HIPER TODODIA

HIPER TODODIA
CLIQUE NA IMAGEM

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS
TUDO SOBRE O FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS - FIG 2017

GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE E SAIBA MAIS

domingo, 27 de julho de 2014

PARA DEPUTADO: Zé da Luz confirma apoio a Sivaldo Albino

Sivaldo e Zé da Luz vão juntos para a campanha deste ano

O ex-prefeito de Caetés e candidato por duas vezes a prefeito de Garanhuns, Zé da Luz, mais votado para deputado estadual na última eleição na Suíça Pernambucana, confirmou seu apoio à candidatura de Sivaldo Albino, que busca uma vaga na Assembleia Legislativa este ano. Sivaldo tem apoio da Frente Popular, sendo considerado prioridade para o seu partido, e o apoio de Zé da Luz era considerado fundamental pela grande inserção que tem o aliado na cidade, principalmente na periferia.

Uma reunião deve definir agora a dobradinha, já que Sivaldo vinha conversando com Tadeu Alencar e Zé da Luz já está fechado com Fernando Monteiro, sobrinho do Ministro do TCU, Zé Múcio, para Deputado Federal. Um grupo de empresários e lideranças socialistas estão com Tadeu.

O momento é de fechar importantes apoios para a campanha que vai começar. E todos os candidatos estão se movimentando em busca de nomes que possam viabilizar seus projetos eleitorais.

ÚLTIMO ENCONTRO: Ariano recebeu músicos de Bom Conselho no sábado de FIG em Garanhuns

AMABC mas páginas do Diário de Pernambuco


O Escritor Ariano Suassuna recebeu no sábado (19/07), no Hotel Tavares Correia, em Garanhuns, a Comenda de Sócio Benemérito concedida pela Associação dos Músicos de Bom Conselho, que tem como principal realização o Carnaval de Zé Puluca, em homenagem ao maestro falecido, que tanto animou os eventos da cidade e região. A AMABC tem 10 anos de existência.

Ariano junto ao boneco de Zé Puluca e músicos da AMABC
Ariano Suassuna recebeu o titulo e lembrou da terra de Dantas Barreto, fazendo referências elogiosas. O Mestre ouviu atentamente a apresentação do hino do festejo de Puluca, e ficou emocionado com a música "Fascinação", tocada pelo Maestro da AMABC, Francisco Aguiar e acompanhada pelo Saxofonista Danilo Aquino.


Coube ao presidente da associação, Carlos Alberto, a entrega da comenda, registrando a importância do escritor para a associação e a cultura brasileira.

Este momento acabou sendo reproduzido nas páginas do Diário de Pernambuco, como o último momento no qual Ariano tratou de cultura em Garanhuns.

Momento da entrega da Comenda de Sócio Benemérito

GARANHUNS: Morte de Ulisses Pinto


No dia 20 de julho, completaram-se cinco anos da morte de Ulisses Pinto, um dos mais importantes jornalistas do estado de Pernambuco, e que exerceu com dedicação sua labuta até o fim da vida. Já de idade, Ulisses, era figura presente em todos os eventos da cidade, sempre com sua caderneta de anotações, não perdia uma informação sequer, com senso de responsabilidade e respeito à profissão.

São nomes como Ulysses, Humberto de Moraes, Almy Alves, Aloísio Alves, Jota Ferreira, Tiago Correira, entre tantos outros, que militaram na comunicação regional, que precisam ser lembrados sempre pela sociedade, principalmente de Garanhuns, destinatários de seus trabalhos tão importantes para nossa identidade informativa.

Era 20 de julho de 2009, e publicávamos assim: 

Faleceu o nosso Ulysses Pinto, jornalista mais antigo em atividade em Pernambuco e provavelmente do país. Sempre atento às coisas de sua terra e a política, Ulysses era incansável. Partícipe ativo de várias gerações. À família, nossos sinceros sentimentos e a certeza no consolo de Deus para superar a dor da perda irreparável.

A Câmara Municipal de Garanhuns criou, por iniciativa do vereador Sivaldo Albino (PPS), a "Medalha Jornalista Ulisses Pinto" que é concedida todos os anos profissionais da imprensa local, por relevantes serviços prestados à comunidade. 

Blog do Ronaldo Cesar - 5Anos

Com recursos do FEM, Arcoverde ganha centro odontológico


O governador João Lyra Neto, acompanhado da primeira-dama Leila Queiroz, prestigiou na sexta-feira (25/07), a inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas - Tipo 3 (CEO), em Arcoverde, no Sertão pernambucano. Com capacidade para atender 1.300 pessoas por mês, a unidade oferece atendimento para o público em geral e para pacientes portadores de necessidades especiais nas áreas de endodontia, periodontia, cirurgia, prótese total e removível, além de diagnóstico de câncer bucal.

A unidade, que recebeu cerca de R$ 559 mil - recursos do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) -, possui área construída de 340 metros quadrados. O espaço conta com sete consultórios de atendimento, recepção com 60 lugares, sala de esterilização, sala de expurgo, laboratório de prótese, farmácia, além de copa, vestiário e banheiros para pacientes e funcionários. O CEO, que faz parte do Programa Brasil Sorridente, conta com equipamentos de última geração doados pelo Ministério da Saúde.

Na presença da população arcoverdense e da prefeita do município, Madalena Brito, o governador João Lyra Neto parabenizou a iniciativa da gestora, que decidiu aplicar os recursos do FEM na área de saúde bucal. "Arcoverde inicia um novo processo de atendimento na área de odontologia. Muitas pessoas têm necessidades nessa área, mas não têm onde ser atendidos", disse o governador, ao pedir para os profissionais da unidade CEO que atuem com "carinho e responsabilidade". "A vocês cabe o compromisso de honrar os investimentos feitos tratando cada pessoa que vem aqui como alguém muito próximo", recomendou João Lyra Neto.

O atendimento no CEO acontece mediante encaminhamento das Unidades de Saúde. Além da assistência odontológica, os pacientes recebem, gratuitamente, conforme orientação médica, medicamentos e prótese dentária. No total, dez dentistas realizarão atendimento à população. Durante a solenidade, a prefeita Madalena Brito agradeceu os recursos liberados que possibilitaram "a construção de uma obra tão linda".

Os recursos do FEM em Garanhuns foram usados nas obras de saneamento e pavimentação para os binários da Brasília e da Boa Vista.

Jornal do Commercio destaca ações de Audálio Filho pela cultura de Garanhuns. Confira!

Sistema de incentivo a Cultura, Plano Municipal de Cultura e Artes e implantação de Concha Acústica pautaram a matéria publicada no Caderno C

Matéria foi publicada no Caderno C do Jornal do Commercio na edição de terça-feira, 22 de julho de 2014



A edição do Jornal do Commercio que circulou no dia 22 de julho (terça-feira), em seu Caderno C, publicou material divulgado através da Agência Vox Multimídia sobre o trabalho do vereador garanhuense Audálio Filho em busca de políticas públicas em favor da área da cultura.

Na matéria, o JC destaca o trabalho do parlamentar em implantar um Plano Municipal de Cultura e Artes para os bairros e zona rural bem como a construção de uma Concha Acústica no Parque Ruben Van Der Linden (pau Pombo).

O JC ainda ressalta que Audálio é autor do projeto que instituiu o Sistema de Incentivo a Cultura – SIC e que pretende com essas ações enquadrar o município nos moldes do Plano Nacional de Cultura para assim Garanhuns receber investimentos para a área.


No Pau Pombo a Concha Acústica seria um espaço cultural alternativo
para artistas e público nos segmentos da música, teatro, dança e orquestras.
Teria o formato de semiarena ao ar livre  


O PMCA levaria a produção cultural para todas as áreas do município promovendo o  trabalho de produtores culturais, músicos, arte-educadores, profissionais de artes cênicas, artesãos, literários entre outros profissionais da área

O Sistema de Incentivo à Cultura (SIC) foi criado pela Lei Municipal nº 3301/04, de autoria do vereador Audálio e assegura a participação do comércio local para patrocinar
os artistas da terra.

Números do FIG 2014




O Festival de Inverno de Garanhuns encerra sua 24º edição – com homenagem a Ivo Tinô do Amaral – consagrando o conceito de ser um encontro de todas as linguagens da cultura. As ações de música, artes cênicas (teatro, dança e circo), audiovisual, artesanato, artes visuais, cultura popular, design e moda, fotografia, literatura, patrimônio, pontos de cultura, povos tradicionais, além dos projetos especiais, se espalharam por quatorze polos de atrações. Além de terem seu próprio espaço de ações, as linguagens no FIG comungaram entre si fortalecendo a política cultural. Esta grande mostra da produção cultural nacional está representada em 128 atrações musicais, 103 de cultura popular, 48 de cênicas, 41 de literatura, 47 exposições e intervenções, 39 sessões de audiovisual e 45 cursos, palestras, debates e workshops, contabilizando 451 ações culturais.

“Os números mostram o que já vínhamos destacando. Apesar da vitrine dos grandes palcos, onde atrações regionais, nacionais e até internacionais se apresentam, o FIG é um festival de todas as cenas. Deixa um legado muito importante para a economia da cultura, promovendo uma grande circulação de artistas, formando plateias, capacitando os diversos segmentos culturais e levando arte, conhecimento, cultura e entretenimento de qualidade a públicos que, muitas vezes, não teriam outra oportunidade de assistir a determinadas atrações”, avalia o secretário de Cultura de Pernambuco Marcelo Canuto. Cerca de 3 mil artistas circularam pelo FIG nos dez dias de atividades.

O público do FIG foi contabilizado considerando a circulação das pessoas por todos os polos. Os palcos Pop, Forró e Instrumental registraram uma média de 34 mil pessoas nos cinco dias de shows. No Palco Dominguinhos, os registros dão conta de um público médio de 40 mil pessoas por dia, contabilizando 400 mil pessoas. O número aumenta quando consideramos o Palco da Cultura Popular, e o público que circulou pela Casa Galeria Galpão, Praça da Palavra, Teatro Luiz Souto, Cinema Eldorado, Circo, Pavilhão do Artesanato, Espaço da Dança, Café em Pasárgada, Cultura Livre nas Feiras, Castainho, entre outros projetos especiais no FIG. Somando todo esse público, chega-se a 500 mil pessoas circulando por todos os espaços, nos dez dias do FIG.

“O sucesso do festival é resultado de uma tarefa que começa logo após o Carnaval e, durante a realização do evento, envolve cerca de 300 profissionais. Realizamos em torno de 20 licitações para contratação de toda infraestrutura, tais como palco, som, luz, geradores, banheiros químicos, pessoal, além da convocatória artística, que abre um espaço democrático e transparente para que artistas de todo país apresentem propostas artísticas para tocar no evento”, explica o presidente da Fundarpe Severino Pessoa.

A convocatória é o modelo pelo qual o FIG tornou-se um festival conhecido pela classe artística de todo país, e bastante concorrido, sobretudo pelos mais contemporâneos. De toda a grade de artes cênicas, pode-se afirmar que 95% das atrações foi formada por grupos que inscreveram seu projeto nos editais específicos de sua linguagem. Na música, 81% da grade também foi composta pela convocatória.

Vivenciar o FIG é ter que escolher, entre duas, três, ou mais atrações que se queira assistir, mas acontecem simultaneamente. As atrações são para todos os gostos e idades. Filas enormes formaram-se diariamente para a retirada de bilhetes de cinema, circo, dança e teatro. As oficinas de formação cultural tiveram mais de 90% de suas vagas preenchidas. O FIG ocupa Garanhuns de uma forma bela, rica e inesquecível.

Não caberia citar todos os destaques, mas há que se apontar momentos históricos: a última aula-espetáculo do saudoso mestre Ariano Suassuna; Soraya Ranvele em homenagem a Ivo Amaral; Du Moscovis encenando O Livro, fazendo homenagem a Ariano, e ainda recebendo na plateia deficientes visuais que assistiram ao espetáculo por audiodescrição; Geraldo Azevedo encontrando Elba Ramalho no mesmo palco; Otto e Nação Zumbi botando milhares para pular em plena segunda-feira; José Augusto fazendo coro com milhares de pessoas; o circo e o teatro lotados em todas as suas sessões. O FIG 2014 já deixou saudades.

FIG pela internet

Por meio de uma parceria institucional com a TV Pernambuco, o Festival de Inverno de Garanhuns chegou a ainda mais pessoas este ano. Até a última sexta-feira (25), os programas diários com a transmissão oficial – ao vivo – de shows do Palco Mestre Dominguinhos, exibição de entrevistas com artistas e reportagens sobre o festival obtiveram mais de 360 mil acessos.

Os programas da TV FIG/TV Pernambuco foram transmitidos pela internet, no novo portal da cultura pernambucana, o www.cultura.pe.gov.br, no site da TV Pernambuco e também no Portal da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

A parceria entre Secult-PE/Fundarpe e a TV Pernambuco resultou também na produção de vídeos sobre diversas ações do festival. Algumas dessas produções já estão disponíveis aos artistas e ao público em geral no portal Cultura.PE. Em breve, um documentário para televisão sobre o FIG será finalizado e exibido na TV Pernambuco e oferecido a outras emissoras públicas do país, como forma de promover o festival e, em especial, os nossos artistas.

O FIG PELOS ARTISTAS:
“São 24 edições eu fiz 22. É uma alegria muito grande estar no FIG, realmente o publico me recebe de maneiro muito carinhosa, é uma data muito marcante para mim. Meu público vem assistir até a passagem de som. Isso gratifica a gente, estou chegando a 54 anos de carreira e fico admirado de ser recebido assim como sou”.
Adilson Ramos

“Foi maravilhoso tocar aqui, pois temos um público de tudo quanto é lugar. Garanhuns, Recife, Olinda, Maceió, Natal, Arcoverde. Sei de gente até do Rio e de São Paulo aqui, então o festival é uma coisa nacional já. Acho incrível isso, fundamental essa coisa de ter vários palcos, multicultural. Foi no palco instrumental e vi o show de Guizado. Também teve Otto, Nação, grandes irmãos de geração, ainda bem que toquei antes e não corri o risco de perder a voz no show deles”.
B. Negão
“Pra gente é sempre muito bom tocar em Garanhuns, 24º edição, queremos que dure ainda mais. Um casting sempre variado, do estado, do Brasil, do exterior. Está de parabéns. Só temos a agradecer”.
Jorge Du Peixe

“Tocar em Garanhuns, no agreste, pra mim que sou de Belo Jardim, é especial. Numa noite de amigos da mesma geração, do batuque, do rock’n’roll. Sou uma pessoa muito ligada a este lugar, desde pequeno venho para Garanhuns. É uma cidade da minha fantasia infantil. Eu vim nos primeiros anos do FIG e a estrutura era menor; hoje vemos no que se transformou. Pernambuco é bom quando ele é forte”.
Otto

http://www.cultura.pe.gov.br/

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.