GOVERNO DE PERNAMBUCO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

DIVULGUE SUAS ATIVIDADES NO BLOG DO RONALDO CESAR

DIVULGUE SUAS ATIVIDADES NO BLOG DO RONALDO CESAR

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

VAI A ROMA: Governador João Lyra Neto transmite cargo a Guilherme Uchoa‏




O governador João Lyra Neto embarcou, na manhã desta quarta-feira (29/10), para Roma, na Itália, onde participará do Encontro Anual da Fraternidade Católica. Como manda a Constituição, João Lyra transmitiu o comando do Estado para o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Guilherme Uchoa, segundo na linha sucessória. O chefe do Executivo pernambucano regressará ao Brasil na próxima segunda-feira (03/11).

O Encontro Anual da Fraternidade Católica foi criado pelo Pontifício Conselho para os Leigos e tem o objetivo de integrar as Novas Comunidades Católicas da Renovação Carismática Católica (RCC), cujo presidente é o pernambucano Gilberto Gomes Barbosa, fundador da Comunidade Obra de Maria. No total, participam deste encontro mais de 80 bispos provenientes de todos os continentes, quatro cardeais e os fundadores de centenas de novas comunidades de 40 países como Índia, China, Filipinas, Polônia, Estados Unidos, México e Brasil, que darão seus testemunhos dos trabalhos que desenvolvem.

Na sexta-feira (31/10), o governador de Pernambuco prestigia a apresentação especial da Orquestra Criança Cidadã Meninos do Coque para o Papa Francisco. O concerto privado, primeiro projeto sociomusical brasileiro a se apresentar para um Papa, será realizado na Sala Clementina, no Vaticano. Sob a regência do maestro Nilson Galvão Júnior.

A orquestra formada por 44 crianças e adolescentes carentes, com idades entre 11 e 21 anos, assistidos pela Associação Beneficente Criança Cidadã (ABCC), apresentará ao pontífice um repertório montado de acordo com o gosto musical dele, incluindo composições de Johann Sebastian Bach, além do tango argentino "Por una Cabeza", de Carlos Gardel, uma homenagem especial ao Papa.

FUTURO GOVERNO DILMA: Sarney pode virar Ministro da Cultura. Confira outras informações



O jornalista Helio Fernandes informa: ”Noticia que dou com pesar: Lula pediu a Dilma para convidar José Sarney para Ministro da Cultura. Ela já convidou ele aceitou, e acrescentou; “Serei Ministro e ao mesmo tempo presidente da Academia”. 

Pois é, o povo votou por Chico Buarque e pode ter que aguentar Sarney, que nem tentou se recandidatar ao senado pelo Amapá. As pesquisas não lhes eram favoráveis. 

E a reforma ministerial pode começar quase de imediato, pois alguns nomes podem sair do governo antes do término da gestão. É o  caso do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB-MA), que deve reassumir sua cadeira no Senado, levando todos seus assessores para os cargos comissionados. Informação do jornalista Cláudio Humberto. Lobão entrou para a lista negra de Dilma após os rumores de seu envolvimento no esquema bilionário de corrupção na Petrobras. E mais, perdeu com seu filho a disputa para o governo do Maranhão.

O pernambucano Armando Monteiro (PTB) foi lembrado para o Ministério ocupado por Lobão, mas este está na cota do PMDB de Sarney. Será que ele liberaria para assumir a Cultura?

Derrotado para o Senado em Minas, Josué Alencar, filho do vice de Lula, José Alencar, é cotado para o Ministério de Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior.

Outrora ministros como Alexandre Padilha (Saúde) e Gleise Hofmann (Casa Civil), derrotados nas campanha de São Paulo e Paraná, vivem a expectativa de um chamado. Depende de Lula. 

O trio forte é formado por Miguel Rosseto, Mercadante e o atual governador baiano, Jaques Wagner, que terá um posto chave no futuro governo. Estes saem como vencedores na campanha e estão em alta com a presidente. Muitos dos demais podem deixar o governo com cara de exército de perdedores que arrumaram um ministério.

Ah! Renan Calheiros afirmou que não vai mais se candidatar à Presidência do Senado. Mas é claro, ninguém acredita. Ele e Sarney sempre foram os nomes preferenciais do Governo Dilma.

GARANHUNS: Vereador Sílvio deixa liderança do governo e entrega cargos indicados

O vereador Sílvio Sabino, líder do governo Izaías Régis na Câmara Municipal acaba de enviar um ofício de seu gabinete diretamente ao prefeito, no qual entrega o cargo de Líder do Governo, alegando razões de cunho pessoal.

No mesmo ofício, Sílvio Sabino coloca à disposição do prefeito todos os cargos da Administração Municipal que tenham sido indicados por ele.

A eleição para a Mesa Diretora da Câmara Municipal para o próximo biênio acontece nesta sexta-feira, e pelo visto, pode deixar sequelas na base do governo.

As chapas podem ser inscritas até esta quinta-feira, às 13h, de forma pessoal, para os cargos de presidente, vice, primeiro e segundo secretários, ou com a chapa pronta, como aconteceu com os vereadores Haroldo Vicente (PROS); Gil PM (PRB); Carla de Zé de Vilaço (PROS) e Alcindo Correia (PROS) que registraram a chapa completa para os cargos respectivos. Especula-se que esta é a chapa que conta com o apoio do Prefeito Izaías Régis.

PERNAMBUCO: Governo do Estado recebe trabalhadores da construção civil



O secretário-executivo de Planejamento e Gestão da Casa Civil do Governo de Pernambuco, Ivan Rodrigues, recebeu, na manhã desta quarta-feira (29/10), uma comissão do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil. Os representantes do sindicato apresentaram ao secretário pontos relativos à campanha salarial da categoria e também trataram de questões como atraso no pagamento de salários por parte de empresas que mantêm contratos com o Governo.

No encontro, o secretário afirmou que possíveis atrasos no pagamento de salários serão apurados e ressaltou que as demais reivindicações da campanha salarial em curso devem ser submetidas e apreciadas pela Justiça do Trabalho, que é o fórum competente de mediação junto à classe patronal. 

Fotos: Paulo Sérgio Sales/SEI

Câmara de Garanhuns escolhe nova Mesa Diretora para biênio 2015/2016



Acontece na próxima sexta-feira (31/10) a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Garanhuns. A sessão acontece no Plenário da Casa Raimundo de Morais, a partir das 10h.

O processo eleitoral, que vai eleger o novo presidente e demais integrantes da direção da casa, para o mandato no biênio 2015/2016, foi iniciado pela Mesa Diretora no dia 10 de outubro, através do Ato Nº 005/2014, assinado pelo Presidente, vereador Audálio Ramos Machado Filho.

Os registros de candidaturas para os cargos de Presidente, Vice-Presidente, 1º e 2º Secretários, de forma individual ou em chapa completa, terão que ser entregues ao Protocolo da Gerência de Processo Legislativo, até às 13:00h de quinta-feira (30/10).

E o PSB de Garanhuns?

Ivan e o aliado Ivo Amaral (PMDB)
Passada a eleição, a poeira baixando, os olhares se voltam ao partido do governador, se ele irá se reestruturar para chegar como opção ao governo municipal em 2016. Neste momento, a voz única da oposição que as pessoas vêm como possibilidade é ainda o vereador Sivaldo Albino, que não é do PSB, e que sai com a sensação de que poderia ter sido melhor votado em 2014. Sivaldo ainda não se posicionou sobre a campanha de prefeito. Para entrar precisaria do apoio inequívoco dos socialistas, mas outros nomes já conhecidos do eleitorado também pensam em disputar em 2016. 

Cabe aos socialistas chamarem novamente os interessados em buscar uma opção à reeleição de Izaías Régis, que assumiu o front da oposição pessoal ao futuro governador Paulo Câmara, e por isto, aguarda-se que ele próprio seja o comandante de uma ação no sentido de unificar a oposição em Garanhuns, pois dividida, com mais de duzentos candidatos a prefeito, não chegará a lugar algum.

O PSB deve assumir papel de protagonista, juntar os grupos que defendem o governo do estado e projetar uma única opção, com a integração das várias forças, pois Garanhuns não tem segundo turno, o que antecipa a união já no primeiro embate.

Há o diretório local, com a presidência de Ivan Rodrigues, que pode capitanear, junto a novas lideranças que possam alavancar a campanha em 2016. Este é o primeiro momento, a reestruturação do partido no município.

Izaías chegará fortalecido em 2016. Muitas obras que demoraram a sair do papel estarão nas ruas a partir do próximo ano. A campanha de rua em 2014 com Zaqueu candidato a deputado foi muito bem feita. Foram 20 mil votos. Entretanto pode não conseguir a mesma união que teve agora, devido os desgastes e a perda do governo estadual, que dava como certo contar com Armando no Palácio do Campo das Princesas. 

Além disso, a forma como falou demais, criticando em demasia as lideranças socialistas, pode fazer com que dessa vez, o PSB coloque Garanhuns como prioridade. 

Resta ver. Este comando deve partir do próprio partido, unindo os vários grupos de Garanhuns, buscando um nome competitivo em nossa cidade, dentro do perfil do que deseja o eleitorado.

Fica a impressão que se tiver uma única opção competitiva para enfrentar Izaías, a chance de vitória existe. Caso se divida, Izaías comemora mais quatro anos de governo.

PSB-PPS: Não haverá fusão entre partidos

Continuando sobre o assunto, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, também falou que não foram adiantes as conversas para uma fusão ou união entre partidos. Especulava-se que o PPS, o PMN e o PHS pudessem se incorporar ao PSB, passada a eleição. Segundo o representante socialista, a possibilidade pode ser rediscutida no futuro.

O PSB cresceu quase 50% na Câmara Federal, saindo de 24 deputados para 34, sendo a sexta maior bancada. Recebendo os outros partidos passaria de 50 deputados, tornando-se automaticamente a quarta bancada, podendo até ser a terceira. Só o PPS fez 10 deputado.

Mas as conversas não avançaram, provavelmente por diferenças ideológicas e históricas.

Em Garanhuns, o principal nome do PPS é o vereador Sivaldo Albino. No estado, temos o vereador da capital e ex-ministro Raul Jungmann, que durante muitos anos alimentou as divergências com os socialistas. Não seria fácil colocar todos debaixo da mesma sigla, embora já sejam aliados em Pernambuco, mas cada um no seu canto.

Presidente do PSB confirma oposição ao Governo Dilma

Com sinalizações vindas de representantes do governo de que gostaria de se reaproximar de antigos aliados, em especial o PSB, o presidente eleito do partido socialista, Carlos Siqueira, antecipou o entendimento de que a legenda deve mesmo continuar na oposição "pois foi assim que se colocou durante a eleição, com críticas ao atual governo. Estávamos no outro palanque defendendo mudanças".

O então presidente do PSB Eduardo Campos, rompeu com Dilma reclamando justamente desta falta de diálogo, e da distância que Dilma dirigia o país sem ouvir nem se importar com o clamor da sociedade por mudanças. Eduardo eximia Lula de alguma culpa, enaltecendo seu governo, mas criticando duramente a forma de governar da presidente. O próprio Lula reclamava não estar sendo ouvido, imagina então os pobres mortais.

Perguntado se não considerava uma traição deixar o governo que esteve lá por 11 anos, Eduardo diminuiu para menos de três, pois aprovava e defendia o governo Lula, quanto a Dilma, dizia que ninguém é condenado a apoiar um governo que já não mais acredita.

É neste sentido que Carlos Siqueira levará o partido, inclusive com o forte apoio da legenda socialista em Pernambuco.

O PSB aumentou sua bancada federal, subiu de 24 deputados para 34, é hoje a sexta maior representação partidária, e caso se fundisse ao PMN, PHS e PPS, seria a terceira força do Congresso, mas sobre isto a gente fala depois.

Nos pontos criticados, Eduardo estava certo, pois viraram os motes da segunda gestão de Dilma.

O PSB terá papel chave no país, tanto no cotidiano político quanto nas estratégias para 2018, e sabe disso. O quadro é um com Lula, é outro sem ele. Os socialistas não precisam e nem devem se precipitar.

Continuo na próxima postagem.

POR MAIS VAGAS: Concurso da Prefeitura de Garanhuns recebe mais críticas




Seria bom a Prefeitura de Garanhuns rever a quantidade de vagas oferecidas em seu concurso, pois tem cada vez mais críticas. A Secretaria de Comunicação divulgou para a imprensa que o processo seletivo será para 127 vagas, um número muito pequeno para o tamanho de Garanhuns e pela quantidade de contratados existente na administração municipal. Esperava-se um quadro de mais de 400 vagas. 

Comparando com outros municípios de menor porte. Tamandaré está fazendo concurso para mais de 260 vagas. Palmares para 350 e Saloá vai abrir inscrições para outras 350 vagas. Parabéns para Saloá, e triste para a Cidade das Flores.

Os cursinhos estão cheios de gente se preparando para Concursos Públicos, são os chamados concurseiros, e muitos esperavam ansiosamente pelo de Garanhuns, pela chance de passar e trabalhar na cidade onde nasceu, cresceu e mora com familiares. Não dá pra imaginar que só tenham 127 vagas disponíveis na prefeitura. 

Se for verdade que tem mais de 1200 contratados, como já informou o Blog do Carlos Eugênio, e pode ser comprovado pelo Ministério Público, o concurso não substitui nem 10% do quadro. Aliás, as recentes cobranças do MP acabaram dando mais prazo para o município. Era o que o Governo queria. Com tantos contratados, o governo tem o apoio político de milhares de famílias.

Estamos trazendo este tema à baila, na certeza que estamos contribuindo com centenas, talvez milhares de pessoas que esperam há muito tempo por esta oportunidade, até mesmo os contratados, que poderão sair de um vínculo precário para efetivo, conquistando estabilidade profissional.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.