PERNAMBUCO EM AÇÃO

PERNAMBUCO EM AÇÃO
Clique na imagem

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

domingo, 17 de junho de 2012

Resultado para o conselho tutelar em Garanhuns


Aconteceu neste domingo a eleição para o Conselho Tutelar de Garanhuns. São cinco vagas para um trabalho de três anos, com direito a uma reeleição. Este ano tivemos 10 inscritos, concorrendo, e com o diferencial de não existir mais as chapinhas, pois nas eleições anteriores a população votava em cinco nomes, geralmente numa chapa fechada. Agora não, a eleição foi individual, cada eleitor só podia votar em um candidato. Confira o resultado:

RESULTADO DA ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR:

1-PROFESSORA GENOVEVA
2-JOSICLEIDE
3-MORETSON ALBINO
4-FERNANDO LUNA
5-MICHELE MANDICI

1ª Suplente
6-ELIANE SILVA

Uma geral na conjuntura eleitoral garanhuense


Dois blocos estão ficando bem claros para a campanha eleitoral em Garanhuns. Um é a cara da campanha de 2004, e tem o prefeito Luís Carlos e o ex Silvino Duarte como protagonistas, com a máquina administrativa. O outro é de Izaías Régis, que partiu na frente, é é nesse instante aquele que tem estrutura de campanha formada, com sua candidatura consolidada. São dois grupos grandes e fortes. Os outros vão buscando ainda montar seus palanques.

Zé da Luz imaginava ser o candidato do grupo do prefeito, porém Silvino resolveu buscar na justiça a legitimidade de sua candidatura. O ex-prefeito de Caetés, melhor nas pesquisas, não retrocedeu e continua com o nome no processo eleitoral, espera ainda o apoio do colegiado, caso não vá à frente o projeto de Silvino, e pensa ser também alternativa para o governador Eduardo Campos, caso o nome de Antônio João continue sem decolar.

Zé da Luz sabe que precisa de parceiros políticos fortes, para não ficar sozinho, por isto buscou o PR de Gedécio Barros e o PT de Rosa Quidute.

O PT também tem sido bastante cortejado pelo PTB de Izaías Régis, e ainda sonha com uma possível candidatura própria, porém, vai ficando mais difícil quando se pensa em estrutura para a campanha.

O PT tem patrimônio. Tem as caras de Lula e Dilma para as propagandas eleitorais. E mais, tem preciosos 7 minutos de guia eleitoral, ou seja, quem tiver o PT tem o maior tempo no rádio. Trata-se de uma maior exposição, e isto, pode não parecer, mas conta muito.

Neste momento o PT está mais próximo do PTB, e por vários motivos. Um deles é o conjunto de forças que Izaías tem conseguido juntar, já estão por lá o PSDC de Audálio e Alcindo, e outros como o PMDB de Ivo Amaral e o PRB de Tony Neto estão em fase final de conversação. Aliás, não se tem muito tempo mais, em 15 dias todas as candidaturas e as coligações estarão resolvidas.

Caso o PT feche com o PTB, estarão no mesmo palanque novamente Bartolomeu Quidute e Izaías Régis, e do outro Silvino e Luís Carlos, tal e qual 2004.

Por isso Zé da Luz sabe que precisa quebrar esta polarização e tem ofertado a vice ao PT.

Sivaldo está numa situação estranha. Apoia Silvino em qualquer condição, mas caso este não seja candidato, pode se unir ao grupo de Izaías Régis. Ou ainda partir para sua candidatura própria. Se fica com Silvino, estará no mesmo palanque do prefeito Luís Carlos, de quem foi um dos principais opositores nos últimos anos.

O governador também teria três caminhos, continuar no projeto socialista de Antônio João, usando seu prestígio para levantar a candidatura do ex-prefeito de Lajedo. Pensar em um plano B com Zé da Luz, ou buscar a convergência com os partidos da Frente Popular, colocando Garanhuns na mesa de negociação com Armando Monteiro em troca de apoios em outros municípios.

A verdade é que nessa reta final existem duas instâncias de discussão política, uma em Garanhuns, e a outra entre os caciques partidários na capital pernambucana. E uma possível coligação entre o PT e o PTB passa pelos líderes políticos.

Muitas das coligações só serão decididas aos 48 minutos do segundo tempo.

José Cardoso (in memoriam) terá mandato de deputado estadual restituído

 
A Assembleia Legislativa de Pernambuco, por solicitação do deputado Waldemar Borges, realiza na próxima quarta-feira (20.06), às 18h, uma Reunião Solene para restituir, simbolicamente, os mandatos dos deputados estaduais cassados em Pernambuco no período da Ditadura Militar.

Na ocasião, os 25 parlamentares (11 já falecidos) que foram eleitos democraticamente e tiveram seus mandatos cassados pelo regime ditatorial então vigente receberão um diploma.

Os deputados falecidos serão representados por familiares.

“Queremos fazer um gesto de reconhecimento com os deputados que sofreram com a força do arbítrio, que atropelou a vontade popular e cassou mandatos que foram obtidos democraticamente. É uma forma de dizer que atos antidemocráticos como esses não podem mais ocorrer em Pernambuco e no Brasil”, explicou o líder do Governo, Waldemar Borges.

Veja a relação dos deputados estaduais cassados na Ditadura Militar (ordem alfabética):

1. Almany de Sá Barreto Sampaio (PST)
2. Audálio Tenório de Albuquerque (ARENA) - in memoriam
3. Carlos Luís de Andrade (PSB) - in memoriam
4. Cícero Targino Dantas (PST) - in memoriam
5. Clóvis Jatobá da Costa Lima (PMDB) - in memoriam
6. Dorany de Sá Barreto Sampaio (PMDB)
7. Egídio Ferreira Lima (PMDB)
8. Elias Libânio da Silva Ribeiro (PDC)- in memoriam
9. Geraldo Pinho Alves (PMDB) - in memoriam
10. Gilberto de Oliveira Azevedo (PST)
11. Harlan de Albuquerque Gadelha (PMDB)
12. Inaldo Ivo Lima (PMDB)
13. Inácio Mariano Valadares Filho (ARENA) - in memoriam
14. José Cardoso da Silva (PST) - in memoriam
15. José Ferreira de Amorim (ARENA)
16. José Inácio da Silva (ARENA)
17. José Marques da Silva (ARENA) - in memoriam
18. Josesito Padilha (ARENA)
19. Liberato Pereira Costa Júnior (PMDB)
20. Luís Cláudio Braga Duarte (PST)
21. Luís de Andrade Lima (PMDB)
22. Paulo Rodolfo Rangel Moreira (ARENA) - in memoriam
23. Sérgio Murilo Santa Cruz Silva (PST) - in memoriam
24. Sílvio Pessoa de Carvalho (ARENA)
25. Waldemar Alberto Borges Rodrigues Filho (PMDB)
.
Fonte: Blog do jornalista Jamildo Melo
.
AGORA COMIGO: A correção histórica acontece no ano que se recorda os 20 anos do falecimento de José Cardoso, portanto, tardia, porém, com a certeza de que a justiça está sendo feita. Naquela época o povo elegeu seus representantes, e a ditadura destituiu, portanto, nada mais justo que se refaça a história. O Brasil busca tirar o lixo embaixo do tapete.

Uma data histórica que precisa ser debatida nos colégios e escolas, ampliando o conhecimento político da nossa juventude, um resgate da cidadania política nacional, pois um deputado cassado era uma violência contra o próprio povo que o elegeu.

As pessoas precisam saber deste grande serviço que prestará a Assembleia Legislativa ao povo pernambucano, principalmente os que viveram aquela época.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.