GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO
CLIQUE E SAIBA MUITO MAIS

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

UNOPAR GARANHUNS
CLIQUE NA IMAGEM

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Dom Paulo celebra Posse Canônica de Padre Gabriel na Paróquia de São Sebastião em Garanhuns


PERNAMBUCO: Paulo autoriza a duplicação e restauração de rodovia estadual




O Governo do Estado e a Prefeitura do Paulista deram um importante passo, nesta sexta-feira (22.01), para responder a uma das principais demandas da população do Litoral Norte de Pernambuco: a duplicação e restauração da PE-01. Durante solenidade realizada no município, o governador Paulo Câmara assinou a ordem de serviço que autorizou o início da obra, que vai requalificar e duplicar os 4,5 quilômetros da via. O investimento será de R$ 16 milhões, sendo R$ 14,4 milhões do Executivo estadual e R$ 1,6 milhão a contrapartida municipal. As melhorias na rodovia, que beneficiarão 120 pessoas, serão concluídas em 12 meses.

"Esse foi um convênio que fizemos com a prefeitura e está no orçamento de 2016. Um orçamento que foi feito com o pé no chão e dentro da realidade econômica do País", pontuou Paulo Câmara, grifando ainda: "Nós sabemos que vamos enfrentar um ano duro, mas temos que priorizar algumas obras em Pernambuco. E, sem dúvida nenhuma, essa obra é necessária para a Região Metropolitana e vai melhorar a qualidade de vida das pessoas que residem no Paulista e também dos que visitam nossas praias". 

O projeto contempla a construção de uma nova ponte no local e a restauração da que já existe. Os 4,5 quilômetros de faixas entre a Ponte do Janga e a entrada do Conjunto Beira Mar serão alargados e reparados. Além disso, será feito o remanejamento de toda a rede elétrica e instalada a sinalização na pista, intensificando a segurança para os pedestres e veículos. A PE-01 recebe diariamente 50 mil veículos. Nos finais de semana e feriados, o fluxo chega a 70 mil.

Moradores dos bairros do Engenho Maranguape, Maria Farinha, Pau Amarelo, Loteamento Conceição e Janga serão favorecidos diretamente pela ação. Maria do Carmo, que reside em Pau Amarelo e trabalha no Recife, assegurou que as melhorias na via vão reduzir o tempo de deslocamento. “Atualmente, para sair da cidade levo quase duas horas, isso nos horários de pico. Com os reparos e a duplicação, tenho certeza que vou perder menos tempo no trânsito e vou ficar mais com a minha família”, celebrou a vendedora, informando ainda que para driblar os engarrafamentos utiliza como alternativa a PE-22.

De acordo com o prefeito Júnior Matuto, a operação vai resolver 95% dos congestionamentos na localidade.

Governo planeja leiloar BR-232 e outras rodovias. Vai ter pedágio!


O Ministério do Planejamento prevê leiloar este ano oito trechos de rodovias, quatro trechos de ferrovias, quatro aeroportos, além de cinco áreas em portos, segundo levantamento obtido pelo Portal G1. Ainda não há, entretanto, nenhuma data de leilão confirmada.

Os projetos fazem parte do pacote de novas concessões com previsão de investimentos de R$ 198,4 bilhões, anunciado em junho passado – mas que ainda mal saiu do papel.

LEILÕES PREVISTOS PARA 2016:

RODOVIAS
Investimentos previstos durante a concessão: R$ 30,6 bilhões

- BR-476/153/282/480/PR/SC – R$ 4,1 bilhões
- BR-364/365/GO/MG – R$ 2,8 bilhões
- BR-364/060/MT/GO – R$ 5,5 bilhões
- BR-163/MT/PA – R$ 6,6 bilhões
- BR-101/SC – R$ 1,1 bilhões
- BR-101/232/PE – R$ 4,2 bilhões
- BR-101/493/465/RJ/SP – R$ 3,1 bilhões
- BR-101/116/290/386/RS – R$ 3,2 bilhões


Você concorda com a concessão das rodovias, e consequente instalação de pedágios?
Claro, vamos ter rodovias em melhores condições.
Não. É obrigação dos governos fazerem as manutenções das rodovias.

Sindicato dos Músicos divulga caché mínimo para o carnaval

O Sindicato dos Músicos Profissionais do Estado de Pernambuco (Sindimupe), em Assembleia Geral, realizada na terça-feira (19), estipulou o valor mínimo para os cachês dos músicos do Estado durante o período do Carnaval.

Contratantes terão que pagar R$ 150,00 para o músico que trabalhará até 3h, em orquestras itinerantes, e R$ 350,00 para aqueles que desempenharem suas funções por até 2h, em cima de trios e palcos.

Os valores estipulados estão sendo informados aos produtores, empresários, e órgãos de cultura do Governo do Estado e municípios, que deverão se encarregar de fiscalizar os pagamentos dos profissionais, através dos respectivos contratos de trabalho e notas contratuais, instrumentos estabelecidos pelas Portarias 3.347/86 e 446/2004 do Ministério do Trabalho e Emprego, garantindo assim o valor mínimo estipulado.

A principal intenção da medida é garantir esse valor mínimo de cachê, disciplinar a jornada de trabalho e combater a informalidade.

O presidente do Sindicato dos Músicos, Eduardo de Matos, esclarece que estipular o cachê mínimo impede que empresários e produtores contratem os músicos por valores inexequíveis e desrespeitosos para com a categoria.

Além disso, é necessário que Governo, prefeituras e empresários observem o que recomenda o artigo 607 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT. “São consideradas como documento essencial ao comparecimento às concorrências públicas ou administrativas e para o fornecimento às repartições paraestatais ou autárquicas a prova da quitação da respectiva contribuição sindical e a de recolhimento da contribuição sindical, descontada dos respectivos empregados”.

De acordo com informações da direção da Sindimupe, alguns músicos, principalmente do interior do estado, chegam a trabalhar por cerca de 10h ininterruptas durante os quatro dias do Carnaval, recebendo pelo exercício total da atividade profissional um valor em torno de R$ R$ 400,00.

“Diante de tantas situações de desrespeito com o profissional e desvalorização da categoria, o Sindicato juntamente a ordem dos músicos do Brasil, estarão fiscalizando e apurando as denúncias e encaminhando para Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (DRT) e Ministério Público do Trabalho”, explica Matos.

O presidente do Sindimupe informou ainda que estará reunido com diversos órgãos de controle e fiscalização, no intuito de garantir o cumprimento da lei e deliberações da categoria. “Fizemos um trabalho de conscientização, ouvimos órgãos públicos, empresários, produtores e músicos para chegar a essa decisão”, justifica.

Ele afirma que a medida beneficiará todos os músicos do Estado, sindicalizados ou não. “Estamos preparados para receber as demandas sobre irregularidades no pagamento e nas relações de trabalho de qualquer músico, seja ele filiado ou não”, conclui.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.