GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Brasil regride aos anos 80 com impeachment de Dilma



O Governo já dá por perdida a votação no senado, nesta quarta-feira (11), que aprovará o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, com o afastamento por 180 dias. O principal argumento é o crime de Responsabilidade Fiscal, causado ao maquiar as contas do Governo Federal em mais de R$ 100 bilhões por ano, para encobrir um estado falido, que resultou na atual recessão, dívidas e desemprego. As agências internacionais rebaixam o país. O Governo Dilma pegou empréstimos inconstitucionais a bancos públicos, aumentou a despesa do estado de uma forma estratosférica e não fez os ajustes necessários na máquina pública. Abalou a estabilidade econômica a duras penas conquistadas. E no apagar das luzes dá aumento no Bolsa-Família e aumenta o valor do salário tributado no Imposto de Renda, somente para dificultar a vida do futuro governante, que terá arrecadação reduzida e maiores gastos sociais.

Aliado a isto, Dilma viu seu partido afundar no mar de corrupção mostrado pela Operação Lava-Jato, que está levando à prisão os principais nomes da legenda e partidos aliados, somados aos donos de grandes empreiteiras, que mantinham um sistema de propina bilionário. Até o marqueteiro está preso. Só a Andrade Gutierrez aceitou devolveu R$ 1 bilhão. Antes disso, o governo do PT patrocinou o mensalão, escândalo político que perto do Petrolão é fichinha. A grosso modo, era para manter a base aliada no Congresso Nacional.

Junte-se ainda a arrogância da própria presidente, que não conseguiu se estabilizar politicamente, nem com seus próprios aliados, que sempre reclamaram a forma de tratamento. Dilma afastou-se de Lula, que era seu tutor, e quando resolveu voltar atrás, não dava mais tempo. A imagem de Lula caiu do altar. Da alta popularidade ao inferno da Polícia Federal na sua porta.

O país volta para o centro, e o PT para a oposição. Mas foi o PT que se aliou também a Sarney, Renan, Barbalho, Collor... Agora terá que arrumar discurso para acusar a traição da direita conservadora com a qual marchou unido por 13 anos. 

O Brasil regride aos anos 80, com um governo no estilo Sarney, ou de Itamar, e o PT comandando os movimentos sociais nas ruas, sendo minoria e sem aliados, a não ser o PCdoB. CUT, MST e outros segmentos representativos dos trabalhadores voltam às origens. A diferença é que agora já vimos o PT no poder, e quando todos achavam que seria diferente, o próprio partido fez questão de dizer que fez o que todos faziam.

Com FHC, vimos a establidade econômica, iniciada com Itamar. Com Lula, o país investiu no social. Com Dilma, vimos o país perder seus avanços econômicos e colocar em risco as conquistas sociais.

O impeachment vem da soma de tudo isto.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.