GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

sábado, 14 de abril de 2012

O caso dos Canibais: Quem é Jorge Beltrão Negromonte da Silveira? O professor faixa-preta em Karatê!


Esquizofrênico desde jovem, nunca deixou de seguir sua estrada. Uma estrada árdua, cheia de altos e baixos, mas que nunca o desanimou. É assim que Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, 51, se vê.

E foi assim que ele se definiu no livro "Revelações de um esquizofrênico", onde conta em detalhes como matava, esquartejava e comia mulheres que "uma entidade" apontava como "do mal".

Nas 48 páginas registradas no Cartório de Notas de Garanhuns, Silveira diz que é filho de imigrantes portugueses e nasceu em Recife. A polícia afirma que ele morou em Olinda e tem pelo menos uma passagem pela cidade de Conde, na Paraíba, onde registrou como sua a filha de uma das vítimas, a menina deve ser filha de Jéssica Camila, a primeira vítima oficial do trio do mal.

Jorge é casado com Isabel Cristina, 51, há pelo menos 30 anos.

Há pouco mais de dez anos, conheceu Bruna Cristina Oliveira da Silva, 25. No livro, Jorge diz que a jovem o "atacou" com um beijo. Desde então, a "linda mulata" é sua amante. A mulher, diz ele, aceitou que a garota morasse com os dois.

Jorge apresenta-se como ex-professor de educação física da UPE (Universidade de Pernambuco), ex-professor de caratê, escritor, ator, autor, compositor e músico. A uma TV local, disse que não se considera louco e que parou de tomar remédios controlados na adolescência, por conta própria.

Jorge, durante 20 anos, treinou caratê na Escola Kawamura, em Recife. Chegou à faixa preta e passou, então, a ajudar novos alunos. "Era um rapaz normal. Não era agressivo. Tinha amigos. Era um rapaz bom", disse à reportagem o dono da academia, Hayashi Kawamura, 75, que afirma que ele não frequenta o local há 12 anos, desde que conheceu Bruna. Hayashi se considerava próximo de Jorge e diz que nunca imaginou que ele fosse capaz de matar alguém.

O dono da academia também diz conhecer Isabel. De acordo com o mestre, a mulher do amigo fazia salgadinhos e os vendia na praia, em bares e padarias de Olinda.

Jorge Beltrão está preso na cadeia pública de Garanhuns.

 
AGÊNCIA DE NOTÍCIAS JORNAL FLORIPA
.
link da notícia:

MULHERES ASSASSINADAS: Vítimas são veladas este sábado em Garanhuns!


Os restos mortais das mulheres que foram assassinadas em Garanhuns saíram do Instituto de Medicina Legal (IML), no Centro do Recife, por volta das 10h30 da manhã deste sábado (14), seguindo para o interior do Estado, onde, enfim, poderão ser enterradas pela família.

As vítimas foram esquartejadas e enterradas no quintal de uma residência na Rua dos Emboabas, no bairro da Liberdade, em Garanhuns, Agreste do Estado. Uma delas estava desaparecida desde o último dia 25 de fevereiro e a outra desde o dia 12 de março.

Alexandra da Silva Falcão, 20 anos, desaparecida há pouco mais de um mês, será velada em Garanhuns, na casa da sua mãe. A cidade fica a 229 quiilômetros da capital pernambucana. Mas os seus restos mortais serão enterrados no município de Palmerina, a 241 quilômetros do Recife, também no Agreste do Estado.

Outra vítima, Giselly Helena da Silva, conhecida como “Geisa dos Panfletos”, desaparecida desde o dia 25 de fevereiro, será velada em uma igreja evangélica também em Garanhuns e enterrada em Arcoverde, distante 259 quilômetros do Recife, no Sertão pernambucano.


.
AGORA COMIGO: Nos últimos anos, Geisa tinha se convertido a uma igreja evangélica. Trabalhava entregando panfletos e falava muito em Deus. Era depressiva e até meio "bobinha", tomava remédios controlados, embora tivesse uma vida ativa, trabalhando bastante, principalmente no centro da cidade, entregando seus papéis, o que fazia com seriedade profissional, a ponto de se tornar uma referência no assunto. Era sempre procurada para a entrega de qualquer material de propaganda impresso.
 
Também era bonita, chegou a desfilar de "Tiazinha" há alguns anos e dançar em bandas de forró, por isso, se suspeitava que seu desaparecimento pudesse ter algum aspecto sexual, como estupro, por exemplo. Aparentemente não foi este o caso, não há informação de que as moças tivessem sido abusadas sexualmente antes de suas mortes, pelo trio do mal.
 
Alexandra tinha apenas 20 anos, e pelas suas fotos, vê-se também que era uma moça saudável.
 
Esta loucura do trio do mal, tem cura?

Esperamos que as famílias tenham o conforto, após o triste dever de enterrar as meninas.

Bruna está em cela isolada porque disse que só come carne humana!


Bruna Cristina, que usava a identidade falsa de Jéssica Camila, a primeira vítima do trio preso, suspeito de canibalismo, foi isolada na Penitenciária Feminina de Buíque, no Sertão.

Bruna recusou a alimentação oferecida pela colônia, e depois afirmou que comia apenas carne humana.

O delegado Weslei Fernandes conta que, após a afirmação, as demais detentas teriam ficado com medo e pedido o isolamento da suspeita.

Isabel Pereira está também em Buíque, mas divide a cela com outras mulheres. Jorge Negromonte continua em Garanhuns.

O caso já está chamando a atenção da mídia internacional não apenas pelas mortes em série e as sessões de esquartejamento, mas pelo consumo da carne humana, o que se dá o nome de canibalismo.

A mídia nacional, rádios, jornais e tv´s já noticiaram, mas devem dar mais atenção a partir de agora. Uma equipe da Band, a pedido do jornalista José Luis Datena está em Garanhuns para cobrir o caso, que deve estar no seu jornal policial durante toda a semana.

Enquanto isso na cidade, há um senso de revolta dos clientes usuais de Isabel, que recheava suas empadinhas com a carne das vítimas e vendia em vários bairros, principalmente em Heliópolis. Isabel vendia até no Forum aos funcionários da justiça.

Uma velhinha das empadas acima de qualquer suspeita!

AABB recebe caminhada festiva dos Amigos do Parque


No próximo domingo – 15/04 – teremos a honra de receber em visita a nossa AABB, no encerramento das comemorações pelos 50 anos de criação, os amigos caminhantes do Parque Euclides Dourado.

A nossa Diretoria espera contar com a participação de todos os caminhantes para conhecerem as instalações do nosso Clube e para confraternizarmos com um café da manhã, que será servido no espaço central, inaugurado também durante as comemorações pelos 50 anos.

Aproveitamos para mandar um abraço ao leitor assíduo, Francisco Melício.

CPMI da Violência Contra a Mulher visita Pernambuco

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga a violência contra a mulher realiza, na próxima segunda-feira (16/4), a partir das 14h, no auditório da Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE), audiência pública para debater situações de violência contra a mulher e a aplicação da Lei Maria da Penha. Às 13h, os integrantes da CPMI concedem entrevista coletiva, na ALEPE.

A audiência contará com a participação de gestores públicos, parlamentares, representantes de movimentos sociais e da sociedade civil organizada.

Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) apontam que a violência doméstica é uma das formas mais insidiosas de agressão as mulheres. Esta forma de violência representa a principal causa de lesões em mulheres entre 15 e 44 anos no mundo e compromete 14,6% do Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina, aproximadamente U$ 170 bilhões.

No Brasil, segundo a ONU, a violência doméstica custa R$ 10,5% do PIB. Pernambuco é um dos campeões deste tipo de violência no País. O Estado ocupa no Mapa da Violência, elaborado pelo Instituto Sangari/Ministério da Justiça, o terceiro lugar em assassinatos de mulheres. Pernambuco tem, ainda, o município de Escada que registra o maior número de homicídios contra mulheres no País.

O fato de ser um dos estados de maior violência contra as mulheres é que levou a relatora da CPMI, senadora Ana Rita (PT-ES), a propor audiência em Pernambuco. Em seu plano de trabalho, a relatora prevê visitas aos 10 estados mais violentos, além dos quatro mais populosos do País.

O requerimento recebeu total apoio da presidenta da CPMI, deputada federal Jô Moraes (PCdoB-MG), do senador Humberto Costa (PT-PE) e da deputada federal Luciana Santos (PCdoB-PE).

A etapa em Pernambuco abre os trabalhos nas capitais do País. A CPMI foi instalada em 8 de fevereiro deste ano com o objetivo de investigar a situação da violência contra a mulher e apurar denúncias de omissão do poder público diante do problema.

Para a deputada Luciana Santos, é preciso ampliar o debate e as ações de combate à violência de gênero. “Toda a sociedade deve encorajar as mulheres a romperem o silêncio e o ciclo de violência em que vivem e fortalecer sua autoestima, esclarecer e orientar para que exijam os seus direitos”, defende a parlamentar.

A deputada Luciana cobra ainda a criação de políticas públicas voltadas ao público feminino, que garantam investimentos reais em programas de proteção e atendimento às vítimas de violência, assim como a Lei Maria da Penha e sua aplicação.

Titular da CPMI e autor do projeto lei que prevê benefício temporário a mulher vítima de violência, em casos de vulnerabilidade, o senador Humberto Costa acredita que iniciativas como essa são fundamentais. “É preciso dar à mulher condições de afastar-se de seu agressor e dele não depender na fase de readaptação à vida”.

AGENDA DA CPMI

9h – Visita ao prefeito de Recife – João da Costa
10h30 – Visita ao governador - Eduardo Campos
11h30 – Visita ao presidente do Tribunal de Justiça - Jovaldo Nunes
13h – Entrevista coletiva na ALEPE
14h – Início da audiência pública

MULHERES ASSASSINADAS: Garanhuns está nos noticiários internacionais com o caso dos canibais


O Rodrigo Lima nos informa que o caso dos canibais de Garanhuns ganhou os noticiários internacionais. Depois que toda mídia nacional já trouxe muitas informações sobre o assunto, agora é a vez dos órgãos de imprensa internacionais divulgarem o caso, como a BBC de Londres-Inglaterra, a maior agência de notícias da Europa..

Confiram a notícia clicando no link do site da BBC Londres.

Encontro em Garanhuns reúne Conselhos Municipais e Comissão de Assessoramento da Secretaria de Saúde de Pernambuco‏


Cumprindo um cronograma de reuniões em todo o estado, a equipe do Conselho Estadual de Saúde, através da Comissão de Assessoramento, realizou em Garanhuns, nesta quinta-feira, 12, no auditório do Ministério Público, o encontro com representantes dos 21 Conselhos Municipais que integram a V GERES – Gerência Regional de Saúde.

A equipe formada por Lúcia Helena, Manuel Rocha e o coordenador Renê Guedes, durante todo o dia, passaram informações administrativas e colheram dados dos municípios, com vistas a construção de estratégicas regionais que permitam o melhoramento do serviço público de saúde no estado.

A abertura do encontro foi feita pelo Dr. Elenílson Liberato, que deu as boas-vindas e reforçou a importância de momentos como este, que integram os vários atores responsáveis pela saúde, e a criação de um momento onde podem ser ouvidos, ofertando suas experiências e sugestões.

“É papel do Conselho Municipal de Saúde estar atento ao serviço oferecido, e ser este elo entre o governo e a comunidade, trazendo aos responsáveis pela gestão, os problemas encontrados, mas também as sugestões, já que se encontram próximos da população” – destaca Dr. Liberato.

Dra. Emília Pessoa, gestora do Hospital Regional Dom Moura, que recebe pacientes de praticamente todos os municípios presentes, participou da reunião.

Estes encontros visam conhecer os Conselhos Municipais em todo o estado, com reuniões nas 12 GERES, com realização da gerência local. A intenção é criar mecanismos que proporcionem diagnóstico do formato e atuação dos Conselhos de Saúde de Pernambuco.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.