CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

UNOPAR

UNOPAR
CLIQUE NA IMAGEM

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

sábado, 21 de janeiro de 2012

E agora João da Costa? A pesquisa em Recife aponta a falência de seu governo


Na pesquisa feita pelo novo Instituto Maurício de Nassau na capital pernambucana mostra, em quase todos os cenários, o problema para a frente popular marchar com João da Costa. Ele perde em várias situações para Mendonça Filho, que é o mais competitivo da oposição, que unida tem reais chances de vitória.

Porém é ainda mais consistente a rejeição do prefeito, 75% dos entrevistados afirmaram que João da Costa não merece ser reeleito. Será que isto se reverte em oito meses?

Por outro lado, João Paulo tem 46% de intenções de voto. Fica claro que se o PT optar pela reeleição do prefeito coloca em risco mais de uma década na capital pernambucana.

O governador tem buscado alimentar a candidatura do rapaz de Angelim, mas tem sido difícil, João da Costa não consegue arregimentar novos apoios para sua reeleição, tem encontrado as portas fechadas.

A outra opção que Eduardo Campos pensou para o Recife, o ministro FBC ficou com desprezíveis 2%, e já desistiu da campanha, assim, o governador ficou sem titular em seu time, aliás a pluralidade de candidaturas tem sido defendida pelo senador Armando Monteiro.

Tempo ruim para João da Costa que dependerá do governador para botar o bloco na rua, se o PT não der o cheque-mate antes.

Neste momento, o nome de consenso da cúpula petista, com apoio do governador, seria do senador Humberto Costa, mas este prefere esperar pelo Palácio do Campo das Princesas. A Eduardo seria interessante ter Humberto prefeito porque seria um a menos para sua sucessão, e a certeza de ter um aliado na prefeitura, até para continuar a parceria com o PT, principalmente se vingar seu projeto de ser vice de Dilma.

Outra opção, já que parece haver resistência ao nome de João Paulo, é o deputado federal licenciado, secretário de estado, Maurício Rands, que deseja esta candidatura e pode funcionar como uma terceira via, ou melhor, quarta via, depois de João da Costa, João Paulo e Humberto Costa.

Uma coisa é certa, qualquer nome hoje é melhor que o atual prefeito.

Confira a Capa da FOLHAVOX #27

Leia, assine e anuncie (87) 9988.0423

A Luíza que voltou do Canadá, o Pintinho Piu e o bom humor na internet


Até onde é babaquice, até onde bom humor?

A internet tem criado numa velocidade alucinante os seus meme´s, ou seja expressões, vídeos, ou personalidades que viram hit´s, sucessos que transbordam a grande rede e acabam em outros meios de comunicação, rádios, jornais e revistas e principalmente, nas TV´s.

Geralmente é um besteirol que faz as pessoas rirem, espalha-se rapidamente, todo mundo vê, critica ou acha interessante, como uma piada, que você acha graça ou não.

Não tem mais que isso, ou as pessoas entendem que é uma brincadeira, usam o bom humor e passam adiante, ou ficam resmungando a ignorância dos outros.

Feito as piadinhas de ponto ou perguntinhas de "o que é o que é", do terceiro milênio, da era digital e da internet, de jovens criados neste novo processo de humor. O facebook, blogs, youtube, twitter, entre outros canais nas redes sociais estão repletos deles. Naturalmente.

Não tem como comparar com Big Brother, que de fato tem uma característica alienante e manipulável, como fez o Carlos Nascimento, numa ode angustiada à inteligência brasileira.

A Luíza nasceu da irreverência da internet de brincar com o sério. O amargo foi o cara socialite usar uma propaganda para mostrar a família, MENOS A LUÍZA, QUE ESTÁ NO CANADÁ. O restante foi a galera na internet que fez. Com criatividade em cima de um fato simples. Até o twitter da presidência fez graça.

Feito o Pintinho Piu e mais um monte de vídeo no youtube, que todo mundo pode ver, até a Luíza que já voltou do Canadá.

Será que devemos sempre pautar coisas sérias, com o tom da indignação? E se não sorrirmos, vai mudar as coisas?

Usemos o bom humor para nos divertir. Você pode até não achar a piada engraçada, mas não deixe de ouvi-las. Pois a internet tem feito humor muito melhor que a sua TV.

Enquanto isso, na política de Lajedo - Os Batateiros podem ser Boca-Branca

Recebemos do JFilho, mais informações da movimentação política em Lajedo.
.
Enquanto o pré-candidato Dr. Pedro Melo (PT) buscava um entendimento com o grupo independente denominado “BATATEIROS”, uma alusão ao ex-deputado Carlos Batata, o prefeito Antônio Dourado (PSB) não perdeu tempo e deu uma investida certeira angariando o apoio do grupo com a oferta da vaga de vice para o ex-vereador Diogo Quintino (PR), o cargo de Secretário da Agricultura para o também ex-vereador Edson Quintino e um cargo para a esposa do mesmo.

O que se comenta na cidade é que a situação está com dificuldades para convencer o médico e ex-prefeito Dr. Rômulo a ser candidato, enquanto que a oposição se mostra cada vez mais unida em torno dos nomes do Dr. Pedro Melo e do delegado Rossine Blesmany, que teriam um acordo de apoio mútuo, saindo candidato o que aparecer melhor nas pesquisas.

Caso se confirme esta informação sobre o apoio dos Batateiros a Antônio João, mesmo aqueles que não são partidários do prefeito Antonio Dourado vão ter que admitir que o mesmo é um mestre na política e não está disposto a entregar o poder em Lajedo mesmo vindo ser candidato na terra das Sete Colinas.
.

Auxílio isso e aquilo outro

Os vereadores do Recife voltaram atrás na decisão de aumentar a verba do auxílio-combustível, que passaria para quase R$ 4 mil.

Pensando bem, como são vereadores, suas jurisdições estão limitadas à cidade, exceto algumas viagens à serviço, que não são frequentes, imagino.

Com o combustível na capital custando em média R$ 2,70, e sendo o valor correto de R$ 3.700,00, daria para comprar 1.370 litros de gasolina, que se o carro fizer uma média na cidade de oito quilômetros com um litro, daria para percorrer 10.960 quilômetros em perímetro urbano. Um absurdo! Um roubo ao cidadão. inexplicável. Tem planilha para isso?

E o tal do Auxílio-Paletó? 

Político receber dinheiro para comprar roupa? Ternos importados. Que acham? Fora outros auxílios-isso e aquilo outro.

Outra contradição é chamar de auxílio. A expressão passa uma conotação de ajuda, de quem está precisando de auxílio porque está sem condições financeiras, passando por necessidades.

Não é o caso. 

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.