas do papel, esperamos que sim, mas diante da quantidade de pedidos é quase impossível, todos sabem disso, é por isso que a discussão passa pelas prioridades que a própria população pode apresentar.

É bom lembrar que o encontro foi aberto, qualquer pessoa poderia participar e as tribunas e plenárias democráticas.

Usuários de drogas têm mais um centro de atenção psicossocial em Garanhuns


A Prefeitura de Garanhuns implantará, com recursos do Ministério da Saúde, mais uma unidade do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), desta feita do tipo AD. Trata-se de um serviço de atenção psicossocial para o atendimento de usuários de álcool e outras drogas, com transtornos decorrentes do uso e dependência química.

O CAPS AD é destinado a realizar trabalhos de reintegração dos indivíduos à sociedade. As atividades serão realizadas por uma equipe multidisciplinar formada por psiquiatra, psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, arte educador, educador físico, entre outros profissionais, que prestarão atendimentos específicos com atividades individuais e em grupo, além da promoção de oficinas terapêuticas, tratamento clínico, e orientações pedagógicas preventivas para a comunidade, bem como acompanhando o usuário e seus familiares, na sede do CAPS e através de visitas domiciliares.

De acordo com o coordenador de Saúde Mental do Município, Charles Oliveira, os Centros de Atenção Psicossocial não trabalham com regime de internamento. “As atividades acontecem durante o dia e os usuários voltam para as suas casas no final da tarde. Eles podem freqüentar o CAPS uma, duas, ou até cinco vezes por semana, tudo depende da avaliação e do tratamento apropriado”, informa o Coordenador.

O CAPS AD está apto a receber usuários a partir dos 16 anos de idade, por demanda espontânea ou através de encaminhamentos. O trabalho é desenvolvido em parceria com os Postos do Programa de Saúde da Família (PSF) e dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), que também realizam a identificação dos casos e os encaminhamentos. Cerca de 200 pessoas poderão ser atendidas inicialmente no novo CAPS.

“A chegada do CAPS AD é muito importante para Garanhuns, já que a demanda de usuários de drogas em Garanhuns é crescente, principalmente usuários de crack. O novo Centro é uma possibilidade de atender essa demanda através do Serviço Público”, registra Charles Oliveira.

JESUS ALEGRIA DOS HOMENS - A Paixão de Garanhuns


Neste 2011 completam-se vinte e um anos que os dias da Semana Santa em Garanhuns recebem o brilho da arte que alimenta a fé, através de um espetáculo com características únicas. Jesus Alegria dos Homens, a Paixão de Cristo do Agreste Meridional, abre sua temporada celebrando mais de duas décadas de sucesso e pronto para repetir em crescente, suas doses de emoção e beleza. De 20 a 23 de abril, às 19:00 horas, no Alto do Magano, a 1.030 metros acima do nível do mar, a história da Paixão, Morte e Ressurreição do Cristo será contada mais uma vez em grande estilo por um elenco de aproximadamente de duzentas pessoas.

Das passagens bíblicas inéditas até a infra-estrutura para os espectadores, o evento consagra-se como a segunda maior encenação do interior do estado. Arquibancadas, camarotes, praça de alimentação, policiamento ostensivo, transporte urbano e estacionamento com segurança particular, somam-se aos 90 minutos de exibição, sem que o público precise se deslocar de um ponto a outro para acompanhar a peça. Outro acréscimo de comodidade para quem assiste, é o super telão que retransmite todas as cenas nos seus mínimos detalhes.

Com ingressos a preços populares (R$: 3,00) é bonito de ver um espetáculo para toda a família. A estratégia de fornecer acesso via doação de ingressos a instituições de ensino públicas e privadas, a direção irá disponibilizar cerca de 70% dos ingressos para escolas, associações, fundações, etc. Essa ação, além de contribuir nesse aspecto da presença de público, colabora para a formação de futuras platéias.

A Paixão de Cristo de Garanhuns faz seus últimos preparativos para a temporada 2011, que tem início no próximo dia 20. É certo que se não fosse pelo capricho de seus organizadores, a peça poderia ser encenada a qualquer momento no mesmo modelo do ano passado, mas a cada ano, são costumeiras as modificações que visam o aperfeiçoamento e a qualidade do trabalho. Os acabamentos que vão inovar a temporada deste ano, estão em fase final. O espetáculo Jesus Alegria dos Homens vem mais enxuto, em seu tempo técnico, com a encenação tendo agora, 90 minutos. Isso contribui com mais objetividade na compreensão da história e dá uma dinâmica necessária a operacionalização de todas as cenas. Há realocações dos quadros bíblicos já conhecidos e a cena dos Profetas, que abre o espetáculo, ganhou também novo espaço e cenário.

O público ganha uma nova cena na peça: A Bodas de Caná, passagem em que Jesus transforma água em vinho, seu primeiro milagre. As demais cenas, já conhecidas do público, ganham novos projetos de iluminação e todo procedimento sonoro foi revisado com as reduções de trilhas e falas.

Jesus Alegria dos Homens conta mais uma vez com o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura e FUNDARPE - Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, no 3º Edital do Pernambuco de Todas as Paixões, graças ao Mérito Cultural do evento.

SERVIÇO
Espetáculo Teatral: Jesus Alegria dos Homens
Período: de 20 a 23 de abril/2011
Horário de início: 19 horas
Duração: 1 hora e 30 minutos
Local: Alto do Magano – Garanhuns-PE
Preço de ingresso: R$: 3,00
Área de estacionamento para 500 veículos
Praça de alimentação
Contato: paixaodegaranhuns@bol.com.br
Fone: (87) 8807.8401

Gerências Regionais de Cultura - O governador vai topar a parada!

Vamos à segunda parte da resposta do governador Eduardo Campos ao nosso questionamento na entrevista coletiva. Lembrando que já falamos da Copa-2014, que pode passar por Garanhuns e na terceira parte abordaremos a cidade como um polo formador de inteligência e tecnologia.

A gestão da Fundarpe da forma como tem sido feita ao longo dos anos é centralizada, falamos da gestão, ao contrário dos eventos que têm cada vez mais atingido mais cidades e regiões. Porém a forma de incentivo e gerenciamento é metropolitana, o que acaba beneficiando a parcela cultural que está mais próxima do poder, negligenciando os artistas do interior a um isolamento, pois eles têm que ir em busca do fomento de suas produções longe de casa. Por isso a maioria nem vai.

Essa forma de gestão também enaltece a figura do produtor, que geralmente mais instruído, conhece os meios de lançar seus projetos e vê-los aprovados, coisa que é dificultoso para quem está no interior do estado longe desse processo. A exemplo, Garanhuns, que é uma cidade-polo, não tem visto aprovar projetos de seus artistas, até porque muitos nem participam da concorrência anual do Funcultura. Imagine então outras cidades da região com menor capacidade gerencial.

É claro que existem exceções, e alguém vai conhecer um ou outro projeto que conseguiu ser produzido com as bençãos da Fundarpe e do Funcultura.

Na maioria das vezes, quem quiser trabalhar com cultura que se banque, corra atrás. Tem que fazer micro-projetos para sair pegando qualquer coisa dos comerciantes locais para fazer seu CD, livro, peça de teatro, evento, o que quer que seja. E Garanhuns, comparada a enxurrada de trabalhos que vêm de Recife pra cá no Festival de Inverno, não deixa nada a dever. Quando a gente olha os CDs produzidos nas garagens da capital, tem sempre lá a chancela da Fundarpe.

Para isso precisamos aproximar o órgão gestor da cultura pernambucana do artista do interior do estado. Em Garanhuns os representantes só aparecem nos dez dias do Festival de Inverno, e muitas vezes com uma distância metafórica como se ainda estivesse longe daqui. Parece que somos apenas o palco, ou como se a Fundarpe não fosse de Pernambuco, fosse do Recife e eles estivessem trazendo cultura para nós. Totalmente errado.

Existem gerências regionais de saúde e educação, pois há a demanda local de organização. Com a cultura também é assim. Claro que não na mesma proporção. Mas precisamos aproximar os nossos escritores daqueles que têm a obrigação de analisar os projetos regionais, para não termos que ficar suprimidos à indústria cultural pernambucana que vem do centro metropolitano.

Ao fazermos esse questionamento, o governador entendeu e ponderou que nas oito regiões do estado por onde passou ouviu esse reclame, esse pedido. Claro, os artistas estão se sentindo excluídos.

Assim, perante todos os jornalistas presentes ele disparou - "Vou topar essa parada!". Disse Eduardo e completou, o Fernando Duarte também já entende assim, e vamos fazer mais, vamos regionalizar o Funcultura, para que uma comissão local possa analisar e aprovar os projetos.

Garanhuns ficará marcada como a cidade que provocou a descentralização da Fundarpe e a democratização do Fundo de Incentivo à Cultura Estadual.

Quero ver na estante os livros do Rafael Brasil, Antônio Cândido, Eliane Simões, Wagner Marques, entre outros bons escritores, para colocá-los ao lado dos de Roberto Almeida, Carlos Janduy, Nivaldo Tenório, Paulo Gervais, João Marques, etc.

Quero ver os CDs, as peças de teatro, dança, espetáculos, exposições do Helder, Hilton Marques e Fernando.

As produções do reisado de Seu Luiz Gonzaga e de todos mais da região. Capoeiras tem um reisado maravilhoso a exemplo de Paranatama.

Nossos artistas devem produzir mais e melhor, para criar nossa movimentação cultural cotidiana e deixar de viver de festivais.


Temos uma cultura explêndida que precisa ser vivenciada, mas não se faz isso sem investimento.

Aliás, cadê nossa política local de incentivo à cultura? Já tem tudo aprovado pela Câmara de Vereadores, fundo, conselho, etc. Falta colocar para funcionar. Alô prefeitura!

SIGA O BLOG

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.