GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Pernambuco garante investimento em pesquisas para o combate ao Aedes aegypti e ao vírus Zika


Governo de Pernambuco também premiou alunos da rede estadual de educação que se 
engajaram no enfrentamento às arboviroses

Reitores da UFPE, Anizio Brasileiro, e da UPE, Pedro Falcão, prestigiaram cerimônia no Palácio


Pernambuco dá mais um importante passo no combate ao mosquito Aedes aegypti e às arboviroses associadas. Um aporte de R$ 3 milhões feito pelo Governo do Estado vai permitir que pesquisadores avancem nos estudos sobre as formas de contaminação, prevenção e também garantam a redução dos efeitos do vírus Zika, que é transmitido pelo inseto. O edital “Estudos e Pesquisas para Políticas Públicas Estaduais em Apoio Emergencial para o Estudo do vírus Zika” - lançado no mês de março - selecionou 21 projetos que foram validados, nesta quinta-feira (12.05), pelo governador Paulo Câmara, em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. A medida é um desdobramento do Plano Estadual de Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes Aegypti, que foi apresentado, de forma pioneira no Brasil, em novembro de 2015. 

Além do governador e seus auxiliares, participaram da solenidade o presidente da Facepe, Abraham Sicsu; o reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Anísio Brasileiro; o reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), Pedro Falcão; e os deputados estaduais Tony Gel e João Eudes.

Na solenidade, Paulo defendeu o investimento em pesquisa e inovação como fundamental para o desenvolvimento de um Estado e do País. "Temos que pesquisar, inovar e buscar as boas aplicações desse trabalho. Só assim nós vamos atingir o patamar dos países desenvolvidos. Tenho certeza que os 21 projetos selecionados para receber esse aporte financeiro vão dar respostas positivas e nos deixar mais preparados para lidar com a questão, que é tão importante para todos nós", ressaltou.

Fruto de uma parceria entre a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe), que é ligada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, o edital prevê que os trabalhos contemplados devem ser concluídos dentro de 18 meses, a partir da data da outorga do termo. Além disso, fica vedada qualquer tipo de alteração no projeto sem a autorização prévia da Diretoria Científica da Facepe. O documento direcionou os grupos de pesquisa para três áreas relacionadas ao estudo do vírus Zika: análise da competência vetorial, estudos epidemiológicos, diagnóstico e validação, plataformas inteligentes para monitoramento e integração das informações.

O pesquisador Celso Melo, do Departamento de Física da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), foi um dos selecionados. A proposta do seu grupo de trabalho é desenvolver um teste de rápido diagnóstico para identificar o vírus Zika. Ele revelou que já obteve êxito nessa linha de pesquisa com a Leishmaniose e o HPV. "Com os eventuais problemas superados, será uma questão de poucos meses para a gente ter esse teste funcionando na mesa do laboratório", explicou Celso.

Para a secretária de Ciência e Tecnologia, Lúcia Melo, as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti precisam de mais pesquisa. A gestora frisa que o Brasil precisa avançar bastante na questão científica, com a realização de mais investimentos como os aportados pelo Governo de Pernambuco hoje. "Temos que incentivar os nossos pesquisadores para que possam atuar em igualdade com os laboratórios internacionais", alertou. Lúcia afirmou que é preciso explorar mais as doenças transmitidas pelo mosquito, uma vez que a comunidade científica ainda não avançou muito na questão. "Há um desconhecimento grande, pois essas doenças ficam fora da exploração dos grande laboratórios", sublinhou.

O secretário de Saúde, Iran Costa, destacou ainda os esforços que o Governo do Estado tem feito para minimizar os efeitos da epidemia de arboviroses, ressaltando que já foram investidos mais de R$ 58 milhões. "Pernambuco foi o primeiro Estado a adotar protocolos de segurança nas unidades de saúde e iniciar uma investigação sobre o tema. O nosso trabalho é fundamentado em cinco eixos: mobilização, atendimento ao paciente, assistência às crianças com microcefalia e apoio aos municípios", detalhou o gestor da pasta.

Na avaliação de Paulo Câmara, o combate às arboviroses exige responsabilidade e muita dedicação das institutições. "Esse é um tema que exige atenção permanente do poder público e da sociedade". O gestor lembrou alguns dos investimentos feitos no segmento. "Diante de um quadro de restrições financeiras, não nos omitimos a contratar 2.558 profissionais para cuidar das pessoas. Além disso, equipamos as unidades e ajudamos os municípios", afirmou Paulo.

EDUCAÇÃO - Além de investir na realização de pesquisas e no fortalecimento do atendimento na Rede Pública de Saúde, o Governo também incentivou a produção de campanhas nas unidades escolares do Estado presentes nos 184 municípios e o Distrito de Fernando de Noronha. Após assinar a outorga dos termos de estudo e pesquisa, Paulo entregou a premiação do "Concurso Cultural Nossa Escola Contra o Aedes", que foi iniciado em fevereiro pela Secretaria de Educação. Nove unidades foram contempladas e os vencedores receberam tablets e kits literários.

Na avaliação do governador, o enfrentamento ao mosquito deve envolver todos os atores da sociedade. "Mobilizamos todos os nossos meios para ajudar na divulgação desse trabalho. Foi um esforço muito grande, mas nós tivemos uma grande adesão da população", pontuou Câmara."É importante enfatizar que a nossa transparência foi fundamental", completou.

O titular da pasta de Educação, Frederico Amâncio, contou que o trabalho de mobilização nas escolas foi um dos pontos fortes da campanha estadual. "Nós tivemos a adesão de 350 mil alunos da rede e que, junto com suas famílias, nos ajudaram a enfrentar o mosquito", detalhou o secretário, afirmando ainda que os trabalhos produzidos nas unidades atingiram um nível excelente e que vão ser amplamente divulgados.

O concurso foi divido nas categorias "Cartaz", para alunos do 1° ao 5º ano do Fundamental, e "Campanha Publicitária", para os do 6º ao 9º do Fundamental e do Ensino Médio, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA). A intenção do Governo foi a de ampliar a divulgação do plano de enfrentamento ao Aedes Aegypti e reduzir a proliferação das doenças relacionadas a esse vetor. 

O slogan "Não é preciso ter super poderes para combater esse vilão, basta união e ação" que deu a Juliana Cavalcante, aluna da Escola Estadual Jandira de Andrade Lima, de Limoeiro, no Agreste, um dos prêmios. A estudante contou que a prêmiação demonstra o interesse do alunado pelo tema. "A escola está envolvida e os alunos estão participativos", comemorou.

Confira os premiados:

Categoria Campanha publicitária - Ensino Médio

1° lugar: Escola de Referência em Ensino Médio Professor Francisco Joaquim de Barros Correia
Município: Altinho, Agreste.
Estudantes: Alice Ângela Freitas de Souza, Anny Caroline Ferreira, Maria Nayane Bezerra Duarte e Maria Eduarda da Silva

2° lugar: Escola Técnica Estadual Governador Eduardo Campos
Município: São Bento do Una, Agreste.
Estudantes: Brenda Camilla Silva, Emyly Dayane Alves, José Eduardo Moura e Marlon Ribeiro Barbosa.

3° lugar: Escola de Referência em Ensino Médio Presidente Médici
Município: Moreilândia, no Sertão.
Estudantes: Larissa Bezerra da Silva e Gustavo Higor Gueiros Queiroz

Categoria Campanha Publicitária - Ensino Fundamental do 6° ao 9°

1° lugar: Escola Moisés Bom de Oliveira
Município: Araripina, no Sertão.
Estudantes: Maria Cleiciane Lima Silva, Michelly Eugênia da Silva Gomes, Joyce Emile Neri Rodrigues e Claudenice Maria dos Santos Silva

2° lugar: Escola Estadual Jandira de Andrade Lima
Município: Limoeiro, Agreste.
Estudantes: Juliana Gleyciane Silva Cavalcante, Maria Vitória da Silva Arruda, Dayane Sabrina Aragão de Souza e Maria Clara da Silva Santos.

3° lugar: Escola Estadual Professora Elvira Viana
Município: Garanhuns, Agreste.
Estudantes: Bruna Clarice Marques Araújo da Silva, Eliâ Marques do Carmo, Velley Tamires Peixoto Ferreira

Categoria Cartaz - Ensino Fundamental do 1° ao 5º ano

1° lugar: Escola de Referência em Ensino Médio Professora Amarina Simões
Município: Paulista, Região Metropolitana do Recife (RMR)
Estudantes: Ana Betriz de Lima, Luiz Henrique Lopes, Lívia Rayane Pereira da Silva e Willyanny Rhayssa de Oliveira

2° lugar: Escola Estadual Mariana Ferreira Lima
Município: Timbaúba, Mata Norte.
Estudantes: Arthur Pacheco de Menezes e José Fernando Gomes de Andrade

3° lugar: Escola Estadual Clóvis Salgado
Município: Timbaúba, Mata Norte.
Estudantes: Carlos Eduardo do Nascimento Silva, David Minervino Neto, Ranna Naelly Gomes Gonçalves e Yasmim Carvalho da Silva.

Fotos: Aluísio Moreira

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.