PERNAMBUCO EM AÇÃO

PERNAMBUCO EM AÇÃO
Clique na imagem

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

VÍDEO DO PROGRAMA DO PSB COM EDUARDO CAMPOS E MARINA SILVA


Eduardo Campos e Marina Silva foram as estrelas do Programa Nacional do PSB que passou em rede nacional nesta quinta-feira, 10. Além deles, a deputada e ex-prefeita de São Paulo, Luiza Erundina também ganhou destaque. Um programa de dez minutos em que Eduardo apresenta claramente sua candidatura a presidente, reafirmando os avanços dos últimos anos, mas garantindo que o país pode avançar mais.
Assistam e deixem suas impressões.

Zaqueu Lins quer urgência na reforma do Pop Shop e revitalização da Av. Caruaru‏


Melhores condições de trabalho para os comerciantes do Pop Shop e revitalização de canteiros, iluminação e calçadas da Av. Caruaru. Pauta do requerimento do Vereador Zaqueu Naum Lins, destinado ao governo municipal.

Justifica Zaqueu Lins que o Pop Shop está quase que em total abandono, precisando com urgência de reforma em toda sua parte estrutural, como construção de banheiros para comerciantes e clientes, consertos das calçadas, coberturas dos boxes, etc.

Já para Av. Caruaru, o vereador requer a revitalização com a reforma dos canteiros, calçadas e da iluminação. Por ser uma das principais vias de acesso de nossa cidade levando as pessoas ao terminal rodoviário, faculdades, praça de eventos, hotéis, etc., a carência de uma reforma em suas estruturas é urgente.

"Atendendo nosso requerimento, a iluminação já está sendo contemplada, mas precisamos de outras melhorias naquela que é uma das principais artérias da cidade" - afirmou o vereador.

Devido a importância das reformas do Pop Shop e Av. Caruaru, o requerimento do Ver. Zaqueu foi aprovado por unanimidade pelos seus pares na Casa Raimundo de Moraes.

Missa de Sétimo Dia de Amílcar da Mota Valença


A Família Valença convida a todos para assistirem a missa de sétimo dia do falecimento do querido Amílcar da Mota Valença, que será realizada às 19h30 do dia 11 de outubro, na Catedral de Santo Antônio.

A família agradece a todos que comparecerem a este ato de união cristã.

UPE Garanhuns apresenta projeto do Centro de Estudos e Pesquisas para o Hospital Regional Dom Moura‏


O vice-diretor da UPE Campus Garanhuns, profº Fábio Rocha Formiga, entregou pessoalmente ao Dr. Luís R. Melo, gestor interino do Hospital Regional Dom Moura, na última segunda-feira, 07, o projeto elaborado
pelos técnicos da universidade para o Centro de Estudos e Pesquisas, que contará com diversas instalações específicas para a Residência Médica da unidade de saúde. Na ocasião, o prof. Fábio Forniga esteve  companhado de Dra. Régia Leite, professora do curso de medicina e coordenadora do projeto Pro-Saude pactuado entre a UPE e o Ministério da Saúde, além de Eveline Garcia, futura diretora do centro. Participaram também da reunião a coordenadora do Núcleo de Educação Permanente do HRDM, Bruna Souza, e Anderson Gonçalves, da PROPLAN, segmento de planejamento da Universidade.

O Centro de Estudos e Pesquisas contará com três salas de aula com paredes móveis que possibilitam a estrutura se transformar em um auditório, dois quartos de estar, biblioteca, direção e coordenação. Cada sala comporta 40 estudantes, e servirão também para residentes de outras instituições, inclusive de cursos técnicos.

"Esta entrega do projeto faz parte da parceria da Universidade de Pernambuco com a Secretaria de Saúde do estado, que fará a construção da obra." - Afirmou o vice-diretor da UPE Garanhuns, prof. Fábio Formiga.

O diretor do Hospital Regional Dom Moura, Dr. Luís Melo, já fez o encaminhamento para o secretário de saúde Antônio Figueira. "Acreditamos que teremos este novo investimento em nossa unidade o mais breve possível, pela prioridade destacada pelo próprio governador Eduardo Campos, através do secretário Antônio Figueira, adequando o Dom Moura a ser um hospital qualificado para a demanda acadêmica" - registrou o gestor.

ROUBO DE CARROS assusta Garanhuns



Toda semana ouvimos que carros estão sendo roubados em Garanhuns. Mas de uns tempos pra cá a coisa está ainda pior. Na semana passada foi aqui próximo na Av. Agamenon Magalhães. Agora, através do facebook, amigos nos pedem que falemos no assunto, pois no bairro da Brasília, os bandidos estão agindo sem nenhum receio.

Boa tarde, Ronaldo 
Ajudem-nos a clamar por segurança no bairro da Brasília, em relação aos roubos de carro. Os moradores estão assustados e revoltados. O medo aterroriza a população. Clamamos as nossas autoridades por segurança.

Em outra postagem:

Revolta na Brasília, outro carro roubado!
Cadê a segurança da nossa cidade, as autoridades estão esperando o que? Acontecer alguma vítima? Revoltante.

Em Garanhuns, ABLOGPE reúne blogueiros de Pernambuco neste final de semana



Blogueiros e produtores de mídias digitais do Estado de Pernambuco têm encontro marcado no próximo sábado (12), na cidade de Garanhuns, no Agreste do Estado, para mais um evento da blogosfera local, organizado pela Associação de Blogueiros do Estado de Pernambuco (ABLOGPE).

O Blog’s Agreste reunirá os blogueiros para uma rodada de debates e palestras tendo início pela manhã, além de uma diversificada programação no período parte da tarde. O evento ocorre no auditório da (CDL) Câmara de Dirigentes Lojistas de Garanhuns, seguindo o cronograma da Associação.

fonte: http://www.avozdavitoria.com/

Izaías, Dominguinhos e o novo enterro do Mestre.


Passado o entusiamo pelo novo enterro de Dominguinhos, vamos tecer novas considerações.

No artigo "Ninguém fica indiferente a Izaías", falei de seu estilo informal e sua relação artística com Dominguinhos. No texto, relatei que diante da paixão pelo artista demonstrada pelo prefeito, ele poderia ter trazido Dominguinhos para alguns dos vários eventos produzidos por ele na região, a grande maioria na época junina, em municípios que conseguiu verbas e chegou a indicar artistas. Realmente não lembrei de ter visto o sanfoneiro nas festas de Izaías.


O Jeferson Júnior me recorda que Dominguinhos veio na Oktoberfest no ano de 1994, quando Izaias era presidente da ACIG e o evento foi realizado pela entidade. Outro momento do Dominguinhos, foi uma visita ao Centro de Artes em 2005, quando ele passou uma tarde inteira com Izaías e os músicos que estudavam na escola. Segundo Jeferson, dois momentos muito saudosos. 

Diante da explicação de Jeferson, com estes dois momentos, e diante da adoração demonstrada por Izaías percebemos que ele poderia ter feito mais, muito mais. Show mesmo, só em 1994? Há quase 20 anos? 

Até o final de 2012, Dominguinhos estava ativo, fazendo shows, apresentou-se no Festival de Inverno e tive o privilégio de assistir as suas duas últimas apresentações em Exu. 

Mas isto não invalida a forma como atuou para trazer o corpo do conterrâneo para Garanhuns, que foi elogiada e reconhecida pela população. Ouve excessos, mas não só dele, de muita gente que quis a exposição.

E Izaías tem agora outro papel, talvez muito mais importante, de eternizar a memória do Mestre Dominguinhos, com um belo Memorial ou até, como sugerimos, um Complexo Cultural.

Por falar nisto, quanto ao mausoléu, quero agradecer algumas sugestões terem sido ouvidas, e enaltecer uma pessoa que trabalha quieto e tem uma importância fundamental na administração: André Vagalume. É aquele tipo de cara que é pra tudo, e dá conta! Ele foi um dos responsáveis por cuidar do mausoléu de Dominguinhos, e no dia deu tudo certo.

Quase tudo. Teve artista, inclusive gente famosa, que saiu triste com a organização do palco. Gente que veio de longe, trouxe sua sanfona e não teve espaço para fazer sua homenagem a Dominguinhos. O palco ficou superlotado, e sem coordenação. Foi bom, mas foi de bolo. Muita gente que não precisaria estar ali, e faltou aproveitar melhor os artistas de Garanhuns e os amigos de Dominguinhos, nomes já conhecidos da música regional, que acabaram por não participar da festa.

Ah! Lembrei outra coisa.

No dia do novo enterro de Dominguinhos, deparei-me com uma pequena falha no mausoléu: Falta o nome de José Domingos de Moraes, o seu nome de batismo. Tem apenas lá DOMINGUINHOS, anos de nascimento e morte. Mas Dominguinhos não é de 1941, o artista nasceu já quase adulto, rebatizado por Luiz Gonzaga. E o artista não morre!

Quem está lá é José Domingos de Moraes, que deu sua própria vida para Dominguinhos. E por respeito a sua história e à família, precisa ser mencionado. Falei com algumas pessoas, inclusive secretários, que afirmaram que o nome de José Domingos de Moraes estaria numa placa sobre a lápide. Não está! Na placa contém o registro do esforço da prefeitura e do prefeito para trazer o corpo do Mestre para Garanhuns.

Com certeza um lapso, que pode ser reparado, somente colocando o nome do filho de Chicão e Mariinha, pois geralmente, os túmulos têm os nomes das pessoas enterradas, mesmo que façam menção à sua importância artística.

Dominguinhos vive!

FERIADO: A polêmica data do aniversário de Garanhuns



Vários aspectos permeiam esta questão do feriado de 4 de fevereiro em Garanhuns, quando se comemora o aniversário do município, principalmente depois do centenário em 1979, quando a data ganhou nova projeção, pois no intuito de fazer uma festa grande, valorizou-se a data da elevação da categoria de vila à cidade. A decisão foi acertada, mas precisaria deixar claro que Garanhuns era mais antiga, e aquela era somente uma data importante no processo histórico municipal, pois os registros são muito anteriores a 1879. Esta história precisava ser resgatada e enaltecida, pois a Cidade das Flores já nasceu com altivez. Os recentes estudos estão fazendo isto, buscando provar o passado glorioso de Garanhuns.

Motivada pela festa de 1979, Garanhuns passou a comemorar o 4 de fevereiro como data de aniversário. Antes disso, segundo os historiadores, nossa cidade sempre teve o 10 de março como data da criação do município. Portanto, fica claro, que no intuito de se comemorar o aniversário da elevação, aquiescemos na defesa histórica de Garanhuns, e deixamos que outros municípios se tornassem mais antigos que a Suíça Pernambucana, relevando nosso papel no interior do estado.

Portanto, nesta questão do feriado, duas questões ensejam debates. A falha de criar um quinto feriado municipal, quando a lei só permite quatro, e a recente discussão histórica sobre a Data Magna, resgatada com a apresentação de documentos da época, inclusive da Corte Real Portuguesa.

Na legislatura passada, a Câmara de Vereadores de Garanhuns foi de encontro à Legislação Brasileira e aos registros históricos anteriores a 1879, e aprovou o quinto feriado municipal, quando a lei só permite até quatro:

Art. 1º - São feriados civis os declarados em lei federal. São feriados religiosos os dias de guarda declarados em lei municipal, de acordo com a tradição local e em número não superior a quatro, neste incluída a Sexta-feira da Paixão. (Nova redação dada pelo presidente Castelo Branco, em 1966, da Lei 605/49)

Os municípios podem aprovar novos feriados civis, desde que substituindo os religiosos. 

Na Lei Municipal que instituiu o feriado de 4 de fevereiro, não foi especificado qual feriado religioso Garanhuns deixaria de comemorar com a paralisação do município, talvez até para não comprar briga com a Igreja Católica. Atualmente, a Cidade das Flores faz suas reverências ao Padroeiro Santo Antônio, a São João, como em boa parte do Nordeste, Corpus Christi e a Sexta-Feira Santa, esta última obrigatória.

Por outro lado, os recentes estudos de membros do Instituto Histórico de Garanhuns, recém criado, resgata o município a épocas anteriores a 1879. Não teria cabimento Garanhuns ser mais jovem que outros municípios que fizeram parte de sua jurisprudência. A terra do Ararobá e de Simoa Gomes tem 202 anos, e não apenas 134. A Carta Régia do Príncipe Regente, D. João, prova esta questão, e foi encontrada em Portugal e amplamente divulgada no início do ano pelo prof. Cláudio Gonçalves, presidente do IHGG. Um trabalho minucioso de pesquisa.

Outro defensor da nova data, o historiador Antônio Vilela, afirma que a Data Magna surge no alvará de 10 de março de 1811, por solicitação do então governador Caetano Pinto de Miranda Montenegro, quando foi criada a Vila de Santo Antônio de Garanhuns, que já nasceu independente, sem pertencer a nenhum outro município. Em 1836 já teria sua própria comarca e em 1879 viria apenas a elevação de vila à cidade. Olinda e Recife já partem pros 500 anos, quase a idade do Brasil. E eram vilas. Não podemos renegar nossa história e querer ser jovem, quando temos importância no surgimento da identidade deste estado.

Um exemplo que pode servir de inspiração é a Data Magna de Pernambuco, estabelecida após escolha popular, ficando a Revolução Pernambucana, de 06 de março de 1817. Desde 2007 a data passou a constar do calendário de datas oficiais, entretanto, a partir de 2009 deixou de ser feriado para ser comemorado no primeiro domingo de março. Imagina um feriado no período do carnaval, o prejuízo econômico para o estado. Em uma escala menor, claro, acontece isto em Garanhuns. O 4 de fevereiro está na volta às aulas, retorno de férias, etc.

Há estes aspectos políticos e econômicos.

Os aspectos políticos acontecem quando se nominaliza, parecendo que querer fechar ou abrir o comércio é ser contra ou a favor do povo ou da cidade. O que se precisa é discutir a fundo, com conteúdo, os benefícios culturais da data, a questão histórica, pois se trata de um resgate municipal e sua inserção no estado, realçando sua importância no desenvolvimento do interior do estado, e a questão econômica. Se vai abrir ou fechar é somente um viés.

O comércio, principalmente, reclama de mais um feriado, onde fecha as portas depois de um início de ano complicado com férias escolares, impostos, população nas praias, carnaval, etc. Fazendo cair o movimento geral. Um dia fechado pode um gerar um prejuízo maior quando acontecem os famosos "imprensados". Além disso, tem a questão legal, trazendo novamente o debate sobre o choque da lei ao estabelecer o quinto feriado municipal. A CDL tem encampado esta luta.

Seria interessante que o bom senso prevalecesse, e Garanhuns saísse fortalecida desta discussão, com uma data forte, uma comemoração à altura de sua história, sem penalizar o comércio, que ainda é a principal fonte empregadora do município, a Igreja Católica, que tem suas datas tradicionais, e principalmente se adequando à legislação em vigor.

R$ 17 milhões para iniciar duplicação da BR-423 - Garanhuns/São Caetano


Tá no blog do Magno Martins

DUPLICAÇÃO ATÉ GARANHUNS - Chegou, ontem, à Comissão Mista de Orçamento do Congresso, mensagem do Executivo liberando R$ 17 milhões para as obras iniciais da duplicação da BR-424, no trecho que liga São Caetano a Garanhuns. Velho sonho da região, o projeto começa a sair do papel justamente na fase pré-eleitoral da sucessão presidencial. 
.
Audiência Pública de apresentação da duplicação em Garanhuns
AGORA COMIGO: É claro que toda obra a partir de agora ganha aspectos eleitorais, e não seria diferente com um investimento de R$ 500 milhões, como será a BR-423, no trecho que liga Garanhuns a São Caetano no encontro com a BR-232.

Entretanto, é bom registrar que a obra tem um cronograma, e que bem ou mal vem sendo cumprido. Apresentado o projeto, teve a audiência pública em Garanhuns. Neste ínterim, temos as licitações, de projeto e execução. Mas é lógico que o governo federal pretende mostrar serviço no agreste e em Pernambuco, em particular.

Contudo, independente de campanha eleitoral, para nós, o importante é que se faça. Né não?

Parte da Av. Santo Antônio volta a ter veículos estacionados a 45º

Prefeitura entra no clima do Outubro Rosa. Observem os carros estacionados a 45º

A AMTT fez nova modificação no centro da cidade, embora ainda não tenha informado oficialmente à população. O lado de cima da Av. Santo Antônio, entre a Treze de Maio e a Nilo Peçanha, volta a ter estacionamento com os veículos a 45º, possibilitando maior aproveitamento do espaço, porém diminuindo a avenida para o trânsito, portanto, necessitando mais da vigilância dos agentes de trânsito para evitar fila dupla, o que prejudica o tráfego.

Estacionar tem sido um dos maiores problemas do centro comercial de Garanhuns. Poucas vagas, zona azul, táxis, falta de educação dos motoristas, reclamação de multas, etc.

Mas a decisão de voltar o estacionamento como era no passado, parece ser acertada.

Outra coisa: Como ficou a travessa Elias de Barros, aquela ao lado de Ferreira Costa? Foi anunciado que virou mão única, depois cobriram as placas, não se falou mais, e os carros continuam a subir e descer a travessa como se não tivesse uma nova ordem. Não recebemos a última forma da prefeitura. 

E por falar em prefeitura, está muito bonita com iluminação especial para o Outubro Rosa.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.