HIPER TODODIA

HIPER TODODIA
CLIQUE NA IMAGEM

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS
TUDO SOBRE O FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS - FIG 2017

GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE E SAIBA MAIS

quarta-feira, 19 de junho de 2013

VOZ DAS RUAS: Mais transparência do MEC quanto a FAMEG


MEU MANIFESTO:

Importam médicos do exterior e não deixam a FAMEG funcionar!
Quero transparência do MEC. 
Se não pode, diz o Porquê! 
Se não tem nada que impeça, abre a FAMEG para formar novos médicos para o país!!!

Festa Junina no PETI ProJovem da COHAB II










As crianças deram um verdadeiro show em suas apresentações juninas nesta quarta-feira no PETI ProJovem da COHAB II. Tive a honra de ser homenageado por nosso trabalho cultural, ao lado do mestre Gonzaga de Garanhuns. Ele leu um cordel que fez contando a história de Dominguinhos e mais uma vez recebeu o carinho de todos.

As coordenadoras da instituição organizaram tudo, tinha pamonha, canjica, munguzá, bolo, ... As danças bem ensaiadas com crianças da comunidade. A festa contou com a presença de Célia, Secretária de Assistência Social e da primeira-dama, Socorro Régis, que mais uma vez deu mostras de sua simpatia. 

Quero de coração agradecer, e sei que ali representei os artistas de Garanhuns, que precisam muito de momentos assim. A Amanda Fernandes e todas as meninas que organizaram a festa. Obrigado! Confesso que me emocionei. Morei por dez anos na COHAB II, onde tenho muitos amigos. Sonita ensinou muitos anos na Escola Simoa Gomes, e estar ali, foi como estar em casa, ao lado de gente simples como este eterno maloqueiro de vila.Que bom ver as crianças dançando as músicas do nosso verdadeiro São João!

No ProJovem encontrei também o amigo Cláudio Portugal, grande artista, que está fazendo um trabalho de arte com as crianças, e também no Bairro de Manoel Xéu. São deles as fotos! 

FNE divulga balanço de um ano do crédito emergencial para prejudicados pela seca

O Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) liberou exatos R$ 2.566.866.320,81 por meio das linhas emergenciais de crédito instituídas em maio de 2012 para atender municípios afetados pela seca no Nordeste e no semiárido de Minas Gerais e do Espírito Santo. A cifra representa 93,34% do aporte de R$ 2,75 bilhões injetados no Fundo para operações com taxas especiais de juros de 1% a 3,5% ao ano, de acordo com a finalidade do crédito e o porte do tomador. 

As informações são da Secretaria de Fundos Regionais e Incentivos Fiscais (SFRI), do Ministério da Integração Nacional, responsável pelo acompanhamento semanal das operações e que realizou também a consolidação dos dados, no acumulado dos primeiros 12 meses da linha de crédito.

Segundo o levantamento, o número de contratações em um ano chegou a 361.876, sendo que 88% delas (320.768) foram para investimento, envolvendo R$ 1,79 bilhão. Operações de custeio e capital de giro tiveram, respectivamente, 32.726 e 8.382 contratos realizados, dividindo também o restante dos recursos liberados. A maior parte dos beneficiários das linhas emergenciais do FNE (86,61%) está em municípios localizados no semiárido brasileiro, região que está sendo mais duramente atingida pela pior seca das últimas décadas.

O crédito emergencial é concedido a agricultores familiares, produtores rurais e empreendedores prejudicados pela estiagem em toda a área de atuação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O limite de crédito varia de R$ 12 mil a R$ 100 mil, em condições especiais de pagamento.

Os estados que mais absorveram recursos foram Bahia (20,06%), Ceará (19,17%), Pernambuco (10,68%) e Piauí (10,68%). Em conjunto essas quatro unidades da federação tiveram 239.823 operações contratadas. O menor número de contratações, 138, foi registrado no Espírito Santo, estado que possui 28 municípios na área de abrangência do FNE.

Agricultura familiar – Participantes do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) formam o maior contingente de tomadores do crédito especial, com 345.624 operações contratadas (72,22% do total), ficando também com o maior volume de recursos, R$ 1,85 bilhão.

CONTRA TUDO E CONTRA TODOS: Desafio da manifestação é continuar com o povo

Imagem: Agência Brasil

Olhando bem, esta manifestação é contra tudo! 

Contra o aumento das passagens. Contra os gastos exorbitantes para os estádios da Copa. Contra a volta da inflação. Contra o Marco Feliciano. Contra o Renan e o Sarney. Contra a corrupção. Contra o mensalão. Contra a reeleição de fichas-suja. Contra os partidos de aluguel. Contra a Dilma. Contra o Alckmin. Contra a CBF. Contra o Congresso. Contra o modelo de administração. Contra o preconceito. Contra o Status Quo. Contra a Seleção. Contra a Copa. Contra a FIFA. Contra o capital. Contra a Globo. Contra o Galvão e o Jornal Nacional. Contra a massificação da mídia alienadora. Contra a Veja. Contra os poucos incentivos culturais. Contra o PSDB. Contra o PT. Contra o PSTU. Contra os políticos. Contra a Violência (opss). Contra... Contra... Contra...

Como dizem, essa questão dos R$ 0,20 foi somente a gota d'água.

Fico com o receio de que não se tem o foco do que se está reclamando, para poder saber o que se quer! Em São Paulo se pede #foraAlckmin. No Rio, #foraCabral. No Rio Grande depredaram a sede do PMDB. Em Brasília, o Congresso Nacional. Começou com as passagens e hoje a rebeldia é generalizada. Em cada local o objetivo é diferente. 

É importante saber o que se quer, e o que se deve fazer para conquistar. O primeiro grito foi dado. O alerta está aí para todos verem. O povo está insatisfeito! 

É claro que todos têm o direito de reclamar nas ruas, e devemos apoiar toda manifestação pacífica. É salutar no ambiente democrático. Mas acho que tá faltando o sentido principal, o que se quer de fato que aconteça depois disso. É a destituição de Dilma? É a queda do parlamento? É a diminuição da passagem? É a implosão dos estádios? É a perda da concessão da Globo? É a oferta de melhores serviços, principalmente transporte público, educação e saúde?

Ou é somente o recado para as instituições?

Não. Cada manifestante quer uma coisa diferente.

Nos Cara-pintada estava muito claro que o objetivo era a queda de Collor. Nas Diretas Já, o próprio nome já diz. Contra a ditadura se queria a derrubada do regime militar. 

Agora, não fica claro o objetivo principal! Tem até quem peça o impeachment da presidente.

Manifestantes que querem o Brasil Melhor, com melhores serviços públicos, menos corrupção e impostos, estão misturados a baderneiros, vândalos e bandidos, e outros que estão com intenções de abalar politicamente o país, em busca de alcançar o poder nas eleições que se aproximam. Bandeiras partidárias foram abolidas das manifestações. Que continue assim. A manifestação deve ser clara e espontânea do povo.

Por tudo isto, tenho receio de em vez de conseguirmos avançar e conquistar um melhor país para todos, muitos caiam na armadilha de quem manipula a mídia, transformando o movimento em um processo político eleitoral. 

Bem ou mal, algo foi conquistado ao longo dos últimos anos, que para muitos pode ser pouco, como a interiorização do ensino superior, a retirada de famílias da miséria e a inclusão de milhares nas classes de consumo, entre outros. Não podemos esquecer os grandes investimentos que impulsionaram nosso estado. Investimentos que colocaram o Brasil estre as grandes nações do mundo. Avanços, principalmente para as minorias, que estão tendo uma vida melhor em comparação a um passado recente quando a economia era monopolizada, e os mais necessitados estavam alheios da administração pública, que priorizava o capital em vez das pessoas.

O Brasil precisa avançar no serviço público de qualidade, e este reclame nas ruas mostra a urgência. Mas não podemos esquecer que há uma briga pelo poder, e o desafio é fazer com que a manifestação continue popular, sem se deixar contaminar pela esfera eleitoral. 

Para a maioria das insatisfações, o bom voto nas urnas resolveria um bocado delas. 

Ivan quer jovens contra a duplicação por dentro da cidade

Estou entusiasmado com o povo de Garanhuns nas ruas neste dia 20. Será que estamos acordando mesmo? Que tal colocarmos na passeata o movimento contra a infeliz duplicação da BR dentro de nossa cidade, que os "brilhantes" técnicos não querem admitir, preferindo adotar práticas medievais já em desuso. 

Pernambuco discutiu hoje um planejamento estratégico até o ano 2035 (é isso mesmo - 2035. Garanhuns tem de regredir ao século 20 ?)

Abraço de Ivan Rodrigues

Passagem de ônibus fica mais barata em Garanhuns


O prefeito Izaías Régis convocou toda a imprensa de Garanhuns e região para anunciar uma importante decisão. O encontro acotneceu às 10h em seu gabinete.

Com os recentes acontecimentos no país e a manifestação por direitos dos cidadãos, que começou com o apelo por baixar os preços das passagens de ônibus, este foi o principal assunto em pauta. O prefeito aproveitou para dizer que apoia as manifestações.

Os usuários reclamam que Garanhuns tem uma das passagens mais caras do Nordeste quando se analisa o custo por quilômetro. As decisões por baixar as tarifas têm sido tomadas nas principais cidades brasileiras.

A passagem do ônibus normal que custa R$ 2,10 fica agora por R$ 2,00. E o garoinha cai de R$ 2,60 para R$ 2,50. Numa linguagem popular, arredondou.

MANIFESTAÇÃO EM GARANHUNS: A manifestação popular tem sido por direitos dos cidadãos, contra a corrupção e por melhores serviços públicos, a exemplo de muitas outras cidades, está sendo organizada nas redes sociais para esta quinta-feira, às 16h, com concentração no Parque Euclides Dourado.

Com a decisão de Izaías, ele se antecipa a uma das principais reivindicações dos manifestantes. Na região metropolitana, o próprio governador anunciou a diminuição das tarifas. Em Garanhuns, a pretensão do governo é manter esta tarifa também por todo o ano de 2014, para isto vai desonerar de impostos as empresas de ônibus.

HISTÓRIA DA CASA DO RADIOAMADOR EM GARANHUNS - Por José Sales - Criança



A fundação da Casa do Rádio Amador de Garanhuns ocorreu na década de setenta. Na ocasião houve um Encontro Nacional, com a participação de colegas de todo País, e do exterior. Foi uma festa muito bonita, com a distribuição de troféus para as caravanas de maior distância, o radioamador mais antigo (na época), o mais atuante, etc.

Nesta ocasião, o então Prefeito Municipal, Senhor Ivo Amaral, cedeu uma das Salas do Centro de Cultura, antiga estação ferroviária para que os radioamadores se reunissem o que ocorriam todas as tarde, onde se jogava gamão, baralho e outros esportes, inclusive o rádio.

Com a continuidade da gestão de Ivo Amaral, O Município precisou ampliar o Centro de Cultura, e Ivo negociou com a Diretoria da Casa do Radioamador de Garanhuns, doando um terreno na Rua Napoleão Galvão. Como não havia recurso para a Construção, o colega João Guilherme Brasileiro PY7JGB(saudosa memória), teve uma ideia magnífica, ou seja, comprar um fusca zero, e colocar em uma rifa. O carro foi comprado na Garanhuns Motor por intermédio do colega Rubens do Couto PY7CIM Soares (saudosa memória). Não conseguimos vender todos os bilhetes, mais o numero sorteado caiu nos bilhetes que tinha ficado com Severino Moura de Palmeirina que não havia vendido nem um. Ficamos com o dinheiro e Rubens vendeu o carro à outra pessoa e pagou a Garanhuns Motor.

Ficamos com o dinheiro e América (PY7VBG) deu inicio a construção, mas o dinheiro não foi suficiente para terminar a obra. Terminando o mandato de América, assumiu a presidência José Sales PY7BGD, que manteve um pedreiro e um servente rateando as despesas com os colegas, cuja coleta era feita pelo colega Revorêdo PY7CFT(saudosa memória). A cerâmica foi de retalho de cerâmica e azulejo, doada pelo colega Adolfo Marinho que também doou uma geladeira (saudosa memória).

Como ainda dar para ver, a construção é de estilo rústico, mas foi construída com muito amor e dedicação, desde doação do terreno, até como se encontra nos dias hoje. Muitas pessoas que fizeram parte desta bonita história, muitos já fizeram a ultima viagem, outros se mudaram

De Garanhuns, mas ainda existem vi vos, como o doador do terreno, eu, América e alguns outros, que no momento foge a memória, mas que tiveram os mesmos méritos, como os aqui citados.

A história do Radioamadorismo em Garanhuns é muito rica e cheia de bravuras Aproveito o ensejo desta matéria, podemos citar algumas delas, não só para os colegas neófitos, mas para o povo de Garanhuns que andam muitos esquecidos, pois a lembrança do povo é como dor de menino”. “Mulher pariu, a dor sumiu” (sabedoria popular).

No assassinato do Bispo em Garanhuns, não havia meios de comunicação como os dias de hoje. Contato com o resto do mundo, só era possível pelos Correios e Telegrafo, ou pelos rádios amadores, que na época eram uns dois ou três. O colega José Calado Borba PY7AGK, foi quem enfrentou esta nobre tarefa, pois o mundo inteiro se voltava para Garanhuns querendo saber detalhes da morte do Bispo, principalmente a imprensa internacional, e Calada chegou a ficar vinte e quatro horas no “AR”, atendendo as solicitações do resto do Brasil e do mundo.

Já no seqüestro do gerente do Banco do Brasil, foi Criança PY7BGD, que fez a “ponte” com os radioamadores de Pernambuco e Alagoas, também em conexão com a policia, levando, e trazendo informações auxiliando no trabalho com a policia e com a setor de inteligência do Banco e com a inteligência da policia.

Os radioamadores além de auxiliarem neste episódio, colaboram muito com a defesa civil, nas campanhas de vacinação em massa, e também nas manobras militares que o 71 BI participaram nestes longos anos.

Não poderia de citar o trabalho do colega Efrén Barros, o tão conhecido Bleik PY7AGO, que por muitos anos comandou o QAP Brasil (encontro de radioamadores) todos os dias às 14h00, que reunia as três Américas, em socorro as vitimas de catástrofes, pedido de medicamentos a outros Países, vice versar, em parceria com a VARIG(saudosa memória). Solicitação de aeronaves para salvamento em acidentes e pessoas doentes, em parceria com os SAVAÉRIO, serviço gratuito mantido pela Aeronáutica de todos os estados do País. Assim se conseguiu salvar muitas vidas, que na época o Brasil era muito pobre na área das Comunicações.

Diante deste relato, que é verdadeiro, não acredito que alguém de bom senso, ainda queira destruir este acervo ainda vivo que ainda resta na memória do nosso povo. r

JOSÉ SALES DA SILVA = Criança
PY7BGD
Radioamador desde fevereiro de 1970

Confira o blog

Audálio tem atuação destacada em defesa do homem do campo



Um compromisso com zona rural, pensando dessa forma, Audálio tem pautado suas ações em defesa do homem do campo trabalhando junto aos governos federal, estadual e municipal, apresentando várias proposições em favor do produtor rural. O vereador vem preocupando-se com o cenário atual de estiagem, utilizando seu mandato para reivindicar ações e melhorias para esse setor. Audálio tem visitado diversos órgãos públicos e entidades de representação, levando o pedido de socorro do pequeno criador de animais, do plantador que trabalha na agricultura familiar, o pedido das famílias rurais.

Desse trabalho destacam-se, junto a Secretaria Municipal de Serviços Públicos, a construção de 08 cisternas nos sítios Mata dos Caibros, Mãe D’agua, Estrela e Serra dos Bois, bem como solicitação para outros sítios, incluindo a perfuração de poços para os sítios Boa Vista, Baixa da Telha e a Comunidade Vale do Amanhecer (Requerimento 149/2013). 

Junto ao Governo do Estado Audálio solicitou urgência e o aumento da quantidade de sementes (feijão e milho), bem como Programa de Orientação para criação de Banco de Sementes para as comunidades rurais de Garanhuns (Requerimento 448/2013). 

Ao prefeito Izaías, o vereador solicitou a criação da Extensão Rural e Assistência Técnica para o produtor rural (Requerimento 522/2013).

Ao Governo Federal, foi solicitado a renegociação e perdão da dívida rural junto aos bancos, para o produtor rural que perdeu tudo com a seca (Requerimento 237/2013).

A luta de Audálio culminou, em parceria com a Sec. Agricultura PMG, Fetape, Sintraf, BNB, Eterna Aliança, CMDRS, CepLeite, IPA - Se.Agric. PE, na realização, na Câmara Municipal, de Audiência Pública sobre os “Impactos da Seca em Garanhuns”, onde foram reunidos órgãos públicos e entidades de representação, para discutir sobre a seca e propor sugestões de enfrentamento e convivência com a estiagem. “Debater a situação atual da seca é uma necessidade, buscar melhorias e ações em prol do homem do campo é um compromisso", ressaltou o Presidente da Casa, o Vereador Audálio Filho.

GOVERNO PERGUNTA: Que Pernambuco nós queremos em 2035?




Que Pernambuco nós queremos para o ano de 2035? Com o objetivo de responder a este questionamento, o Governo de Pernambuco aliou-se ao Movimento Brasil Competitivo (MBC) para a construção de um Plano Estratégico de Desenvolvimento de Longo Prazo: o Pernambuco 2035, que representará um importante legado para o futuro do Estado. Este plano será lançado oficialmente nesta quarta-feira (19/06), às 9h, no Teatro Guararapes, em solenidade com a presença do governador Eduardo Campos e de gestores públicos estaduais e municipais, empresários, representantes da sociedade civil organizada, acadêmicos, entre outros.

No processo de construção do Plano Estratégico, o Governo de Pernambuco e o MBC contrataram um consórcio formado por três consultorias: TGI, Ceplan e Macroplan. A elaboração também contará com a participação da sociedade e com representações civis organizadas, que poderão contribuir com sugestões nas discussões técnicas.

A proposta é, a partir de uma análise de cenários e da identificação de diagnósticos em vários setores e do perfil econômico-social do Estado, formatar propostas considerando as dimensões econômica, social, regional, sustentável, entre outras. Os caminhos deverão apontar para mudanças estruturadoras que promovam um estado próspero, inclusivo e sustentável. O tempo estimado para a conclusão do projeto é de 12 meses.

Sivaldo Albino aponta novo tributo criado pela Prefeitura de Garanhuns

Foi encaminhado para Câmara Municipal de Garanhuns pelo Executivo Municipal o projeto que institui o "Código Sanitário Municipal”, e que estabelece as normas e competências no que se refere à Vigilância Sanitária Municipal e as taxas de serviços, que passam a ser cobradas.

O Art. 37 do referido Projeto de Lei institui as Taxas de Serviços de Vigilância Sanitária para os que requererem os seguintes serviços: Alvará Sanitário; Vistoria e /ou Inspeção Técnica; Aprovação de Projeto Arquitetônico; Certificado de Vistoria de caminhões, utilitários, motos ou quaisquer outros veículos utilizados para transporte de alimentos, produtos de interesse da saúde ou equipamentos e 2ª via de documento.

O Art. 39 classifica os contribuintes que irão pagar as taxas:

Toda pessoa física ou jurídica que : fabricar, produzir, transformar, preparar, manipular, purificar, fracionar, embalar ou reembalar, importar, exportar, armazenar, distribuir, expedir, transportar, esterelizar, descontaminar, tratar, dispensar, vender ou comprar produtos alimentícios, medicamentos, drogas, insumos farmacêuticos, produtos de higiene, cosméticos, correlatos, embalagens, saneantes, utensílios, aparelhos que interessem à saúde e todos os que prestam serviços de saúde e de interesse da saúde.

Na relação dos que devem pagar pelos serviços da Vigilância Sanitária encontram-se diversas categorias, como hotéis, motéis, restaurantes, farmácias, academias, escolas, clínicas, etc. Mas a que mais chama a atenção é a que trata dos feirantes, que devem arcar com R$ 100,00 anuais.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.