PERNAMBUCO EM AÇÃO

PERNAMBUCO EM AÇÃO
Clique na imagem

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

terça-feira, 10 de julho de 2012

Cristo do Magano será polo do Festival de Inverno



Na próxima quinta-feira, dia 12 de julho, tem início a 22ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns. A festividade vai até o dia 21 de julho e apresenta neste ano algumas inovações. Uma delas é a implementação do Polo Alto do Magano , o qual funcionará no Cristo, um dos principais atrativos turísticos da Cidade. 
Segundo Ana Nery Azevedo, secretária de Cultura e Turismo do Município, o Pólo será multicultural, contemplando o público de diversas idades, com atividades diferenciadas. “Este polo prestigiará os artistas de Garanhuns, em áreas como cultura, dança, música, teatro, dentre outras atividades. Nós teremos apresentações de Pastoril, forró, exposições, contação de histórias, literatura, repente, teatro de marionetes, etc. Outro ponto forte nesta edição do FIG será a valorização da acessibilidade como inclusão social”, destacou Ana Nery Azevedo. 
As atividades no Polo Alto do Magano terão início às 10 horas com término às 16 horas. Outras atividades que estão incluídas neste Polo são as Oficinas Pré e Pós FIG, algumas delas serão realizadas no anexo da Escola Santa Sofia, sendo direcionadas ao público infantil. “Queremos levar as crianças entretenimento, cultura, bem como despertar a arte nos pequenos. Esta era uma idéia antiga do Prefeito Luiz Carlos que sempre pensou em descentralizar os atrativos para as Comunidades, como a do Magano. Nossa meta sempre foi ampliar e estender a Cultura a todos os cantos da Cidade”, finalizou a titular da pasta de Cultura e Turismo. 
A semana Pré-Fig tem início a partir da próxima segunda-feira, dia 9 e segue até o final do Festival, no dia 21 de julho. Endereços para as inscrições das Oficinas Culturais :
-Secretaria de Cultura e Turismo de Garanhuns: Praça Dom Moura s/n – Centro. Informações: (87) 3762- 7063;
- AESGA: Avenida Caruaru, 508, Heliópolis: (87) 3761-1596.
- Anexo Santa Sofia: Rua do Magano, 419, Alto do Magano.

Recife respira FENEARTE


Estamos na capital pernambucana onde viemos ensaiar para a nossa apresentação no show VIVA GONZAGÃO, na noite de abertura do Festival de Inverno.

Aproveitando nossa estadia por aqui, estamos no Centro de Convenções nos maravilhando com a FENEARTE. Já passamos por stands de Garanhuns, do Empreender Comunidade e pelos Mestres Fida e Veríssimo, muito bem localizados.

Na entrada do magnífico evento, há um stand em homenagem a Janete Costa, onde encontramos a primeira-dama do estado, Renata Campos.

Sabemos que tem mais Garanhuns por aqui, vamos procurar.

Em toda a feira, a força do artesanato pernambucano! Registramos algumas imagens, que amanhã a gente passa pra vocês !

Carta ao povo de Garanhuns - Ivan Rodrigues

DIGAM O GOSTO PRA MIM

Esta música tem uma história especial. Composta e lançada em 1978, em pleno regime militar, a letra magistral de Vitor Martins descreve o sofrimento de um pai explicando aos filhos a amargura dos tempos de chumbo e as esperanças de um tempo futuro. Recebeu uma interpretação magnífica de Elis Regina ainda hoje cultuada.

Procurem escutá-la, trata-se de um dos momentos mais lindos da música popular brasileira. Uma espécie de contraponto antecipado ao sentido do filme “A Vida é Bela”, em que um pai buscava esconder do filho as misérias da guerra e da dominação nazista.
Aos Nossos Filhos-   Ivan Lins e Vitor Martins
“Perdoem a cara amarrada, perdoem a falta de abraço
Perdoem a falta de espaço, os dias eram assim
Perdoem por tantos perigos, perdoem a falta de abrigo
perdoem a falta de amigos, os dias eram assim
Perdoem a falta de folhas, perdoem a falta de ar
perdoem a falta de escolha, os dias eram assim

E quando passarem à limpo, e quando cortarem os laços
E quando soltarem os cintos, façam a festa por mim
Quando lavarem a mágoa, quando lavarem a alma
Quando lavarem a água, lavem os olhos por mim
Quando brotarem as flores, quando crescerem as matas
Quando colherem os frutos digam o gosto prá mim”


Sempre escuto e leio, com muita emoção, essa poesia e não consigo afastar sua relação com a questão política de Garanhuns. Juntamente com um punhado de bravos companheiros, filiados ou não ao PSB, trabalhamos durante quase dois anos num projeto de discussão e debate dos problemas e grandes questões de nosso município, para propiciar a apresentação de soluções, propostas e projetos que norteassem um planejamento estratégico para viabilizar um novo modelo de desenvolvimento.
 
 
Foram estabelecidas algumas premissas no trabalho, entre as quais: a necessidade de a longo prazo buscar a transformação da nossa cultura política, reduzindo a visão pequena e a absoluta inexistência de de um modelo de gestão eficiente; evitar os projetos de interesses individuais o que subtendia a importância de não permitir a personalização das questões; centrar os debates na solução dos nossos grandes problemas através de soluções de magnitude igual; e sobretudo pensar grande, sob pena de não arrancarmos Garanhuns da mesmice e da mediocridade.
 
 
A mensagem foi sendo entendida como se demonstrou pelo aumento constante da participação em nossas plenárias e integração no projeto das melhores lideranças de Garanhuns, pertencentes aos mais diversos setores de nossa sociedade. Ocorreu um engajamento expressivo de lideranças políticas, empresariais, universitárias, sindicais, movimentos populares, mulheres e juventude.
 
 
O movimento crescia de forma consistente, orgânica e começou a chamar a atenção de outros municípios e de outros partidos, atingindo âmbito supra-partidário. Chegamos a contar em nossas reuniões, por vezes, com representação de doze municípios do Estado, através de lideranças representativas, como prefeitos, secretarios municipais, vereadores, ocasião em que manifestavam sua solidariedade e felicitações pelo ineditismo do nosso trabalho. A palavra de ordem era discutir propostas e planejamento, sem falar em nomes. Somente concluída essa fase, buscar-se-ía um gestor para sua execução. Caracterizava-se como um modelo novo e decente de fazer política, nunca praticado até então por qualquer Partido em âmbito municipal.
 
 
De repente, a despeito da segurança que tinhamos do sucesso do novo modelo em execução, constatado – inclusive – pelo Presidente Estadual do PSB de então, nosso companheiro Milton Coelho, que participou de uma das nossas reuniões, o nosso trabalho foi radicalmente desconsiderado por nossas lideranças maiores e sem que nada nos perguntassem ou. sequer, pedissem a mínima informação sobre a evolução do projeto. Simplesmente, o ignoraram e preferiram partir para as soluções simplistas das velhas práticas superadas, mediante a imposição de um nome sem qualquer referência em nossa cidade e que se manteve como candidato durante nove (9) meses, sem dar o menor passo para se construir ou pelo menos conhecer a nossa cidade e a sua gente. Conselhos não lhe faltaram, mas manteve-se na intransigência de um discurso autoritário, truculento, grosseiro e de agressão à pessoas que nunca lhe ofenderam.
 
 
O resultado estamos assistindo depois de nove meses (uma gestação inteira !), Garanhuns regredir para o mesmo quadro político de quatro anos atrás: nada mudou, os interesses pessoais predominaram; não se discute qualquer proposta ou programa; os candidatos são os mesmos ou seus representantes; postulantes sub-judice sem qualquer segurança de chegar a bom termo; e somente aos trinta minutos da prorrogação é que as coisas foram decididas em pequenos comitês, sem que sequer os filiados fossem consultados e, o que é mais deplorável, sob a articulação do candidato inviabilizado, legitimando-o como se fora uma nova liderança emergente no município.
 
 
Por uma questão de justiça, devemos ressaltar como bem analisou o jornalista Calvino Brasil em recente postagem, que a inviabilização da candidatura espúria decorreu tendo como “a principal causa do insucesso da aventura citada foi a arrogância e soberba. Há de se entender que os blogueiros de Garanhuns, as redes sociais, especialmente os grupos da facebook, o jornal Sete Dias, a divulgação dos áudios tiveram um papel fundamental para que a invasão não se concretizasse em Garanhuns.” Muitos desempenharam seu papel e contribuíram para esse objetivo. Mas uma referência especial se impõe: Todos os blogueiros da região sempre nos honraram com suas fundamentadas críticas, com suas análises corretas e, sobretudo com o explicitado apoio às nossas posições, por isso nossos agradecimentos pela compreensão.
 
No que me diz respeito, tenho hoje um travo de amargura na boca que nenhum mel será capaz de adoçar. Lutei muito, insistí, discutí; enquanto restou um fio de esperança combatí o bom combate; renunciei a vantagens pessoais e financeiras que poucos o fariam; mas continuei incompreendido, não obstante o nosso trabalho ter sido estruturado conforme combinação com as nosssas lideranças estaduais que, em vez de reconhecê-lo ou até criticá-lo se fosse o caso, preferiram ignorá-lo.
 
 
Pensem no tamanho da minha frustação e amargura, ademais agravadas pela sensação que passou pela cabeça de alguns dos nossos companheiros que, com justas razões, se sentiram enganados pela nossa proposta. A nossa proposta era séria, correta, honrada e foi colocada e combinada com as nossas lideranças estaduais para sua execução. Não me considero derrotado, pois considero que esse foi apenas mais um episódio eleitoral e precisamos continuar lutando por uma proposta de princípios, sem ranços eleitoreiros. Continuo acreditando nela e vou continuar insistindo incentivado pelo meu amor à nossa terra. Por isso mesmo me sinto ainda devedor de uma explicação aos companheiros de jornada.
 
 
Como diz o poema: “Perdoem a cara amarrada, a falta de abraço, a falta de espaço, os dias foram assim ” e convoco os companheiros que acreditaram na proposta para persistirem, insistirem e lutarem pelo que acreditamos. Se não formos os próprios beneficiários, nossos filhos e netos o serão. Equando lavarem a mágoa, a agua, os olhos” e “quando brotarem as flores, crescerem as matas e colherem os frutos, DIGAM O GOSTO PRA MIM”.
 
Vamos continuar, companheiros, independentemente de eleições, lutando e cobrando pelo que nós acreditamos na tentativa de obter as mudanças necessárias à pratica de uma nova consciência política para Garanhuns.
 
Um grande abraço de Ivan Rodrigues

Prefeito está preparando material para mostrar o que fez na periferia de Garanhuns

Prefeito Luís Carlos na entrevista aos blogueiros
Bairros inteiros foram calçados e saneados. Este será um dos motes para fazer a população perceber o que o prefeito Luís Carlos fez nos últimos anos na periferia da cidade. 

D. Tiago Postma, Jardim Petrópolis, Brahma, Parque Fênix, parte da Cohab II, etc. Além das casas populares que serão entregues e os apartamentos do Minha Casa, Minha Vida. Espera-se uma melhora na avaliação municipal e consequentemente no repasse do votos que possa ter para Silvino Duarte. 

O material tende a diminuir a rejeição ao prefeito e consequentemente melhorar sua imagem junto à população nos bairros mais populosos do município.

A fonte do blog, afirmou inclusive que ninguém fez mais pela periferia da cidade que Luís Carlos, até mesmo o seu antecessor e candidato. As casas dos bairros que receberam melhoramentos tiveram seus preços duplicados, ou até mesmo triplicados. "É o caso do Jardim Petrópolis. Antes era um bairro com terrenos muito baratos. As pessoas não queriam morar ali. Hoje está saneado e asfaltado. E os valores das casas e dos terrenos alcançaram preços comerciais que proporcionaram um ganho para toda a população. Além, claro, da qualidade de vida". Afirmou ao blog uma pessoa de dentro da campanha de Silvino Duarte.

"Outro bairro citado foi a Brahma, ou seja José Maria Dourado. Antes no barro, as casas já tinham bom valor comercial, mas a lama e a poeira denegria os valores dos imóveis. Hoje a realidade é outra. É tratado pela população como um bairro nobre, os imóveis estão com valores acima do mercado, e isto se deu graças à intervenção do poder municipal." - Finaliza.

Uma campanha para mostrar os serviços feitos pela prefeitura nos bairros de Garanhuns está sendo preparada para impactar a população. É vista em todas as pesquisas a forte rejeição ao prefeito Luís Carlos, e este trabalho visa minimizar e até colher frutos eleitorais.

SETE DE SETEMBRO: Bem na quadra. Muito mal no campo


Quatro partidas e apenas dois empates. As duas derrotas doeram bastante na torcida. Uma para o rival histórico Centro Limoeirense, fora de casa, pelo placar magro. A outra aconteceu no último sábado, no Gigante do Agreste, contra o Ipojuca, por dois a zero. A história do jogo começou na expulsão aos dois minutos do goleiro setembrino. 

Só isto poderia explicar a derrota, jogar todo o tempo com um jogador a menos. Mas não foi apenas isso. Durante os mais de 90 minutos que se seguiram à expulsão, o Sete de Setembro não criou nenhuma jogada que pudesse mostrar qualidades à torcida. Embora viesse de um empate heróico frente ao Jaguar, o time rico (comparando com seus adversários) de Jaboatão dos Guararapes.

Resta ver o que a diretoria vai fazer, pois o campeonato continua e a equipe garanhuense precisa se aproximar dos líderes.

Na quadra, no campeonato pernambucano de Futsal, a história é diferente. O Sete de Setembro ocupa a quarta colocação depois da vitória contra o Sport Recife, na quadra do CMA, no último sábado, por 4 a 2. Uma vitória empolgante e que mostrou a força do futsal garanhuense. 

O Tigre também está entre os quatro e briga pelo tetracampeonato.

Previdência de Bom Conselho recebe prêmio nacional

A Previdência Municipal de Bom Conselho dá mais um salto em responsabilidade com o dinheiro dos servidores e aposentados da Prefeitura de Bom Conselho e da população. O órgão está entre os quatro melhores do Brasil e o melhor do Estado de Pernambuco, uma avaliação feita pelo Ministério da Previdência Social e pela ANEPREM – Associação Nacional das Entidades de Previdência dos Estados e Municípios.

A instituição de Bom Conselho foi premiada na categoria Instituição de Pequeno Porte com até 2 mil segurados. A entrega dos certificados do Prêmio Boas Práticas de Gestão de RPPS – 2012, acontecerá no próximo dia 30 de julho, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e contará com a participação dos gestores e representantes das Previdências municipais de várias cidades brasileiras premiadas pela edição do evento. De Bom Conselho, participarão a Prefeita Judith Alapenha e da Gerente da Previdência Municipal, Francilene Leite.

O Prêmio Boas Práticas de Gestão de RPPS – 2012 tem a finalidade de estimular as unidades gestoras a desenvolverem boas práticas de gestão que possam otimizar seu desempenho, recuperar e garantir confiabilidade junto aos servidores, segurados, clientes, fornecedores e a sociedade. O prêmio está na terceira edição. A Previdência de Bom Conselho tem mostrado capacidade e renovação ao longo desses quase quatro anos.

ARRECADAÇÃO MAIS QUE TRIPLICA EM QUATRO ANOS: Quando a atual gerência da Previdência assumiu o órgão, foram entradas dívidas, fundo em déficit e inadimplência. A nova gestão entrou e pagou os débitos anteriores. Entre os anos de 2001 e 2008, as administrações anteriores conseguiram acumular apenas um total de R$ 4 milhões em sete anos. A atual conseguiu aumentar esse saldo para mais de R$ 13 milhões em apenas três anos e meio. “Essa é a prova de um trabalho responsável e preocupado com o servidor. Precisamos garantir a aposentadoria de quem já passou pelo funcionalismo público do município e dos que ainda vão se aposentar”, explica a Gerente da Previdência de Bom Conselho, Francilene Leite.

Fernando Ferro espera a conversa com Lula

O deputado federal Fernando Ferro esteve em Garanhuns neste final de semana, prestigiando o lançamento do livro do historiador Antônio Vilela. Instigado por este blogueiro sobre a campanha do Recife, onde foi um dos defensores do prefeito João da Costa e do seu direito de disputar a reeleição, Ferro se mostrou ainda indignado com os acontecimentos promovidos por lideranças petistas, e não pareceu reconsiderar para apoiar a candidatura de Humberto Costa com João Paulo na vice.

"Vamos conversar com Lula, que chamou o prefeito João da Costa e alguns líderes para ir a São Paulo. Infelizmente esta conversa está chegando tarde, depois de todo o trauma causado"- analisa Ferro, que afirma ainda que a candidatura de João da Costa foi rifada do processo quando apontava para uma melhora em sua aprovação e crescimento nas pesquisas.

"Tem muita coisa ainda a ser explicada e acertada" - Disse o deputado, que não vai se pronunciar sobre quem vai apoiar, ao menos não nos próximos dias.

Ferro acredita que existem acordos entre as principais lideranças visando 2014, que acabaram prejudicando o partido na capital.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.