GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

GOVERNO DO ESTADO

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Alves Motos tem um presente para você!

Nova Pós-Graduação na AESGA: Auditoria em Serviços de Saúde

Clique para ampliar

Nota de Falecimento de Aluno do Colégio Mons. Adelmar


A Direção do Colégio Mons. Adelmar da Mota Valença (CMA) comunica aos alunos, professores e pais de alunos o falecimento do aluno da 6ª série B, LINCOLN VICTOR, ocorrido às 7 horas desta quarta-feira, 15 de agosto, na Casa de Saúde Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Em virtude disto, o CMA informa que estão suspensas as aulas para os alunos da 6ª série B na tarde de hoje, dia 15. Amanhã, dia 16 de agosto, não haverá aula para nenhum dos turnos do Colégio, voltando a Instituição as suas atividades normais na sexta-feira, 17 de agosto.

Eduardo Campos será candidato a Presidente da República?


O PT tem olhado com desconfiança a movimentação do presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, que é amigo de Lula, apoia o governo Dilma, mas tem livre trânsito na oposição, conversando sempre com Aécio Nves, senador e pré-candidato a presidente. Duas novas situações causaram esse estranhamento: A sua reaproximação com o PMDB de Jarbas Vasconcelos, e o lançamento da candidatura de Geraldo Júlio no Recife, transformando-se no principal adversário das maiores estrelas do partido no estado, o senador Humberto Costa e o deputado e ex-prefeito João Paulo.

Eduardo pode retrucar dizendo que tirou o PSB dos braços de Serra em São Paulo e entregou a Haddad.

Porém, diante da conjuntura, quase não restam dúvidas, Eduardo Campos se prepara para dar seu voo nacional. Mas quando seria? Já em 2014, peitando a candidatura petista da presidente Dilma (ou seria de Lula)? Em 2018 quando o PT precisaria procurar outra alternativa, caso Lula não queira retornar? Mais na frente, pois com alta aprovação Eduardo é hoje imbatível no estado, e poderia pensar em governá-lo outra vez  (saindo e voltando)? Ou nunca? Esse ensaio de candidatura a presidente seria apenas um fogo de palha de quem conseguiu projeção nacional?

Foi isto que buscamos saber dos nossos e-leitores. E abaixo está a resposta, com 305 votos.

Eduardo Campos será candidato a presidente?

Não. 100 (32%)
Sim, já em 2014. 89 (29%)
Sim, em 2018. 84 (27%)
Sim, ainda mais no futuro. 32 (10%)
.
AGORA COMIGO: Embora tenham vencido a enquete com 32%, os que negam a candidatura podem ser divididos em dois grupos, os que realmente acham que ele não será candidato, e os que torcem que ele não seja.
 
Somando os índices dos que acreditam que veremos Eduardo Campos em uma eleição, temos indiscutíveis 68%. Isto não quer dizer que votem nele, mas é bem provável que numa campanha, Eduardo saia de Pernambuco com índices próximos disso (caso não tenha Lula como adversário, mas aí ele não entra na disputa).
 
Num empate técnico entre 2014 e 2018, a próxima eleição venceu. Isto mostra que nossos e-leitores entendem que a movimentação de Eduardo espelha a candidatura já daqui a dois anos, mesmo que seja contra Dilma. Acho até que se Dilma optar por Eduardo no lugar de Michel Temer, o PSB acalma.
 
Mas o foco continuará sendo a cadeira principal do Palácio do Planalto. Aí sim, em 2018.
 
Setores do PT já sabem disso, e buscam impedir o impulso para o voo socialista.

Curso de Prevenção de Uso de Drogas para Educadores recebe 112 mil pedidos de inscrição


O Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas recebeu 112 mil pedidos de inscrição. Com previsão de início neste mês de agosto, o curso é organizado pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD) em parceria com a Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Universidade de Brasília e o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe). O curso faz parte dos treinamentos previstos no eixo “prevenção”, no âmbito do Programa “Crack, é possível vencer”, lançado em dezembro de 2011. Além da capacitação para profissionais das redes de educação, o programa treinará agentes de segurança pública, Justiça, saúde e assistência social, além de conselheiros e lideranças comunitárias e religiosas.

Tendo em vista que estão disponíveis 70 mil vagas para esta edição do curso, a organização terá que realizar uma seleção dos alunos. Para a Secretária Nacional de Políticas sobre Drogas, Paulina Duarte, esta seleção representa um desafio para os envolvidos. “A SENAD, juntamente com a Universidade de Brasília e o Cespe terão um grande desafio para selecionar os 70 mil alunos do curso”, afirmou. Segundo a Secretária, será dada preferência para os alunos daqueles 12 estados que já aderiram ao programa até o momento (Alagoas, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Acre, Santa Catarina, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Piauí, Paraná e Ceará). Também será considerado o número de inscritos por unidade educacional e a participação das escolas em programas do Ministério da Educação como o Saúde na Escola e Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas, entre outros.

O curso

O curso, que será realizado na modalidade à distância entre agosto de 2012 e abril de 2013, tem o objetivo de treinar os educadores para que elaborem e implementem um projeto de ações preventivas nas escolas onde trabalham, contribuindo com o fortalecimento da comunidade escolar na prevenção ao uso de drogas.

A intenção da Senad é ter 14 mil escolas inscritas neste curso, atingindo assim cerca de 2,8 milhões de alunos. No final do treinamento, os aprovados receberão Certificado de Curso de Extensão Universitária, de carga horária de 180 horas, emitido pela Universidade de Brasília.

O Programa “Crack, é Possível Vencer” prevê a realização de mais dois treinamentos para educadores nos anos de 2013 e 2014, cada um com os mesmos 70 mil inscritos. As três edições vão representar um total de 8,4 milhões de alunos atendidos. O investimento para as três edições é de aproximadamente R$ 14 milhões.

Programa “Crack, É possível Vencer”

Com investimento de R$ 4 bilhões da União até 2014 e articulação com estados, Distrito Federal e municípios, além da participação da sociedade civil, o Programa tem o objetivo de aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários drogas, enfrentar o tráfico e as organizações criminosas e ampliar atividades de prevenção.

As ações estão estruturadas em três eixos: cuidado, autoridade e prevenção.

O programa conta com a atuação direta dos ministérios da Justiça, da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, além da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Mais de 3 mil educadores de Pernambuco se inscreveram no curso.

SESC recebe espetáculo baseado em Pink Floyd


O grupo paulistano Kaoll apresenta nesta quinta, no SESC Garanhuns, a "Turnê Nordeste 2012" com o espetáculo "Kaoll interpreta Pink Floyd". Com um roteiro de 12 apresentações em 9 cidades de 6 estados no mês de agosto, a banda promete um espetáculo áudio-visual marcante para os fãs do Floyd apresentando versões instrumentais de faixas antológicas dos principais discos do supergrupo inglês.

Formado durante o auge da efervescente cena psicodélica londrina, o Pink Floyd encarnou como poucos o espírito de experimentação que dominaria a estética musical e artística do fim da década de 60 e nos anos 70.

Inspirada diretamente nesta fértil influência, a banda brasileira Kaoll, formada em 2008, percorreu o árduo caminho da cena instrumental e psicodélica no país. O reconhecimento veio já no primeiro ano com a colaboração de Lanny Gordin, lendário guitarrista da tropicália, na divulgalção de seu álbum de estréia Kaoll 04 e na gravação e divulgação do álbum "Auto-Hipnose" que obteve excelente críticas da mídia especializada. Após um período fértil de 4 anos de parceria com o mestre Lanny, os membros do projeto decidiram assumir um desafio: apresentar versões singulares para a discografia do Pink Floyd. Tarefa difícil, porém, realizada com grande competência, pelos músicos Bruno Moscatiello na guitarra, Dokter Leo na bateria, Tiago Mineiro nos teclados/piano, Yuri Garfunkel na flauta transversal e Odilon de Carvalho no contrabaixo.

O repertório percorrerá cronologicamente a trajetória do Pink Floyd e promete revisitar algumas das mais complexas e belas canções de Roger Waters e companhia.

A turnê iniciou nos dias 01 e 02 em Teresina/PI passando também pelo Ceará nas cidades de Fortaleza, Sobral, Juazeiro do Norte e Crato, e ainda por Aracajú/SE, Garanhuns/PE, Maceío/AL e Feira de Santana/BA.

Vem aí a Feijoada do Grupo de Amigos de Garanhuns no Facebook


Mais informações

SIGA O BLOG

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.