CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

UNOPAR

UNOPAR
CLIQUE NA IMAGEM

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Uma tonelada de CARNE DE JUMENTO é apreendida em Limoeiro.



Do NE10 Núcleo SJCC/Caruaru

Mais de uma tonelada de carne de jumento foi apreendida na madrugada desta terça-feira (13) em Limoeiro, Agreste de Pernambuco. Segundo a Polícia Civil, a carga seria transportada para a Região Metropolitana do Recife. Um homem de 58 anos e um adolescente de 17 foram detidos.

De acordo com a polícia, o transporte era feito em uma Kombi. Gilson Gino Belarmino, condutor do automóvel, e um ajudante menor de idade eram responsáveis pela quantidade, que pesou aproximadamente 1.300 quilos. A polícia informou que a carga seria comercializada no bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, cidade vizinha ao Recife.

Ainda segundo a Polícia Civil, Gilson já tinha passagem pela polícia pela mesma prática. Os suspeitos e o material foram levados para a delegacia do município.

SAÚDE - Segundo a Vigilância Sanitária, a comercialização desse tipo de carne não é permitida, já que não existem abatedouros de jumentos ou cavalos legalizados. Dessa forma, qualquer carne da espécie que for distribuída não passou por qualquer fiscalização.

A carne abatida em local inadequado pode estar contaminada com brucelose, causada por bactéria; o vírus da raiva e cisticercose, causada por parasitas, doenças que podem ser transmitida aos humanos.

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA PREFEITURA DE LAGOA DO OURO

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O prefeito de Lagoa do Ouro, Marquidoves Marques, vem a público prestar esclarecimentos a respeito do evento ocorrido no último domingo em nossa cidade, que prestou grande homenagem aos artistas populares Vavá Machado e Marcolino, no Parque Inácio Lúcio.

Dentro das possibilidades do município, a prefeitura prestou toda a assistência possível aos realizadores, reafirmando o valor cultural dos homenageados, que serão reconhecidos em um momento posterior, em uma iniciativa que resgatará a história e a obra de Vavá Machado e Marcolino.

Infelizmente uma onda de boatos inverídicos sobre uma intervenção do município para prejudicar o evento, nos leva a repudiar tal atitude de pessoas contrárias à administração municipal.

Para esclarecer à população, informamos que os órgãos envolvidos na realização do evento, firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta, por solicitação do Ministério Público de Pernambuco. Assim, a Associação Comunitária e Cultural São Cristóvão, os realizadores Jurandir Teles e Sebastião Moura Leite, Polícia Militar, Conselho Tutelar, o parque através do proprietário José Remi de Oliveira e a Secretária de Saúde de Lagoa do Ouro, Nilva Mendes, comprometeram-se com uma série de ações para garantir a segurança e a ordem da festa, a pedido da Promotora de Justiça, Dra. Elisa Cadore Foletto.

No termo, ficou ajustado que seria de obrigação da Associação São Cristóvão, dos proprietários do Parque e dos organizadores do evento que a festa se encerrasse às 22h, assim como a venda de bebidas alcoólicas. O TAC também indicou que deveria ser respeitada na programação do evento a proibição dos ruídos sonoros nas áreas de silêncio, tais como: hospitais, escolas e bibliotecas públicas; os comerciantes de bebidas não deveriam utilizar vasilhames de vidro; entre outras obrigações, entre as quais, as ruas da cidade deveriam ser totalmente limpas após o término da festa, e assim procedemos.

A Polícia Militar providenciou garantiu a segurança da festa até o horário previsto na reunião com o Ministério Público, inclusive após o horário de encerramento da programação.

Portanto, fica exposto que a administração municipal não foi responsável por nenhuma medida que tivesse por intenção prejudicar a festa, e suas ações, assim como das demais entidades envolvidas, estavam previstas mediante à promotoria pública, que impôs ainda, na hipótese do descumprimento das medidas previstas, que seria aplicada multa de R$ 3 mil, sem prejuízo das sanções administrativas e penais cabíveis.

Enfim, esclarecidas estas questões, colocamo-nos à disposição de nossa população e reafirmamos o orgulho e o reconhecimento público aos nossos artistas populares.

Lagoa do Ouro, 13 de Agosto de 2013

Marquidoves Vieira Marques
Prefeito

Armando, Randolfe e Jarbas juntos no grupo de senadores que critica retaliações ao Ministério Público‏

INDEPENDENTES: Dentre os senadores, Randolph, Jarbas e Armando Monteiro


O senador Armando Monteiro (PTB-PE) participou de reunião do grupo intitulado independente, nesta terça-feira (13), no gabinete do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE). Entre os assuntos discutidos, as ações retaliatórias ao Ministério Público por parte do Legislativo. Os senadores revelaram a sua contrariedade com as recentes votações em plenário que rejeitaram a nomeação de autoridades, comprometendo a prórpia imagem do Senado Federal.

A última e mais recente foi na semana passada, quando o plenário vetou a recondução do procurador regional da República, Wellington Cabral Saraiva ao cargo de conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O nome de Saraiva foi rejeitado porque ele teve 38 votos favoráveis – abaixo do mínimo de 41 votos. Outros 21 senadores apresentaram voto contrário.

O grupo de independentes considera que essa votação, assim como outras, foram formas de retaliação de parlamentares que, acobertados pelo voto secreto, têm rejeitado as indicações do procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

“É inaceitável que um grupo de senadores protegidos pelo anonimato e movidos por espírito meramente revanchista prejudiquem indicações revestidas de indiscutível mérito apenas para atingir a instituição Ministério Público”, destacou Armando.

Os senadores independentes também concordaram, por exemplo, com o projeto que estabelece o voto aberto nas votações do Senado, assunto que também esteve na pauta da reunião.

Além de Armando e Jarbas Vasconcelos, participaram da reunião os senadores Ana Amélia Lemos (PP-RS), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Pedro Simon (PMDB-RS), João Cabiperibe (PSB-AP), Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Pedro Taques (PDT-MT), Cristovam Buarque (PDT-DF), José Agripino (DEM-RN) e Lídice da Mata (PSB-BA).

Crédito da foto: Ana Luisa Souza/divulgação

Manifestações culturais de Pernambuco serão reconhecidos como patrimônio nacional


"O que vivemos hoje aqui é fruto da militância de muitos artistas, de intelectuais, de pesquisadores e de muitas pessoas que lutaram para a sobrevivência da cena cultural pernambucana, que é, quiçá, a mais rica deste País. Eu queria aplaudir, neste momento, os que não se entregaram nessa caminhada e que fizeram essa resistência". Foi com essas palavras de reconhecimento que o governador Eduardo Campos entregou ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), nesta terça-feira (13/08), os Inventários Nacionais de Referência Cultural (INRC) para transformar os Maracatus Nação e de Baque Solto, além do Cavalo-Marinho e Caboclinho, em patrimônios culturais do País. 

"Chega uma hora que temos que indagar em cima de que valores queremos edificar a sociedade do futuro. A valorização da cultura, o respeito à diversidade, à expressão de quem sabe criar e transformar dor em beleza e alegria, desesperança em esperança. Esses são valores que os senhores defendem e que são essenciais à construção de uma sociedade melhor", ressaltou Eduardo, durante a solenidade, que foi realizada na sede provisória do Governo do Estado, no Centro de Convenções, e acompanhada pelos brincantes e mestres.

Presente no ato, a presidente do Iphan, Jurema Machado, mostrou-se satisfeita com o resultado dos inventários. "Pernambuco vive dois momentos de pujança: o de desenvolvimento e o do cuidado com as manifestações culturais. Porque para se tornar patrimônio cultural do Brasil, não se limita a ter uma festa. É preciso que essa manifestação seja acompanhada por um trabalho de documentação, ao lado dos mestres, que é o que vemos sendo feito em Pernambuco com muito critério", elogiou Jurema. "Esse modelo é muito importante para o desenvolvimento que defendemos para este País", cravou a presidenta do Iphan.

Para os devidos reconhecimentos, os dossiês precisam ainda passar pela avaliação e anuência do Ministério da Cultura (MinC) e do Iphan, órgãos responsáveis pela conferência dos títulos. Há a previsão de que todo o processo esteja concluído até o início de 2014. Desde 2007, o Governo de Pernambuco trabalha para coletar e organizar as informações exigidas pelos órgãos federais. Para tanto, foram divididos quatro grupos de pesquisa, de acordo com a especificidade de cada manifestação estudada.

A pesquisadora Maria Alice Amorim foi a responsável pela coordenação do INRC do maracatu rural e de baque solto. "O trabalho envolveu 12 pesquisadores, além de equipes extras, como fotógrafos e cinegrafistas. Esse inventário significa um livro sobre o maracatu, no qual estão depoimentos, imagens e histórias que passam de geração em geração. Fora isso, produzimos um curta-metragem de 20 minutos e um longa de uma hora", explicou a estudiosa.

Fotos: Aluisio Moreira/SEI

A atuação e os planos políticos de Sivaldo Albino

Se a ideia da governo municipal era isolar Sivaldo Albino, colocando-o como voz única da oposição, parece que não vai dar certo, a verificar pela quantidade de amigos que o vereador contou no último sábado quando comemorou o dia dos pais e seu aniversário, em plena praça na Vila do Quartel, onde mora e tem seu maior reduto eleitoral.

Sivaldo foi parabenizado por várias lideranças regionais, como os prefeitos de Angelim e São João, Wanda Cordeiro e Genaldi Zumba, respectivamente. A praça recebeu grande público, que assistiu a Radiola de Ficha, de Marcos Cardoso, e ao show de Leo e Banda.

A festa contou também com a presença de socialistas ligados ao governo do estado, como Eudson Catão e Sandoval Cadengue, este último, esteve no lado contrário a Sivaldo nas campanhas de prefeito em Garanhuns e Brejão, e influenciou também a escolha do presidente da Câmara de Vereadores, onde Sivaldo perdeu para Audálio Filho, porém, parece haver agora uma aproximação do garanhuense com os representantes do PSB, e isto tem gerado especulações sobre possíveis conversações futuras.

Sivaldo tem feito uma oposição sistemática ao governo municipal e pode representar os insatisfeitos com a gestão e com os encaminhamentos políticos do Palácio Celso Galvão. Estar na oposição parece não pesar para o vereador que foi um dos mais votados na última campanha para vereador e teve mais de oito mil votos na cidade na campanha de deputado.

Não pudemos estar presentes devido aos compromissos na faculdade, com o curso de pós-graduação e a Conferência de Cultura, mas parabenizamos o vereador pelo seu aniversário, agradecendo o convite.

Universidade de Pernambuco convida para aula inaugural do Curso de Medicina em Serra Talhada‏


Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, viverá uma quarta-feira histórica, com a aula inaugural do Curso de Medicina da Universidade de Pernambuco.

O evento acontece na Unidade Acadêmica de Serra Talhada da Universidade Federal Rural de Pernambuco, às 9:00h, deste dia 14 de agosto.

O convite para a solenidade está sendo feito pelo Magnifíco Reitor da UPE, Prof. Carlos Fernando Calado, e pelo Diretor Geral do Multicampi UPE Garanhuns, Caruaru, Arcoverde, Serra Talhada e Salgueiro, Prof. Clóvis Gomes Júnior.

SERVIÇO:
Aula Inaugural do Curso de Medicina da UPE/Serra Talhada
Local: UAST/UFRPE
Data: 14/08/2013
Horário: 09:00h

Plotagem de veículos em GARANHUNS DIGITAL


Os olhos para o futuro nos 50 anos de Caetés





Em Setembro o município de Caetés comemora 50 anos de sua independência político-administrativa. Antes um distrito de Garanhuns, é hoje um dos mais importantes municípios da região, e ganhou ainda mais repercussão com o crescimento político de um filho da terra, Luís Inácio Lula da Silva, duas vezes Presidente da República. Lula nasceu em Caetés, na época distrito de Garanhuns.

Estivemos na noite desta segunda-feira por lá, na Festa do Estudante. O Centro de Eventos recebeu um grande número de alunos da rede municipal de ensino, para comemorar este dia especial. Fomos recebidos por  Wando Pontes e pelo Ronaldo, amigos dos bancos de faculdade.

Caetés está bem cuidada, os jovens na praça é sempre uma característica da cidade. E vem investimentos por aí.

O prefeito Armando Duarte subiu ao palco acompanhado de secretários e vereadores, e falou especificamente sobre a educação de Caetés. Dois pontos chamaram mais a atenção. A questão dos transportes. A atual gestão acabou com os paus-de-arara, e agora tem transporte decente para todos os estudantes. São 14 ônibus fazendo este serviço.

Mas uma grande obra deve marcar não somente sua gestão, mas servir de exemplo para o Agreste Meridional. Um colégio grandioso, moderno, nos moldes que possibilitam o desenvolvimento do conhecimento. Um investimento que supera R$ 2,5 milhões, com mais da metade com recursos municipais, e em parceria com o Governo do Estado, que está avançando no projeto e já fez a doação do terreno.

Em sua fala, Armando comemorou resultados da saúde, onde o plantão do hospital municipal está completo, sem problemas, atendendo à população diariamente. Contar com médicos tem sido uma dor de cabeça regional, que Caetés hoje não tem. 

Infelizmente Caetés não soube aproveitar a passagem de Lula pelo Governo Federal para trazer empreendimentos estruturadores e que trouxessem emprego e sustentabilidade para a região, mas ainda dá tempo! Lula continua com grande influência federal, e talvez esteja na hora de um grandioso projeto. O prefeito sabe disso e seus assessores com quem conversamos, também!

Nos 50 anos de Caetés o município tem muito a comemorar, sua história é bonita, mas o futuro parece ser ainda mais promissor! 

Magno Martins entra de cabeça na luta pela FAMEG



Magno Martins ficou impressionado com o que viu na FAMEG - Faculdade de Medicina de Garanhuns, que se encontra há anos esperando a autorização do MEC para funcionar. Em sua passagem pela cidade, quando veio apresentar os dados de sua pesquisa sobre a nova informação em Pernambuco, o jornalista visitou as instalações da faculdade, seus laboratórios, salas de aula, biblioteca, administração, acompanhado por representantes do movimento FAMEG JÁ! e sendo apresentado pelo Dr. Márcio Quirino que passou todas as informações a respeito dos entraves que impedem a abertura do curso.

Magno prometeu aderir à causa e levantar a bandeira da FAMEG. E não deu outra. Diariamente o jornalista traz informações sobre a faculdade, e em seu programa Frente a Frente, que é retransmitido em mais de 40 emissoras do estado, além de contestar os impeditivos, já colocou no ar a Dra. Rosilene Chei, advogada da instituição. Confira:

MAIS UM GRITO– A advogada Rosilene Chein, da Faculdade de Medicina de Garanhuns (FAMEG), disse, ontem, no Frente a Frente, que não há absolutamente nada ilegal no processo de migração da instituição para a órbita federal e que todas as exigências do MEC foram cumpridas. “Estamos confiantes na reabertura da faculdade, tanto que continuamos pagando todos os professores contratados”, afirmou. O blog deflagrou campanha pela reabertura da FAMEG.

Filho de Dominguinhos pode ser despejado pela própria irmã. Entenda disputa pela herança!


O filho do cantor Dominguinhos pode ser despejado pela própria irmã nos próximos dias, caso não saia do apartamento milionário do sanfoneiro no Morumbi, na área nobre de São Paulo. O R7 conversou com exclusividade com o Mauro Moraes, filho do cantor, ouviu a viúva Guadalupe Mendonça e representante de sua filha, Liv Moraes, para entender essa disputa por dinheiro.

Saiba agora o que prevê a lei nessa partilha e conheça o patrimônio do músico que inclui, além do apartamento, grana dos direitos autorais da obra, saldo em contas-corrente e poupança, e mais R$ 190 mil arrecadados em um show e que estariam com a filha e a viúva

Filho do primeiro casamento de Dominguinhos, Mauro Moraes, de 53 anos, tem uma relação delicada com a irmã Liv Moraes e a segunda mulher do cantor, Guadalupe Mendonça, desde que o pai era vivo. A relação deles azedou de vez com a morte do sanfoneiro, no último dia 23 de julho. O motivo: Dinheiro!.

Segundo Liv Moraes, filha de Dominguinhos, o irmão entrou com duas ações na Justiça para prejudicá-la. A primeira teria sido uma procuração pedida por ele para tomar conta dos bens do sanfoneiro, que inclui um apartamento milionário, direitos autorais da obra e até R$ 190 mil arrecados em um show e que seriam revertidos ao pagamento do tratamento médico do artista. O filho, no entanto, diz que Dominguinhos não precisaria da grana porque tinha bom plano de saúde e teria insinuado, na imprensa, que o valor iria para bancar as contas da viúva!.

Na segunda ação na Justiça, o filho de Dominguinhos alega que Liv Moraes o impedira de entrar no apartamento do pai famoso em São Paulo, no qual ele viveu durante a internação do cantor. Nessa época, por sinal, Mauro entrou com ação de interdição para tomar decisões pelo pai. Um vai-e-vem frenético pela administração da grana!.

Pouco depois da morte do sanfoneiro, a filha Liv Moraes afirmou que o pai fez questão de nomeá-la, ainda consciente, como responsável por seus bens. Enquanto isso, Guadalupe Mendonça, a segunda mulher do cantor, afirmou ter procurações para cuidar dos bens do sanfoneiro. As duas, então, estavam lutando para controlar a grana de direitos autorais, contas-correntes, entre outros bens.

Nessa disputa cruzada pelos bens de Dominguinhos, o R7 conversou com exclusividade com cada um dos familiares para ouvir suas versões. Acusada pelo enteado de ter usado R$ 190 mil de um show do marido para benefício próprio, a viúva de Dominguinhos, Guadalupe Mendonça, disse que ela e a filha Liv não comentarão o caso:

- O que eu tiver de falar vai ser no momento certo

Contudo, a advogada de Mauro Moraes, Rita Wiechmann, revelou ao R7 que a disputa está bem mais tensa do que se imagina. Segundo ela, os irmãos fizeram um acordo envolvendo o apartamento de Dominguinhos em São Paulo. Entenda a seguir

De acordo com a advogada, Mauro Moraes fez um acordo judicial com a viúva de Dominguinhos e sua irmã pelo qual está autorizado a ficar no máximo 70 dias no apartamento de Dominguinhos em São Paulo. Se ele não sair após esse período, será despejado.

A advogada afirmou ainda que Mauro deverá retornar em breve a Recife, onde será realizado o inventário do cantor. Procurado pelo R7, o filho de Dominguinhos confirmou as informações de sua advogada e foi além:
- Essa disputa está acontecendo antes mesmo do meu pai morrer.

Segundo Mauro, ele tinha entrado com uma ação de posse do apartamento de Dominguinhos em São Paulo, mas a juíza refutou o pedido pois tinha em mãos uma procuração do seu pai afirmando que o bem deveria ficar com Guadalupe, a viúva de Dominguinhos.

Em entrevista exclusiva ao R7, Mauro reconhece, com uma mistura de revolta e resignação, que será obrigado a sair do apartamento de Dominguinhos. Como o prazo estipulado pela Justiça foi de 70 dias e ocorreu por volta do dia 10 de julho, o cantor sairá do imóvel até setembro deste ano :

- Vou falar o que? Despejado do apartamento do próprio pai.

O filho de Dominguinhos comenta que sua irmã alegou à juíza que precisava alugar o apartamento do pai pois precisava de dinheiro. A juíza, por sua vez, teria permitido que ele ficasse no imóvel, contanto que arcasse com as despesas.
- Eu achei isso um absurdo!

Contudo, Mauro Moraes acredita que o caso possa ter uma reviravolta:

- Vai mudar muita coisa. Ela não vai poder alugar [apartamento] porque a procuração não vale mais nada. Se o meu pai tivesse vivo ela alugaria, mas é mentira.. Ela não ia alugar o apartamento

O apartamento que está sendo um dos alvos da disputa judicial dos filhos de Dominguinhos está localizado na Avenida Guilherme Dumont Villares, no bairro do Morumbi, zona Oeste da cidade de São Paulo. O imóvel valeria milhões, mas ninguém confirma o valor. A família sabe do valor joia pela qual estão em pé de guerra.

De acordo com a nova Lei do Inquilinato (8.245/91), que tornou mais rápida a ação de despejo, o proprietário do imóvel pode pedir a sua desocupação por parte do inquilino em até 45 dias - ante três anos da lei anterior. O acordo entre Liv Moraes (foto) e o irmão, porém, concedeu a ele 70 dias.

A briga em família atinge até o local em que Dominguinhos está sepultado. Segundo seu filho Mauro, o cantor queria ter sido enterrado no município de Garanhuns (Pernambuco), onde o sanfoneiro nasceu, e não em Paulista, na Grande Recife:
- Está acontecendo outra bomba em Recife, meu pai queria ser enterrado em outro lugar.

Na última quinta-feira (8), Mauro ganhou na Justiça um prazo de dez dias para inserir os outros herdeiros do músico no processo que solicita a transferência do corpo para Garanhuns. Para o processo ir pra frente, o filho de Dominguinhos precisará incluir no pedido a irmã e a viúva do sanfoneiro.

Mauro conclui afirmando que vai ser difícil chegar a um acordo:
- Nem isso elas respeitaram, enterraram o meu pai em outro lugar. Eu não quero confusão, quero que resolva o mais rápido possível

Dominguinhos deixou mulher e dois filhos, Mauro e Liv Moraes (foto). Mas para quem vai ficar a sua herança? De acordo com o Código Civil, a herança vai automaticamente para um herdeiro direto, como filhos, cônjuge ou pais, que ficam com 50% da partilha. 

Dessa forma, metade dos bens de Dominguinhos ficaria com unicamente com a viúva, Guadalupe Mendonça. A outra metade seria dividida entre os dois filhos, Mauro Moraes e Liv Moraes, cada um com 25% do patrimônio do sanfoneiro

É claro que esse cenário pode mudar caso Dominguinhos aponte em seu testamento outras pessoas como herdeiras. Porém, o professor de direito civil da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo, Francisco Cahali, lembra que reverter 100% dos bens para quem quiser é "impossível".

- O que se pode discutir é o porcentual de direito. Hoje é de 50% para o herdeiro necessário. Os magistrados poderiam fixar um valor menor, ou reverter um ou outro bem.

Tudo indica que a disputa pela grana proveniente da música de Dominguinhos vai se arrastar por anos. A família disputa cada centavo de um patrimônio que agrega imóvel milionário, saldo em conta-corrente, dinheiro em poupança, além de verbas oriundas de outros contratos.
.
AGORA COMIGO: Tem 10 questões nesta história que ainda não foram esclarecidas. 
1. Dominguinhos deixou testamento?
2. Se sim, o que diz?
3. Quando e como foram feitas estas procurações e o possível testamento?
4. Guadalupe já estava casada com outra pessoa? Era casada ainda com Dominguinhos?
5. Quais os bens e valores que podem constar no inventário do músico?
6. Quais são os herdeiros necessários?
7. Como se posicionam os outros herdeiros de Dominguinhos, filhos de sua filha Madalena?
8. As procurações para Guadalupe e Liv Moraes eram artísticas ou tinham caráter de herança de bens?
9. O que dizem estas procurações?
10. São válidas post-mortem do procurado?

http://noticias.r7.com/


Felipe Alapenha reafirma que Dominguinhos é de Bom Conselho

Amigo Ronaldo, converse com alguém que teve a oportunidade de viver a infância junto a Dominguinhos, que conheceu sua família quando ainda moravam em Bom Conselho. Converse com outro grande patrimônio nosso, Basto Peroba. Vai acabar com suas dúvidas. 

Ninguém quer fazer guerra com a memória de Dominguinhos, mas também é uma injustiça grande dizer que esse grande sanfoneiro não nasceu em Bom Conselho. É genuinamente nosso conterrâneo, foi registrado e fez história, carreira e amigos em Garanhuns. 

Como diminuir a importância de uma ou outra na vida desse patrimônio que é de todo o Nordeste? Cada uma com a sua importância. Mas falar do lugar onde Dominuinhos nasceu, estamos falando de Barra do Brejo, Bom Conselho, Pernambuco.

Felipe Alapenha

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.