HIPER TODODIA

HIPER TODODIA
CLIQUE NA IMAGEM

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS
TUDO SOBRE O FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS - FIG 2017

GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE E SAIBA MAIS

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Mulheres de Garanhuns no lançamento do programa Justiça para as Mulheres: Agora e Sempre



A equipe da Coordenadoria da Mulher de Garanhuns participou, hoje (23), do lançamento do Programa “Justiça para as Mulheres: Agora e Sempre”. O evento aconteceu no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções, em Olinda (PE). A iniciativa tem a parceria dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, prevendo a realização de ações em combate à violência doméstica contra a mulher, mutirões para acelerar os processos em trâmite e a adoção de equipamentos eletrônicos (tornozeleiras) para monitorar agressores.

Em conjunto com a Secretaria Estadual da Mulher, a instituição municipal levou 50 mulheres para participarem do evento. As três vereadoras de Garanhuns, Nelma Carvalho, Carla Patrícia e Luzia Cordeiro também foram com o grupo. O governador Eduardo Campos, o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Jovaldo Nunes, o procurador-geral de justiça, Aguinaldo Fenelon, a secretária da Mulher de Pernambuco, Cristina Buarque, além de secretárias estaduais e representantes da sociedade civil também participam do momento, que terminou há pouco.

Outros detalhes - O programa Justiça para as Mulheres: Agora e Sempre vem reforçar as estratégias adotadas no Plano Estadual para “Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra as Mulheres”. As ações envolvem a criação de delegacias, instalação de centros de referências especializados no atendimento à mulher – semelhante ao que já está instalado em Garanhuns – casas-abrigo, varas de violência doméstica e familiar contra a mulher e implantação de iniciativas inovadoras.

CONVITE OAB/PE: Audiência Pública debate os cursos de medicina de Pernambuco



A CDSA- Comissão de Direito e Saúde da OAB/PE, representada pelo Dr. Gláucio Verás, Secretário Geral da entidade, irá realizar AUDIÊNCIA PÚBLICA nas dependências da sede regional da OAB em Recife, sobre o ENSINO DA MEDICINA EM PERNAMBUCO, na seguinte data e horário:

Data: 25 de setembro de 2013;
Horário: 13h.
.
AGORA COMIGO: Garanhuns se tornou o centro do debate acadêmico de medicina em Pernambuco, por dois motivos. Aqui, a FAMEG encontrou uma região com potencial econômico e social para buscar sua inserção no estado. O imbróglio do MEC que ainda não conseguiu encontrar uma boa justificativa que explique a falta da autorização de funcionamento. 

Garanhuns também tem papel de protagonista na interiorização do curso de medicina da UPE. Foi aqui que a politica estadual de trazer para o interior a formação dos médicos, tema atual e pertinente, teve início há dois anos, e agora teve continuidade com Serra Talhada, e o MultiCampi Garanhuns tem a responsabilidade da gestão, antes com Pedro Falcão e agora com Clovis Gomes, e suas equipes.

Por isto, qualquer debate sobre os cursos de medicina em Pernambuco, passam necessariamente e devem ter a participação de Garanhuns, e todos os envolvidos nestas histórias.

Reportagem Especial: TUDO SOBRE A VIAGEM A BRASÍLIA DA COMISSÃO FAMEG JÁ!








Reunimos agora os links das matérias que fizemos da viagem da Comissão FAMEG JÁ a Brasília. Vários contatos foram feitos, importantíssimos, como o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o senador Cristóvam Buarque, a presidente do Conselho Nacional de Saúde, Maria do Socorro de Souza, além das reuniões com o deputado Fernando Ferro, o apoio de Inocêncio Oliveira e a reunião com Jorge Messias, no Ministério da Educação.

FAMEG JÁ! - A reunião no Ministério da Educação

Presidente do Conselho Nacional de Saúde recebe comissão FAMEG JÁ!

Senador Cristóvam Buarque recebe comissão FAMEG JÁ!

A inspiração de Cristina Tavares ao Movimento FAMEG JÁ! BRASÍLIA

Presidindo sessão da Câmara Federal, Inocêncio Oliveira reafirma apoio à FAMEG em pronunciamento de Fernando Ferro

FAMEG JÁ! EM BRASÍLIA: Fernando Ferro recebe comissão em defesa da Faculdade de Medicina

PRIMEIRAS INFORMAÇÕES: Chegada da Comissão FAMEG JÁ! em Garanhuns.

EXCLUSIVO: Comissão FAMEG JÁ! tem reunião com o Ministro Aloízio Mercadante



Programação completa do translado de DOMINGUINHOS, quinta, 26 - Participe!



O translado dos restos mortais de José Domingos de Moraes, o Dominguinhos será na próxima quinta-feira (26). Com a saída de Recife marcada para às 7h30min, a expectativa é que o cortejo chegue em Garanhuns às 13h – sendo recepcionado com uma queima de fogos no pórtico de entrada do município. Dois ônibus com um grupo de familiares, jornalistas, músicos e amigos do cantor acompanharão todo o percurso, que começa na BR-232 e passará pelos municípios de Bonanza, Pombos, Gravatá, Bezerros, Caruaru, São Caetano, Cachoeirinha, Lajedo, Jupi e Neves. 

A concentração daqueles que sairão em cortejo da capital pernambucana será às 6h de quinta-feira, no Bar e Restaurante Arriégua, no bairro Cidade Universitária. Já em Garanhuns, o roteiro em direção ao cemitério São Miguel – local onde está o mausoléu, construído por meio de um projeto da Secretaria Municipal de Planejamento –, contempla a avenida Rui Barbosa, rua XV de Novembro, avenida Dantas Barreto, avenida Barão do Rio Branco, rua Melo Peixoto e Luiz Burgos.

Artistas de Garanhuns e de todo o estado de Pernambuco farão homenagens ao sanfoneiro. Num palco montado, irão se apresentar a Orquestra Manoel Rabelo, o coral de crianças “Orquestrando Vidas”, a Escola e Orquestra Sanfônica Dominguinhos – que, inclusive, foi apadrinhada por Dominguinhos –, reisados e sanfoneiros de toda a região do Agreste Meridional.

O sepultamento ocorrerá por volta das 13h45min, após o momento solene com a benção do bispo de Garanhuns, Dom Fernando Guimarães. Vinte e três crianças da Orquestra Sanfônica do Rio Grande do Norte irão se apresentar tocando o Hino Nacional e a música “Sanfona Sentida”. A Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT), Secretaria de Comunicação Social, Secretaria de Cultura, Secretaria de Serviços Públicos e Obras e a Secretaria de Turismo estarão diretamente ligadas na organização da infraestrutura. O prefeito Izaías Régis ressalta a importância do momento. "Era um desejo de Dominguinhos e que está sendo realizado. Convidamos toda a população de Garanhuns e de todo o nosso estado para prestigiarem este momento", comenta.

SECOM / GARANHUNS

SAIBA MAIS: Governo do Estado lança Programa Justiça para as Mulheres



Justiça para as Mulheres: Agora e Sempre. Esse é o título do programa de gênero que o governador Eduardo Campos lançou, na manhã desta segunda-feira (23/09), para reforçar as estratégias adotadas no Plano Estadual para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra as Mulheres. A solenidade aconteceu no Teatro Guararapes e faz parte das comemorações dos sete anos da Lei Maria da Penha (Lei n.º 11.340/2006).

As ações do programa vão desde um mutirão para acelerar o julgamento dos processos em trâmite - nas varas de violência e familiar contra a mulher - até a adoção de equipamentos eletrônicos (tornozeleiras) para monitorar os homens agressores. Outras medidas envolvem a criação de delegacias, instalação de centros de referências especializados no atendimento à mulher, casas-abrigo, varas de violência doméstica e familiar contra a mulher e implantação de iniciativas inovadoras. "São ações que vão devolvendo a possibilidade de que a mulher pernambucana se sinta mais segura, até para denunciar a violência doméstica, que muitas vezes não é denunciada por falta de segurança da vítima", destacou Eduardo.

OPINIÃO/BLOG DO MAGNO: Armando lidera pesquisa



Senador mais votado de Pernambuco, líder respeitado em todo o país, Armando Monteiro é apontado em mais uma pesquisa de intenção de voto como o preferido do eleitorado para governador do Estado. Realizada pelo instituto Opinião, a pesquisa foi publicada nesta segunda-feira (23) pelo Blog do Magno. Veja os números abaixo:

(Do Blog do Magno) - Faltando um ano para as eleições, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) lidera a preferência do eleitorado para governador de Pernambuco com folga em todos os cenários com umamédia de 30 pontos percentuais, segundo pesquisa do Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), contratada com exclusividade por este blog e realizada entre os dias 13 e 18 deste mês.

Foram aplicados dois mil questionários em 80 municípios cobrindo todas as regiões. A margem é de erro é de apenas 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

No primeiro cenário, no qual foram estimulados três nomes, Armando aparece na frente com 30,7%, o segundo é Daniel Coelho (PSDB) com 17,9% e o terceiro Fernando Bezerra Coelho, que tem 9,9%. Brancos e nulos somam 17,9% e indecisos 23,6%.

No segundo cenário, o qual Fernando Bezerra é substituído pelo vice-governador João Lyra Neto (PDT), Armando sobe para 32,1%. Daniel também aumenta um ponto, passando para 18,6% e Lyra tem 8,3%, um ponto a menos em relação a Fernando Bezerra. Neste cenário, brancos e nulos representam 17,9% e indecisos 23,1%.

Já no terceiro cenário testado, no qual é incluído o nome do deputado federal João Paulo (PT), excluindo João Lyra, Armando (PTB) se mantém na frente, mas cai para 27,5%. João Paulo é o segundo com 16,8%, Daniel Coelho (PSDB) aparece em seguida com 14,9% e Fernando Bezerra é o último, com 8%. Brancos e nulos caem para 14,5% e indecisos se situam na faixa de 18,3%.

No quarto e último cenário levantado, no qual Fernando Bezerra (PSB) fica de fora, Armando (PTB) se mantém na frente com 28,6%, seguido de João Paulo (PT), com 16,5%. Daniel Coelho (PSDB) aparece com 16% e João Lyra tem apenas 6,1%. Neste cenário, brancos e nulos chegam a 15% e indecisos a 17,8%. 

Na espontânea, Armando lidera também com 2,5%. O mais citado, entretanto, é o governador Eduardo Campos com 10,6%. Depois de Armando aparece Jarbas Vasconcelos com 1,3%, Daniel Coelho com 0,9%, Fernando Bezerra 0,5%, João Paulo 0,4%, Humberto Costa 0,3%, Eduardo da Fonte 0,2%, Geraldo Júlio 0,2%, João Lyra 0,2% e Ana Arraes 0,2%. Antônio Figueira, Paulo Rubem, Júlio Lóssio, Raul Henry, Danilo Cabral e Edilson Silva são citados por 0,1%.

UM GRANDE PROBLEMA: Faltam médicos!


O problema é sério: Faltam médicos.

O assunto tem ganhado as mídias sociais e os grandes canais de comunicação na região. Faltam médicos no Hospital Dom Moura, mas também nos hospitais particulares, na UPAE, nos PSF´s, etc.

Cada vez mais os médicos não querem ingressar no serviço público, e por vários motivos. Dizem que o estado paga pouco (pelo que soube é em média de R$ 6 mil/mês) e as condições de trabalho são sempre estressantes pela quantidade de atendimentos. O HRDM está ultrapassando 10 mil atendimentos/mês, e vai numa crescente.

Faltam médicos também nos PSF´s, e muitos municípios acabam aceitando as condições impostas pelos profissionais, principalmente a de diminuir a carga horária, para que eles possam administrar outros vínculos. Além de leilão para ver qual município paga mais.

A verdade é que faltam médicos. Vejam que as últimas reclamações do Hospital Dom Moura são sempre em torno da falta de médicos. A própria direção da Unidade Hospitalar reconhece o problema. O estado fez um concurso recentemente e mais de 20 profissionais foram contratados, mas já foi insuficiente. Há a falta de médicos, e os médicos que faltam.

O próprio Governo Federal importou milhares de médicos, e ainda assim foi insuficiente. Para o Agreste Meridional não chegam a cinco cubanos.

O estado investiu na UPAE, mas não está conseguindo contratar médicos na região. Os que aceitam trabalhar no sistema público, já estão empregados, além da reclamação do salário pela carga horária semanal.

É "o" problema para a Secretaria de Saúde, conseguir mais médicos para o Hospital Dom Moura, e que sejam compromissados.

Enquanto isso, o Ministério da Educação cria obstáculos estranhos à abertura da FAMEG.

FAMEG JÁ! - A reunião no Ministério da Educação


Último e principal compromisso da comissão FAMEG JÁ! em Brasília, a reunião com Aloízio Mercadante não aconteceu, o ministro com um problema de saúde foi hospitalizado, e a comissão foi recebida pelo secretário Jorge Messias, aliás, um dos nomes citados como entraves no ministério para o credenciamento da Faculdade de Medicina de Garanhuns.

De início, ele proibiu que os representantes do ITPAC-FAMEG participassem da reunião, e limitou em cinco representantes da comissão e da sociedade. Audálio Ramos Filho (Câmara), Antônio Vaz Coelho (alunos), Leda (pais de alunos), Luís Carlos Andrade (CDL) e Calvino Brasil (FAMEG JÁ), além deste blogueiro, como imprensa.

O deputado Fernando Ferro fez questão de deixar registrado seu descontentamento pela forma como a comissão foi recebida e afirmou que levaria ao Ministro e até a Presidente Dilma, se for o caso. "Não tenho nada a dizer que eles não pudessem estar aqui" - citou.

Jorge Messias deixou que todos falassem, e a comissão fez defesas. Iniciando por Audálio Filho, que revelou a importância sócio-econômica da faculdade para a região, principalmente em um momento de falta de médicos e quando o governo faz investimentos para a formação no interior do país. A questão econômica foi depois aprofundada por Luís Carlos, que trouxe dados estatísticos do incremento econômico na cidade, chegando a mais de R$ 1,4 milhão/mês.

Chamou a atenção, quando Audálio revelou que a região precisa de uma faculdade particular para atrair recursos e outros dividendos, Jorge Messias interviu perguntando se poderia se qualquer uma, não precisaria ser o ITPAC. Audálio reafirmou que seria importante que fosse o ITPAC pois já está instalada na cidade, gerando empregos e fazendo investimentos. A sociedade abraçou a FAMEG.

Antônio Vaz Coelho trouxe vários questionamentos jurídicos, inclusive com documentos, e Jorge Messias contestou todos eles, sem apresentar nada. Chegou a dizer que um parecer da CGU favorável ao funcionamento da FAMEG havia sido revogado. Também citou bastante a falta de leitos para a autorização.

Segundo Jorge Messias, o Ministro Mercadante ao assumir o MEC, deu uma ordem de só autorizar faculdades de medicina que tivessem nota 4, e a FAMEG ficou com nota 3 no curso de medicina, e nota 4 no geral, nos outros cursos e infra-estrutura. Por isto, não foi autorizada a abrir. O ITPAC recorreu ao Conselho Nacional de Educação.

Antônio Coelho discordou, afirmou que o pedido da FAMEG é anterior à ordem do ministro, que não poderia prejudicar um pedido em curso, mas outra contestação foi clara. O processo de migração, quando várias faculdades pelo país, na mesma situação que a FAMEG, que tinham a autorização do Conselho Estadual de Educação, foram autorizadas a migrar automaticamente para o sistema federal. O representante do Ministério não foi claro na resposta, e continuou com os argumentos que indeferiram o pedido inicial, explicando como se dá a análise do INEP, na avaliação da instituição.

Questiionei o que faltava, já que segundo ele os outros cursos estavam autorizados, para a publicação e funcionamento. Ele pediu para a outra representante procurar ver, ela levantou, voltou, mas não tivemos resposta.

Ao final, como alternativa, diante do quadro que foi levantado de novo quadro de leitos, embora a FAMEG tenha apresentado na época solicitada um quadro com mais de 800 leitos na região, Jorge Messias afirmou quer fará uma nova análise para a inclusão de Garanhuns no Programa Mais Médicos, que além da importação de profissionais do exterior, visa autorizar novos cursos pelo interior do país.

Mas aí vem o X da questão, estas novas autorizações, atenderão uma concorrência pública, expressa em edital do MEC, que chamará para participar todas as instituições interessadas em abrir faculdades de medicina em Garanhuns, e aí, quem apresentar o melhor projeto, com profissionais, projeto pedagógico, infra-estrutura, histórico, etc, ganhará a concorrência. A análise será do próprio MEC.

Entenderam?

Sem mais para o momento, encerramos aqui as informações da viagem da Comissão FAMEG JÁ! em Brasília, mas antes podemos dizer, que ninguém saiu satisfeito desta reunião, principalmente o deputado Fernando Ferro, que terá nova reunião, e desta vez ele só fala com o ministro. Outras ações estão sendo planejadas para levar esta questão adiante, e seria bom uma participação ainda mais da sociedade. 

Órgãos da imprensa do sudeste estão se interessando pela história. As respostas, mesmo dos representantes do ministério continuam vazias, por isto a contestação e o recurso do ITPAC.

Se outras faculdades na mesma situação da FAMEG foram autorizadas, porque a nossa continua fechada? 

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.