CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

DIVULGUE SUAS ATIVIDADES NO BLOG: CONTATO (87) 9.9988.0423

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E SAIBA MAIS

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Artigo - VIDAS SECAS - até quando?‏ - Por Doriel Barros, FETAPE


Em 1938, o escritor Graciliano Ramos escreveu o romance Vidas Secas, onde retratava a vida miserável de uma família de retirantes sertanejos obrigada a se deslocar, de tempos em tempos, para áreas menos castigadas pela seca. Passados 77 anos, ainda vivenciamos fatos que nos fazem lembrar Fabiano, personagem daquela época, que vivia à espera da chuva para aliviar a fome e a miséria. É incrível e inaceitável, em pleno ano de 2015, ainda acompanharmos cenas de pessoas desesperadas nas filas do carros-pipa, e animais morrendo de fome e sede.

Mesmo os Movimentos e as Organizações Sociais, a exemplo da FETAPE, pautando, há anos, os governos Federal e Estadual sobre essa situação, inclusive entregando, em 2013, um Documento com Diretrizes para a Convivência com o Semiárido, tem sido dada pouca ou nenhuma importância às reivindicações e propostas apresentadas. Desde que Paulo Câmara assumiu o Governo do Estado, sequer foi aberta uma agenda para o diálogo com essas instituições. Estamos falando de uma grave crise hídrica, que esta penalizando o nosso povo. Atualmente, 126 municípios estão com decreto de emergência, e, segundo a APAC, os reservatórios estão com apenas 6% da capacidade total. 

Há uma falta de visão dos governantes sobre a importância de se levar água às áreas rurais, não apenas para consumo das pessoas, mas para a produção. Estima-se que Pernambuco tenha perdido, nesta grande estiagem, cerca de 800 mil animais, só para se ter uma ideia a bacia leiteira perdeu 70% da sua capacidade de produção. Esses problemas atingem diretamente agricultura familiar, que é a grande responsável pelo abastecimento de carnes e alimentos na maioria das cidades do estado.

É verdade que, nos últimos anos, conquistas importantes aconteceram na vida das populações do Semiárido, especialmente para os trabalhadores e trabalhadoras rurais. O Pronaf, o Garantia Safra, o Bolsa Família, a Aposentadoria Rural promoveram uma revolução importante em relação aos flagelos e às carência daquela época. Pois, mesmo Pernambuco entrando para o quinto ano de seca, não temos registrado saques aos mercados e feiras livres do estado e nem pessoas morrendo de fome.

É um grande erro pensar as políticas de recursos hídricos apenas considerando as cidades. Vale, evidentemente, lembrar que há programas federais importantes sendo executados no estado, como a integração de bacias, as adutoras e o programas de construção de cisternas, que têm e/ou terão um impacto extremante importante para a vida das famílias dessa região. No entanto, esses projetos estão muito lentos, por conta da burocracia, do contingenciamento de recursos e da falta de prioridade, o que tem imposto, mais uma vez, um drama às famílias do Agreste e do Sertão.

É preciso acelerar obras estruturadoras, como a transposição do Rio São Francisco e as Adutoras do Agreste e Pajeú, bem como ampliar ações emergenciais, que assegurem a recuperação de poços e o aumento de carros-pipa.

Ao invés de os Governos ficarem jogando suas responsabilidades uns para os outros, é preciso arregaçar as mangas e agir. Não é possível que as famílias fiquem à mercê do retorno da indústria da seca, para ter uma água digna para beber. Afinal, será que é preciso lembrar aos gestores que o acesso à água é um direito humano?

Doriel Barros é Presidente da FETAPE
Especial para o blog




ANP: Aberto mais um Concurso Público Nacional


Buscando a contratação de profissionais, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - ANP anuncia a realização de seu mais novo Concurso Público.

Desta vez, o objetivo é preencher vagas de níveis médio e técnico no cargo de Técnico em Regulação de Petróleo e Derivados, Álcool Combustível e Gás Natural (14 vagas), com especialidade em Química Geral, e também na função de Técnico Administrativo (20 vagas).

Os contratados devem atuar no Distrito Federal e também no Rio de Janeiro, em jornadas de 40h semanais. Já os salários iniciais variam de R$ 5.689,52 a R$ 5.957,52, no entanto, após a primeira avaliação de desempenho, a remuneração total pode chegar a R$ 6.669,52.

Se você tem idade mínima de 18 anos e atende aos demais requisitos citados no edital, faça a sua inscrição a partir do dia 18 de novembro de 2015, pelo sitewww.cesgranrio.org.br, até 8 de dezembro de 2015. Em seguida, saiba que é preciso pagar a taxa de participação no valor de R$ 55,00 por meio de boleto, em qualquer banco.

É importante estar preparado, já que a classificação dos candidatos será efetuada mediante a Provas Objetiva e de Redação, que serão realizadas em 26 capitais das Unidades da Federação e no Distrito Federal. Os testes estão previstos para serem aplicados em 31 de janeiro de 2016.

Este Concurso Público tem validade de um ano e há a possibilidade de prorrogação. Para obter mais informações, acesse o edital de abertura disponível em nosso site.Jornalista: Ariane Viana

Iluminação do Natal Luz de Garanhuns pode estar colocando em risco as árvores da cidade


Leitor do blog faz alerta para quantidade "absurda" de pregos nas árvores para fixação de iluminação 



Olá Ronaldo Cesar,

Imagem do estrobo pregado nas árvores.
Observe a fixação lateral por pregos
Eu não sei se você percebeu, há outro crime ambiental de grande proporção que está ocorrendo em nossa cidade além do descaso com as nascentes do Rio Mundaú e do Olho D'Água.

Este, até então, está passando despercebido pela população. A Prefeitura de Garanhuns resolveu colocar em risco a vida de “centenas de árvores” nas principais avenidas e praças da cidade com a instalação da ornamentação natalina de 2015.

São aproximadamente 207 árvores que foram marteladas com quantidades absurdas de pregos de metal nos troncos e caules para pregar luminárias tipo estrobos para os enfeites de decoração natalina. 

Total de Árvores:

São 32 no Relógio das Flores, 104 na Avenida Rui Barbosa, 45 na Praça da Fonte Luminosa, e 26 na Avenida Santo Antônio.

Se você observar bem, cada árvore possui de 20 a 86 unidades de luminárias estrobos afixadas por dois pregos cada, incluindo a afixação de um duto de eletricidade “conduíte” que sai do chão pela base de cada uma delas como sendo parte integrante da mesma.

Parece que as árvores da cidade foram consideradas como paredes de alvenaria onde este tipo de prática é permitida (ou madeira morta para móveis ou coberta de casas. As árvores estão VIVAS!)

Se for considerado que uma luminária instalada recebe dois pregos de metal, isso totaliza uma média de 40 a 172 pregos metálicos por árvore decorada.

Esta ação pode causar sérios danos ambientais à vegetação urbana nos próximos anos, pois logo se sabe que um único prego afixado no corpo de uma destas árvores que foi ferida é suficiente para ela apodrecer e até morrer. O prazo é curto para que isso aconteça, são três anos a partir do dano causado, pois o buraco que é feito pelo prego martelado vira porta de entrada para micro-organismos como insetos, fungos e bactérias, além da oxidação do metal do prego que pode favorecer ao envenenamento da mesma.

Hoje a árvore com maior número de perfurações pode ter recebido sozinha até 344 furos, uma quantidade absurda, pois se recordarmos bem, o mesmo já vem ocorrendo desde a última instalação da decoração de Natal em 2014, e vai continuar a cada ano, o que multiplica indiscriminadamente a agressão; sendo assim, o patrimônio vivo de Garanhuns já está em contagem regressiva.

(Sem contar a perda precoce de muitas árvores na cidade nos últimos anos.)

Esse fato que está acontecendo, nos faz indagar qual o nível de consciência ambiental dos nossos representantes, até que ponto vale a pena comprometer a saúde e a vida das nossas árvores por uma decoração de Natal e quais os prejuízos ambientais que serão produzidos para as gerações futuras. A Prefeitura de Garanhuns deveria dar o exemplo.

Nada contra o Natal Luz, apenas a forma como está sendo feita a ornamentação com as nossas árvores, sem consciência ambiental. Iluminação para o Natal é louvável sim, mas “Quem ama Garanhuns, tem que amar as árvores da nossa cidade também”.

Ajude as árvores da nossa cidade, Ronaldo Cesar.

Atenciosamente,

Ronaldo Sabino, através do contato abaixo:

Roberto Monteiro Sabino

PS. Para saber mais sobre o assunto, recomendo a leitura:

http://www.estadao.com.br/noticias/geral,arvores-do-parque-mario-covas-recebem-pregos-em-sp,483459

http://condominiopasargada.blogspot.com.br/2013/01/pregos-matam-arvores.html

http://www.ambientalpaiquere.org.br/site/?p=1558

Imagem aproximada mostra os pregos nas árvores de Garanhuns

AGORA COMIGO: Enviamos um email na manhã desta segunda-feira, solicitando que a Secretaria de Meio Ambiente de Garanhuns se manifestasse sobre o assunto, se os pregos de fato colocam em risco a vida destas árvores, e ainda não recebemos resposta. Assim que a tivermos, publicaremos.

Emendas de Jorge Corte Real para duplicação da BR-232 para Arcoverde e Centro Médico em Garanhuns

O deputado federal Jorge Côrte Real (PTB-PE) apresentou duas emendas ao Plano Plurianual (PPA) 2016-2019, do governo federal. Uma sugestão inclui a duplicação da BR-232, no trecho entre os municípios de São Caetano e Arcoverde, no plano de ações do Executivo Nacional. A outra proposta prevê a construção de quatro hospitais federais especializados nas regiões da Zona da Mata, Agreste e Sertão.

As emendas foram protocoladas na Comissão Mista de Orçamento, do Congresso Nacional. Elas serão analisadas pelo colegiado, presidido pela senadora Rose de Freitas (PMDB-ES). O relator do PPA é o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR).

Para a duplicação da BR-232 entre São Caetano e Arcoverde, Jorge Côrte Real estimou o valor total de R$ 750 milhões, sendo R$ 250 milhões para serem desembolsados no primeiro ano. A ideia é que a obra, se aprovada no PPA, seja executada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O trecho da rodovia federal tem mais de 100 quilômetros de extensão e é o principal acesso para o Sertão, em Pernambuco. Diariamente, 40 mil veículos circulam nessa via.

Na justificativa, Côrte Real alega que a duplicação vai proporcionar a retomada do desenvolvimento econômico em Pernambuco, uma vez que a rodovia federal proporciona o escoamento da produção do interior para a capital e abrange quase toda a região Agreste. O parlamentar destaca ainda que a ampliação da BR poderá contribuir com a redução de acidentes de trânsito. “Os investimentos necessários à continuação das obras de duplicação da BR-232 têm importância vital no processo de evolução econômica pernambucana”, argumenta.

Outra emenda de Côrte Real ao PPA prevê a construção de hospitais federais voltados para o tratamento de doenças cardiovasculares e do câncer. A proposta do petebista sugere a implantação da “Rede do Coração”, com dois centros médicos de alta complexidade nos municípios de Garanhuns (Agreste) e Petrolina (Sertão). A proposta também prevê a criação de uma rede oncológica, com a construção de unidades de atendimentos em Palmares (Mata Sul) e Salgueiro (Sertão). Para tanto, o parlamentar estimou um valor total de R$ 200 milhões para construção dos espaços médicos e compra de equipamentos e insumos.

Para embasar as emendas, Côrte Real justifica que no período de 2007 a 2011, Pernambuco foi o terceiro Estado do País em relação à taxa de mortalidade de doenças cardiovasculares. Já sobre o câncer, o deputado alerta que mais de 50% dos casos, quando descobertos pelos pernambucanos, a doença já está em estágio avançado. “A construção desses hospitais visa levar o atendimento humanizado para a população do interior. Com o diagnóstico precoce, e sem precisar fazer grandes deslocamentos, conseguimos obter maiores chances de cura para os pernambucanos. Ao mesmo tempo, esses novos hospitais vão desafogar as unidades situadas no Recife”, conclui o petebista.

Assessoria do Deputado

FRANÇA SE SOLIDARIZOU COM BRASIL POR TRAGÉDIA EM MARIANA - MG



Usuários do Facebook, desinformados, estão atacando as pessoas que estão demonstrando solidariedade com a França, vítima de ataque terrorista na última sexta-feira (13). A onda de ataques no Facebook argumenta que a França não demonstrou solidariedade ao Brasil pela tragédia em Mariana-MG, e que os brasileiros, portanto, não deveriam se manifestar. Olha que absurdo!

Brasileiros e franceses unidos na dor
(foto: Sidney Lopes/EM/D.A.Press)
A intolerância e ataques viralizaram, mas são decorrentes da desinformação, pois a França se manifestou sim, quanto à tragédia brasileira, conforme podemos ver nas edições de sites e jornais pelo Brasil, trazemos alguns exemplos, como o Diário de Pernambuco e Jornal O Globo.

Independente de qualquer coisa, não entendo como alguém pode atacar quem demonstra Fraternidade, Igualdade e Liberdade. Mesmo que a França não tivesse se pronunciado quanto ao desastre brasileiro, isto não exclui que as pessoas possam se solidarizar com a dor gerada com o ataque terrorista. Para estes usuários, é como se eles merecessem. 

A desinformação no Facebook é tanta, que muita gente compartilha o ódio sem nem fazer uma busca no Google pela informação simples e correta.

Não é por aí, gente! E olha que a França demonstrou solidariedade ao Brasil, e agora, depois do ataque terrorista, ainda tem que sofrer com esta situação de ódio ao país. E quem mostra solidariedade à dor do próximo sofre perseguição, crítica e ira de usuários do Facebook.

Quanto à repercussão, é claro que algo que acontecer na França terá mais repercussão mundial que no Brasil. Porque as coisas que acontecem em São Paulo têm mais que no Recife, que tem mais que Garanhuns, que tem mais que Jupi, que tem mais se for na zona rural. Trata-se da cobertura da mídia. Pessoas passam horas assistindo Datena falando de um roubo em São Paulo, ou conhecem todo o repertório da Rihanna. Tudo é mídia, e quanto maior o centro urbano, maior será o impacto sobre as pessoas, pela grande concentração de meios de comunicação.

Isto não quer dizer que existe uma tragédia mais ou menos importante, tudo é dor e sofrimento. E neste momento, não tem divisão geopolítica mundial, deixem quem quiser demonstrar solidariedade.

CONFIRA OS LINKS:






SAMBA LIVE, muito além do batuque! Curte aí.

O Samba Live iniciou sua trajetória em dezembro de 2012, quando o vocalista Magno Fernando e Toni Medeiros assumiram o comando da banda. Convidaram amigos músicos de várias vertentes e propuseram desenvolver um projeto de samba que pudesse introduzir elementos de gênero musical diverso e que resultasse em um som diferente e original. Deu certo!

Com influências da MPB, rock nacional e do reggae, a banda Samba Live mescla letras introspectivas e acordes simples, expressos em vocais fortes e orgânicos.

Em 2013, o grupo lançou sua primeira música, intitulada “Cada Vez Mais”, que recebeu boas críticas do público e já é sucesso por onde passa. Em pouco mais de um ano, a banda foi mencionada em mais de 10 blogs ou sites de música especializados na rede mundial de computadores e conquistou ouvintes nos mais variados estilos musicais. 

Em 2014, recebeu convites para participar de duas grandes festas na região do Agreste Meridional: A Tradicional Festa de Nossa Senhora do Rosário na cidade de Jupi, ao lado de cantores consagrados nacionalmente como José Augusto, além de participarem do Carnaval Tradicional da Cidade de São João onde dividiram palco com grandes bandas da Bahia com Nairê e entre outras.

O Samba Live já se apresentou em bares e casas de shows de Garanhuns e Caruaru, além de já ter dividido palco com Nairê, Forró dos Plays e José Augusto.

Agora, o grupo se prepara para o lançamento de seu primeiro álbum, "Samba de todos os ritmos", previsto para acontecer em no primeiro semestre de 2016. Se o a música " Cada Vez mais” funcionou como um bom cartão de visitas, o álbum completo deve demonstrar o verdadeiro potencial por trás da simplicidade que tornou a banda conhecida.

As canções com uma pegada que vão além do que é realmente o samba, mostram um som inovador e cheio de surpresas, tudo isso fruto da criatividade dos integrantes expresso na sofisticação de seus arranjos e na construção de suas letras.

Para 2016, o grupo pretende se tornar mais conhecido em Pernambuco e Brasil afora, haja vista os investimentos que estão sendo feitos pela produção, como aparições em TV, entrevistas em rádios além dos shows que se estendem até a capital. Tudo isso torna-se necessário para que a banda desponte como uma das mais autênticas do estado de Pernambuco.

Contato:
Magno Fernando: magnojupi@gmail.com

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.