GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

terça-feira, 27 de março de 2012

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS 2012 - Pop/Rock volta a ter palco próprio


A Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) divulgou, nesta terça-feira (27), as datas do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), um dos eventos mais importantes do circuito de festivais culturais do interior do estado. Este ano, o FIG acontece de 12 a 21 de julho, prometendo muitas novidades para o público que for ao Agreste pernambucano.

A primeira delas é a separação dos polos Pop e Forró, que, até o ano passado, eram montados no Parque Euclides Dourado. "Em 2011, tivemos um aumento de público muito grande. A gente viu que já era a hora de separá-los, porque também são públicos um pouco distintos, que compartilhavam os espetáculos e o espaço harmonicamente, mas o local ficou pequeno, fisicamente limitado", diz o produtor André Frank, que assume, este ano, a função de coordenador geral do festival. Ainda não foi definido o novo local do palco Pop, mas o Forró deve permanecer no parque, segundo ele.
.
fonte: www.G1.globo.com/Pernambuco
 

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS 2012 - Evento deve ter atrações internacionais


Uma ideia da produção do FIG 2012 é ampliar o leque de atrações do evento, trazendo artistas internacionais. "Ele é um festival muito forte e a gente quer fincá-lo no calendário nacional. Nossa ideia é ampliar os horizontes, por isso não estamos focando só na música. Mas este é o primeiro ano dessa ideia, temos que fazer uma grande checagem jurídica junto ao governo, há muitos detalhes. O desejo é que comecemos a implantar essa comunicação em nível internacional, mas ainda é só um desejo", assegura o produtor geral do evento, André Frank.

 

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS 2012 - Edital nacional para artistas deve sair até 10 de abril


A convocatória para recebimento das propostas artísticas que vão compor a grade de programação do FIG está prevista para ser divulgada no começo de abril. "Será um edital aberto para o Brasil todo, publicado, no máximo, até o dia 10 de abril", afirma André Frank, coordenador geral do festival. A ideia da organização é de que haja tempo hábil para que a agenda final seja divulgada entre o final de maio e o começo de junho, ou seja, com mais de um mês de antecedência.
.
fonte: www.G1.globo.com/Pernambuco
 

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS 2012 - Definida a data do FIG



A data do mais importante dos festivais do circuito Pernambuco Nação Cultural está definida. O Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) irá acontecer de 12 a 21 de julho. A Secretaria de Cultura do Estado contratou equipe especial para coordenar o evento. O coordenador geral, o produtor André Frank, antecipa algumas novidades do FIG. Entre elas, a separação dos palcos Pop e Forró, devido ao expressivo aumento de plateia que frequenta os dois espaços, constatado nos últimos anos. A capacidade de público dos espetáculos de circo, um dos mais concorridos pelas famílias inteiras que prestigiam o festival, também vai aumentar. A convocatória artística para recebimento de propostas para o FIG acontecerá no começo de abril.

A Secretaria de Cultura, Fundarpe e a Prefeitura de Garanhuns discutem desde setembro do ano passado a edição do FIG 2012. Foram realizadas quatro reuniões e está sendo cumprido o cronograma de produção do evento, cuja grade de programação será anunciada com mais antecedência, este ano. “É importante para o Governo de Pernambuco antecipar toda a programação, para fazer com que mais pessoas possam se programar para vir a Garanhuns nesta data, e ainda para que a rede hoteleira, comerciantes e todos os envolvidos com este grandioso festival possam estar mais preparados. Estamos cumprindo esta meta, conforme solicitação do próprio governador Eduardo Campos”, afirma o secretário de Cultura Fernando Duarte.
.

Governador entrega títulos de terra e equipamentos a mais de 1.000 agricultores do Agreste

O Governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos entregarão títulos de propriedade de terra a mil agricultores familiares de 19 municípios do Agreste Meridional com investimentos da ordem de R$ 595 mil.. A solenidade será nesta quarta-feira (28) em Lajedo, no Clube Resplendor, a partir das 16hs. Serão distribuídas ainda, 150 colméias para 50 agricultores familiares com investimentos no valor de R$ 52,1 mil. O governador também dará início às atividades do Programa Territórios Produtivos.

Estarão presentes os secretários Executivos de Agricultura Familiar, Aldo Santos, e de Programas Especiais e Tecnologia Rural, José Patriota, que também é o presidente do Protural, o presidente do Instituto de Terras de Pernambuco (Iterpe), Getúlio Gondim, além de lideranças políticas da região.

A entrega dos títulos faz parte de um convênio celebrado entre o Governo de Pernambuco e o Ministério do Desenvolvimento Agrário. Serão beneficiados agricultores dos municípios de Lajedo, Jurema, Lagoa do Ouro, Jupi, Paranatama, Iati, São João, Saloá, Garanhuns, Palmeirina, Terezinha, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Correntes, Calçados, Canhotinho e Jucati.

Todos os imóveis são georreferenciados através de uma tecnologia via-satélite, que demarca, com exatidão, a quantidade de hectares de cada propriedade. O georreferenciamento permite ao Estado conhecer, em cada imóvel rural, nomes e quantidade de ocupantes, as atividades agrícolas por eles desenvolvidas, o potencial hídrico, dentre outras informações que podem subsidiar um melhor planejamento das ações direcionadas ao meio rural.

Para o agricultor, o título de propriedade é uma prova do exercício da atividade rural, garantindo-lhe acesso ao crédito agrícola e aos benefícios previdenciários. A titulação elimina os conflitos pela posse da terra, os confrontos por limites de propriedade e dá, ao agricultor, a segurança jurídica da propriedade. No Agreste Meridional, a previsão é que 3,5 mil famílias sejam beneficiadas com o Programa de Regularização Fundiária do Governo do Estado.

Em todo o Estado, em convênios com o Incra e o Ministério do Desenvolvimento Agrário, o Iterpe está desenvolvendo ações de regularização fundiária em 30 municípios. Investimentos de mais de R$ 8 milhões, beneficiando 20.990 famílias.

Produção – Para fomentar o desenvolvimento da apicultura e diversificar a produção de 10 famílias de apicultores, o equivalente a 50 agricultores familiares das Comunidades Pereiro I e II, o governador fará a entrega de 150 colméias, centrífuga, mesa desoperculadora e um tanque descristalizador. A ação da Secretaria Executiva da Agricultura Familiar – Seaf está recebendo investimentos da ordem de R$ 51,1 mil para a aquisição desses e outros equipamentos apícolas que serão entregues até final de abril

Ainda em Lajedo, o Governo de Pernambuco dá início às atividades do Programa Territórios Produtivos, cuja proposta é fortalecer as cadeias produtivas, elevando o nível de produção e renda de produtores e produtoras rurais. O Programa integra ações de relevância econômica que se relacionam com a produção familiar (sociedade civil e Estado), buscando articular políticas públicas e otimizar recursos para dinamizar e fomentar o desenvolvimento rural sustentável.

O Programa Territórios Produtivos faz parte do Projeto Pernambuco Rural Sustentável – PRS, voltado à promoção da qualidade de vida da população rural em Pernambuco. Com investimentos da ordem de US$ 135 milhões, esta estratégia pioneira vai assegurar o crescimento e o desenvolvimento do interior pernambucano, promovendo a inclusão produtiva e a competitividade.

A ação abrangerá 180 municípios pernambucanos, onde serão elaborados 57 Planos, contemplando as seguintes cadeias produtivas: Apicultura e Meliponicultura, Artesanato, Bovinocultura de Leite, Caprinovinocultura de Corte, Caprinocultura de Leite, Fruticultura, Grãos, Horticultura Orgânica, Mandiocultura, Inhame, Pesca Artesanal, Piscicultura e Turismo Rural.

Lei de Responsabilidade Educacional em debate na Alepe

De autoria do deputado estadual Silvio Costa Filho (PTB), a Lei de Responsabilidade Educacional n° 13.273/2007 será debatida em audiência pública nesta quarta-feira (28), às 10h, no Plenarinho III, com a presença do secretário estadual de Educação Anderson Gomes, a convite da Comissão de Educação e Cultura da Alepe.

Trata-se de ampliar a discussão em torno da efetivação da lei, que, sancionada pelo Executivo há quatro anos, ainda não está sendo cumprida em Pernambuco.

A Lei de Responsabilidade Educacional estabelece, entre outros pontos, que o secretário estadual da Educação encaminhe um relatório anual à Comissão, constando metas para os quatro anos subsequentes e o diagnóstico do desempenho da rede estadual de ensino ao final de cada ano letivo.

“A função da lei é promover um mecanismo de acompanhamento dos indicadores educacionais por meio de metas. Sabe-se que houve um aumento no acesso de alunos às escolas, mas ainda há necessidade de priorizar a qualidade pedagógica”, explica o deputado.

Teresa Leitão (PT), presidente da Comissão de Educação e Cultura, acrescenta que a Lei de Responsabilidade Educacional precisa de alguns ajustes. “A lei é de extrema importância, mas é muito ampla. O encontro com o secretário será válido para entrarmos em um acordo”, pontua.

A vaia que poderia prejudicar um projeto nacional

Eduardo conferiu há uns dois anos a força do povo de Garanhuns quando, ao lado de Lula, Dilma e a cúpula da política nacional aliada ao governo federal, acompanhou a sonora vaia que o prefeito levou na quadra do Colégio Mons. Adelmar, no lançamento da candidatura da atual presidente.

Eduardo também viu a desmoralização eleitoral que passou Jarbas Vasconcelos em Garanhuns, onde não teve nem 5% dos votos válidos.

Garanhuns é fogo! É uma cidade diferente, que pensa e pulsa!

Com o projeto da candidatura de Antônio João Dourado na Cidade das Flores, Eduardo está colocando em xeque também a sua altíssima aprovação, e pior, a repercussão de Garanhuns pode contagiar outros municípios, mas não deve ser isto que pode fazer mudar a sua decisão da importação do candidato lajedense.

É a vaia, ou seja, a desaprovação escancarada, que pode sujar sua imagem de administrador competente e político habilidoso que está conseguindo projeção nacional e que pode impulsionar uma candidatura a presidência da república, mais cedo ou mais tarde.

Mas neste momento, uma vaia pública é tudo que seus opositores, principalmente no sul do país, gostariam de ver em todos os canais de TV.

Garanhuns continua aprovando o governo Eduardo Campos, mas tem duas situações de debates: Quer ver investimentos industriais, a exemplo de outras cidades, até de menor porte, e; Desaprova a imposição de um candidato alheio à cidade, que é orgulhosa por natureza, inteligente e independente, quase uma colônia pernambucana.

Eduardo sabe, ou deveria saber disso, por isto resolveu não vir agora à cidade, adia suas decisões e pode contornar os erros cometidos até o momento. Como ainda não se pronunciou, ainda dá tempo de reverter, e em vez de vaias, os aplausos!

Imaginem uma manchete dos jornais do sul do país:
"Eduardo Campos é vaiado na cidade natal de Lula" - Seria pra derrubar, né não???

Garanhuns deve dar passos em direção ao governador, mas Eduardo também deve vir ao encontro da cidade, pois definitivamente, quem inventou este novo projeto, não entende nada da Suíça Pernambucana.

BLOG DO FERNANDO RODRIGUES: A reaproximação de Jarbas e Eduardo


O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) explicitou publicamente sua avaliação positiva sobre o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e selou a paz política entre ambos. Sinalizou também que podem firmar aliança em disputas futuras. Tudo isso foi registrado no “Poder e Política”, programa de entrevistas do UOL e da Folha, no qual Jarbas afirmou que seu antigo adversário faz uma boa administração.

Jarbas disse que Eduardo é um político nacional e potencial candidato a presidente da República nas eleições de 2018. A única ressalva do senador é sobre a proximidade do governador com o PT. “Para galvanizar eleitorado do Sul e se consolidar no Nordeste ele tem que sinalizar que as práticas dele são práticas diferentes das do PT. Porque Lula tem uma boa avaliação, mas o PT não tem essa avaliação”, disse Jarbas na entrevista, gravada na última 5ª feira (22.mar.2012).

O último enfrentamento direto entre Campos e Jarbas ocorreu em 2010, na eleição para governador de Pernambuco. Campos foi reeleito com 82% dos votos válidos. Jarbas teve só 15%. As relações ficaram estremecidas, mas há alguns meses começaram a se reaproximar, culminando com a entrevista do senador ao UOL e à Folha.

As declarações de Jarbas Vasconcelos tiveram ampla repercussão na imprensa Pernambucana. A “Folha de Pernambuco” e o “Jornal do Commercio” publicaram artigos analisando a reconciliação dos políticos e citando a entrevista ao “Poder e Política”.

O “Diário de Pernambuco” escreveu que Campos ficou “satisfeito” com os posicionamentos de Jarbas. O jornal também publicou no sábado (24.mar.2012) que o governador disse que “tomou conhecimento sobre o conteúdo da entrevista e que ficou surpreso com o desprendimento do adversário”.

O “Diário” ainda publicou um resumo sobre a ruptura de Jarbas e Eduardo. Segundo o jornal, a relação foi rompida em 1992, quando se enfrentaram na eleição para prefeito do Recife. Na ocasião, Jarbas venceu a disputa, mas desagradou Miguel Arraes, falecido líder do PSB e avô de Eduardo. A ideia de Arraes era fazer do neto vice de Jarbas.

A reconciliação entre Eduardo Campos e Jarbas Vasconcelos não é apenas uma questão paroquial, restrita a Pernambuco. Campos é um dos nomes mais citados no plano nacional para uma futura disputa pelo Palácio do Planalto. Sua reaproximação a um representante ilustre do PMDB é um passo relevante na construção de futuras alianças.
.
 
AGORA COMIGO: E tudo que eles disseram um do outro ao povo pernambucano, não vale mais?

Prefeitura e SESC vivenciam Dia Mundial do Teatro‏


Em comemoração ao Dia Mundial do Teatro, e também comemorando os 40 anos do Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcante, a Prefeitura de Garanhuns, através da secretaria de Cultura, em parceria com o SESC/Garanhuns, promoverá nesta terça-feira, dia 27 de março, um dia voltado a apresentações culturais deste segmento.

A programação terá início às 9 horas e contará com a presença de diversos grupos culturais, a exemplo da Trupe Azimute; Grupo Nos de Gato e o grupo Tear Teatro com Intervenção Poética da Obra As Filhas de Lilith; Márcia Maracajá e Grupo Cena, dentre outros. Todas as apresentações serão gratuitas, direcionadas ao público adulto e infantil.

Segundo Ana Nery Azevedo, secretaria de Cultura Municipal, a data comemorativa será uma grande oportunidade para o público conhecer e prestigiar diversas produções teatrais. “Contamos com a presença do público de Garanhuns e Região, para conhecer esse trabalho que é feito em parceria. Os grupos desenvolvem suas atividades o ano inteiro e produzem maravilhosos trabalhos. Muitos deles farão parte deste dia festivo”, destacou Ana Nery Azevedo, titular da pasta de Cultura.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.