PERNAMBUCO EM AÇÃO

PERNAMBUCO EM AÇÃO
Clique na imagem

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Governo de Pernambuco não negociará salários no patamar do que pedem os sindicatos

O Estado não vai conceder reajustes salariais nos patamares reivindicados pelos sindicatos de servidores. Se as entidades radicalizarem, o Governo vai à sociedade, inclusive entidades empresariais, pedir apoio para garantir que as contrapartidas para os investimentos estruturadores e o equilíbrio fiscal não sejam ameaçados por demandas salariais. A informação integra documento reservado que a reportagem da Fo­lha de Pernambuco teve acesso e resume a estratégia do Gover­no para enfrentar as demandas dos sindicatos, que es­tão inclusive realizando assem­bléias e passeatas e chegam apresentar pautas que reque­rem reajustes de 20 e até 30%.

Segundo o documento que o jornal teve acesso, o estado tem de fazer escolhas,  e dar o que os sindicatos exigem agora pode colocar em risco as contas em dia e o ritmo dos investimentos.

O texto sublinha que o “contexto econômico nacional e internacional cria clima de insegurança no Governo, de que seja possível dar os reajustes reivindicados pelos sindicatos e cumprir duas diretrizes básicas fixadas por Eduardo: manter o equilíbrio fiscal e Investir pelo menos R$ 1 bilhão no ano em projetos estruturadores”.

Os secretários de Administração e Fazenda (Ricardo Dantas e Paulo Câmara) não confirmam nem desmentem a autenticidade do documento, mas garantem que o governo fará tudo o que for possível para melhorar a remuneração dos servidores.

“Prova do nosso interesse em tratar bem todas as categorias é o cuidado que temos com o equilíbrio das contas. Lembro que o governador Eduardo Campos garantiu a grande conquista do Estado, que é o pagamento, em dia e dentro do mês, de todos os compromissos do estado, inclusive a folha de pessoal. Há muitos anos a gente não vivia isso aqui em Pernambuco e não podemos recuar deste patamar”, diz Ricardo Dantas.

Fonte: Folhape.com.br

Abertas as inscrições para o Vestibular 2011.2 da AESGA


Já estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo 2011.2 das Faculdades de Ciências da Administração (FAGA), Direito (FDG), Ciências Sociais Aplicadas e Humanas (FAHUG) e Ciências Exatas de Garanhuns (FACEG), que tem como Instituição mantenedora a Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (AESGA).

Segundo informações da professora Ana Cristina Alfaya, coordenadora de Processo Seletivo da Instituição, para este vestibular estão disponíveis 350 vagas, distribuídas para os cursos de Administração, Administração com Ênfase em Marketing, Direito, Secretariado Executivo Bilíngue e Engenharia Civil.

Além do Vestibular, a AESGA também oferece vagas para Portadores de Diploma, Transferidos e Reintegrados. “Para os interessados em participar desta Etapa, 5 vagas estão disponíveis para cada Curso, porém as datas de inscrição e provas são realizadas separadamente”, afirmou Alfaya.

Para os vestibulandos, as inscrições custam R$ 80,00 (oitenta reais) e acontecem até dia 14 de junho. Para estes, a entrega dos cartões e realização das provas acontecem nos dias 16 e 19 de junho, respectivamente.

Já para os portadores de diploma, transferidos e reintegrados, as inscrições serão realizadas até 30 de maio. As provas para este segmento acontecem no dia 2 de junho.

As inscrições devem ser feitas por meio do site: www.cespa.com.br. Além do Manual do Aluno, todas as normas para participação no Processo Seletivo da Autarquia, bem como os editais também estão disponíveis no site do CESPA.

O PROCESSO SELETIVO

VESTIBULAR 2011.2
Inscrições abertas até 14 de Junho
Provas: 19 de Junho

PORTADORES DE DIPLOMA, TRANSFERIDOS E REINTEGRADOS
Inscrições abertas até 30 de Maio
Provas: 2 de Junho

Serviços: Mais informações poderão ser obtidas através dos sites www.aesga.edu.br ou www.cespa.com.br ou ainda através do telefone (87) 3761-1596/Ramal 216. Contato: CESPA - (87) 9945-3030 ou (87) 9945-2928.

Considerações sobre o Festival de Inverno de Garanhuns 2011


A cada ano diminui a participação de Garanhuns nas decisões e gerenciamento do Festival de Inverno em nossa cidade. Paralelamente a isto diminui também os investimentos locais, e como uma coisa leva a outra, a nossa parcela passa a ser ínfima no que temos de mais valioso em nossa recente história cultural e turística, o FIG. É como se alguém viesse em nossa casa fazer a nossa festa de aniversário, mas nem nos convidássemos, não perguntasse como gostaríamos que fosse e ainda ficarmos felizes porque nossos filhos vão trabalhar de recepcionista, garçon e cozinheira, sem querer desmerecer estas profissões, mas o músico, o gerente, o organizador, o DJ, o marketing, a publicidade, e a galera que coordena vem toda de fora. A gente poderia escolher, pelo menos, a cor da vela, e queria estar na hora de cantar o parabéns pra você.

É por isso que dizem que o Festival de Inverno não é mais de Garanhuns, é EM Garanhuns. São milhões investidos, quase uma dezena, e a cada ano aumenta mais. Polos descentralizados (uma das grandes iniciativas do festival) mas que estão se afastando do público. No ano passado a Fundarpe matou três dias do Instrumental no Pau-Pombo. Em anos anteriores tirou o palco da cultura popular do centro da cidade, que foi substituído pelo caminhão-teatro do SESC. Ah! No Pau-Pombo realizamos o Doritos Garanhuns Festival, com música de qualidade e espaço para artistas locais.

O teatro infanto-juvenil absurdamente está sendo apresentado num circo, com todos os problemas de acústica e iluminação. Como é que se forma público para a dramaturgia desse jeito? A criançada acha que está num circo e não em um teatro, e é verdade!

Nossos músicos continuam abrindo noites para gatos pingados, com camarotes vazios e longe dos olhos da imprensa. E mais, ganhando muito pouco em comparação ao que paga, ou deveria pagar, a Fundarpe. Seria muito interessante o governo municipal pedir que a instituição estadual arcasse com os cachés dos músicos locais também.

Agora tem a possibilidade da organização do FIG sair da mesa da Fundarpe e parar na Empetur. Os artistas criticaram a programação do carnaval realizado pela Empresa Pernambucana de Turismo, que deu margem a entrada de muito axé, pagode, brega e tudo mais por aí. Imagino que se for esta a filosofia para o Festival de Inverno desta ano, poderemos ter uma programação mais popular, longe do ideal cultural.

E tem mais. Existe uma ideia na Fundarpe que já está sendo posta em prática, descentralizar os eventos do Pernambuco Nação Cultural, onde o FIG está inserido como o principal, com outras cidades da região. Por exemplo, em Goiana, outras cidades da região tiveram eventos também. Pela proposta, poderemos ter atividades em São João, Brejão, Bom Conselho, Caetés, etc, descentralizando o grande festival.

A Fundarpe traz um monte de gente para se apresentar aqui em Garanhuns, e não leva ninguém, ou quase ninguém daqui pra canto nenhum. Não lembro de ter visto nossos artistas participarem de um dos 15 eventos que fazem o mega-festival Pernambuco Nação Cultural.

Continuamos exigindo a descentralização do gerenciamento da cultura pernambucana, ou então vamos viver das migalhas que a gestão metropolitana solta pro interior. E precisamos deixar de pensar somente em festival para cobrar uma política cultural cotidiana, que impacte nossa cidade durante todo o ano.

A gente não quer só comida...

A final das Multidões - Sport e Santa Cruz mostram a força do futebol pernambucano


 A FINAL DAS MULTIDÕES - É com esta manchete que o Jornal do Commércio chega às bancas e aos assinantes nesta segunda-feira. Pensei que pudesse ser a morte do Bin Laden, mas creio que a notícia chegou tarde para que pudessem mudar a capa.

Vamos ao campeonato pernambucano. Temos um Leão e uma Cobra Coral, mesmo respeitando os alvirrubros, esta a final reedita o maior clássico do futebol estadual.

O Sport mostrou que é de chegada e cresceu no momento certo, já que a fórmula do campeonato zerou praticamente todos os 22 jogos anteriores. Náutico e Sport, mesmo com dez pontos de diferença, foram às semifinais nas mesmas condições. Deu Sport, já no primeiro jogo. Agora o olho é no Hexa.

O Santa Cruz, surpreendentemente, de mero figurante na disputa do Hexa virou protagonista na disputa do título. Foi o melhor time do certame, mais compacto e já ganhou duas do Sport, que agora não vale mais nada. Tá tudo zerado, e a única vantagem é decidir no Arruda, ou seja em casa, mas vejam que o Náutico não conseguiu fazer valer o seu mando e deu adeus ao título.

O jogo entre Santa Cruz e Sport é chamado de Clássico das Multidões, e não é à toa, a torcida do Santa Cruz cresce na adversidade e a do Sport apoia sempre o time quando ele mostra poder de reação. Portanto, choque de gigantes.

Quanto ao Náutico, ele pode até continuar Hexa, mas vai ter sempre que agradecer ao tricolor.

Favorito ao título? Ninguém! O Santa merece pelo campeonato que fez, mas não existe isso com a bola rolando. Assim como o Sport por ter um cofre maior e dispor de grandes nomes diante das jovens revelações da base coral também não se sobrepõe, pois o conjunto do Santa Cruz mostrou que pode enfrentar a força individual do rubronegro. O time do Sport não é mais o mesmo que começou o campeonato, e esta é a grande diferença que faz ter a força econômica no futebol brasileiro atual.

A rivalidade é grande, e esta decisão amplia a força e a paixão pelo futebol pernambucano. Ilha do Retiro e Arrudão estarão lotados prestigiando um dos maiores clássicos do futebol brasileiro, preterido pela grande mídia do sul do país.

A ENQUETE

Perguntamos aqui no blog quem chegaria à final, e colocamos os quatro semifinalista. O Santa Cruz, até porque pegou o Porto, considerado equipe mediana do interior, foi o mais votado. Entre Sport e Náutico aconteceu uma virada depois do primeiro jogo. Até então o Alvirrubro tinha a vantagem, mas por poucos poucos, apenas três ou quatro, depois do jogo na Ilha, o Sport Passou e acabou com larga frente.

Quem vai pra final do Pernambucano?

Náutico 128 (40%)

Sport 182 (57%)
Porto 48 (15%)
Santa Cruz 194 (61%)

Bem, nossos e-leitores acertaram em cheio! Agora queremos saber, quem será campeão?

Imagens da Festa Tropicana na Cachaçaria


É só clicar no link:
http://www.festatropicana.blogspot.com/
.

Osama Bin Laden está morto!


O líder da rede terrorista Al Qaeda, Osama bin Laden, está morto e seu corpo foi resgatado por autoridades dos Estados Unidos, informou a rede de televisão CNN no fim da noite do domingo. De acordo com as fontes ouvidas pela CNN, Bin Laden morreu durante um ataque dos EUA a uma mansão nos arredores de Islamabad, capital do Paquistão, país vizinho ao Afeganistão. O presidente dos EUA, Barack Obama, deve fazer um anúncio sobre a morte de Bin Laden nas próximas horas.

O maior atentado planejado por Bin Laden foi o ataque contra as Torres Gêmeas, em Nova York, no dia 11 de setembro de 2001. Na ocasião, dois aviões foram lançados contra os dois edifícios mais altos dos EUA, provocando a morte de cerca de 3.000 pessoas. O atentado fez com que os EUA, então liderados pelo presidente George W. Bush, lançassem uma ofensiva contra o Afeganistão, país que abrigava Bin Laden vários integrantes de sua rede terrorista, a Al Qaeda.

As forças armadas norte-americanas tinham há anos a prioridade de capturar vivo ou morto o terrorista saudita. Até então, Bin Laden sempre havia conseguido se escapar das forças americanas, alternando esconderijos nas áreas de fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão.
.
.
Agora comigo: Haverá reação dos terroristas? Ficará Obama marcado como o presidente que venceu a guerra contra o terror? O certo é que os Estados Unidos anseavam por esse dia, em nome dos inocentes que morreram nos atentados terroristas. O ideal seria sua prisão para que pudesse pagar pelos crimes que praticou.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.