GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

UNOPAR GARANHUNS

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Estudantes de medicina da UPE-Garanhuns conseguem avanços em reunião com reitor e secretário de estado


Em reunião por videoconferência com o Reitor da UPE, Carlos Calado; o - Secretário de Ciências e Tecnologia do Estado de Pernambuco, o senhor Marcelino Granja; e demais autoridades.
A mesma reunião foi presencial para as seguintes pessoas: - Profª Izabel Avelar, Pró-reitora de Graduação; - Prof Edson, Coordenador de Graduação e Docente; - Profª Arine, Coordenadora do curso de Odontologia de Acorverde; - Prof Clovis, Coordenador de Graduação UPE-Garanhuns; - Prof Fábio Formiga, docente do curso de Medicina-Garanhuns.

Resultados da reunião:

1. Será lançado na primeira semana de junho o Edital para o Concurso de contração de professores, num total de 97 vagas para toda a Universidade de Pernambuco.

2. Não tivemos, ainda, respostas satisfatórias quanto ao Hospital Universitário.

3. Será aberto o Edital e a Licitação para a construção do prédio de Saúde do campus Garanhuns, contendo os laboratórios requisitados.

4. Será aberta o Edital e a Licitação para a mobília do prédio de Saúde do campus Garanhuns.
.
direto do facebook do estudante Kaio Galindo.
 
PRAZOS:
Conforme já adiantamos, no dia 1º deve sair o edital de concurso para professores, e até o final de junho deve sair a licitação do prédio com laboratório e o restante da infra-estrutura para o funcionamento adequado do curso em Garanhuns.
 
Porém não foi redigido um documento oficial, embora as autoridades tenham se compromissado com os estudantes.

Edital de concurso para professor do curso de Medicina da UPE- Garanhuns sai dia 1º de junho

O jornalista Magno Martins acaba de noticiar que o governador Eduardo Campos afirmou hoje ao deputado Inocêncio Oliveira que lançará no próximo dia 1º de junho o edital para realização de concurso público para seleção de professores para as Faculdades de Medicina em Garanhuns e Serra Talhada. Ambas campus da UPE.

De acordo com Inocêncio, as Faculdades de Medicina de Serra Talhada e Garanhuns já dispõem de recursos orçamentários da União, oriundos de emendas parlamentares da Bancada Federal.
 
Os alunos de Garanhuns estão em estado de greve e a contratação de professores é uma das reivindicações dos estudantes.

Alunos de computação da UPE criam projeto social de informática para deficientes visuais

Alunos portadores de deficiência visual ao lado da equipe do curso
Secretário Ornilo Lundgren, Aline Ferreira (monitora), Roseane Martins (monitora), Higor Monteiro (professor orientador do curso), Paulo Ricardo, Luan Philipe.
Alunos com deficiência têm aulas direto no computador

Teve início hoje, coordenado pela TEC JR. - empresa júnior do curso de Licenciatura em computação da UPE - Campus Garanhuns, o curso de TECNOLOGIA ASSISTIVA para deficientes visuais, que conta com o apoio da Prefeitura de Garanhuns através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O próprio secretário Ornilo Lundgren esteve presente na aula inaugural.
O curso teve inicio hoje às 13h, e claro, a expectativa dos alunos é muito grande de poder ampliar as oportunidades sociais e profissionais!
 


O curso, totalmente gratuito, visa inserir no mercado de trabalho deficientes visuais através do ensino das mais novas tecnologias para esse público. A abertura oficial deste projeto aconteceu no Telecentro que fica na Av. Julia Brasileiro, N 820, Bairro Boa Vista.
A Tec Jr., empresa júnior formada e gerida por alunos de graduação do curso Licenciatura em Computação do Campus Garanhuns, promove um projeto social que consiste em realizar um curso sobre tecnologia assistiva para deficientes visuais que moram na própria cidade e em regiões vizinhas.

Este curso faz parte do projeto de extensão vinculado à PROEC (Pró-Reitoria de Extensão da UPE) e tem como tema Educação Inclusiva e Tecnologias Assistivas no processo de ensino-aprendizagem para deficientes visuais.

Este projeto está sendo orientado pelo Prof. Higor Monteiro e tem como integrantes as alunas Aline Ferreira, Roseane Martins e Jessica Pontes. Além da PROEC, o projeto também conta com o apoio da UPE, Prefeitura de Garanhuns, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Garanhuns e da ADVAMPE no desenvolvimento de suas atividades.

Água de Cacimba é forró no SESC


Quinta-feira,31/05, o Projeto Quinta da Música, do SESC Garanhuns, edição de Maio traz à Garanhuns o Grupo Água de Cacimba, da Cidade de Lajedo-PE. O sanfoneiro Tuchinha trabalhou por muitos anos com Jorge de Altinho.

Começa hoje a Caravana do Nordeste contra o Trabalho Infantil

http://www.pernambuco.com/
De hoje até o dia 1º de junho, quatro cidades pernambucanas: Recife, Goiana, Garanhuns e Salgueiro, recebem a primeira etapa pernambucana da Caravana do Nordeste contra o Trabalho Infantil.

Seminários regionais serão realizados em Salgueiro (28 de maio), Garanhuns (29) e Goiana (30), com representantes do poder público e de diferentes setores da sociedade civil. Paralelamente, serão realizadas atividades educativas com crianças e adolescentes que participam de programas sociais nessas regiões. A caravana será encerrada em 31 de maio, com uma audiência com a presença do governador Eduardo Campos.

Na ocasião, serão apresentados os resultados colhidos durante os encontros e solicitado o compromisso do governo estadual para o cumprimento das ações do Plano Estadual para Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do Adolescente Trabalhador.

O projeto é promovido pelo Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil de Pernambuco (Fepetipe) com apoio do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e da Organização Internacional do Trabalho (OIT) Brasil.

Confira a programação completa:

28 de maio, 8h30 às 13h: Seminário e Atividade Educativa no município de Salgueiro (Sertão)

29 de maio, 8h30 às 13h: Seminário e Atividade Educativa no município de Garanhuns (Agreste)

30 de maio, 8h30 às 13h: Seminário e Atividade Educativa no município de Goiana (Litoral)

31 de maio – Audiência com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

SESC realiza Café com Poesia Especial


SESC Garanhuns convida você para uma edição especial do Projeto Café com Poesia. Escritores convidados: Fernando Farias, Thiago Corrêa e Nivaldo Tenório com a Mediação de Raimundo de Moraes.
Participação especial do músico Gilson Alexandre
Período de realização: Dia 28 de maio / Horário: A partir das 19h30
Público alvo: estudantes universitários, professores, poetas, prosadores e afins.
Local: Salão de eventos do Sesc.
 Os escritores abordarão o tema “a narrativa curta” para discussão, apresentando suas experiências com o gênero.

PT de Bom Conselho desmente aproximação com partido da prefeita Judith Alapenha

Nota

O PT Bom Conselho reafirma o seu compromisso em participar das próximas eleições municipais no campo da oposição a atual administração municipal. Administração esta que o Partido dos Trabalhados entregou as duas pastas que nela detinha, agricultura e governo, por não concordar com a paralisia e a má gestão que nela se enraizaram.
Desta forma, o PT está aberto a compor com qualquer partido em Bom Conselho, desde que seja verdadeiramente oposição a atual forma de governo que se instalou na prefeitura do município. Desautorizando qualquer notícia envolvendo o PT que fale o contrário da posição oficial do partido.

Partido dos Trabalhadores - Bom Conselho-PE.

Estudantes de medicina da UPE-Garanhuns deflagram greve por tempo indeterminado - Confiram as reivindicações!

A alegria do início do curso agora se transforma em luta por melhores condições de ensino

Em assembleia geral, nós, estudantes de Medicina do campus Garanhuns da Universidade de Pernambuco (UPE), decidimos por realizar – a partir do dia 28 de maio de 2012 – greve por tempo indeterminado. Esse ato serve como última forma coletiva de reivindicar melhorias essenciais para o funcionamento estrutural e científico desse curso médico. Acreditamos que a transformação da cidade de Garanhuns em mais um pólo de Saúde do estado de Pernambuco passa pela qualificação desse curso por meio das seguintes solicitações:

1. Abertura da Biblioteca: O aporte de livros é necessário para, além da formação médica, facilitar o estudo por parte daqueles que não podem comprar os livros. Além do curso de Medicina, todos os outros cursos do Campus Garanhuns da UPE também tem sido prejudicados pela inacessibilidade aos livros ou pela ausência de livros essenciais a vida acadêmica;

2. Segurança Integral: É preciso oferecer um suporte em segurança durante a realização das aulas tanto do ensino superior como dos ensinos básico e médio (Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves Guerra), pois, nos horários da manhã e da tarde, não há policiamento. Isso também deverá ser fornecido durante os horários de não funcionamento do Campus Garanhuns como forma de prevenção contra roubos ou saques de mobiliários, biblioteca e de laboratórios (de informática, de Saúde);

3. Restaurante Universitário: Solicitamos o RU para atender discentes, docentes e funcionários do campus Garanhuns. Vale lembrar que a presença do RU, com seus preços acessíveis, é importantíssima como uma das medidas de potencializar a permanência do estudante na vida acadêmica, evitando a evasão, principalmente, daqueles de situação financeira precária;

4. Casa do Estudante: Atualmente, mesmo sendo uma cidade universitária, em Garanhuns tem ocorrido supervalorização dos preços dos aluguéis de imóveis, e não há nenhum serviço de apoio à moradia dos estudantes. Isso, certamente, interfere na permanência dos estudantes na vida acadêmica, inclusive, o limitando no aporte financeiro para a alimentação;

5. Concurso para Quadro Permanente de Professores: O número atual de professores é insuficiente para atender todo o curso médico. Além disso, os professores permanentes são quem de fato fomentam o tripé universitário “Ensino, Pesquisa e Extensão”, imprescindível para a formação curricular do futuro profissional médico. Isso também possibilitará a promoção de cursos periódicos de capacitação em preceptoria dos profissionais da rede de saúde da cidade de Garanhuns, evitando a disseminação, para os alunos, dos “vícios do sistema de saúde” incoerentes com a boa prática médica;

6. Concurso para Técnicos de Laboratórios: Muitas vezes, os estudantes de medicina têm sido responsabilizados pelos cuidados – de ofício de técnico de laboratório –, por exemplo, do laboratório de Anatomia. Portanto, é necessária a presença em todos os horários acadêmicos de pessoas qualificadas na gerência de cada laboratório do curso médico;

7. Peças Anatômicas Naturais: Solicitamos de imediato quatro cadáveres mais a entrada de um cadáver por ano para atender, eficazmente, às aulas de anatomia, à monitoria em anatomia humana, à prática em dissecção anatômica e à avaliação prática dos conteúdos teorizados em sala de aula. Atualmente, temos apenas um braço e uma perna, que serve ao estudo músculo-esquelético. Não existe nenhuma víscera humana para o estudo anatômico;

8. Peças Anatômicas Artificiais e Equipamentos de Laboratórios: Solicitamos as peças referentes, principalmente, aos sistemas humanos Respiratório, Digestório, Cardiovascular, Urinário e Reprodutor. Quanto aos laboratórios de Citologia e Histologia, atualmente faltam lâminas citológicas e histológicas; óleo de imersão; locais adequados para guardar o material de estudo e microscópios funcionais;

9. Biotério: No sentido de transformar Garanhuns numa cidade-pólo de produção científica e de tecnologias em Saúde, faz-se necessário a existência de um biotério de modo a assegurar a boa condição ambiental para o acondicionamento ou a eliminação de matérias biológicas utilizadas pelos cursos de Medicina, de Ciências Biológicas, de Psicologia e de possíveis cursos para esse campus como Enfermagem, Farmácia e Física Médica. Trata-se de um lugar apropriado para a manutenção de animais de laboratório, sob padrões sanitários estabelecidos, para serem utilizados na pesquisa científica, na preparação de produtos biológicos, em exames toxicológicos ou no controle de qualidade de alimentos, medicamentos e vacinas. É importante lembrar que o biotério pode gerar receita por meio da venda de animais (de acordo com a necessidade de cada um dos pesquisadores-compradores) e do auxílio nas pesquisas, além de gerar empregos;

10. Efetivação do Hospital Universitário de Ensino: Não há curso médico sem um hospital qualificado para atender o currículo de Medicina. A carga horária mínima do estágio curricular ou internato é no mínimo 35% da carga horária total do Curso de Graduação em Medicina, com atividades em todos os níveis de atenção à Saúde de acordo com a necessidade em cada área. A prioridade do internato/estágio é a prática correlacionada à teoria. E o ensino, a pesquisa, a assistência em Saúde e o suporte para programas de pós-graduação são proporcionados pelo Hospital Universitário de Ensino (HUE). Isso fortifica o SUS e é essencial para a formação qualitativa dos profissionais de saúde. E, como atividade estratégica para o estado de Pernambuco – no HUE para o curso de Medicina UPE-Garanhuns – poderão ocorrer pesquisas clínicas relacionadas, por exemplo, à avaliação de uma nova tecnologia antes de sua incorporação ou ainda servir como política pública em Saúde para os interioranos que, buscam assistência médica (muitas vezes de procedimentos simples, mas inexistentes por falta de estrutura hospitalar eficiente no interior do estado) na Região Metropolitana do Recife (RMR), afogando o sistema de saúde dessa RMR. Em última análise, investimentos em prol do HUE resultam em assistência de elevada qualidade e produção de conhecimento científico no interior de Pernambuco, sem os vícios que maculam o Sistema Único de Saúde;

11. Verificar Possíveis Terrenos para Construção de Hospital Universitário de Ensino: O Hospital Regional Dom Moura foi ventilado como sendo o HUE. Procedimentos básicos e atendimentos de alta complexidade poderão ser efetuados no próprio Hospital Regional Dom Moura quando da sua real transformação em Hospital Universitário de Ensino. Contudo, fatores como um possível tombamento, devido ao valor histórico-cultural do prédio do HRDM, limitam a reforma desse hospital à Universitário de Ensino. Nessa condição, é necessária a busca de novos terrenos para a construção eficaz de um HUE e evitar aspectos de empecilho a reforma do HRDM ou de improviso que tanto prejudicam a formação médica bem como desfavorecem a assistência médica de qualidade;

12. Construção do Prédio de Saúde: É preciso, urgentemente, construir o prédio destinado aos cursos de saúde (Medicina e, possivelmente, Enfermagem). Esse prédio, além das salas em quantidade suficiente, deve conter os laboratórios de Anatomia, Citologia, Histologia, Bioquímica, Fisiologia e de Práticas Clínico-Cirúrgicas adequados de acordo com padrões do Ministério da Educação e do Ministério da Saúde para o curso médico e, assim, oferecer dignidade desde o acondicionamento das peças anatômicas naturais à vivência acadêmica do estudante de Saúde, sem tomar o espaço de outros cursos do campus UPE-Garanhuns. Vale lembrar que, atualmente, não há mais salas de aula para abarcar as turmas de medicina dos próximos vestibulares;

13. Reuniões, Recursos Destinados e Trabalhos Efetivados: Solicitamos reuniões mensais com o Secretário de Ciências e Tecnologia de Pernambuco, a reitoria da UPE, a direção do campus Garanhuns, a Coordenação de Graduação e a Coordenação do Curso de Medicina para: elaboração de um plano de metas; exposição dos recursos utilizados e dos trabalhos realizados quanto à estruturação do curso; exposição dos projetos de engenharia e arquitetônicos do Prédio de Saúde e do Hospital Universitário de Ensino; avaliação curricular de todos os períodos do curso médico e planejamento da mitigação dos prejuízos à formação médica obtidos pela atual falta de estrutura do curso médico da UPE-Garanhuns.

Nós – estudantes de Medicina do Campus Garanhuns da Universidade de Pernambuco – não somos contrários a essa política de expansão da Educação Médica e da Saúde Pública para o interior de Pernambuco. Isso é extremamente necessário, já que os interioranos precisam disso. Na verdade, não concordamos com que essa expansão seja a qualquer custo sem, minimamente, considerar a dignidade do estudante, o respeito ao povo do interior e a própria valorização do professor, forçado a ministrar aulas sem a estrutura adequada de um curso médico. Infelizmente, a sensação comum é de decepção.

Portanto, além da responsabilidade comum de estudar, tomamos para nós a de diagnosticar esse processo de expansão da Educação Médica e da Saúde Pública em respeito a nossos princípios de cidadãos, a todos que confiam na capacidade desse grupo de futuros médicos e ao nosso sonho de nos tornamos profissionais de uma Medicina séria preocupada com a vida qualitativa do pernambucano, e não com a doença mesquinha de fins meramente eleitoreiros. Somos 39 cidadãos, estudantes de Medicina e desprovidos de qualquer interesse politiqueiro, lutando pelo o que é certo e garantido no Estatuto da UPE, no Regimento da UPE, no Projeto Pedagógico do curso de Medicina da UPE-Garanhuns, nas Diretrizes Curriculares para o curso médico, na Constituição Estadual de Pernambuco e na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.


Garanhuns, 22 de maio de 2012
 
 Estudantes de Medicina do Campus Garanhuns da Universidade de Pernambuco

Garanhuense pode ser decisivo na CPI do Cachoeira


O senador Randolfe Rodrigues ladeado pelos vereadores Sivaldo Albino e Marcelo Marçal

O senador Randolfe Rodrigues (PSol-AP) ocupa na CPI do Cachoeira uma vaga cedida pelo PSDB e pelo DEM e, hoje, aparece como um dos algozes mais ferrenhos do governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo, na comissão. Vem dele as principais investidas para convocar o mandatário goiano para comparecer à CPI, o que tem gerado brigas internas no PSDB e cobranças no partido pela substituição de Randolfe.

Em entrevista ao Correio, o senador reforça a necessidade do depoimento de Perillo à comissão. Em seu entendimento, a investigação já forneceu “elementos inequívocos” para ligar o governador tucano à organização criminosa chefiada pelo bicheiro Carlinhos Cachoeira. Randolfe afirma que a CPI corre o risco de se transformar em uma “pantomima” se não ouvir o depoimento do tucano e se não quebrar os sigilos da empresa Delta — duas das principais questões que deverão ser votadas pela CPI nesta semana. E diz não ter sofrido até o momento qualquer movimento pela sua saída da comissão. “Será inócua qualquer forma ou veículo de pressão”, diz o senador. A seguir, os principais trechos da conversa.

As últimas decisões da CPI têm demonstrado a existência de um acordo entre os partidos para evitar que as investigações atinjam as legendas. Uma eventual convocação do governador de Goiás, Marconi Perillo, serviria para romper esse acerto?

Acaba que não resolve o problema porque a questão não se restringe ao governador Perillo. A convocação dele é inadiável, mas os outros dois governadores, dos outros partidos, também precisam comparecer. De todos os governadores, o Marconi Perillo é o que tem maior número de menções nas gravações em relação direta com o senhor Carlos Cachoeira. Então, não se trata só de questão política ou partidária.

Está sedimentado o acordo de cavalheiros entre PT, PMDB e PSDB?

Está claríssimo. Na sessão de quinta-feira, com o adiamento do requerimento sobre a quebra dos sigilos da Delta, ficou patente que há um acordo de blindagem em relação a temas mais espinhosos. Há uma troca de interesses sobre o que deve ser blindado. Se continuar nesse ritmo, todos os temas que mais interessam vir à luz serão blindados, não vamos conseguir investigar nada.

A CPI já está funcionando há um mês sem convocar governadores ou se decidir sobre a Delta…

A comissão está patinando, está perdendo o rumo, está se tornando uma pantomima e precisa urgentemente de uma mudança de rumo para se salvar. É indispensável quebrar o sigilo fiscal e bancário da empresa Delta, convocar o senhor Fernando Cavendish (dono da empresa Delta), os três governadores dos estados citados.

E por que isso ainda não aconteceu?

Eu vou usar um termo que foi falado na CPI, embora eu ache um pouco chulo. A CPI está sendo “tigrão” para questões menores e está sendo bem “tchutchuca” para o que deveria ser o foco dela. A comissão está patinando, não está avançando no que deve. Claramente, há um acordo entre os grandes partidos, que temem o passo adiante que a comissão deve dar na investigação dessa rede criminosa.

O silêncio que tem marcado os últimos depoimentos, de personagens-chave da investigação, representa uma limitação no poder que a comissão tem de apurar os fatos?

A CPI não tem só os depoimentos como instrumento de investigação. É por isso que a Constituição criou as CPIs como comissões com poderes próprios de autoridades judiciais. Depoimento não é a única arma, a única ferramenta. Seguindo na forma que está, não resta alternativa a não ser a quebra dos sigilos. Só que a CPI fica ouvindo o silêncio dos presos, e não avança na quebra dos sigilos, que é a alternativa que faria avançar.

Na opinião do senhor, então, a situação política de Perillo é mais complicada do que a de outros governadores?

Há indícios em relação aos três, mas há elementos inequívocos em relação ao governador Perillo. Na ordem de convocação, o primeiro tem que ser ele. Eu apostaria na seguinte ordem: primeiro o governador Perillo, segundo o governador Agnelo (Queiroz) e terceiro o governador Sérgio Cabral (RJ). Antes do Cabral comparecer à CPI, precisamos aprovar a quebra de sigilo da Delta e ter acesso aos dados. Com isso, teremos mais elementos para poder realmente obter informações relevantes de um depoimento do governador Cabral.

O senhor ocupa na CPI uma vaga que foi cedida pelo PSDB e pelo DEM e, hoje, aparece como um dos principais defensores da convocação do governador tucano. Há alguma pressão para substituir o senhor na comissão?

Até agora não senti nenhuma pressão. Quando o PSDB e o DEM gentilmente me cederam a vaga, eles tinham a consciência de que a nossa linha seria de investigar tudo e todos, doa a quem doer. Os mesmos critérios que me balizam para investigar o Perillo vão também me orientar na investigação de qualquer outro governador. Acredito que será inócua qualquer forma ou veículo de pressão.

“Eu vou usar um termo que foi falado na CPI, embora eu ache um pouco chulo. A CPI está sendo “tigrão” para questões menores e está sendo bem “tchutchuca” para o que deveria ser o foco dela”

Quem é ele

Nascido em Garanhuns, em 1972, Randolfe Rodrigues é o senador mais jovem do Brasil. Foi o mais votado da história do Amapá, ultrapassando o presidente do Senado, José Sarney (PMDB), nas eleições de 2010. Morador do estado desde os 8 anos, é professor e foi filiado ao PT. No início do mandato, concorreu à presidência do Senado e foi derrotado por Sarney.

Randolfe este em Garanhuns no ano passado durante o Festival de Inverno (foto).

fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/

Tools realiza grande feirão de informática - Descontos de até 40% - confira


A Tools Informática traz oportunidades incríveis pra você comprar o melhor da tecnologia.

Tem ofertas imperdíveis para zerar o estoque, são mais de 240 itens diferentes em promoção com descontos de até 40%, confira:

Notebook com processador Intel dual core e 2 gigas de memória de 1.199,90 por só 899,90, 300 reais de desconto, é isso mesmo, você paga 300 reais a menos na promoção,

Impressora Epson de 449,90 por somente 299,90, 150 reais de desconto, bom demais!

Monitor LCD de 21 polegadas de 449,90 por 349,90, 100 reais de desconto.

Tools informática: Dividindo em 10 vezes sem juros no cartão.

Aproveite, é somente até 02 de junho ou enquanto durar o estoque.

Rua 15 de Novembro, Nº 142, Garanhuns

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.