GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNOPAR GARANHUNS

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Jornal do Commercio faz grande artigo para relembrar Cristina Tavares na passagem dos 20 anos de sua morte

Passagem do vigésimo aniversário de falecimento da primeira deputada federal de Pernambuco coincide com os 80 anos do voto feminino no Brasil

Texto: Otávio Batista

Aguerrida, ousada, forte, coerente, passional, corajosa, inteligente. Esses e muitos outros foram adjetivos usados por políticos pernambucanos para qualificar e relembrar a jornalista, professora e deputada federal Cristina Tavares. Em 23 de fevereiro de 1992 um câncer calaria de vez aquela que foi uma das principais vozes da oposição à ditadura militar no Congresso Nacional. Mas que, mesmo passado tanto tempo, não parece ter perdido força na memória política pernambucana, sempre lembrada pelas posições firmes que defendia e atuação em defesa da redemocratização, das eleições diretas, direitos das mulheres e dos trabalhadores.

Primeira mulher pernambucana a ocupar uma das 513 cadeiras do plenário da Câmara Federal, os 20 anos do falecimento de Cristina Tavares coincidem de ocorrer na mesma semana que se celebra os 80 anos da publicação do Código Eleitoral Provisório, que garantiu às mulheres o direito do voto, ainda na Era Vargas.

Nascida em 10 de junho de 1934, Cristina é filha de José Tavares, Maria Mercês e de Garanhuns. Como jornalista, foi repórter do Jornal do Commercio, do Diario de Pernambuco e da sucursal pernambucana da Folha de São Paulo. Militou no então MDB na ala conhecida como “Movimento Autêntico” ao lado de nomes como Jarbas Vasconcelos e Ulysses Guimarães, de quem foi assessora e foi aquele que a convenceu a concorrer a um mandato eletivo. Acumulou três consecutivos como deputada federal de 1979 a 1991.

Como parlamentar, apresentou 139 projetos, proferiu 334 discursos, participou de duas Comissões Permanentes como membro titular e outras duas como relatora. Integrou ainda três Comissões Parlamentares de Inquérito, entre elas a que apurou as cheias do Rio São Francisco em 1980. Cristina também foi membro da Assembléia Nacional Constituinte, que de fevereiro de 1987 a outubro de 1988 elaborou a Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Destacou-se na relatoria da subcomissão de Ciência, Tecnologia e Comunicação.

O ex-deputado estadual Pedro Eurico considera Cristina Tavares uma das figuras que mais marcaram sua trajetória política. Ele relembra um curioso ato no qual jogaram um caixão cheio de pedras no Rio Capibaribe simbolizando o enterro das eleições indiretas de 1985. Depois de alguns momentos de relutância em afundar, que deixou Cristina apreensiva, a urna mortuária finalmente cedeu, para alivio dos manifestantes. “Algum tempo depois, ela se reuniu com o Dr. Tancredo Neves e saiu convencida de que as eleições indiretas representavam um avanço, um passo necessário. Isso demonstra que apesar de radical na defesa de suas posições, Cristina também era uma mulher racional, muito inteligente, que sabia ceder”, ponderou Pedro Eurico.

Em 1988 ela se desliga do PMDB, onde havia militado por toda sua carreira política, para participar da fundação do PSDB em Pernambuco. Nas eleições daquele ano compôs chapa como vice na candidatura do ex-deputado Marcos Cunha (PMDB) à Prefeitura do Recife. Derrotada nas urnas por Joaquim Francisco (PFL), voltou à Câmara Federal e em 1989 entrou em conflito com seu novo partido por conta da filiação e indicação do nome do ex-governador Roberto Magalhães para ser candidato à vice do candidato presidencial Mário Covas, uma pressão da cúpula nacional do partido. “Localmente, Roberto era um nome estranho para Cristina e ela não se adaptou a decisão e achou melhor sair”, lembrou João Braga, outro fundador do PSDB no Estado. A chapa formada por Covas e Magalhães não chegou a se concretizar.

Após abandonar o ninho tucano, Cristina juntou-se ao PDT de Fernando Lyra e apoiou a candidatura de Leonel Brizola e Lyra no pleito presidencial. Não conseguiu se reeleger nas eleições gerais de 1990, quando obteve 14.903 votos. Saiu da Câmara dos Deputados no inicio de 1991, com a troca da legislatura, e faleceu em Houston (EUA) pouco mais de um anos depois, no dia 23 de fevereiro de 1992.
.
AGORA COMIGO: Em Garanhuns, bem... em Garanhuns...
 

Imagens do Bloco Saúde na Folia em Garanhuns



Ainda repercute a grande festa do bloco Saúde na Folia da prefeitura de Garanhuns, pelas ruas da cidade, na quinta-feira de pré-carnaval.

A concentração começou com Astúcia do Samba e depois o frevo vadiou com a banda Ronaldo Cesar e a Tropicana que arrastou os foliões da Avenida Rui Barbosa até o centro da cidade, no Trio Elétrico Folha Verde.

O Secretário municipal Júlio Cesar, da Saúde e Assistência Social, era um dos mais empolgados, por realizar pelo sétimo ano consecutivo o desfile do bloco, com a participação de vários parceiros em Garanhuns, trabalhando a festa com educação, chamando a atenção para a prevenção, tocando em temas como dengue e camisinha.

Para ver mais, acessem o blog da Tropicana.
.

Izaías paz e amor!


É comum na história brasileira a mudança de postura, ideologia e até de costumes de políticos para se adequarem a novas realidades. Presidentes como FHC e Lula são exemplos disso. Fernando Henrique foi de encontro ao que ele mesmo havia escrito em seus livros, e Lula deixou a forma combativa dos tempos de sindicato (e primeiras campanhas eleitorais) para virar o conciliador e aglutinador (inclusive da direita) a ponto de ser entitulado na campanha vencedora de "Lulinha Paz e Amor". Assim, tranquilizou aqueles que se opunham a colocar o metalúrgico no poder.

Em Pernambuco tem também outros exemplos, o próprio Jarbas deixou a esquerda para se ambientar com a direita e virar governador. Com representantes do legislativo é ainda mais comum.

No fundo, as mudanças de atitude ou de lado têm por meta uma eleição. E aqui em Garanhuns, quem tem buscado melhorar sua imagem para a população é o deputado Izaías Régis.

Tem sido noticiado que Izaías está sendo assessorado por uma marketeira, e isto tem sido muito bom pra ele. Vê-se claramente que Izaías está mais sereno, sem os arroubos de outrora, e até a liderança contra Antônio João, o deputado deixou de lado e não tem mais falado no assunto em público.

Diminuiu também suas idas ao centro da cidade apenas para prosear e quase não se vê mais o deputado bebendo em público. Tudo isto fruto de um amadurecimento político, aconselhamento do senador Armando Monteiro e as dicas da marketeira. Até na assessoria, como neste caso, Izaías tem procurado profissionais da área, como tem feito também com a assessoria de imprensa.

A verdade é que nos últimos meses Izaías tem se aquietado, e isto parece estar fazendo um efeito positivo em sua atuação.

Garanhuns sedia Encontro Nacional de Aprendizagem Significativa

Já estão abertas as inscrições e vão até o final de fevereiro, para a submissão de trabalhos para o 4º Encontro Nacional de Aprendizagem Significativa.

O evento acontece em Garanhuns, de 28 de maio a 02 de junho.

Demais informações estão disponíveis no endereço:
ou no email apsignificativa@ioc.fiocruz.br .

A Comissão Organizadora é formada pelos professores Marco Antonio Moreira, Evelyse dos Santos Lemos e Pedro Falcão, pró-reitor de interiorização da UPE.

A rejeição a Antônio João está na estratosfera


Um dos argumentos para a entrada e provável crescimento de Antônio João Dourado em Garanhuns era justamente o fato de ser uma figura nova na política municipal, e sendo assim, não teria rejeição da população, e contando o fato de ter o apoio de Eduardo Campos, a aceitação seria natural e decisiva.

Não foi bem assim. O lajedense tem comido o pão que o diabo amassou quando o assunto é inserção popular, principalmente nas classes média, cultural e informada, que estão disseminando pela cidade a rejeição ao seu nome.

Até dentro do PSB a decisão da importação do candidato ainda não foi assimilada. Não apenas Givaldo Calado tem se mostrado contrário, mas todo um grupo que se arrebanhou para criar alternativas de administração para a cidade e depois se viu traído pelas reuniões escondidas para enviar esta candidatura.

Não tem sido fácil a entrada de Antônio João. Seu grupo se resume a quatro ou cinco nomes sem o quilate de Zé da Luz, por exemplo.  Antônio João precisa de um nome de peso que o coloque nos braços do povo, (o governador seria para um segundo momento) e ele ainda não tem.

Já se foram cinco meses desde outubro, tempo bastante para que todos soubessem da sua candidatura, mais ou menos o mesmo tempo que temos para a eleição de outubro, e a verdade é que ainda não se encontram votos de Antônio João que mexam o botão da balança, e pior, sua rejeição neste momento está maior que dos seus adversários. Isto pelo sentimento das ruas, embora algumas pesquisas informadas pelos colegas blogueiros dêem um patamar de quase 70%, o que na política é estratosfera.

Já teve entrevistas em rádios, jornais e blogs. Reuniões abertas e fechadas. E até agora o candidato do governador não empolgou ou não chegou na população.

A onda dos boatos políticos ganha a internet

Antônio João desistiu da disputa. Zé da Luz é ficha suja. Izaías vai se candidatar a deputado federal para apoiar Antônio João. Silvino vai apoiar Zé da Luz. etc, etc, etc...

Quase todos os dias os blogs de Garanhuns estão sendo torpedeados com uma série de e-mails com pseudo-informações do mundo da política na cidade, na clara intenção de criar falsas notícias que prejudiquem alguns candidatos. Já não bastavam os comentários anônimos e votos automáticos nas enquetes.

Ontem recebemos a notícia dos ficha-suja, que teria saído no Diário de Pernambuco, nele estaria a relação onde constavam Zé da Luz, Bartolomeu Quidute e Silvino Duarte. Enviada por Jorge Sampaio, que até brincou colocando o mesmo sobrenome de Zé da Luz, principal prejudicado na informação equivocada.

Procuramos nas páginas do jornal, nada. Procuramos no de ontem, nada. Aí vimos a data, 2010.

Não publicamos, pois já não era atual. Zé da Luz resolveu sua situação no STF.

Os interessados por determinadas candidaturas começam a descobrir que a classe blogueira tem grande potencial de formação de opinião, e alguns profissionais de Garanhuns têm canal aberto com jornalistas de Recife, então estão "plantando" notícias, e alguns colegas blogueiros estão, sem querer, caindo no jogo. Algumas pessoas estão usando de má-fé com os blogueiros, então devemos redobrar a atenção.

Os e-mails são anônimos ou com utilização de pseudônimos, criando um ambiente factível.

Alguns blogs sem identificação estão sendo criados também, para que misturados com os tradicionais, possam burlar a credibilidade, dando notícias favoráveis a Sicrano e Beltrano.

São as famosas "piruas", que agora ganham a internet, no novo mundo da informação.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.