GOVERNO DE PERNAMBUCO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

DIVULGUE SUAS ATIVIDADES NO BLOG DO RONALDO CESAR

DIVULGUE SUAS ATIVIDADES NO BLOG DO RONALDO CESAR

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Ricardo Dantas é o novo secretário de Educação de Pernambuco

Novo secretário de educação de Pernambuco, Ricardo Dantas.

Aconteceu hoje (17) às 14h, no Auditório da Sede da Secretaria Estadual de Educação, a transmissão de cargo do titular da pasta, Anderson Gomes, para o novo secretário Ricardo Dantas. O auditor fiscal da Receita Federal deixou a pasta de Administração, liderada agora por Décio Padilha, e substitui Anderson Gomes, nomeado assessor especial do governador Eduardo Campos.

Nascido no Recife, José Ricardo Wanderley Dantas de Oliveira é formado pela Faculdade de Ciências da Administração de Pernambuco e atua como servidor público desde 1988. Acumula no currículo os cargos de Auditor Fiscal do Tesouro Estadual na Secretaria da Fazenda - de onde foi diretor-adjunto de Controle do Tesouro Estadual – e de auditor fiscal da Receita Federal do Brasil. Em 1998, ele foi o responsável pelo projeto que criou o Modelo de Controle Interno para a SEFAZ.

Durante o primeiro mandato de Eduardo Campos teve como missão implantar a Secretaria da Controladoria Geral do Estado em Pernambuco, onde desenvolveu o Portal da Transparência, eleito o segundo melhor do Brasil entre os Estados, de acordo com o Índice de Transparência da Associação Contas Abertas.

Dantas já presidiu o Conselho Nacional dos Órgãos de Controle Interno dos Estados e do Distrito Federal nos anos de 2009 e 2010 e pertence ao corpo docente das Escolas de Governo e de Administração Fazendária e da Escola Superior de Administração Fazendária (ESAF). Ano passado, ele assumiu a Secretaria de Administração, órgão que deixou na última sexta-feira para ocupar a Educação.

Outras secretarias passaram por mudanças, Aluísio Lessa assumiu a Secretaria de Articulação Social e Regional; o vice-prefeito do Recife Milton Coelho a pasta de Governo e Pedro Eurico, Criança e Juventude, substituindo, respectivamente, Sileno Guedes, Lauro Gusmão e Raquel Lyra.

Texto do Site da Secretaria de Educação de Pernambuco
(com adaptações feitas pela Assessoria de Imprensa da GRE-AM).
Crédito: Alyne Pinheiro


Central Única das Favelas - CUFA será implantada em Garanhuns

Rádio Educativa FM de Alagoas faz cobertura do Centenário de Luiz Gonzaga


Enquanto muitas emissoras pelo país, que deveriam cumprir uma missão social e cultural se espalham nas mãos de igrejas com intuitos comerciais, algumas têm fomentado a boa música, difundindo informação responsável e promovendo os grandes eventos regionais.

É o caso da Educativa FM de Maceió, que tem vindo para Garanhuns transmitir para a Alagoas o nosso Festival de Inverno, e cuja equipe encontramos em Exu-PE, na cobertura do Centenário de Gonzagão.

A equipe já está providenciando um projeto para vir cobrir o Garanhuns Jazz Festival. Vale ressaltar que mesmo sendo uma rádio pública, ligada ao Governo de Alagoas, realizar os projetos e pegar a estrada envolve o esforço e a dedicação da equipe, e aqui enaltecemos o Ricardo (supervisor e locutor), Marcos Antônio (locutor) e Albérico (técnico).

Registro também que viajamos para Exu com apoio da 87FM, pela qual demos flashes. Aliás, a emissora comunitária também enviou um reporter, Thiago Emanuel, para fazer a cobertura da Taça Brasil de Futsal, acompanhando o Tigre de Garanhuns.

Seria interessante se rever estas concessões de emissoras que acabam nas mãos de religiosos, e desviam o interesse público da comunicação. Porém, a gente sabe, a força que tem esses grupos no Congresso Nacional.

Vejam em Garanhuns quantos empregos são criados direta e indiretamente pelas emissoras. Além dos funcionários contratados, ainda tem os terceirizados, os agentes comerciais, estúdios, etc. A 7 Colinas abre espaço para diversos profissionais, que se tornam parceiros da programação, como Zezinho de Garanhuns, e a Marano FM gera até renda alternativa, como os músicos que participam do programa Radiola de Ficha.

Cobertura de evento, como foi o Centenário de Luiz Gonzaga em Exu, é mais um filão que pode ser explorado, para comercializar patrocínio. Lembro que Jonas Lira e a trupe da 7 Colinas cobriam o Maceió Fest.

Em tempo: A Educativa FM, que tem uma programação voltada para a música de qualidade tem sido sintonizada nos bairros mais altos de Garanhuns.

Prefeitos assumem com festas

Dia 1º de janeiro tem festa em várias cidades da região, marcando a posse dos prefeitos.

Em Correntes, a partir dàs 15h, o Trio Elétrico Pantera será o palco para Edriano Lima e a Banda Vilões do Forró, na Praça Agamenon Magalhães, logo após a cerimônia de posse do prefeito Edimilson da Bahia. Pode ter mais atrações por lá, aguardem!

ARTIGO: Futura administração, logomarca nova. - Por Cléber Ferreira



Sou leitor assíduo do Blog do Ronaldo. Chego a visitar o site três, quatro vezes ao dia. Assim, nas minhas visitas diárias, vi, no dia de hoje, uma matéria que me chamou a atenção, o título é: FUTURA ADMINISTRAÇÃO: As cores de Garanhuns vão mudar. E pensei em escrever algumas poucas linhas sobre a matéria.

Inicialmente, ao ler a matéria, vejo que já está certo de que o novo prefeito irá mudar as cores e o slogan da prefeitura de Garanhuns. Mas, mesmo não tendo nenhuma proximidade com o futuro gestor, porém sendo morador desta querida cidade chamada Garanhuns, terra cantada por Luiz Gonzaga, como a terra onde o Nordeste Garoa. Venho dar uma singela opinião sobre a mudança de corres e slogan para no final fazer uma proposta.

É a partir de algumas atitudes que vamos vendo como será a nova administração de Garanhuns e aí penso que se o novo prefeito fizer esta mudança (cores, símbolos, slogan e etc.), irá se igualar a todos os prefeitos que já passaram pelo Palácio Celso Galvão e até com os prefeitos dos mais longínquos rincões deste país. Quando o prefeito se utilizar de tal expediente, e aí não falo de Garanhuns, mas de todo governante, na verdade está seguindo um dos princípios do marketing político, criando uma identidade visual do Governo do qual se encontra a frente, veja o quanto é forte as imagens na leitura do texto de Ronaldo Cesar, quando diz e faz uma busca na memória e identifica o Governo de Silvino e Luiz Carlos com esta ou aquela cor, com este ou aquele símbolo.

Vejo nitidamente a mudança como uma ofensa ao princípio da impessoalidade insculpida na Constituição Federal no seu art. 37. O renomado autor de Direito Administrativo José dos Santos Carvalho Filho, diz o seguinte sobre tal princípio: “ ...a aplicação do conhecido princípio da finalidade, (...), segundo o qual o alvo a ser alcançado pela Administração é somente o interesse público, e não se alcança o interesse público se for perseguido o interesse particular, porquanto haverá nesse caso sempre uma atuação discriminatória”. E aí pergunto. Qual o interesse público que será alcançado com as mudanças das cores, slogan, símbolos e etc. da prefeitura de Garanhuns. Pelo contrário, tais mudanças atingem apenas um fim político da administração de prefeito beltrano ou sicrano. Pior, de forma reflexa as mudanças alardeadas ferem de morte outro princípio da administração pública insculpido na Constituição Federal, qual seja, o da eficiência, haja vista, que geralmente, e não digo que será isto que irá ocorrer, são seguidas da pintura de todos os espaços públicos sobre o domínio daquela administração, ou seja, gastos serão feitos de forma desnecessárias, possivelmente pelo Brasil a fora.

Por outro lado, não digo que o novo prefeito adote as mesmas cores, slogan, símbolos e etc. da administração que finda. Até por que já estão identificados com a administração que acaba. A solução seria fazer o que o Governo do Estado fez, encaminhar uma lei para Câmara Municipal instituindo os símbolos, cores e slogans da prefeitura de Garanhuns e não criar do governo de beltrano ou sicrano. Institucionalizar.

Para tanto, já que Garanhuns é uma cidade que vive e respira cultura, seria de bom alvitre realizar um concurso cultural. O novo prefeito de Garanhuns estaria tendo uma atitude nobre, de um verdadeiro estadista, mostrando que o público e o privado devem estar separados, mostrando que é diferente dos demais prefeitos. Incentivaria a cultura da cidade e etc. Sem falar que poderia se livrar de uma possível ação de improbidade administrativa, visto que segundo a Lei nº 8.429/92, art. 11, constitui ato de improbidade administrativa os atos que atenta contra os princípios da administração pública.

Bom, fica a dica para aqueles que vão fazer parte da nova administração pública da cidade de Garanhuns e se fomenta a discussão política das citadas mudanças.
.
Cléber Ferreira, é formado e pós-graduado em História (UPE), bacharel em Direito (FDG/AESGA) e faz pós-graduação em gestão pública. É funcionário público estadual.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.