GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

domingo, 12 de junho de 2011

Felipe Alapenha conta como foi dificil a concepção da FORRÓBOM 2011

Felipe é blogueiro, filho da prefeita de Bom Conselho, e publicou neste domingo a Via Crucis da ForróBom 2011. Sigam.
.
Repassando para vocês uma versão dos fatos, de quem acompanhou de perto essa história toda.
A Forrobom 2011 começou a ser idealizada em março deste ano, logo após o carnaval, como sempre é feito. O primeiro passo para a concretização do evento é a elaboração do projeto e seu plano de trabalho, para ser entregue na Empetur e Fundarpe, que são os órgãos estaduais que apoiam os arraiais por todo o estado.
 
Bom Conselho foi a primeira cidade do estado a buscar patrocínio nos referidos órgãos, saindo na frente de muita gente, e sendo muito elogiada por mostrar essa organização e planejamentos antecipados. A festa foi idealizada com um orçamento 50% maior do que a edição de 2010, devido ao crescimento natural do evento, e a principal meta era fazer o terceiro maior São João do estado.

Tanto Empetur quanto Fundarpe reafirmaram Bom Conselho na condição de pólo do São João de Pernambuco. Mas os representantes dos dois órgãos afirmaram que o patrocínio deste ano não ultrapassaria o valor de 2010, e a recomendação foi a mesma: trabalhe com o mesmo valor do ano passado. A recomendação era devido ao temor que houvesse cortes no orçamento do São João de 2011, pois o Governador já havia sinalizado para que isso acontecesse.

O projeto foi refeito e a programação também, agora adequando-se ao mesmo valor do ano passado. Toda a grade do evento era de uma qualidade que não havia sido vista em Bom Conselho ainda, uma festa sem precedentes, mesmo com os cortes. O projeto foi reenviado aos órgãos estaduais, que mais uma vez deram a mesma resposta: “aguardem, mas trabalhe com o mesmo valor do ano passado. O valor não vai passar disto, mas Bom Conselho continua como pólo do São João.”

Foram iniciados os contatos com as atrações, e os pré contratos foram assinados. Também foi contratada uma nova estrutura para a festa, com uma área coberta maior, um novo palco, camarotes mais amplos e outras novidades. Todos os pré contratos foram assinados e, no dia 22 de maio, a festa estava pronta para ser anunciada, um mês antes do início do São João, conforme havia sido planejado. Com essa antecedência, mais pessoas de outras cidades iam ter condições de se planejar e conhecer o nosso São João. Tudo no gatilho, e até um cartaz para a divulgação estava pronto, com as principais atrações. Para não dizer que eu estou mentindo, tá aí o que seria a nossa ForroBom:

Todas as atrações foram pensadas para agradar todos os públicos, e as bandas de forró estilizado, incluídas na nova programação, eram quase na sua totalidade conjuntos que tocavam o forró das antigas, um estilo mais romântico e sem apelação nas suas letras.

Só faltava um detalhe para anunciar tudo: dinheiro! E nesse ponto, eu tenho que ressaltar a prudência da Prefeita Judith, que contrariando a todos que estavam na organização da festa, insistia em só divulgar tudo quando o Governo do Estado sinalizasse com 100% de certeza quanto seria repassado para Bom Conselho este ano. E não demorou muito para vir a resposta.

Dia 28 de maio foi o divisor de águas para o São João deste ano. A resposta do Governo veio, e ela foi um balde de água fria na cabeça de muita gente. Pensando na possibilidade de novas tragédias com as chuvas do inverno deste ano, o Governador optou por cortar os recursos para os pólos juninos este ano, sendo patrocinadas somente as cidades de Caruaru, Arcoverde e Gravatá, devido a importância destas cidades para o trade turístico do estado, e estas seriam apoiadas pela Empetur. Todos os outros pólos foram cortados da relação, sem exceção, e a partir daí foi um Deus nos acuda.

Vários prefeitos foram reclamar da decisão, e muita gente ficou com o cabelo em pé com essa possibilidade. A pressão foi tão grande que o Governador reconsiderou a decisão. As 21 cidades pólo do São João, que possuíam uma maior tradição na festa, seriam apoiadas pela Fundarpe, mas com um valor bem abaixo do esperado. Para que vocês tenham uma idéia, o patrocínio agora era algo em torno que 20% do que o recebido no ano passado. Ruim? Ainda tinha mais. Todo o patrocínio seria destinado à contratação de artistas, e esses artistas seriam escolhidos pela Fundarpe, e não pelos municípios.

Imagine vocês o que é pensar e planejar uma festa durante três meses, e faltando apenas 20 dias para o seu início, receber uma notícia dessas!

Foi colocada, inclusive, a possibilidade de se cancelar o São João deste ano. O evento tomou uma proporção tal que se fosse para ser realizado com atrações que até nós mesmos desconhecíamos, não valeria a pena. Não seria viável investir em uma festa com três ou quatro dias de apresentações, e com uma qualidade bem inferior àquela que havia sido planejada.

Depois que os ânimos acalmaram, foi traçado um plano B, para que fosse possível salvar a festa. O primeiro passo era convencer a Fundarpe a contratar pelo menos uma parte das atrações que já haviam sido contactadas pela prefeitura. O outro ponto era buscar outras fontes de recursos, através de patrocínios da iniciativa privada e recursos federais.

No dia 01 de junho, o Presidente da Fundarpe, Severino Pessoa, convidou a nossa Secretária de Cultura, Bia Ferro, a comparecer na sede da Fundação, levando a programação já traçada pela prefeitura, a fim de que se pudesse aproveitar o máximo possível da programação já planejada. Severino Pessoa, com mais esta atitude, ganhou um pouco mais da nossa admiração, em ter esse respeito e consideração por Bom Conselho, chamando a organização para planejar, juntos, a festa.

Foi aí que mais um problema surgiu. Havia uma decisão que a Fundarpe só pagaria atrações que representassem o autêntico forró pé de serra, devido à escassez de recursos, e buscando contemplar a classe artística pernambucana, para que estes fossem os representantes do São João de Pernambuco este ano. Das atrações apresentadas, foi isso que aconteceu:

Banda Líbanos – Vetada pela Fundarpe
Cowboys do Forró - Vetada pela Fundarpe
Forró dos Plays - Vetada pela Fundarpe
Josildo Sá - Aceito pela Fundarpe
Noda de Cajú - Vetada pela Fundarpe
Espora de Ouro - Vetada pela Fundarpe
Mano Walter - Vetada pela Fundarpe
Wagner Carvalho - Aceito pela Fundarpe
Geraldinho Lins - Aceito pela Fundarpe
Forrozão Capa de Sela - Vetada pela Fundarpe
Calango Aceso - Vetada pela Fundarpe
Mourinha do Forró - Aceito pela Fundarpe
Los Borachos - Vetada pela Fundarpe
Mel com Terra - Vetada pela Fundarpe
Basto Peroba - Aceito pela Fundarpe
Luiz e Davi - Vetada pela Fundarpe
Collo de Menina - Vetada pela Fundarpe
Flor da Pele - Vetada pela Fundarpe
Capim com Mel - Vetada pela Fundarpe
Irah Caldeira - Aceita pela Fundarpe
Soxoteá - Vetada pela Fundarpe
Brucelose - Vetada pela Fundarpe
Tropykália - Vetada pela Fundarpe
Cavalo de Pau - Vetada pela Fundarpe

De todas as atrações, a imensa maioria foi recusada. Eu tive o desprazer de participar desta reunião, e vi a coisa afundar ali mesmo. Na saída, na frente do prédio da Fundarpe, eu cheguei a dizer a Bia que a Forrobom 2011 tinha acabado ali. Não havia saída para realizar um São João de qualidade, e a nossa esperança de que as atrações escolhidas por nós fossem aceitas pela Fundação haviam acabado naquela reunião. Não foi o que aconteceu, mas mesmo assim a Fundarpe se comprometeu a enviar atrações de boa qualidade, para integrar a grade da festa, tudo dentro de suas limitações.

Enquanto isso, trabalhando na outra frente, estava a nossa prefeita, buscando patrocínios para a realização da festa de outras fontes. Foi aí onde a festa começou a ressurgir. Agradecimento aos deputados Isaltino Nascimento, Wolney Queiroz e também ao nosso grande bom-conselhense, Fernando Ferro. O suporte que esse nobre deputado forneceu em todo esse episódio da Forrobom não vai ser esquecido. Agradecimento também aos senadores Humberto Costa e Armando Monteiro, que também receberam ligações da prefeita, e ajudaram no que foi possível. Mesmo não havendo tempo hábil, ainda tentaram viabilizar emendas federais destinadas ao nosso São João.

No fim das contas, outros parceiros vestiram a camisa da Forrobom, a exemplo da Pitú, que é um dos patrocinadores deste ano. Agradecimento especial ao amigo Marquito, que nunca deixou de dar a sua colaboração nesses 3 anos de Forrobom da atual administração, e foi o principal articulador na vinda da Pitu para patrocinar a 17° Forrobom.

No fim das contas, juntando as atrações enviadas pela Fundarpe (Andrezza Formiga, Roberto Cruz, Josildo Sá, Benil, Wagner Carvalho, Pecinho Amorim, Petrúcio Amorim, Geraldinho Lins, Mourinha do Forró, Danilo Pernambucano, Basto Peroba, Rogério Rangel, Perkata de Couro, Karolinas com K, Forró Pesado, Balaio de Cheiro e Irah Caldeira), a contrapartida da prefeitura, o dinheiro dos patrocinadores, e cortando custos com estrutura, atrações secundárias e divulgação, a Forróbom foi possível de ser realizada.

Acredito que vocês agora entendam a demora na divulgação da programação. A cada dia, alguma coisa mudava. Infelizmente, o patrocínio do Governo do Estado é fundamental para a realização da festa, e ele sempre vem de última hora, pela dificuldade do Governo em montar tantos pólos em todo o estado. Não era possível divulgar uma programação antecipada por esse motivo, apesar da antecedência da prefeitura em planejar o nosso São João.

Mesmo não saindo do jeito que foi planejado, a Forrobom vai ser, mais uma vez, o melhor São João da região. Das 12 cidades no entorno de Bom Conselho (Terezinha, Iati, Saloá, Brejão, Garanhuns, Lagoa do Ouro, Palmeira dos Índios, Minador do Negrão, Cacimbinhas, Quebrangulo, Paranatama, Correntes), nenhuma vai realizar 10 dias de festa de São João, com a qualidade que encontramos aqui. Aliás, poucas cidades de Pernambuco vão realizar um São João deste porte. E apesar de ter muita gente colocando defeito, teremos no palco Forró dos Plays, o vaqueiro Mano Walter, Geraldinho Lins, Los Borachos Enamorados, Petrucio Amorim, Irah Caldeira e Josildo Sá, além do nosso grande sanfoneiro Basto Peroba, e tantos outros nomes que vão abrilhantam o nosso São João. Pra todo mundo que tá torcendo o nariz com as bandas mais desconhecidas, assim como eu, é melhor aguardar. Tive a oportunidade de escutar CDS de todas elas, e garanto que a maioria tem muita qualidade.

A programação demorou, mas chegou. Não foi aquilo que nós queríamos, mas teremos uma programação. Não vamos ter a cobertura mais ampla que queríamos, mas teremos cobertura. Não vamos ter um palco tão grande como foi planejado, mas teremos um novo palco. Não vai ser possível fazer uma divulgação tão ampla em rádios e TV como havia sido planejado, mas teremos uma divulgação. Enfim, não vai ser a Forrobom 2011 que desejamos, mas o mais importante é que teremos Forrobom.

Agradar a todo mundo não é fácil, e tem muita gente que criticou, e com razão, depois que a programação foi lançada. Ao menos agora vocês estão vendo as dificuldades enfrentadas por quem está do outro lado. Por tudo que foi feito, eu posso afirmar que a Secretária de Cultura, Bia Ferro, juntamente com a Prefeita Judith e o produtor da festa, Eduardo Helânio, fizeram não só o possível, mas até o impossível para que o São João de Bom Conselho fosse realizado mais uma vez, e com a qualidade que nós estamos vendo.

No dia de ontem, era visível a sensação de dever cumprido por todos aqueles que trabalharam na idealização desta festa. Agora, só nos resta forrozar muito, até gastar a sola do sapato, e fazer mais uma vez uma festa inesquecível.

Programação do São João de Itaquitinga


Itaquitinga, na Mata Norte, terá dois polos de animação durante as festividades juninas. A festa promete ser a mais animada e participativa dos últimos anos. Na programação tem Geraldinho Lins, Genaro e as Bandas Capital do Sol e Forrozão Chacal.

POLO CIDADE

Dia 23 - GERALDINHO LINS - Genaro & Banda Rasga Forrozão

Dia 24 - Forrozão Chacal - Super Banda LAPADA - Banda Aquarius

DIA 27 - Vai D3 no Forró

POVOADO CHÃ DE SAPÉ

DIA 23 - Super Trio Elétrico -  Genaro & Banda Rasga Forrozão - Forrozão Santo Amaro

DIA 29 - Super Trio Elétrico - Banda Capital do Sol - Os Filhos de Vitor

Programação do São João de Bom Conselho


18 – ANDREZA FORMIGA - ROBERTO CRUZ - FORROZÃO COWBOYS
19 – BENIL - JOSILDO SÁ - FORRÓ DOS PLAYS
21 – ZÉ LENO - WAGNER CARVALHO - MANO WALTER
22 – PECINHO AMORIM - PETRUCIO AMORIM - GERALDINHO LINS
23 – DANILO PERNAMBUCANO- MOURINHA - SÓ XOTE “A”
24 – MARQUINHOS OLIVEIRA - BASTO PEROBA - LOS BORRACHOS
25 – PERKATA DE COURO - ROGERIO RANGEL - GAROTA BROZEADA
26 – FORROZÃO LEGACY - KAROLINAS COM K - PAULINHO FORRO PAULEIRA
28 –FORRÓ PESADO - FORRÓ NO PONTO - GILBERTO E BANDA
29 – BALAIO DE CHEIRO - IRAH CALDEIRA - FORRÓ SABOR DE CAFÉ
.
Agora comigo: Bom Conselho seguiu a tendência das maiores cidades que realizam festividades juninas de colocar na mesma noite o pé-de-serra e as bandas de forró. Buscando atender todos os públicos. Uniu também o regional com nomes de maior expressão. Assim, abriu espaço para músicos da região como Mourinha, Forró Pesado, Gilberto e o excelente Basto Peroba. Traz nomes muito bons como Josildo, Petrúcio, Geraldinho, Rogério, Karolinas e Irah Caldeira, legítimos representantes da nossa cultura.
Talvez a alternativa mais correta seja esta, buscar atingir todos os públicos, embora eu continue achando que o município que ousar fazer uma festa na base somente do pé-de-serra terá um produto novo, cultural e comercial para vender. Mas por enquanto, como boa parte da população pede os forrós de banda, o jeito que tem para muitas prefeituras é atender o povo!
Quanto a programação de Bom Conselho, Gostei!

Mais alunos da Unidade Acadêmica de Garanhuns (UAG/UFRPE) se destacam em cenário nacional.

É o caso do formando PEDRO AVALINO MAIA DE ANDRADE, turma 2011.1, do curso de Agronomia da UAG/UFRPE, tendo sido aprovado na seleção 2011.2 do Programa de Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas, nível 7 pela CAPES, da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP). Pedro participou do programa de iniciação científica (PIBIC/PIC/UFRPE) desde o quarto período do curso, demonstrando responsabilidade e competência para a carreira científica.

A Aluna formanda ANA REBECA CASTRO, turma 2011.1, do curso de Zootecnia da UAG/UFRPE, foi aprovada no Programa de Pós-Graduação em Produção Animal, nível 7 pela CAPES, da Universidade Estadual Paulista Júlio da Mesquita Filho- UNESP- Campus de Jaboticabal, sendo reconhecido pela comunidade acadêmica/científica como um dos melhores programas do Brasil.



fonte:  http://www.ufrpe.br/uag

SIGA O BLOG

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.