GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

UNOPAR GARANHUNS

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Programação do Festival de Inverno divide opiniões - Eu acredito ser uma das melhores!


Há sempre a expectativa para a programação do Festival de Inverno, e como anda demorando pra sair, a ansiedade aumenta, principalmente na cidade. Na internet, milhares de acessos mostram que gente em todos os lugares esperam a programação para definir suas férias, se vêm ou não para Garanhuns, ou até para poder incentivar os amigos a virem passar ao menos um final de semana curtindo o maior evento multicultural da América Latina.

O resultado de nossa enquete demonstra duas questões que devemos abordar. Primeiro, esta ansiedade. Ao lançarmos a enquete, vimos rapidamente muita insatisfação com a programação, porém os índices dos insatisfeitos nos últimos dias caiu cerca de 10%, ainda terminou alto, mas mostrou que as pessoas foram descobrindo aos poucos a grande programação que temos este ano. O festival é multicultural, e a programação em todos os polos está muito bem servida.

A outra situação a ser abordada, e esta é mais delicada, é que o público de Garanhuns, em sua maioria, jovens acostumados com as festas populares, preferem uma programação voltada para este perfil, o que foge da proposta do festival. Tivemos quase mil e-leitores na enquete, o que mostra que tivemos acima da média, e portanto, um público eclético, que queria uma programação mais popular também votou. Não concordamos, a programação do FIG este ano retorna às suas raízes de qualidade musical, e expande a programação que atende diversos segmentos culturais, cada vez mais abrangente e enriquecedor.

Creio que o público-alvo do Festival, em todo o Nordeste, à medida que veio ao blog buscar a programação, foi alterando o resultado que tínhamos, e mais alguns dias de votação, poderíamos ter uma mudança ao final. A soma dos insatisfeitos que beirou 60% nos primeiros momentos, acabou em 48%, bem próximo da soma daqueles que aprovaram a programação.

Precisamos descobrir que o FIG não é para Garanhuns, é um investimento monumental para girar a economia local, e isto só acontece se tivermos nomes que impulsionem o turismo. Nós podemos até curtir intensamente, todos os polos e palcos, mas lembrando que trabalhamos na cidade, e o FIG, em sua plenitude é para quem pode tirar 10 dias de férias, pagar bem por isto e investir em Garanhuns.

Quem deseja programação popular, tem oportunidade em toda região praticamente todo o ano. O FIG está aí para proporcionar a arte em toda parte, para nós e nossos estimados visitantes. Para ficar bem mais que a festa em si, para fazer as pessoas crescerem culturalmente.

Tenho receio sobre que tipo de programação teríamos se a Fundarpe desse ouvidos a quem não gostou da programação deste ano, a meu ver, repito, impecável!

Confira o resultado da enquete:

O que achou da programação do Festival de Inverno para a Esplanada Guadalajara com os grandes nomes da música nacional?
Ótima, excelente! 220 (23%)
Boa, acima da média! 150 (16%)
No nível de anos anteriores. 108 (11%)
Esperava mais. 297 (31%)
Não gostei. 157 (16%)

Total de Votos: 932
.

PRÉ-FIG: Atividades culturais marcarão a semana Pré-Festival de Inverno - Confira!


Descrição da imagem

A 22ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns, que homenageia o centenário de Luiz Gonzaga, vai começar mais cedo. Pela primeira vez o festival realiza o “Pré-FIG”, uma prévia repleta de atividades que movimentará tanto a cidade quanto a área rural dos Quilombos de Castainho e Estivas, a partir do dia 9 de julho. Ao todo são 17 ações gratuitas de formação cultural, divididas por eixos temáticos diversos, como artes visuais, moda e design, audiovisual, literatura, patrimônio, fotografia, acessibilidade, direitos humanos, sustentabilidade e cultura popular.

De acordo com o coordenador geral do FIG, André Frank, as atividades do “Pré-FIG” estão focadas na formação da população local, enfatizando a tríade sustentabilidade, assessibilidade e empreendedorismo. “A acessibilidade é uma das questões mais importantes desta edição do festival. Criamos uma parceria com a Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência, que, durante o Pré-FIG, vai realizar uma oficina de capacitação de voluntários para assistir os deficientes físicos, facilitando, assim, o acesso desse público aos shows e demais atividades do evento”, explica Frank. Além da capacitação, haverá camarotes especiais para pessoas com deficiência nos palcos Guadalajara, Pop e Forró. Outra novidade é que as peças teatrais contarão com tradução silmultânea em libras e todos os filmes da mostra, inclusive os nacionais, terão legendas.

Entre as oficinas do “Pré-FIG” fundamentadas pelo conceito de sustentabilidade, destaca-se o Programa Severina Catadora que objetiva capacitar catadores de lixo e escritores a criar livros artesanais com papelão reciclado. A oficina será promovida pelo Coletivo Dulcinea Catadora, de São Paulo. Formado pelas artistas Lúcia Rosa e Andrea Emboava, o coletivo trabalha pela inclusão social, valorizando a atividade do catador e estimulando o seu potencial criativo. O minicurso vai acontecer na Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reaproveitável, no Bairro Cohab III.

Moda e design também estão presentes na programação antecipada do FIG. O Laboratório Criativo SustentHabilite-se propõe uma experiência criativa que, além de biosustentável, pode render lucros ao participante. Ministrada pela designer Simone Andrade, a oficina visa ensinar os participantes a transformar lonas descartadas de banners de antigos festivais Pernambuco Nação Cultural em novos produtos rentáveis, como bolsas, carteiras, botas, sombrinhas, capas etc.

Já nos Quilombos de Castainho e Estivas, o “Pré-FIG” conta com a presença do biólogo Rafael Lustosa que dará palestras sobre sustentabilidade ambiental, a fim de de desenvolver o senso crítico dos habitantes da região em relação às transformações socioambientais e capacitá-los para intervir de forma mais consciente na natureza. Os facilitadores Nara Correa, Jackeline Alves e Gisele Piccirilli também vão realizar uma série de palestras nas comunidades quilombolas, abordando temas como consumo consciente, permacultura e desenho sustentável, benefícios do juá e elaboração do pó dental, cultivo ecológico etc. Além das palestras do “Pré-FIG”, os quilombos contarão com um total de 14 atividades de formação ao longo do festival, incluindo oficinas, rodas de diálogo e colóquios.

Os interessados em participar das oficinas do “Pré-FIG” podem se inscrever na Secretaria de Cultura e Turismo de Garanhuns (Praça Dom Moura s/n – Centro); na Autarquia de Ensino Superior de Garanhuns (Av. Caruaru, 508, Heliópolis) ou no Anexo Santa Sofia (Rua do Magano, 419, Alto do Magano).

fonte: Fundarpe

BOMBA: Maurício Rands sai do PT, renuncia ao mandato e ao cargo de secretário no governo do estado

O Blog do jornalista Magno Martins acaba de divulgar a carta assinada por Maurício Rands, deputado federal afastado, secretário de governo e um dos pré-candidatos rifados pela executiva nacional na desastrosa campanha petista na capital.

João da Costa não vai participar da campanha de Humberto Costa, o que já era uma perda considerável, e agora foi ainda pior. Voltando dos Estados Unidos onde foi refrescar a cabeça com a família, Maurício Rands voltou convicto de deixar a vida pública. Confiram a carta:

Carta ao Povo de Pernambuco

Venho aqui me comunicar diretamente com meus eleitores, companheiros, amigos e com o povo de Pernambuco, em especial com os militantes do Partido dos Trabalhadores – PT, que compartilharam comigo tantas lutas pela democracia e pela construção de uma sociedade melhor.

Nas prévias internas de definição do candidato do PT e da Frente Popular, durante dois meses, participei de intenso debate sobre o Recife e a vida partidária. Interagi com os militantes, na compreensão conjunta de que a melhoria da condição de vida na cidade é um processo de construção coletiva no qual o partido tem grande responsabilidade em servir de exemplo na demonstração de práticas democráticas. Testemunhei todo o engajamento desprendido e consciente de milhares de pessoas nesse nobre debate. Destes militantes, levarei para sempre as melhores memórias e a eles sou profundamente grato.

Depois da decisão da direção nacional do PT, impondo autoritariamente a retirada à minha candidatura e à do atual prefeito, recolhi-me à reflexão. Ponderei sobre o processo das prévias e sobre o momento político mais geral. Concluí que esgotei por inteiro minha motivação e a razão para continuar lutando por uma renovação no PT. Percebi terem sido infrutíferas e sem perspectivas minhas tentativas de afirmar a compreensão de que o ‘como fazer’ é tão importante quanto os resultados.

As diferenças de métodos e práticas, aliás, já vinham sendo por mim amadurecidas e acumuladas há algum tempo. Todavia, este processo recente fez com que as divergências ficassem mais claras e insuperáveis. Na luta pela renovação do partido, no Recife e em outros lugares, infelizmente, têm prevalecido posições da direção nacional, adotadas autoritária e burocraticamente, distantes da realidade dos militantes na base partidária.

No debate das prévias, minha candidatura buscou construir uma legítima renovação por dentro do PT e da Frente Popular. Mas lutamos, também, para renovar os procedimentos com o objetivo de reforçar as práticas democráticas. Porém, setores dominantes da direção nacional do PT já tinham outro roteiro que não o debate democrático com a militância do PT no Recife e a sua deliberação. Ou seja, cometeram o grave equívoco de ter a pretensão de impor, a partir de São Paulo, um candidato à Frente Popular e ao povo do Recife.

Por não terem dialogado com a militância do PT no Recife, muito menos com a Frente Popular, ignoraram que existiam alternativas, procedimentais e de quadros, dentro do partido, que unificariam a frente em torno de uma candidatura do PT. Com a decisão da direção nacional do PT, lamentavelmente, esta unidade resultou rompida. Diante da minha discordância com essa ruptura provocada pela direção nacional do partido, concluí que cheguei ao fim de um ciclo na minha vida de militante partidário.

É nesse quadro que comunico aqui três decisões tomadas por mim. Primeiro, a minha desfiliação do PT. Segundo, a devolução do mandato de Deputado Federal ao partido. E, por último, meu afastamento definitivo do cargo de Secretário do Governo Eduardo Campos.

Existiram diversas razões que me levaram a este caminho. A mais crucial dá-se no nível da minha consciência. Sempre agi, na vida e na política, com o maior rigor entre o que penso e o que faço. Sempre cumpri os deveres da minha consciência.

Defendi nos debates partidários a renovação do modo petista de governar e a implantação de um novo modelo de gestão no Recife. Modelo capaz de aprofundar nossa concepção de democracia participativa e especialmente de trazer para a cidade métodos e ações que o Governo Eduardo Campos vem praticando de maneira exemplar e com reconhecimento inclusive internacional, mas que a administração do Recife não conseguiu implantar.

Minha experiência como Secretário do Governador Eduardo Campos foi fundamental para entender a importância da política do fazer, com formas competentes e inovadoras de gerir os recursos públicos, atrair investimentos privados e promover a inclusão social.

Ainda nos debates das prévias, defendi a renovação das práticas e dos quadros partidários, bem como a melhoria da articulação política do governo municipal com o parlamento, os partidos da base e a sociedade civil organizada. Nesses 32 anos de militância, dediquei grande parte de minha vida a fortalecer o campo democrático-popular, lutando para aumentar a participação e consciência política do nosso povo.

Amadureci as decisões que acabo de tomar com base em fatos altamente relevantes que impactaram minha consciência de cidadão. Entre estes, a opção da quase totalidade da Frente Popular pela indicação de Geraldo Júlio como candidato a Prefeito do Recife. Trabalhei diretamente com Geraldo Júlio e sou testemunha de como ele foi central para o sucesso do Governo Eduardo Campos. Acredito que Geraldo Júlio é o quadro mais preparado para atualizar e aperfeiçoar a gestão municipal do Recife. Implantando na cidade o que o Governador Eduardo Campos está fazendo em Pernambuco, ele vai melhorar concretamente a vida do povo do Recife.

Estou consciente de que o nosso povo vai entender o significado da escolha de um novo quadro para transformar as práticas político-administrativas na cidade. Geraldo Júlio vai representar a renovação dentro de uma frente política que – espero – seja mantida, mesmo com o lançamento de duas candidaturas no seu campo.

Como esta posição tem graves implicações para minha vida partidária, decidi que devo sair do PT e, com dignidade, devolver meu mandato ao partido. E como gesto concreto de que não se trata de um jogo menor, de barganha por espaços de poder, decidi também sair definitivamente do Governo Eduardo Campos. Esse é o custo, sem dúvida elevado, de ser fiel à minha consciência cidadã. Saio da vida pública e da política partidária para exercer ainda mais plenamente a cidadania.

Recife, 03 de julho de 2012

Maurício Rands

Programação do Palco Gospel no Festival de Inverno de Garanhuns 2012


Clique para ampliar, imprima e curta o evento

Confira a programação completa do Festival Gospel no FIG 2012


Prefeitura intensifica serviços urbanos visando o 22º FIG


Visando conservar a cidade limpa para receber bem os turistas durante a 22ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), a Prefeitura, através da Secretaria de Serviços Públicos, está intensificando os serviços de limpeza urbana por todo o Município.

Para tanto, já foram iniciados serviços de capinação, pintura de meios fios e recolhimento de entulhos nas vias públicas, sobretudo nas imediações dos pólos de animação do Festival. Já durante o FIG, será realizada a limpeza diária de todos os pólos da festa, com varrição e coleta de lixo. A meta é deixar tudo limpo já nas primeiras horas do dia.

De acordo com o secretário de Serviços Públicos, João Ricardo, também estão sendo realizadas melhorias no acesso ao Santuário da Mãe Rainha; ao Cristo do Magano e ao Alto do Columinho, bem como de outros atrativos turísticos de Garanhuns. “Vamos manter a tradição de ser uma cidade limpa, organizada e bonita”, destaca João Ricardo.

Bom Conselho comemora sucesso da ForroBom 2012


Ficamos encantados com o ForróBom de Bom Conselho. Infra-estrutura, acolhimento, programação e principalmente o espaço maravilhoso do evento, sua decoração, barracas, realmente encantador. Luz e um colorido que resgata os antigos palhoções com os shows de praça pública, pois coberto como é, recebe camarotes sem perder a essência da festa.

Mas tudo isso com a alegria das pessoas de Bom Conselho. Quando estivemos com a Tropicana por lá, alguns amigos de Recife foram conhecer a festa, e também ficaram entusiasmados com a ForróBom, mostrando que é possível fazer um evento assim, aparentemente simples, mas de um impacto cultural e econômico para o município muito positivo. Parabéns Bom Conselho!

Trago do blog da Prefeita Judith Alapenha, o seu texto comemorando o sucesso da festa.
.

Nosso São João acabou, deixou saudades, mas já fazemos um balanço positivo dessa festa maravilhosa, uma festa diversificada para todos.

A estrutura cresceu para dar conta das milhares de pessoas que passam pelo evento nos dias de festa. A Diretoria de Cultura do município cuidou de cada detalhe para receber o público que foi curtir e dançar forró em comemoração ao centenário do Mestre Luiz Gonzaga.

O Forrobom deste ano seguiu as homenagens das outras cidades que fazem festas juninas e também homenageou o Rei do Baião.

Passaram pelo palco da Forrobom: Santana, Forró das Antigas, Os Nonatos, Los Borrachos, Ronaldo Cesar, Fabiana, Nação Forrozeira, Cristina Amaral, entre outros. Jorge de Altinho, que faz um típico forró tradicional, substituiu o cantor Geraldinho Lins, que teve a agenda duplicada para a mesma data em que se apresentaria em Bom Conselho. Substituição aplaudida e bem acolhida pelo público, que dançou e cantou sucessos antigos do cantor que já tem um trabalho consolidado no nordeste. A Prefeitura Municipal também deu oportunidade e valorização aos artistas locais. De Bom Conselho, subiram ao palco os cantores Alexandre Santos acompanhado da Banda Baião de Dois, o cantor Marquinhos Oliveira e outros. A escolha da programação foi feita pela Prefeitura de Bom Conselho em parceria com a Fundarpe, que tem apoiado a festa nos últimos anos.

O distrito de Rainha Izabel também ganhou uma programação própria para animar a localidade. Passaram pelo arraial montado no distrito, o forró da Banda Baião de Dois, Swing Moral, Território Nordestino, Batidão Sertanejo, entre outros.

As quadrilhas que brilharam nos bairros durante os dias que anteciparam os festejos de São João e São Pedro também se apresentaram no pátio principal do Parque de Exposições. Foi uma forma do público visitante e de outros bairros conhecerem as principais quadrilhas da cidade, que receberam o apoio da Prefeitura de Bom Conselho durante as apresentações de 2012.

Mais uma Corrida da Fogueira também foi realizada. A tradicional movimentação acontece todos os anos no dia de São Pedro. Os participantes saem do distrito de Igreja Nova até Bom Conselho, um percurso de 10 km. Os cinco primeiros lugares recebem premiação.

Além de mudanças na estrutura, na iluminação e na decoração do Parque de Exposições, também houve alteração na quantidade de dias de evento. A organização diminuiu os dias para fazer uma festa com mais qualidade.



POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.