GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNOPAR GARANHUNS

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Governador de PE libera secretários para votar a favor do impeachment


Paulo Câmara e o deputado Kaio Maniçoba
O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), liberou quatro secretários, deputados federais licenciados, para voltar à Câmara e participar da votação do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff no próximo domingo (17).

O secretário das Cidades, André de Paula (PSD), de Transportes, Sebastião Oliveira (PR), de Planejamento, Danilo Cabral (PSB), e de Turismo, Felipe Carreras (PSB), são favoráveis ao afastamento da presidente.

Entre eles, o único que confirmou, até o momento da reportagem, a ida ao Congresso já nesta quinta-feira (14) foi André de Paula, do PSD do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, que comunicou a Dilma a decisão da legenda a favor do impeachment.

Com a decisão de André de Paula, o suplente Raul Jungmann é o primeiro deputado a ser afastado, mesmo votando a favor do impeachment.

Já o secretário de Turismo, Felipe Carreras, disse, em entrevista ao Blog, que pretende reassumir o mandato apenas se o suplente não votar a favor do impedimento. “Estou
viajando para Brasília e, nesta quinta-feira, tenho uma reunião às 17h com o ministro do Turismo. Vou ver como vai ficar o quadro dos suplentes. Se o meu suplente contemplar o meu voto, eu não precisarei reassumir o cargo”, declarou.

Jornalista Jamildo Melo
Pela lógica dos socialistas, como o primeiro dos suplentes, Augusto Coutinho (SD), vota contra Dilma, apenas três secretários precisariam deixar seus cargos. O governador deu declarações ao JC deixando-os todos livres para escolher.

Caso Danilo Cabral (PSB) e Sebastião Oliveira (PR) também deixem o secretariado para reassumir o mandato, pela ordem, depois de Augusto Coutinho, perdem a vaga os suplentes Fernando Monteiro, do PP, e Cadoca (sem partido). 

Parte do PP está ainda com Dilma, e Fernando Monteiro conseguiu nomear o pai no Dnocs em Petrolina, vencendo uma briga com Humberto Costa (PT) e desbancando petistas locais. Por isto, Fernando Monteiro deve ser substituído pelo titular da cadeira, Danilo Cabral.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.