GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

domingo, 7 de junho de 2015

Fusão PSB-PPS é adiada. Não deve sair mais!



O jornalista Jamildo Melo informa em seu blog que a cúpula nacional do PSB se reuniu em São Paulo, aproveitando o casamento do deputado estadual Caio França, filho do vice-governador do Estado, Márcio França, principal liderança socialista naquele estado.

O encontro definiu o adiamento do processo de fusão com o PPS. O PSB paulista, que era o principal interessado na união, foi convencido pelo governador Paulo Câmara a deixar a questão para depois das eleições municipais de 2016.

A fusão enfraqueceria o PSB Pernambucano no controle da sigla, já que hegemonia vem desde Arraes, passando pela liderança incontestável de Eduardo Campos. Renata Campos teria atuado decididamente para o recuo da fusão.

Mas não só isso.

PSB e PPS já estão juntos em muitos estados, como Pernambuco, por isto a fusão não soma novos quadros, além da possibilidade de perder lideranças políticas que não concordam com a união.

Questões ideológicas e a atual conjuntura também estavam sendo problemas. Com a fusão o PSB trilharia definitivamente para a oposição no congresso, no entanto, uma parcela do partido gosta da alternativa Lula de volta em 2018.

O novo PSB teria sua predominância em São Paulo, com Márcio França e Roberto Freire. Do jeito que está, há uma melhor divisão de forças.

A fusão voltará a ser discutida depois das eleições do próximo ano, mas acho que se tivesse que sair seria agora, ou melhor, já teria saído.

Coisa parecida acontece com o PTB e o DEM, onde diferenças regionais estão acima das vantagens na fusão das legendas, e de novo Pernambuco tem papel de protagonista em impedir a união, pois Democratas e Trabalhistas estão em lados contrários em nosso estado. Com projetos totalmente diferentes, e que levaria a saída do grupo liderado pelo Ministro Armando Monteiro.

CHARGE POLÍTICA: Aécio escapou de uma fria



Os governistas, e principalmente os petistas, defendem como necessárias as medidas econômicas que geraram aumento do desemprego, aumento da inflação e dos juros, um ajuste para o país voltar a crescer, já que o PIB foi bisonho e a economia entrou em recessão.

Um cenário totalmente diferente do que foi apresentado por Dilma na campanha.

Como o governo diz que as medidas são necessárias, portanto, se Aécio tivesse vencido as eleições, teria que tomar as mesmas decisões que levariam o país ao atual cenário.

Como se portariam os sindicatos e outros movimentos ligados ao governo petista? 

Como estaria o país neste momento, se Aécio estivesse "destruindo" o país deixado pelos governo petistas?

E uma pergunta que não foi respondida é saber por que chegamos a esta crise. Não dá mais para colocar a culpa no governo FHC nem na crise mundial, já que neste mesmo governo tivemos um quadro diferente, enaltecendo-se a herança deixada por Lula. Fica claro que houve desgoverno gerencial na economia, tanto que o Ministro foi demitido no meio da campanha eleitoral, e foi chamado um representante das instituições bancárias, portanto do capital, para consertar os erros que levaram à crise econômica, que agora bate forte na porta da casa dos brasileiros.

Alagoanos são presos aplicando golpe ousado em Garanhuns

Imagens: Agreste Violento

Agentes da Polícia Civil de Pernambuco, prenderam na manhã da sexta-feira (06), três alagoanos acusados de estarem aplicando golpes em clientes de agências bancarias da cidade de Garanhuns, agreste pernambucano. 

A quadrilha estava sendo monitorada pela polícia e agia cometendo estelionato na cidade. Renan Santos de Lima, de 38 anos, José Silvestre da Silva e, Carlos da Cruz, de 40 anos, foram presos em flagrante no momento em que efetuavam um saque de um cartão que haviam acabado de furtar de uma vítima alegando serem funcionários do banco.

ENTENDA O GOLPE

De acordo com as investigações, o golpe era aplicado da seguinte forma. Os suspeitos ligavam para os clientes de banco, se passando por funcionários das agências da cidade. No contato telefônico, os golpistas agendavam uma visita de um suposto funcionário na casa da vítima para, segundo eles, uma atualização cadastral. Durante a visita o falso funcionário entregava um envelope de depósito utilizado pelas agências bancárias fingindo ser o novo cartão com a senha. Mas na realidade tratava-se de um cartão qualquer de alguma loja ou que já estava inutilizado.

Eles pediam para os clientes não abrirem o envelope com a desculpa que este só deveria ser deslacrado na agência, local onde seria desbloqueado o novo cartão. Depois pediam o cartão original e senha dos clientes dizendo que estes não tinham mais serventia.

De posse dos cartões das vítimas os estelionatários efetuavam saques e compras. Seis vítimas foram identificadas até o momento. Com eles a polícia encontrou diversos cartões bancários, R$ 1.174,00 (mil centos e setenta e quatro), reais em espécie, vários envelopes de agências bancarias, quatro celulares, carteiras porta cédulas e um tablet, além outros objetos. Um carro usado pelo grupo também foi apreendido o veículo foi locado em Alagoas.

INÉDITO E HISTÓRICO: Tem início na UPE Garanhuns as primeiras defesas de Mestrado Profissional em Letras‏




A Universidade de Pernambuco (UPE), através de seu Campus em Garanhuns, traz um avanço na educação em Garanhuns e no interior do estado. A partir do dia 10 deste mês, a UPE dará início ao cronograma de defesa de dissertações do Programa de Mestrado Profissional em Letras (Profletras). Ao todo, são 18 programadas para este ano na instituição, entre os meses de junho e agosto, as primeiras no Campus de nossa cidade.

A primeira da série será defendida, às 10h, pela aluna Rivaldízia do Nascimento, que é orientada pela professora Rossana Ramos. “Será um momento histórico para o Campus Garanhuns pelo ineditismo”, ressaltou o coordenador do Mestrado no Campus Garanhuns, o professor Benedito Gomes Bezerra (foto). Segundo ele, o programa é inédito no Estado. “Nós fomos pioneiros no interior e a UFPE na capital. Agora existe também uma unidade da UFRPE, em Garanhuns, e outra da UPE em Nazaré da Mata”, informou. A próxima defesa está marcada para o dia 18/06 e o cronograma se estende até 19/08.

A UPE está formando professores de diversas cidades do interior, da Zona da Mata ao Sertão, com alunos de Petrolina a João Alfredo, Arcoverde, Panelas, Garanhuns, Venturosa e até do estado de Alagoas. “Pesquisas iniciais mostram já um impacto muito positivo sobre as práticas de ensino dos professores, além de o curso possibilitar também que esses professores compartilhem o bom trabalho que vêm fazendo”, destacou o coordenador.

Na UPE, o programa funciona desde 2013, com 18 alunos nessa primeira turma. De acordo com a coordenação, o edital para novas inscrições está previsto para ser publicado no próximo mês e as aulas devem começar em 2016.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.