GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

UNOPAR GARANHUNS
CLIQUE NA IMAGEM

POUSADA DA PAIXÃO - CLIQUE E CONHEÇA!

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

TIRADAS DO BLOG: William Bonner


Como diz o Jamildo, se não rir, a gente adoece!

Audálio Filho solicita ao Ministério da Saúde, Centro Especializado para a Pessoa com Deficiência

 


Autor das Leis de Acessibilidade e da utilização de Libras ( Língua Brasileira de Sinais ) no município de Garanhuns, o vereador Audálio Filho (PSDC), Presidente do Legislativo, solicitou por meio do requerimento Nº 599/13 endereçado ao Ministério da Saúde, a implantação em Garanhuns de uma unidade do Centro de Habilitação e Reabilitação para Pessoas com Deficiência - (CER – TIPO II).

O CER II é um ponto de atenção ambulatorial especializado em reabilitação que realiza diagnóstico, tratamento, concessão, adaptação e manutenção de tecnologia assistiva, constituindo-se em referência para a rede de atenção à saúde.

Pessoas com deficiências física, motora e intelectual têm atendimento através do Centro Especializado em Reabilitação - CER II. No centro são oferecidos serviços especializados em fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudióloga, enfermagem, psicologia, nutrição, serviço social, além de atendimentos com neuropediatra, ortopedistas e fisiatras.

O presidente da Câmara Municipal, Audálio Filho, destaca que a saúde tem também que atender as necessidades da pessoa com deficiência, qualificando o cuidado com o paciente no serviço de saúde ofertado. Segundo o parlamentar, a habilitação e reabilitação visam melhorar as funcionalidades das pessoas com deficiência para promover sua autonomia e independência.

PESQUISA PARA PRESIDENTE EM PERNAMBUCO. Surpreendente!



No plano nacional a Presidente Dilma continua liderando a corrida eleitoral, mas vê Marina crescer e liderar em estados estratégicos, como Pernambuco e São Paulo.

Pesquisa Ibope divulgada na terça-feira (26) aponta que Marina Silva (PSB) tem 41% das intenções de voto e Dilma Rousseff (PT), 37%, entre os eleitores de Pernambuco na disputa pela Presidência da República. Aécio Neves (PSDB) aparece com apenas 3%. Todos os outros somados têm os mesmos 3%.

A morte de Eduardo realmente mexeu demais no jogo. Na última pesquisa, Dilma e Eduardo tinham empate técnico em Pernambuco, com a presidente um ponto na frente. Os aliados de Dilma comemoravam a possibilidade de vencer Eduardo em seu próprio estado.

Os números mostram a mesma situação de empate técnico, com quatro pontos de diferença, mas totalmente favorável a Marina.

Em São Paulo, Ibope mostrou os seguintes números: Marina, 35%, Dilma, 23%, e Aécio, 19%.

Com a campanha casada de Marina com Paulo Câmara, a projeção é que o socialista continue crescendo. Para tentar frear este fenômeno, Lula vem aí, e deve participar de dois eventos com Armando Monteiro, um em Petrolina e outro em Recife. Este segundo, junto com Dilma.

A pesquisa Ibope foi encomendada pela TV Globo.

LAJEDO: Prefeito dá continuidade à pavimentação de ruas



Na noite da terça (26) a população do bairro do Planalto recebeu a notícia de que o calçamento das ruas Almérico Leite Monteiro e Travessa Manoel Pereira Matos começa a ser realizado. Por meio da Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano a prefeitura mantém o trabalho de manutenção e recuperação de vias públicas e limpeza de ruas em Lajedo. Sendo uma promessa de campanha, o executivo já iniciou as obras na tarde desta terça, deixando os moradores da região mais otimistas.

Com a presença dos vereadores, secretários, amigos e da população do bairro, o prefeito garantiu que o calçamento da rua da creche, como é conhecida, é só uma das muitas promessas que iniciam processo de concretização ainda este ano. Garantindo que o serviço seja feito com esmero, o prefeito Rossine destaca juntamente com os secretários que contribuíram, sua imposição quanto ao trabalho naquelas ruas.

Marina no Jornal Nacional em seu melhor momento. Mas...



Nem em 2010, quando obteve mais de 20 milhões de votos, Marina Silva teve um momento tão bom, em que a vitória é uma possibilidade real. E para isto, muita coisa tem conspirado a favor, e sem querer ser cruel, mas a morte de Eduardo Campos proporcionou à candidata ter o espaço, a estrutura e a visibilidade que não teria alcançado, mesmo que tivesse conseguido construir sua Rede. Manteve seu patrimônio eleitoral da última campanha e herdou os votos e o projeto de Eduardo.

Nas pesquisas, Marina já aparece com cerca 30% das intenções de votos. 20% ela já tinha, traz como recall de 2010, mas agregou os 10% do socialista.

Agora vem sua entrevista no Jornal Nacional, e até aí deu sorte. É cruel falar isto, sombrio, mas é verdade. Mesmo sabendo que será triturada pelos malvados William Bonner e Patrícia Poeta. Marina vai ser entrevistada em um bom momento de sua campanha. De crescimento, em que as projeções mostram vitória no segundo turno contra Dilma.

Aparecendo bem nas pesquisas, Marina enfrenta a entrevista com outro cenário eleitoral que as entrevistas anteriores, que portanto, caducaram. Aécio quando falou com os jornalistas era o segundo colocado, estava no segundo turno e Eduardo era o candidato do PSB. Dilma falou sob o apelo emocional do enterro de Eduardo Campos, quando Marina era ainda uma incógnita ante o PSB e as pesquisas. E Dilma ainda dividia as atenções da mídia com as homenagens póstumas ao ex-governador pernambucano.

Marina chega ao Jornal Nacional isolada, vai ser a última a falar, podendo analisar todo o quadro. Certamente terá que responder sobre o avião de Eduardo, sua ligação com a igreja, receios econômicos de uma futura gestão, falta de experiência, explicar mais uma vez a nova política, etc.

Serão quinze minutos que podem consolidar sua participação no segundo turno, mas certamente terá que responder sobre suas contradições, assim como aconteceu com Aécio e Dilma. Seus adversários estarão buscando qualquer deslize na entrevista desta noite. Certamente terão material, pela forma agressiva como a bancada tem se portado com seus convidados.

Outra questão que terá atenção especial é o comportamento de William Bonner, se manterá sua atitude inquisitora, como fez principalmente com a presidente Dilma Rousseff.

DEBATE DA BAND: O que eu achei!



Como em um campeonato de futebol, muitas pessoas assistem a um debate entre postulantes a um cargo como se fosse seu time jogando contra o adversário. Esta torcida, muitas vezes, acaba distorcendo a real análise do correligionário, que canta vitória mesmo quando o seu time vai mal.

Neste campeonato não tem somente os grandes clubes, tem os times pequenos também, representados nesta eleição pelos candidatos a Presidente da República que não têm chances de se eleger, mas têm o direito de expressar seus projetos e ideias para o país. Infelizmente acabam ocupando um espaço de quem de fato disputa o cargo, e nós precisávamos ouví-los mais, em momentos assim. Mas a bem do processo democrático, precisamos oferecer espaços a todos.

Nesta terça-feira tivemos o primeiro grande debate entre os presidenciáveis, e estavam lá os grandes times, como Dilma, Marina e Aécio, mas também os times menores, com quatro postulantes: Eduardo Jorge (PV), Luciana Genro (PSOL), Pastor Everaldo (PSC) e Levy Fidelix (PRTB).

Gostei do debate.

Os grandes deixaram claro suas diferenças, buscando mostrar o melhor que têm a oferecer. Aécio criticou bastante Dilma e defendeu o governo de Fernando Henrique. Dilma, claro, mostrou muitos números e resultados dos seus principais programas, como Pronatec e Mais Médicos. Marina se mostrou, várias vezes, como a terceira via em defesa da nova política, criticando a polarização entre o PSDB e o PT.

Creio que os três se saíram bem, e portanto não houve um vencedor aos olhos de todos, principalmente do eleitor indeciso. Melhor para Marina e Dilma.

Explico:

Dilma era a única defensora do governo, por ser candidata à reeleição, em um debate com seis candidatos de oposição que criticaram por quase três horas as ações do governo. Então ela teria muito a perder com a exposição crítica em TV aberta. No entanto, Dilma não foi mal, e deve permanecer nos mesmos patamares.

Mas foi bom também para Marina. A ex-senadora que pegou o bonde andando com a morte prematura de Eduardo Campos, apareceu na pesquisa Ibope, divulgada algumas horas do debate, batendo Aécio no primeiro turno e Dilma no segundo . Então, como disse, Fidélix, em uma de suas perguntas, Marina seria "bombardeada". Não foi. Bem articulada, a ex-senadora também saiu ilesa, e o debate não deve atrapalhar seus futuros números nas pesquisas. Muitos acham que seu crescimento se deve à comoção pela morte de Eduardo. Em nível nacional, não creio. Marina traz o recall de 2010 e entra no eleitorado de quem não quer Dilma ou Aécio.

Aécio foi bem, mas precisaria que suas adversárias titubeassem, o que não aconteceu. Com o aparecimento de Marina, a opção contra Dilma passou a ser a ex-senadora, e Aécio precisa recuperar este espaço, urgentemente.

Pela situação atual, não creio que o debate acabe influenciando as intenções de votos. Vamos ver, pois esta semana sai mais pesquisa. O Datafolha está nas ruas e deve divulgar na sexta-feira. 

Quanto aos times menores, gostei de Eduardo Jorge e Luciana Genro. Lembrou-me o antigo PT quando não era governo. Mas sobre isto a gente fala depois. Posso até colocar Marina também nesta lista.

O Pastor Everaldo conseguiu ser pior que o Levy Fidelix. Sem conteúdo, o pastor se vale somente de sua condição religiosa para buscar votos.

PESQUISA IBOPE EM PERNAMBUCO: João Paulo mantém liderança para o senado. Diferença para FBC cai 8%



A eleição deste ano tem também a disputa de uma vaga para o senado. São três representantes por estado, para um mandato de oito anos. Quem está deixando a cadeira por Pernambuco é Jarbas Vasconcelos, que disputa a eleição para a Câmara dos Deputados.

Na nova pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26), João Paulo (PT), da coligação que apoia Armando Monteiro para governador, tem 35% das intenções de voto para o Senado. Fernando Bezerra Coelho (PSB), da Frente Popular, que apoia Paulo Câmara, aparece com 22%. Os outros candidatos não mostram possibilidades de vencer a eleição. Polarizando a disputa entre os dois, a exemplo da disputa ao Palácio do Campo das Princesas.

Os indecisos somam 24% e os que declaram que vão votar branco ou nulo são 15%. Somados, são quase 40%.

No levantamento anterior realizado pelo instituto, em julho, João Paulo aparecia com 37% e Fernando Bezerra Coelho, com 16%. Portanto, o cenário de queda de Armando e crescimento de Paulo também foi visto na disputa para o senado, embora num percentual muito menor. 

Encomendada pela TV Globo, a pesquisa é a segunda do Ibope após o registro das candidaturas. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e realizada entre os dias 23 e 25 de agosto. Foram entrevistados 1.512 eleitores em 69 municípios do estado. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Sobre a pesquisa para governador:
PESQUISA PARA GOVERNADOR EM PERNAMBUCO: Armando cai e Paulo Câmara encosta

.

Armando Monteiro comenta pesquisa Ibope

O resultado da pesquisa não surpreende. Vivenciamos nas duas últimas semanas um clima de comoção jamais registrado na história política de Pernambuco, amplificado pela intensa cobertura da mídia.

Tornou-se inevitável a associação das homenagens póstumas ao candidato adversário e seu grupo político. De agora em diante, resta saber o que passará a se constituir, verdadeiramente, em capital político próprio do candidato.

De nossa parte, registramos como muito positiva a cristalização das nossas intenções de voto em elevado patamar, garantindo a manutenção da nossa liderança, mesmo nesse cenário atípico. Registre-se ainda que continuamos a ser o candidato que apresenta o menor índice de rejeição.

Armando Monteiro

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.