GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

terça-feira, 26 de julho de 2016

Nação Zumbi faz show eletrizante pra tomar banho de canal quando a maré encher



Segundo a Polícia Militar, 16 mil pessoas estiveram, nesta segunda-feira (25), na Esplanada Cultural Mestre Dominguinhos, palco maior do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). Sinceramente, acho que tinha mais, muito mais, contudo, como a praça a cada ano diminui no espaço ao público no chão, pode ser que só tivesse os 16 mil mesmo... Os camarotes invadem cada vez mais a praça. As barracas do lado de cima aumentam o espaço que ocupam com mesas para clientes bom de bolso. O fosso (espaço na frente do palco para poucos privilegiados) tira mais público da frente do palco, e ainda, este ano, uma passarela para a Polícia Militar virou uma coluna cervical dividindo a praça, necessária pela segurança, mas que ocupa mais espaço que antes era destinado ao público em geral.

Mas vamos falar dos shows.

Os Loucos Nordestinos abriram a noitada com o Hip Hop de Garanhuns, em seguida foi a vez do cantor Clayton Barros, ex-Cordel do Fogo Encantado. Di Melo foi a terceira atração a subir no palco principal, e agradou bastante, com uma mistura autoral, um black music pernambucano, que nos remete a Jorge Ben e Tim Maia, principalmente, muito dançante.

A atração mais esperada foi a banda pernambucana, Nação Zumbi, que conta com mais de 20 anos de carreira e levou ao palco o Movimento Manguebeat. E foi maravilhoso! É bom ver a vitalidade, contemporaneidade e elementos culturais remanescentes de outrora, conquistando novos públicos, palcos e lugares, que não viveram o nascimento das alfaias casando com as guitarras nas letras viscerais do Alto José do Pinho, evidenciadas por Chico Sciense.

Nação intercalou novas músicas com grandes sucessos da história, e o seu público conhecia e cantava tudo. Com a energia de sempre na percussão, a banda aproveitou o excelente som, muito alto, e com qualidade indiscutível, perfeito, para eletrizar a praça, que não ficou quieta um só minuto do show. Alias, a banda chamou um "Fora Temer" também.

Ah! O palco este ano deve ser um dos mais bonitos de todos os tempos. Tem um entrelaçado com os grids onde no alto está o banner oficial do evento, em um efeito pirâmide. Lembro de outro muito bonito, creio que de uns dez anos atrás, em forma de concha acústica.

Jorge Du Peixe e a Nação saíram ovacionados do palco, voltando para um bis caprichado, com várias outras músicas, até que encerrou em alto e bom som pra tomar banho de canal quando a maré encher! Arretado!

A Praça Mestre Dominguinhos segue nesta terça-feira (26) com shows de Neander, Antúlio Madureira, Academia da Berlinda e Otto. 

Lembrando, a abertura dos shows terá início a partir das 20h.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.