CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

DIVULGUE SUAS ATIVIDADES NO BLOG: CONTATO (87) 9.9988.0423

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E SAIBA MAIS

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Os principais polos econômicos de Garanhuns



Vamos recordar o resultado de uma enquete que fizemos há exatos cinco anos, quando buscamos saber quais os principais polos econômicos de Garanhuns. É claro que não tem valor científico, pois se trata do achismo do nosso e-leitor, e ainda mais de cinco anos atrás. Mas vale pela curiosidade e impressão que se tem da cidade.

Vamos lá:

Quais os principais polos econômicos você destacaria em Garanhuns? 

1. Universitário - 56%
2. Bacia Leiteira - 49%
3. Turismo - 43%
4. Médico - 33%
5. Cultural - 31%
6. Comercial - 21%
7. Educ. Profissionalizante - 13%
8. Prestação de Serviços - 9%
9. Outros - 5%
10. Agricultura - 3%
11. Industrial - 1% 

Análise da época:
De alguns anos para cá um dos setores econômicos que mais teve investimentos foi o da educação em Garanhuns, principalmente o ensino superior, com implantações de cursos e novas faculdades. As que já estavam estabelecidas em Garanhuns como UPE e AESGA trouxeram cursos muito interessantes como Psicologia, Direito e os recentes anunciados Medicina e Engenharia. 

Ainda tivemos a vinda da Universidade Federal Rural com excelentes cursos e finalizando, temos funcionando na cidade várias instituições de ensino à distância, como a EADCON, que vem também formando novos profissionais em diversas áreas. 

Nossa população sentiu esse progresso e nossos e-leitores reponderam positivamente em nossa enquete. Em segundo lugar ficou a economia leiteira e logo atrás o nosso turismo. 

Os menos votados foram os segmentos de nossa agricultura e indústria. Nossos e-leitores não estão vendo muitos investimentos nos setores ou desconhecem o que está sendo feito. Fico com a primeira. 
11/10/2009

TCE de Pernambuco alerta municípios sobre limite com a folha de pagamentos de pessoal. CONFIRA A LISTA.



O conselheiro substituto Adriano Cisneiros enviou "ofício-alerta" na última quarta-feira (24) a 26 prefeitos pernambucanos cujos municípios estão comprometendo, com o pagamento da folha, mais do que é permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Segundo ele, com esse tipo de providência o Tribunal de Contas está advertindo as prefeituras para que tomem as medidas de enxugamento que a própria Lei prevê, sob pena de haver penalidades para o município (proibição para celebração de convênios, por exemplo) e também para o próprio gestor (rejeição de contas e aplicação de multa).

Pela LRF, o município só pode comprometer até 54% de sua receita corrente líquida com a folha de pessoal. No entanto, dos 26 que foram notificados, 21 já ultrapassaram este limite. 

São eles: 

Abreu e Lima (60,76%), Águas Belas (58,30%), Barra de Guabiraba (64,49%), Bom Conselho (55,33%), Cabo de Santo Agostinho (54,33%), Custódia (73,10%), Feira Nova (57,81%), Itambé (68,99%), Jatobá (55,62%), Lagoa do Carro (65,02%), Machados (57,18%), Moreilândia (55,51%), Moreno (60,79%), Orobó (54,87%), Pombos (55,27%), Rio Formoso (67,73%), Sanharó (59,31%), Santa Maria do Cambucá (56,98%), Timbaúba (57,27%), Toritama (64,89%) e Vitória de Santo Antão (58,30%).

De acordo ainda com Adriano Cisneiros, já estão próximo ou ultrapassaram o "limite prudencial" os municípios de Amaraji (50,72%), Belém de Maria (51,02%), Cachoeirinha (49,17%), Buenos Aires (53,86%) e Dormentes (51,85%). 

Gerência de Jornalismo (GEJO), 24/02/2016

PT bate forte no rumo da economia do Governo Dilma. Confira o documento apresentado pelo Diretório Nacional

O futuro está na retomada das mudanças 
Proposta para discussão do Diretório Nacional



O Brasil atravessa período de crise e turbulência, em que se confrontam distintas visões sobre o desenvolvimento nacional, expressando interesses de classe e projetos políticos que se contrapõem na sociedade e no Estado. 

Vivemos, de fato, uma encruzilhada entre o passado e o futuro. 

As forças conservadoras -- representação política do grande capital rentista, local e internacional -- desfecham ofensiva para impor um programa de retrocesso, marcado pelo retorno agravado das ideias neoliberais. Sua ambição é resolver as dificuldades econômicas e fiscais com redução de direitos sociais previstos na Constituição de 1988, corte de gastos e de investimentos públicos, queda real de salários, proteção do lucro financeiro, privatização de empresas estatais e aliança subordinada às principais potências capitalistas. 

O ponto de vista desses setores é velho conhecido do povo brasileiro...

O bloco progressista, liderado pelo PT, peleja por outro caminho -- dentro e fora das instituições -- incluindo o governo de coalizão liderado pela presidenta Dilma Rousseff .

...Esse ciclo (econômico), no entanto, começou a se esgotar durante o governo da presidenta Dilma Rousseff, particularmente quando a longa crise de superprodução do mundo capitalista levou à depressão de preço e volume dos produtos extrativistas....

...As finanças públicas, afetadas pela queda do crescimento e pela expansão dos subsídios fiscais, começaram a entrar em crise aguda a partir do terceiro trimestre de 2014, com a emergência de cenário recessivo, posteriormente exacerbado pela escalada da taxa básica de juros. ..

...O aumento da taxa Selic, em 2015, levou o Brasil a um déficit nominal de 10,34% do PIB, contra 6,05% em 2014, com o pagamento de juros nominais que saltaram de R$ 311 bilhões (5,48% do PIB) para R$ 501 bilhões (8,41%). Se a taxa básica estivesse congelada pela média de 2014, a diferença de R$ 190 bilhões teria neutralizado o déficit primário de R$ 111,24 bilhões e gerado folga de quase R$ 80 bilhões para investimentos, mantida a dívida bruta em 66,2% do PIB...

...Até mesmo o economista-chefe para a América Latina da Standard & Poor’s, Joaquín Cottani, insuspeito de heterodoxia, propôs a redução imediata da taxa Selic dos atuais 14,25% para 7,25% anuais, com o propósito de derrubar o déficit nominal brasileiro para 2,5% do PIB até o final de 2017. De quebra, o impulso à recuperação da economia possivelmente levaria à expansão da base de cálculo, diminuindo a participação da dívida sobre o produto interno... 


AGORA COMIGO: O texto acima não é de um partido da oposição e sim do próprio PT, e abre um documento de 16 páginas, onde critica abertamente a condução da economia no Governo Dilma e sugere mudanças radicais, longe do que está sendo feito. 

O partido chega a concordar com agências internacionais.

O documento foi divulgado nesta sexta-feira (26) pelo Diretório Nacional do partido, que o chamou de "Programa Nacional de Emergência", com 20 propostas, que vão da redução da taxa básica de juros, a volta da CPMF e um reajuste de 20% no Bolsa Família. 

O documento servirá de proposta para discussão do diretório nacional.

Mãe de deputado é sepultada em Bom Conselho

Deputado João Eudes (centro) tem feito visitas a Garanhuns para apoiar Válter Couto

http://www.inaldosampaio.com.br/

Foi sepultado em Bom Conselho na tarde desta sexta-feira (26) o corpo da senhora Luzinete Machado Tenório, genitora do ex-prefeito de Pesqueira e deputado estadual João Eudes Tenório (PRP).

O deputado cumpria compromissos pessoais na cidade de Goiânia quando tomou conhecimento da morte da mãe e imediatamente viajou para Bom Conselho para participar do velório e sepultamento.

Dona Luzinete tinha 84 anos de idade e morreu nas primeiras horas da madrugada desta sexta-feira (26) de parada cardíaca.

João Eudes nasceu em Bom Conselho mas ainda rapaz transferiu-se para Pesqueira para entrar na atividade comercial. Foi prefeito duas vezes, elegeu o sucessor (Cleide Oliveira) e hoje é deputado estadual.

As pesquisas o apontam como um forte candidato à sucessão do prefeito Evandro Chacon (PSB) mas o projeto político dele é indicar a esposa, Dona Maria José.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.