GOVERNO DE PERNAMBUCO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

DIVULGUE SUAS ATIVIDADES NO BLOG DO RONALDO CESAR

DIVULGUE SUAS ATIVIDADES NO BLOG DO RONALDO CESAR

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Ministério de FBC investiu R$ 2,1 bilhões nos primeiros seis meses deste ano

Os investimentos do Ministério da Integração Nacional aumentaram consideravelmente em 2013. Apenas nos primeiros seis meses, o ministro Fernando Bezerra Coelho já autorizou recursos da ordem de R$ 2,1 bilhões, o que representa o dobro do desembolso registrado no mesmo período do ano passado, de R$ 1,1 bilhão. 

Esses investimentos foram direcionados, sobretudo para obras hídricas, projetos de irrigação e a política de prevenção a desastres. Até 2015, o Governo Federal prevê investir R$ 33,8 bilhões nos projetos para oferta de água, enfrentamento à seca, irrigação, drenagem e revitalização que estão incluídos no PAC2 e no Programa Água para Todos do Plano Brasil Sem Miséria. O valor é quatro vezes superior ao investido no período de 2007 a 2010, no PAC1, de R$ 7,3 bilhões. 

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO

Projeto de Integração do Rio São Francisco – A aceleração das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco é um dos exemplos da utilização dos recursos da Integração. Nos últimos seis meses, novas contratações foram efetivadas nos dois eixos da obra e cerca de 1.800 trabalhadores foram contratados para as frentes de serviço. Hoje, são 5.840 empregados. 

Dos 16 lotes que compõem o empreendimento, dois foram concluídos, 13 estão em atividades em Pernambuco, Ceará e Paraíba. O lote que ainda não está em funcionamento aguarda a conclusão do processo licitatório em curso. Três trechos do Eixo Norte funcionam 24 horas por dia: o Lote 8, entre Salgueiro e Cabrobó (PE), o Lote 5, em Jati (CE), e o Lote 14, em São José de Piranhas (PB). São mais de 1,5 mil equipamentos em operação.

O Projeto contempla ainda 38 ações socioambientais, como o resgate de bens arqueológicos e o monitoramento da fauna e flora. O investimento nestas atividades é de quase R$ 1 bilhão. O ministro Fernando Bezerra Coelho prevê que a obra estará toda remobilizada no próximo mês e completamente pronta em dois anos. 

Água para Todos – Criado para universalizar o acesso à água para 750 mil famílias do semiárido, até o momento, o programa já atendeu 320.370 famílias que vivem na região. Os beneficiados recebem, entre as tecnologias, cisternas de polietileno, de placa, sistemas de abastecimento de água, pequenas barragens e kits de irrigação. Somente em 2012, a média semanal de instalação de cisternas pelo Água para Todos no semiárido foi de 2.990; neste ano, até o momento, a média é de 3.383. 

Desde 2011 até o momento, o Governo Federal disponibilizou aproximadamente R$ 4,5 bilhões para a execução do Programa. Deste total, aproximadamente R$ 2,6 bilhões corresponde ao Ministério da Integração Nacional e R$ 1,9 bilhão ao Ministério do Desenvolvimento Social. Neste valor não está contabilizado o montante a ser disponibilizado em 2014, pois o investimento será ainda definido, o que garante também o aumento dos recursos.

Ivan Rodrigues relembra texto em que pede unidade por Garanhuns - E pela FAMEG!

Caros amigos,

Em maio do ano passado, recebi com muita honra um título de "Professor Emérito" concedido pela AESGA. Na ocasião, dirigi uma mensagem de agradecimento que traz um trecho de incrível oportunidade no que diz respeito à questão da FAMEG e achei que era bom relembrá-lo. O trecho está sublinhado para destaque e entendo que vale a pena divulgar.

Grande abraço de Ivan Rodrigues


Maio de 2012 
PARA A AESGA
At.: Dra. Eliane Simões

De repente, e lá se vão 35 anos, Everardo Gueiros bate na minha porta anunciando a criação da Faculdade de Administração de Garanhuns e encarecendo minha participação como Professor da nova escola, fruto da surpreendente visão do nosso Prefeito Amilcar Valença.Tomo um susto e manifesto a minha relutância em aceitar o convite, pois não tinha qualquer experiência na matéria; conhecimento de um negócio chamado pedagogia só por ouvir falar; tempo curto para me dedicar à nobre tarefa em face de minhas atividades no Recife e, além de tudo, pensem numa questão melindrosa: em pleno regime autoritário de 1964, um confessado opositor do regime, lecionar a cadeira de Ciência Política, explicando os fundamentos do sistema democrático para um alunado composto de inúmeros militares do 71 B.I., inclusive graduados que hoje são meus amigos.

Minha relutância foi vencida pelas razões expostas pelo nosso querido amigo Everardo, dizendo das dificuldades para a implantação da faculdade, sobretudo na obtenção de professores para garantir o início de seu funcionamento. Tenho, pois, a convicção de que naquelas circunstâncias qualquer um serviria...

Aí, como refere o poeta Bandeira, acontece o meu ALUMBRAMENTO. Quando começo, com muita dificuldade, a desempenhar minha tarefa, descubro a sensação maravilhosa do magistério. Empolguei-me. Apaixonei-me. Apenas pela intuição, transformei as aulas monocórdias em centro de discussão e debates e com isso tentava manter a atenção de alunos cansados após um dia inteiro de trabalho, sem contar que as aulas eram às sextas-feiras. Tomei gosto e só parei quando ficou cansativo demais.Intimido-me ainda hoje, confundido entre tantos mestres e doutores que enaltecem esta casa, mas sendo humano tenho que externar alguns orgulhos e vaidades que carrego e vou desnudar agora: ser chamado de “Professor” por ex-alunos inclusive por alguns que eu nem os reconheceria mais, se não se apresentassem como tal; o fato de que nunca – mas, nunca mesmo – necessitei chamar a atenção de algum aluno durante os oito anos em que tentei ajudá-los a aprender; a honra de ter tido como alunos, algumas figuras exemplares de cidadania e dedicação à causa pública em nossa terra e que tomo a liberdade de representá-las – sem demérito das demais – na pessoa da ilustre Presidenta da AESGA, Dra. Eliane Simões, que tem sido peça importante e fundamental para o êxito crescente desta instituição e que, por vezes, me deixa impando de vaidade quando me chama de Professor; o orgulho de afirmar, sempre que posso, que sou Ex-Professor desta casa de ensino. Hoje através desta significativa homenagem, intitulando-me de “Professor Emérito”, convenci-me que sou mesmo!

Teluricamente arraigado às raízes deste solo; com meu território circunscrito pelas sete colinas; saciado pelas águas das fontes que fazem história como Vila Maria, Pau Pombo, Serra Branca, São Vicente, Pau Amarelo; com minha formação inicial no velho Diocesano, ainda no tempo em que se escrevia Gymnásio com “Y” e com “M”; as lições de honra e cidadania que aprendi com meu velho pai Zébatatinha, continuadas pelo meu querido irmão Ivaldo que, falecido recentemente, deixou-me como o novo patriarca da família e com o meu grande mestre e amigo Miguel Arraes; minha residência assentada na Praça Souto Filho (poeticamente chamada de ”praça da fonte luminosa”) onde fui morar há 62 anos quando casei com minha eterna namorada e companheira Dulce; tenho meus avós e bisavós registrados em nomes de rua de nossa cidade e todos eles descansando para sempre em São Miguel e devo ser homem de muitas posses, uma vez que tenho lá nada menos que quatro jazigos de família à minha espera e disposição.

Como Luther King, mantenho os meus sonhos realimentados pelos devaneios de Manoel das Estrelas que passava as noites recolhendo estrelas no alto do Magano, para, na madrugada seguinte, oferecê-las à venda na feira e a população se acumpliciava com seu delírio e as comprava; o acendrado amor à terra de “Seu Thompson”, missionário americano de nascimento que aqui aportou no início do século XX e que, após se aposentar tentou voltar para sua terra de origem, mas sentindo-se um estranho, voltou para Garanhuns onde recolocara suas raízes e passou o resto de seus dias varrendo a calçada de sua casa na Praça D. Moura e sempre que lhe perguntavam o que estava fazendo, respondia com sua voz doce e suave: “Estou varrendo a PÁTRIA meu filho”.

Tudo isso me prende, de forma arrebatadora, à minha Garanhuns e exulto quando vejo a grandeza desta autarquia idealizada e construída por tantos que tiveram a visão de se anteciparem e se fazerem protagonistas e não figurantes da história de nossa terra. Não quero acusar ninguém, mesmo porque todos somos responsáveis e culpados pelo marasmo e a perda de auto-estima de nossa gente, provocados pela omissão de nossas lideranças que não aprenderam a lição do poeta: “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer!”.

Ficamos todos a esperar a iniciativa de nossos governantes e só fazemos reclamar quando os benefícios não chegam. Quando falo em lideranças omissas refiro-me a todos os setores de atividade e não apenas às lideranças políticas. Chegamos ao absurdo de não aproveitarmos a presidência da República de um filho de Garanhuns, durante oito anos, sem que fossemos capazes de colocar um projeto, um plano, uma proposta em sua mesa. Tudo que aqui aportou foi por iniciativa do Governo Federal.

A mesma coisa ocorre com o Governo do Estado que já resolveu em definitivo o grave problema do abastecimento d’água que – não podemos esquecer - nos martirizava há mais de trinta anos. Retirou o presídio feminino que o governo anterior resistiu e não o fez. Instalou uma faculdade de medicina, no campus do UPE, quando forças não muito ocultas procrastinaram - e ainda persistem - a instalação da FAMEG. A implantação de um Expresso Cidadão que trará reais benefícios para a cidadania de toda a região. Concluindo a ampliação do Hospital D. Moura para capacitá-lo como Hospital Universitário e a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento Especializado. Tudo por iniciativa do Governo Estadual.

Assisto, entristecido, essa crescente omissão de nossas lideranças que, sem qualquer iniciativa consistente, limitam-se a aguardar as sobras dos banquetes, para aí então se engalfinharem pela paternidade dos eventuais benefícios que aqui aportam. Querem arrebatar o mérito dos benefícios, sem que para nada tivessem contribuído. Nesse caso a disputa é séria, pois todo mundo quer ser pai de crianças lindas, louras e de olhos azuis.

Esta casa é um exemplo concreto de protagonismo ativo da construção do nosso desenvolvimento, com a implantação dos cursos atualmente existentes neste Campus. A Prefeitura não esperou por ninguém e como 
fruto da visão estratégica do Prefeito Amílcar Valença, esta instituição foi instalada, como esta efeméride anuncia, há 35 anos, iniciando-se com a instalação da Faculdade de Administração. Como se vê, a iniciativa foi das nossas lideranças de então e a lição serve como emblema para as atuais e as que venham lhes suceder.

Garanhuns desfruta, hoje, os Campus da Universidade de Pernambuco, da Universidade Federal Rural e da AESGA que ganhará, futuramente, o status de Universidade, além da FAMEG que retomará, por certo, o seu funcionamento. Vejam que importante estoque de inteligência, de saber, de ciência, de tecnologia, de pesquisa, de ecologia e preservação do meio ambiente poderá ser mobilizado para a construção de um modelo de desenvolvimento estratégico sustentável. Para isso, impõe-se uma indispensável unidade de pensamento e a congregação da sociedade civil com suas lideranças políticas em torno da mudança dos costumes e da prática da cidadania em nossa região, tornando-a capaz de fazer-se protagonista da nossa história. Para tanto, confia-se na capacidade e competência dessa extraordinária fonte de saber que o nosso centro universitário vem acumulando. Todos somos responsáveis e dessa responsabilidade ninguém pode se eximir.Obrigado AESGA, com o profundo respeito de Ivan Rodrigues"

Ivan Rodrigues

Participação das Mulheres na Gestão Pública é tema de Seminário em Garanhuns



Amanhã, no auditório da GRE-AM(ao lado do relógio de flores) as mulheres de Garanhuns, representantes de todos os segmentos, que estiveram reunidas nesses dois dias com a Secretaria da Mulher de Pernambuco e a coordenadoria da Mulher de Garanhuns, apresentarão para os gestores públicos e sociedade civil suas propostas para nossas mulheres.

Partindo do desejo de todas o Governo Municipal montará sua proposta de trabalho para a Coordenadoria de Políticas para as Mulheres de Garanhuns. Estão todos convidados a virem construir, juntos, a cidade que a gente quer.

Eliane Simões

INÉDITO NO NORDESTE: Caixa entrega SELO AZUL à Construtora Viana e Moura em Garanhuns

Recebemos o convite para a entrega do SELO AZUL, que será concedido pela CAIXA à Construtora VIANA E MOURA, pelo Empreendimento RESIDENCIAL BRAHMA, aqui em GARANHUNS.

O SELO AZUL é um Certificado de Qualidade e de Sustentabilidade no padrão construtivo daquele empreendimento.

É o primeiro SELO AZUL que a CAIXA fornece em todo o Norte e Nordeste do Brasil!

Saiba mais:

Os moradores de Garanhuns, com faixa de renda de até três salários mínimos, e que desejam comprar uma casa pelo Programa Minha casa, Minha Vida serão os primeiros no Norte e Nordeste a poder optar por imóveis dentro dos padrões da sustentabilidade ambiental.

Atuando no setor de habitação popular, a empresa pernambucana Viana & Moura será a primeira no Norte, Nordeste e Centro Oeste a receber o certificado “Casa Selo Azul – Categoria Ouro” concedido pela Caixa Econômica para certificação de sustentabilidade ambiental. A certificação será entregue no lançamento do projeto, na próxima quinta-feira (01/08), às 9h, em Garanhuns, num evento com a Caixa Econômica.

O empreendimento prevê a construção de uma vila com 108 unidades habitacionais destinadas a beneficiários do Programa Minha Casa, Minha Vida e 03 lotes comerciais, em Garanhuns. As unidades habitacionais de Garanhuns receberam a classificação de empreendimento sustentável por cumprir critérios de qualidade urbana (unidade de Saúde, escola e transporte público a menos de 700metros), conforto ambiental, eficiência energética, gestão de resíduos da construção e práticas sociais.

As casas serão entregues com ruas pavimentadas, iluminação pública, saneamento básico, água, paisagismo, equipamentos social, de lazer e esportivo e vão beneficiar cerca de mil pessoas. O empreendimento oferece solução alternativa de transporte com a construção de ciclofaixa, coleta seletiva, desempenho térmico com vedação com manta para diminuir a temperatura interna da casa; eficiência energética com a entrega das unidades com lâmpadas de baixo consumo nas áreas privativas, medição individualizada de gás.

A gestão da água é um dos itens que mais se destaca no projeto com medição individualizada, sistema de descarga Eco flush e Registro Regulador de Vazão: Na torneira do lavatório, na descarga e no chuveiro. O Selo Azul da CEF é o primeiro sistema de classificação da sustentabilidade de projetos ofertados no Brasil, desenvolvido para a realidade da construção habitacional brasileira.

O empreendimento tem valor global de vendas na ordem de R$ 9 milhões. Nesses 10 anos, a empresa entregou mais de 2.300 casas com o mesmo padrão; térrea com dois quartos, banheiro, cozinha, sala, e terraço, totalizando 50m² de área construída. Viana & Moura está no mercado há 10 anos trabalhando com a construção de casas populares no Agreste em cidades como Belo Jardim, Brejo da Madre de Deus, Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe.

FONTE: Jornal de Caruaru

Prefeitura divulga todas as ações realizadas pelo Governo Municipal no Festival de Inverno

A 23ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), que aconteceu entre os dias 18 e 27 deste mês, deixou um saldo positivo para o município. A Prefeitura de Garanhuns, em parceria com a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e Secretaria Estadual de Cultura, desempenhou papel de grande importância para o sucesso do evento. Os servidores municipais envolvidos trabalharam diuturnamente para atender às necessidades de suas pastas e assim concretizar um planejamento de meses.

Em 23 anos de história, o evento se consolidou como uma boa opção para os apreciadores da diversidade cultural, sejam eles garanhuenses ou vindos de outros municípios do Brasil e de fora do país. A variedade de segmentos – música, cinema, teatro, dança, circo, artesanato, cultura popular, design, moda, fotografia, patrimônio, literatura – se expandiu em 11 polos da programação, que trouxe mais de 500 atrações para se apresentarem e mostrar o significado da beleza e da força do povo nordestino.

Para conferir o balanço por algumas autarquia/secretaria responsável, clique abaixo:

REVISTA ÉPOCA: Elba Ramalho vai gravar CD em homenagem a Dominguinhos


Elba Ramalho pretende homenagear o sanfoneiro Dominguinhos com um álbum de regravações. A cantora anunciou na última semana que pretende reunir os sucessos do amigo em um álbum especial. O cantor morreu na terça-feira (23) em decorrência de um câncer.

Muito amiga do músico, Elba comentou a vontade de fazer esse trabalho durante o encerramento do Festival de Inverno de Garanhuns, no agreste de Pernambuco, segundo informa a coluna de Bruno Astuto na revista "Época", desta terça-feira (30).

"Ele fez muitas canções para mim, sempre estávamos juntos, saímos em turnê, era um grande amigo. Tínhamos um plano de gravar, apenas voz e acordeom essas 30 músicas do repertório, mas ele piorou de saúde e não deu certo. Estou pensando em continuar o projeto para fazer esse tributo a ele", disse no palco.

A cantora, que recentemente fez uma participação na novela "Flor do Caribe", chegou a se emocionar ao cantar a música "De Volta Para o Meu Aconchego", uma das mais conhecidas do ícone do forro nacional, acompanhada do grupo Spok Frevo Orquestra. O público entrou no clima de emoção e acompanhou a letra junto à artista.

A notícia da perda de Dominguinhos abalou a classe artística, que se manifestou nas redes sociais se despedindo e deixando mensagens carinhosas. Michel Teló prestou uma homenagem com um vídeo, no qual aparece cantando a música "De Volta pro Meu Aconchego", composta pelo artista.



Programação de Eventos em Garanhuns - 2º Semestre 2013


Festival Gastronômico
FLIG - Festival de Literatura
Festival da Jovem Guarda
MOTOFEST
Natal Encantado

Programação do I Festival de Inverno de... Caruaru!


Caruaru pode ter Festival de Inverno no Alto do Moura

PUBLICADO ORIGINALMENTE EM 20/05/2013



O Alto do Moura segue sendo alvo de requerimentos do vereador Neto (MD). Ele apresentou na sessão desta terça-feira (16) um documento pedindo a criação do Festival de Inverno no bairro, que fica distante a sete quilometros do Centro de Caruaru.

O edil fez questão que o requerimento fosse votado nominalmente por todos os vereadores presentes, que aprovaram por unanimidade e fizeram referências a importância da criação do festival. No entanto, a ausência do vereador Ranilson Enfermeiro (PTB), deixou a dúvida sobre a opinião dele a respeito do pedido.

O petebista sempre reclama da atuação de Neto no bairro e do apoio que ele recebe da gestão, mesmo com ele sendo da oposição.
.
AGORA COMIGO: Tá na hora de alguém pensar em impedir que outros municípios do estado utilizem o mesmo nome do maior evento de Garanhuns para criar suas festas. É uma questão de identidade! Quando se pensar em Festival de Inverno em Pernambuco, o de Garanhuns tem que ser único.

Já não basta ter um Festival de Flores importado de outra cidade, numa cidade que tem a fama de ser a Cidade das Flores? Ou ver que Gravatá está se tornando a Suíça Pernambucana, com uma arquitetura que remete aos Alpes Suíços enquanto Garanhuns cresce num estilo de construções mais refinado. Basta ver nos condomínios, prédios, ou tudo mais que deixamos a responsabilidade turística quase total do nosso inverno somente para o clima. Não incentivamos a arquitetura colonial que remeteria ao nexo de chamar nossa cidade da Suíça Pernambucana.

Ao menos vamos salvar o nosso Festival de Inverno. E quem sabe, incentivar o cultivo de flores para voltarmos a sermos o que éramos. As pessoas plantavam flores em todos os canteiros, nos jardins de casa, e não esperavam somente pela prefeitura.

Não é ser contra a festa no Alto do Moura, mas contra a utilizar um nome que remete historicamente a Garanhuns, e com apoio do Governo do Estado.

PUBLICADO ORIGINALMENTE EM 20/05/2013

AGORA COMIGO 2 - A Missão!!
 Bem, quem acompanha nosso blog estava avisado! Em maio postamos esta informação acima, trazendo de um dos melhores blogs do estado, o de Mário Flávio de Caruaru. Alguma coisa poderia ter sido feita antes para evitar que Caruaru fizesse o evento com o mesmo nome de Garanhuns!

PRF apreende mais de 1,5 mil camisas falsificadas Tommy Hilfiger em Garanhuns - Saiba mais.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Pernambuco apreendeu, no último sábado (27), em Garanhuns, no Agreste, mais de 1,5 mil camisetas falsificadas da marca Tommy Hilfiger. A carga ilegal estava sendo transportada por Anderson Polanks Rocha da Silva sem nota fiscal.


Os agentes abordaram o veículo na BR-423 e constataram que o motorista transportava exatamente 1.622 camisas. Em depoimento, Anderson Polanks informou que a mercadoria não tinha representação fiscal por ser falsificada.

O condutor e a mercadoria foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Garanhuns, onde foi lavrado um auto de apreensão das camisas. As camisas ficaram retidas para averiguação e laudo sobre falsificação e Anderson Polanks foi detido para esclarecimentos.


POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.