GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

UNOPAR GARANHUNS
CLIQUE NA IMAGEM

POUSADA DA PAIXÃO - CLIQUE E CONHEÇA!

sábado, 16 de janeiro de 2016

FOSFOETANOLAMINA: A polêmica e a possível cura da Pílula do Câncer.




Uma paciente ouve do médico que ela tem apenas poucos meses de vida, e que dali pra frente pouco pode ser feito. O sentido passa a ser qualidade de vida para sua contagem regressiva. 

A TV, rádio e jornais, e também a internet, com o auxílio precioso de blogs, noticiam que pesquisadores na USP (São Paulo) descobriram uma substância que pode curar o câncer, e que por ainda não ter todos os estudos comprovados, e não se tratar ainda de uma droga autorizada, os pacientes só podem conseguir o medicamento se entrarem na justiça.

É lógico que o mundo científico, na defesa dos corretos procedimentos, aguardam mais análises sobre a droga, e o governo não poderá autorizar a fabricação pelos laboratórios sem a comprovada eficácia clínica sobre a patologia. Como o Câncer tem mais de uma centena de tipos, existe uma dúvida generalizada dos especialistas.

Mas aí vem a mídia nacional, como fez o Jornal do Commercio do Recife, na semana passada, e repercute casos como o da dona de casa que conseguiu na justiça o acesso ao medicamento, e que segundo seu marido, depois disso houve uma melhoria impressionante. Deixou a cama, voltou a passear com os filhos e a sorrir. 

Um vídeo viral, principalmente no whatsapp, mostra uma reportagem da Rede Globo, comentada, e mostra como fazer para conseguir a substância produzida na USP, pois o processo de licenciamento pode durar anos.

O que você faria?

De forma resumida, esta é a questão de momento sobre a FOSFOETANOLAMINA.

Uma equipe de cientistas do Instituto de Química de São Carlos (IQSC), coordenados pelo professor Gilberto Orivaldo Chierice, desenvolveu uma substância, chamada fosfoetanolamina sintética, que pode ser uma alternativa terapêutica para diversos tipos de Câncer. Os estudos transcorreram por mais de 20 anos os estudos.

A fosfoetanolamina sintética imita uma substância presente no organismo, que sinaliza as células cancerosas para a remoção pelo sistema imunológico. Ao detectar a célula cancerosa, o próprio sistema imunológico se obriga em eliminá-la. 

NA JUSTIÇA - (PORTAL UOL)

Após uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), o Tribunal de Justiça de São Paulo derrubou a suspensão da distribuição das cápsulas do IQSC (Instituto de Química de São Carlos) para quem conseguisse liminar na Justiça, o que obrigou a USP a voltar a produzir e distribuir a fosfoetanolamina sintética. Com isso, mais de 700 liminares foram expedidas e o IQSC ficou sobrecarregado. A USP pede na Justiça a suspensão da entrega das cápsulas.

COMO AGE A FOSFOETANOLAMINA?

Segundo os pesquisadores, a fosfoetanolamina se aliaria a lipídios para entrar na célula e ativar a mitocôndria. Com isso, o sistema de defesa do organismo reconheceria a célula como "anormal" e a atacaria. Em pesquisas com camundongos com câncer renal os efeitos foram positivos.

Oncologistas, a USP, o ICQS e os próprios pesquisadores alertam que a substância nunca foi testada em humanos, o que a inviabiliza como remédio. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), responsável por registrar e permitir o comércio de qualquer medicamento no país, diz que a distribuição da droga é ilegal por nunca ter passado por testes clínicos.

DIANTE DOS CASOS DE CÂNCER

Colocada a questão, mesmo ética ou clínico-científica, percebe-se que as pessoas que buscam o medicamento não têm tempo para saber dos resultados finais para no futuro a substância ser distribuída legalmente, por grandes laboratórios ou pelo governo.

Se não foi provado tecnicamente em humanos que possam de fato curar o câncer, embora os testes em laboratório com animais tenham sido satisfatórios, também não se pode dizer que eles não sirvam para a finalidade, nem se tem notícias de efeitos colaterais. Médicos alertam para que o tratamento para o Câncer, indicado pelos especialistas, não seja interrompido, caso se tenha acesso à substância.

Se não tivesse a repercussão positiva de quem está fazendo uso, mesmo como experiência já valeria a pena, pois se trata de uma doença cruel, e que o mundo ainda não aprendeu como lidar.

Como dissemos, os pacientes não têm tempo, e é bom saber que existe uma esperança. E próxima, ao alcance da população.

MINISTÉRIO DA SAÚDE CRIA GRUPO DE TRABALHO

O Ministério da Saúde (MS) criou, nesta sexta-feira (30/10/2015), um grupo de trabalho para apoiar os estudos clínicos e a produção da fosfoetanolamina, que ficou conhecida popularmente como a pílula do câncer. O ministério passará a apoiar as etapas para o desenvolvimento clínico do medicamento.

“Estamos colocando à disposição do professor responsável pela síntese dessa molécula a possibilidade de submeter à fosfoetanolamina a todos os protocolos para verificar se a substância é ou não eficaz e por fim a essa celeuma. Por isso, a recomendação do Ministério da Saúde é que as pessoas não façam uso dessa substância até que os estudos sejam concluídos”, orienta o ministro da Saúde, Marcelo Costa e Castro.

O grupo contará com o apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para orientar os pesquisadores na elaboração dos protocolos clínicos e documentações necessárias e deverá contar com o apoio do Instituto Nacional do Câncer (Inca) para a realização de estudos clínicos e também da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Para isso, será elaborado um plano de trabalho que prevê desde a caracterização da molécula, passando pelo desenvolvimento da formulação, produção de lotes de medicamentos experimentais seguindo as Boas Práticas de Fabricação (BPF) da Anvisa e realização de estudos pré-clínicos, ensaios clínicos e estudos de farmacovigilância.

“A grande preocupação do Ministério da Saúde é que as pessoas deixem de realizar o tratamento adequado e que tem sua eficácia comprovado e passem a usar um medicamento que não tem cientificamente uma comprovação de benefícios e efetividade comprovada”, alerta Marcelo Costa e Castro.

De acordo com a portaria, o grupo de trabalho será composto por representantes do MS e da Anvisa. A coordenação da iniciativa será de responsabilidade de um representante da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde.

A previsão é de que o grupo tenha um prazo máximo de 60 dias para apresentar o plano de trabalho das fases de desenvolvimento do projeto. Os nomes dos integrantes do grupo devem ser indicados nos próximos dias.

LINKS E FONTES DESTA PESQUISA








CRISE: Mais um estado vai parcelar salário de servidores


Estados ricos no país, como Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro e até o Distrito Federal, estão com sérias dificuldades em pagar o funcionalismo.

Fernando Pimentel (PT)
A crise nacional fez mais uma vítima, e desta vez, dentro do PT: o governador de Minas, Fernando Pimentel, segundo o jornalista Magno Martins, anunciou em tom choroso e de profundo abatimento que, a partir de fevereiro, o salário dos servidores não será mais depositado integralmente, mas parcelado em três parcelas, como já ocorre hoje no Rio e no Rio Grande do Sul.

Em Pernambuco, com Paulo Câmara, o que houve até agora foi a prorrogação por cinco dias do pagamento dos salários, que deixou o último dia do mês em curso para o quinto dia útil do mês subsequente, conforme autoriza a lei.

Provavelmente a passagem pela administração econômica do estado tenha ajudado Paulo Câmara a saber onde ajustar para não chegarmos à situação dos estados mais ricos do país.

PT de Pernambuco aguarda posicionamento do PSB. PCdoB tem posição estratégica em Recife e Olinda



O Ministro da Defesa, Aldo Rebelo, esteve em Pernambuco (inclusive em Garanhuns) esta semana, e saiu pela tangente na questão política. Um dos principais nomes do PCdoB, que tem a presidência nacional da pernambucana Luciana Santos, o ministro reforçou as aproximações que tem com o PT e com o PSB.

O PCdoB espera o apoio petista em Olinda, onde governa com Renildo Calheiros e tem a opção da ex-prefeita Luciana. O PT se coloca na disputa com a deputada Teresa Leitão como pré-candidata. 

O PCdoB é voz ativa na defesa do Governo Dilma, que será tratado com prioridade nas eleições deste ano. É a chance de reforçar a base de partidos e congressistas aliados. Mexer com o PCdoB em seu principal reduto no estado, não é boa sacada para o partido da estrela vermelha, pois Luciana, além, de presidente nacional do PCdoB, é também muito querida por Dilma, e por pouco não virou ministra. Na verdade, preferiu a presidência do partido comunista. Olinda é a base de Luciana, deputada federal, e o PT sabe disso, pois não fez nenhum deputado federal e ainda perdeu cadeiras importantes na assembleia.

Pra completar a bronca. O irmão de Eduardo Campos, Antônio (PSB), faz campanha abertamente (e forte) para prefeito na Cidade Patrimônio da Humanidade.

E Recife?

Enquanto PT e PCdoB podem duelar em Olinda, no Recife a coisa também está estranha. O vice-prefeito da capital é Luciano Siqueira (PCdoB). A cidade é governada por Geraldo Júlio (PSB), que lidera a campanha por sua reeleição. Seu principal opositor é João Paulo, do PT. Por fina ironia, Luciano Siqueira também foi vice de JP, por oito anos. E aí?

Aliado do PT e do PSB, o PCdoB está então em situação estratégica. Nas aulas de matemática seria a interseção.

Mas a conjuntura nacional também pode moldar a eleição na capital, pois o terceiro nome mais forte na corrida eleitoral é Daniel Coelho, PSDB, que não sabe ainda se terá a legenda para a disputa.

O PSB, no segundo turno, tem o apoio do terceiro colocado, pois é impossível Daniel Coelho apoiar João Paulo, e vice-versa.

Porém, uma declaração de João Paulo, deixou dúvidas no ar. Ele elogia Paulo Câmara e diz que quadro não está definido, podendo pensar em possibilidades: "“O governador Paulo Câmara (PSB) está sendo muito hábil na relação com a presidente Dilma e o governo federal”, diz o petista. Aí ele volta a falar em “todas as possibilidades” para este ano e diz: o quadro para as eleições está indefinido."

A única possibilidade que existe, ao menos na análise deste blogueiro, é atrelar as campanhas do PSB ao apoio do Governo Federal, ao qual o PSB faz críticas, e em alguns setores defende inclusive o impeachment. Entretanto, governadores e prefeitos, com os cofres vazios, preferem não se expor e, alguns, até defendem o apoio ao governo.

Ou seja, traduzindo, por apoio a Dilma, o PT de Pernambuco topa abrir mão das candidaturas de Recife e Olinda. Será isso?

A verdade é que o PT está fragilizado no estado, mas em política ninguém nunca está morto, e o Partido de Lula ainda tem lenha pra queimar.

E o PCdoB, no meio da confusão é aliado lá e cá, com ministério em Brasília e secretaria em Pernambuco. Além, de estar no governo nas duas cidades.

Rosa Quidute escreve Carta Aberta ao povo de Garanhuns (e ao prefeito Izaías)

CARTA ABERTA AO POVO DE GARANHUNS - Por Rosa Quidute 
Quero compartilhar com todos os garanhuenses os momentos de alegria e de angustia que vivi ao assumir a Prefeitura de Garanhuns no período de 27 de dezembro de 2015 a 11 de janeiro de 2016. Foi um período curto, é verdade, mas suficiente para mostrarmos o nosso compromisso com a verdade e com o povo de Garanhuns. 

Alegria por poder abrir o Gabinete do Prefeito para a população. Recebemos líderes comunitários, religiosos, políticos, enfim, pessoas simples, que com o seu suor constroem a nossa Garanhuns. Alegria por ter enviado o Projeto de Lei a Câmara Municipal visando à criação do segundo Conselho Tutelar do Município, já que uma Decisão Judicial e a Legislação vigente dão suporte a essa iniciativa. Mas, sobretudo, fiquei feliz por poder convocar os Concursados. Cidadãos que estudaram, que se esforçaram, ficaram privados de horas de lazer e de convívio familiar para conquistar o tão sonhado emprego público e que por consequência mereciam ser convocados para desempenhar as suas funções. Fiquei muito feliz por todas essas ações. 

Mas também fiquei triste e acredito que muitos garanhuenses também ficaram por conta dos fatos que marcaram a nossa Gestão em Exercício. Fui desrespeitada, não apenas como Prefeita, mas também como Cidadã. Os atos de insubordinação do Secretário de Administração de Garanhuns, que atendendo a ordens do Prefeito Izaías Régis, deixou de atender as nossas solicitações no tocante a confecção das Portarias de nomeação dos Concursados, me remeteram a momentos de muita angústia. 

Como não tinha auxiliares para confeccionar os documentos, bem como analisar as suas particularidades, usei uma das Portarias já assinadas pelo Prefeito Izaías Régis como modelo; fiz um estudo detalhado dos Candidatados que já haviam sido convocados e da Portaria de Homologação do Concurso, bem como me preocupei em apurar os índices da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que em outubro de 2015, estavam em 49,14%, portanto, bem abaixo do Limite Prudencial de 51,3% previstos pela LRF. Trabalhei com responsabilidade, pois minha história de vida mostra que sou assim. Não deixei de exercer o meu papel de Prefeita, legalmente me conferido pela Constituição Federal e pela Lei Orgânica do Município. Por fim, tive que convidar os Concursados para entregar-lhes as Portarias e assim validar o meu ato, pois não pudemos como Prefeita, publicar a documentação no Diário Oficial dos Municípios (AMUPE), noutra forma de desrespeito ao cargo de Prefeita.

A minha tristeza se amplia diante das posições do Prefeito Izaías Régis, que ao retornar “ao território brasileiro” considerou normal a forma como fui tratada por “sua equipe” e se posicionou como se Garanhuns fosse uma das suas propriedades, assim como fiquei triste diante da afirmação do Prefeito de que Eu não deveria ter feito nada durante a minha Gestão, me resguardando apenas a figurar como a Prefeita em Exercício, imóvel, inócua e improdutiva. Mas, isso, Prefeito, eu nunca farei!

Mesmo observando que os meus atos hoje são anulados pelo prazer do orgulho, da arrogância e da prepotência do Prefeito Izaías Régis, me sinto realizada, pois conseguimos despertar nesse Governo que desrespeita as pessoas, a necessidade de viabilizar as 186 convocações dos concursados. O Prefeito pode até apagar o nosso nome das Portarias, mas não da consciência das pessoas o nosso esforço, contra tudo e contra todos, para convocar os concursados e ser a Prefeita que Garanhuns merece ter, mesmo que por um curto período. 

Agradeço a todos que nos ajudaram nessa caminhada. Perdoo aqueles que colocam as ordens superiores acima da ética profissional e me congratulo com os cidadãos de Garanhuns, sempre vislumbrando um futuro melhor para a nossa Cidade. 

Um abraço fraterno em todos. 

Rosa Quidute
Vice-prefeita de Garanhuns.

Confira a concorrência dos cursos da UPE no SISU




A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou na tarde desta sexta-feira (15) a concorrência dos seus cursos no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujas inscrições acabaram ontem.

Estreante no sistema, a instituição teve 58.615 inscritos. Eles concorrem a 1.730 vagas, das quais 346 vão para cotistas (que estudaram do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio em escola pública).

As três graduações com mais inscritos são ofertadas no Recife e todas para ampla concorrência: educação física, com 2.644 candidatos, medicina com 2.455 e administração (noite) com 2.086 candidatos. Vale ressaltar que não significa que sejam as mais concorridas pois depende da quantidade de vagas.



Ligue 180 para denunciar violência contra a mulher

SAIBA MAIS... CLIQUE AQUI.


SAIBA MAIS... CLIQUE AQUI.

À primeira vista, é um serviço de telefonia como qualquer um: pessoas sentadas, computadores, chamadas de telefones e vários atendentes. Vários não, várias. São apenas atendentes mulheres, todas às voltas com o mesmo problema: casos de violência contra mulheres.

Duzentas e cinquenta atendentes se revezam para atender ligações 24 horas por dia, todos os dias da semana, serviço disponível em todos os Estados. Elas dão orientações, esclarecem dúvidas e podem registrar denúncias de agressões, tudo de forma sigilosa e segura.

É a Central de Atendimento à Mulher, popular Ligue 180, o disque-denúncia para casos de violência contra a mulher da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM) do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos.

Ane Cruz, coordenadora-geral, explica que as atendentes são capacitadas para ajudar de todas as formas a mulher que esteja em situação de violência e que o atendimento pode ser de informação, orientação ou registro da denúncia. O Ligue 180 trabalha de forma conjunta com a rede de atendimento do Brasil, formada por serviços municipais e estaduais.

SAIBA MAIS... CLIQUE AQUI.

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.