HIPER TODODIA

HIPER TODODIA
CLIQUE NA IMAGEM

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS
TUDO SOBRE O FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS - FIG 2017

GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE E SAIBA MAIS

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

REDE, de Marina, é contra impeachment, mas a favor da cassação de Dilma e Temer pelo TSE

Inaldo Sampaio
Dirigentes da Rede Sustentabilidade, que tem como presidente a ex-senadora Marina Silva, reafirmaram em Brasília neste final de semana que não vão apoiar a proposta de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Em vez do impeachment, os “marineiros” vão apoiar a cassação de Dilma e do seu vice, Michel Temer, pelo Tribunal Superior Eleitoral, por abuso de poder político e econômico.

“Estamos dando toda a força às investigações, mas a melhor forma de dar encaminhamento é o processo no TSE. Dilma e Temer são faces da mesma moeda”, afirmou a ex-senadora.

A reunião contou com as presenças do líder da bancada na Câmara Federal, deputado Alessandro Molon (RJ) e do senador Randolfe Rodrigues (AP).

Tramitam no TSE três ações de autoria do PSDB contra Dilma e Michel Temer por supostamente terem se beneficiado em 2014 de recursos ilícitos da Petrobras.

Essa tese já foi abraçada pelo ministro Gilmar Mendes, o autor do pedido para que a Justiça Eleitoral abrisse uma nova investigação na contas da presidente reeleita.

Câmara de Garanhuns está em novo local



Através de ofício, para comunicação regional, a Câmara de Garanhuns, por seu presidente, vereador Gersinho Filho, informa que o Poder Legislativo já se encontra funcionando em novo endereço:

Av. Ernesto Dourado, 196 - Heliópolis - Garanhuns
Antigo Colégio Meridional

A mudança de local se deve ao início da reforma da Casa Raimundo de Moraes.

Tire suas principais dúvidas sobre o zika e a microcefalia




Saiba quais são e os esclarecimentos prestados pelo Ministério da Saúde. 

O que é a microcefalia? 

A microcefalia não é um agravo novo. Trata-se de uma malformação congênita, em que o cérebro não se desenvolve de maneira adequada. Nesse caso, os bebês nascem com perímetro cefálico (PC) menor que o normal, que habitualmente é superior a 33cm. 

Quais as causas dessa condição? 

Essa malformação congênita pode ser efeito de uma série de fatores de diferentes origens, como substâncias químicas e agentes biológicos (infecciosos), a exemplo de bactérias, vírus e radiação. 

O que é o vírus zika? 

O vírus zika é um arbovírus (grande família de vírus), transmitido pela picada do mesmo vetor da dengue, o Aedes aegypti. 

PARA CONTINUAR LENDO... CLIQUE AQUI.

Entrevista de Médico toca na ferida da saúde em Garanhuns

Em entrevista à Rádio Jornal, o Dr. Paulo Mendonça fez um desabafo sobre o alto número de atendimentos na emergência do Hospital Regional Dom Moura, revelando que 90% dos pacientes poderiam ser atendidos nos PSF´s do município, mas que estes não funcionam adequadamente, por isto a grande procura pelo Hospital. "Ainda bem que tem o Dom Moura. As pessoas precisam entender. O Hospital é para atender pacientes dos 21 municípios, que viriam referenciados". - Afirma o profissional. Mais de 80% dos atendimentos da Emergência Adultos do HRDM são de Garanhuns.

O jornalista Carlos Eugênio fez ampla reportagem sobre o assunto, que vocês podem conferir aqui.

Dr. Paulo Mendonça abordou informalmente três grandes problemas da saúde em Garanhuns. Primeiro, do município não ter seu próprio hospital. Dos 21 municípios da regional de saúde, somente Garanhuns e Jucati não oferecem este serviço à população. Sem menosprezar, até Jupi, Palmeirina e Paranatama têm seus hospitais, que recebem a demanda de primeiro atendimento local. Garanhuns, não.

O médico também criticou os PSF´s, que não atendem a população adequadamente, o que gera a alta demanda no Hospital Dom Moura.

Uma aparente solução seria a abertura da UPA24h, mas parece que não vai sair. O prefeito Izaías Régis já afirmou que não abre se não tiver ajuda do estado ou da união. Esta questão já foi levada ao Governo do Estado e a Brasília.

A obra da UPA24h vai sendo feita a passos de tartaruga, como se não tivesse o interesse de terminar, para não gerar o custo da manutenção, que seria em torno de R$ 1 milhão/mês.

Enquanto isso, a população vai ao Hospital Dom Moura, que acaba tendo intensa movimentação, indo além de suas responsabilidades. E é cômodo para o município, pois os pacientes não entendem e só reclamam do hospital de referência, quando este absorvendo toda a demanda. 

Mesmo com tantos atendimentos, que na emergência ultrapassa os 400 pacientes/dia, o Hospital Dom Moura vem cumprindo sua função regional, e as reclamações, na maioria das vezes, é devido falta de médicos que possam dar agilidade no atendimento das emergências e a falta de pediatras, em alguns plantões, profissional que falta até mesmo nas emergências de hospitais particulares.

E a emergência do Hospital está lá, aberta 24h por dia, sete dias por semana, atendendo uma região de 600 mil habitantes, onde somente Garanhuns tem 140 mil, mas não dispõe de seu próprio Hospital Municipal, e encontra dificuldades de abrir uma Unidade de Pronto Atendimento.

Recém Nascido

Na semana passada, observamos com tristeza o relato de uma mãe que reclamava do Hospital Dom Moura que não teve um pediatra na emergência para atender seu filho recém-nascido. No texto, a mãe revela que teve o filho em outro hospital na cidade, conveniado com o município, e que não teve acompanhamento de pediatra. Ela havia observado que a criança tinha algum problema desde o nascimento, foi quando levou ao Dom Moura, onde não teria encontrado pediatra. A criança foi a óbito, e o Dom Moura voltou à pauta negativa.

O Hospital Dom Moura tem sua própria maternidade, e está se tornando referência regional para casos de Microcefalia. É uma pena que diante do trabalho que está sendo feito, reconhecido pelo estado, com administração estável, equipe compromissada e serviços realizados dentro das normas do Ministério da Saúde, inclusive com classificação de risco nas emergências, casos como o Recém-Nascido, gerem dúvidas quanto ao HRDM, quando outras instituições não cumpriram suas responsabilidades.

Garanhuns não tem um atendimento pediátrico, o Centro da Mulher poderia cumprir esta função, mas nunca ficou tão claro seu real sentido, e se tem, não há o esclarecimento da população. Continua cômodo que todos procurem o HRDM.

A atual gestão municipal fechou o hospital em uma de suas primeiras ações, que chegou a chamar de casa de parto, e fez convênio com outro hospital, repassando esta responsabilidade, somente para servir de maternidade. Aquela mãe poderia ter tido acompanhamento desde o pré-natal até o parto, que pudesse detectar a tempo qualquer problema com o feto e o recém nascido.

Mas tudo estoura no Dom Moura. E aí o desabafo do Dr. Paulo Mendonça.

Novo salário mínimo vira dor de cabeça para prefeitos. Garanhuns reduz folha em R$ 700 mil

http://www.diariodepernambuco.com.br/

O novo salário mínimo, fixado em R$ 880 - já em vigor neste mês de janeiro - após os 11,6% de reajuste, trouxe um impacto negativo para as contas da maioria dos municípios pernambucanos. A alta, superior à inflação, surpreendeu muitos prefeitos, que não possuem previsão de capital para bancar o aumento. Dentre as medidas tomadas para o contingenciamento, estão demissões de comissionados e redução salarial.

A valorização real do mínimo, baseada na inflação e no índice de produtividade da economia brasileira, modifica o valor recebido por 48 milhões de trabalhadores e aposentados. “Isso vai pesar muito porque repercute na Previdência e faz com que outras categorias peçam aumento”, comentou José Patriota, presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe).

O professor de Economia da Universidade Federal de Pernambuco, André Magalhães, explica que municípios menores têm muita inadimplência, além de pagarem o salário mínimo a mais pessoas. “O aumento é importante, mas se não controlar a inflação, o poder de compra vai diminuir, já que a próxima correção é só em 2017”, disse.

A Prefeitura de Bezerros sofrerá com o impacto de R$ 300 mil a mais na folha de pagamento, de acordo com o prefeito Severino Otávio (PSB). “Tem que cortar vagas de serviços para suprir a necessidade de pagar”, afirma o socialista. A previsão da prefeitura é que 150 pessoas ainda sejam demitidas.

GARANHUNS

Já a folha de Garanhuns deve ser reduzida em pelo menos R$ 700 mil para conter o aumento. “É evidente que vai prejudicar demais, principalmente nós, de cidades de porte médio e pequeno”, argumentou Izaias Régis Neto (PTB), prefeito da cidade.

O cenário é de incertezas para muitas gestões municipais de Pernambuco. O prefeito de Bonito, Ruy Barbosa (PSB), permanece sem saber como será feita a administração com o reajuste que vai afetar 300 funcionários da prefeitura que recebem o salário mínimo. A medida tomada para tentar aliviar as contas foi a redução em 20% das remunerações de outros profissionais com patamar salarial superior. Em Pesqueira, o prefeito Evandro Chacon (PSB) esperava um percentual inferior de aumento. A gestão municipal iniciou o ano sem reserva para o novo salário e fará cortes no orçamento do carnaval e São João para evitar o desequilíbrio nas finanças.

Cidades maiores sofrem menos

Padres transferidos começam a tomar posse nas paróquias da Diocese de Garanhuns


Confira a lista dos padres que vão assumir o cuidado pastoral das paróquias e o bem das almas, a partir deste mês, como párocos e vigários paroquiais. A cerimônia de posse nas devidas paroquias já acontecem. Já empossados:

ANGELIM - (Paróquia de São José): Pe. Valdevan Bezerra dos Santos (Pároco); 
ITAÍBA - (Paróquia de Nossa Senhora Mãe dos Homens): Pe. José Aldo Mariano da Silva(Administrador Paroquial); Pe. Pedro Ferreira Sobrinho (Vigário Paroquial); 
PARANATAMA (Paróquia de São Luís Gonzaga): Pe. Antônio Carlos Lins de Queiroz (Pároco); Pe. Ednaldo Ramos de Amorim (Vigário Paroquial); 
BREJÃO (Paróquia da Santa Cruz): Mons. Alexandre de Melo Castanha Neto (Pároco); 

Como ficaram as nomeações:

1) LAJEDO (Paróquia de Santo Antônio): Pe. Marcos André Ferreira Gomes (Pároco); Pe. Edson Alves Viana (Vigário Paroquial); Diácono Pedro Igor Leite da Silva (colaborador e, depois da ordenação presbiteral, Vigário Paroquial);

2) ANGELIM (Paróquia de São José): Pe. Valdevan Bezerra dos Santos (Pároco);

3) ITAÍBA (Paróquia de Nossa Senhora Mãe dos Homens): Pe. José Aldo Mariano da Silva(Administrador Paroquial); Pe. Pedro Ferreira Sobrinho (Vigário Paroquial);

4) PANELAS (Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios): Pe. Cícero Félix da Silva (Pároco);

5) PALMEIRINA (Paróquia de Nossa Senhora da Conceição): Mons. Carlos André Vieira Alexandre Paes (Pároco);

6) CORRENTES (Paróquia de Nossa Senhora da Conceição): Pe. Francisco Carlos Palmeira Nunes (Pároco);

7) PARANATAMA (Paróquia de São Luís Gonzaga): Pe. Antônio Carlos Lins de Queiroz (Pároco); Pe. Ednaldo Ramos de Amorim (Vigário Paroquial);

8) BREJÃO (Paróquia da Santa Cruz): Mons. Alexandre de Melo Castanha Neto (Pároco);

9) SÃO BENTO DO UNA (Paróquia de Nossa Senhora do Rosário de Fátima): Pe. Antônio Elias dos Santos Filho (Pároco);

10) TEREZINHA (Paróquia de Santa Teresinha e dos Santos Luís e Zélia): Pe. Marcos Antônio Silva Serafim (Pároco);

11) ÁGUAS BELAS (Paróquia de São Sebastião): Pe. José Evandro da Silva (Pároco);

12) BOM CONSELHO (Paróquia de Jesus, Maria e José): Pe. José Gomes de Lima (Vigário Paroquial);

13) SÃO JOÃO (Paróquia de São João Batista): Mons. José do Patrocínio dos Santos (Vigário Paroquial);

14) SALOÁ (Paróquia de São Vicente de Paulo): Diácono Fábio Soares de Barros (colaborador e, depois da ordenação presbiteral, Vigário Paroquial);

15) SEMINÁRIO N.SRA. DAS DORES (Caruaru): Pe. Jeová Ribeiro Faustino (Formador).

16) CAPOEIRAS (Paróquia de São José): Pe. Jeová Ribeiro Faustino (Vigário Paroquial);

17) GARANHUNS (Paróquia de São Sebastião): Pe. Gabriel Belo Cavalcante (Pároco);

18) GARANHUNS (Quase-Paróquia – divisão da Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – e Santuário da Mãe Rainha): Pe. José Émerson Alves da Silva (Administrador Paroquial e Capelão do Santuário); Pe. Silvano Machado da Silva (Vigário Paroquial);

19) GARANHUNS (Paróquia de Santo Antônio): Mons. Benevenuto Sátiro de Araújo (Vigário Paroquial); ademais: Diretor Espiritual no Seminário Propedêutico (Garanhuns);

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.