GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

GOVERNO DO ESTADO

quinta-feira, 30 de junho de 2016

ENQUETE: Você concorda com pagamentos de shows de altos valores com recursos públicos?

Sem debater a questão cultural e o que fica de um show artístico como herança para a população, vamos debater somente os cachés de apresentações, que numa escalada, estão cada vez maiores. A situação veio à mídia depois que se denunciou que o caché de Wesley Safadão em Caruaru chegou próximo dos R$ 600 mil, e muita gente começoua a fazer contas do que dava para se fazer com este dinheiro, de calçamento de ruas a melhorias em educação e saúde, além de bolsas de estudo... Afinal, foi mais de meio mlhão de reais para duas horas de show.

É lógico que o debate vai além disso, pois o artista hoje é um dos mais requisitados do país e atrai multidões, mas vale tudo isso de recursos públicos. E olha que não tocamos na questão cultural, que talvez relegasse Luiz Gonzaga ao esquecimento nos principais polos juninos do Nordeste.



ENQUETE: Você concorda com pagamentos de shows de altos valores com recursos públicos?
Sim. São necessários nos eventos que atraem milhares de turistas.
Sim, mas não em cidades de pequeno porte!
Não. São recursos que devem ir para saúde, educação e obras de infraestrutura.

Você concorda com pagamentos de shows de altos valores com recursos públicos?




Comentário de Alexandre Marinho, que por sua vez cita um vereador da capital:

"Olha o que disse na Câmara Municipal do Recife, o Vereador André Régis:

“É imoral que no momento de tamanha dificuldade nacional uma prefeitura destine 100 mil, 500 mil, 400 mil, para um show que irá ser consumido por uma fatia muito pequena da população e num período extremamente curto”.

Alexandre Marinho
“O que é que fica, enquanto contribuição cultural, de um show de Wesley Safadão? O que poderia ter sido feito com R$ 500 mil? Com esses recursos, quantas crianças poderiam ter bolsas de estudos e fazer com que o seu futuro fosse alavancado? Quantas pessoas teriam acesso a medicamentos e a cuidados hospitalares com esse dinheiro?”.

André Régis defende que o poder público só deveria pagar cachês a compositores e músicos da terra, para que tais recursos fossem utilizados a título de difusão da cultura e como mecanismo de suporte à cultura popular. “Jamais para o lazer”.

Alexandre Marinho
.

Ato em repúdio a violência sexual será realizado em Garanhuns



Acontece em Garanhuns, amanhã (01), um ato público em repúdio à violência sexual e culpabilização da vítima. O evento é realizado pela Secretaria Municipal da Mulher e conta com o apoio da Secretaria Municipal da Juventude e do Conselho Tutelar de Garanhuns. O ato acontece às 09h, no Espaço Cultural Luiz Jardim, popularmente conhecido como Espaço do Colunata, localizado no Centro da cidade.

A ideia central do movimento é levar o debate às ruas, com a participação da sociedade, movimentos estudantis e autoridades do município — que é referência em medidas e políticas públicas para a mulher em Pernambuco. O ato também busca evidenciar o suporte e a assistência que o órgão municipal oferece às vítimas deste tipo de violência, dispondo de todo acompanhamento médico, psicológico e jurídico.

De acordo com dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Brasil registra 527 mil casos de estupro por ano; sendo que, 70% das vítimas são crianças e adolescentes; 85,5% dessas vítimas são do sexo feminino e 70% dos agressores são parentes ou conhecidos. “É uma questão que por ser muito dolorosa, as pessoas preferem não enfrentar. Mas os números estão aí, e esta é uma realidade que nós não podemos ignorar”, afirma a psicóloga e coordenadora do Centro de Referência de Atendimento a Mulher (CRAM), Walkiria Alves.

A secretária da Mulher, Eliane Simões, ressaltou o objetivo do movimento. “O ato público servirá para chamar a atenção sobre um problema que já existe. E as pessoas precisam tomar conhecimento que apesar disso, Garanhuns está preparada para atender e assistir as vítimas, desde o momento de acolhimento, até o processo reparador. Para que ela possa superar este que é um dos crimes mais violentos contra a mulher”, finaliza a titular da pasta.


Críticas à lei que permite pulverização aérea para combater mosquisto aedes‏



O Fórum Nacional de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos desaprova a sanção presidencial da Lei nº 13.301/2016, nesta segunda (27), que dispõe sobre medidas de controle do mosquito Aedes Aegypti. Em especial, a crítica está em relação à pulverização aérea de agrotóxicos em áreas urbanas para controle do inseto.

De acordo com o procurador Regional do MPT em Pernambuco, Pedro Serafim, coordenador da entidade, a lei tem elevado potencial de causar graves doenças nos seres humanos, extinção de espécies e perdas econômicas.

Além do Fórum de Agrotóxicos, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) condena a permissão legal. “A pulverização aérea para controle de vetores apresenta potencial ainda maior de causar danos sobre a saúde, o ambiente e a economia local e nacional. Isso porque o volume será pulverizado diretamente sobre regiões habitadas, atingindo residências, escolas, creches, hospitais, clubes de esporte, feiras, comércio de rua e ambientes naturais, meios aquáticos como lagos e lagoas, além de centrais de fornecimento de água para consumo humano”, afirma a nota divulgada pela entidade.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e a Campanha Contra os Agrotóxicos também já se manifestaram contra a lei.

TEMER DÁ AUMENTO AO BOLSA-FAMÍLIA MAIOR QUE DILMA DARIA

Os petistas e demais correligionários de presidente afastada Dilma Rousseff, vêm alardeando que o Governo Temer coloca em risco as conquistas sociais e que ele vai acabar com tudo que o trabalhador e a sociedade têm direito e coisa e tal. O principal programa do Governo Petista foi o Bolsa-Família, e por isto, os holofotes apontam mais para ele, principalmente por sua importância no Nordeste, base eleitoral do PT. Por isto, e para dificultar o início da gestão Temer, a ex-presidente anunciou um aumento de 9% no Bolsa-Família, o que extrapolaria ainda mais as contas do governo, mas não chegou a se concretizar devido o afastamento.

Vieram vários cortes em programas sociais, para voltar a colocar a economia e as contas do governo em ordem, e aí realmente se esperavam notícias deste porte também no Bolsa Família. Aliás, vieram cortes em ministérios e cargos comissionados, coisa que Dilma prometeu mas não conseguiu, devido à fome por cargos dos seus aliados.

Agora, Temer anuncia um aumento ainda superior ao que Dilma havia prometido no Bolsa Família, será em média de 12,5%, já publicado no Diário Oficial. Portanto, 3,5% maior que o pré-estipulado. Pegou muita gente de surpresa.

Os novos valores serão pagos aos beneficiários do programa já em julho de 2016.

Se foi somente para gerar uma notícia positiva, que crie comparações a seu favor, Temer deve conseguir, pois os beneficiários vão saber no bolso que receberam mais dinheiro do atual Governo Federal.


Programação do Virtuosi na Serra no FIG 2016 já está disponível no App Guia do FIG



Dentro da programação do Festival de Inverno de Garanhuns, o Virtuosi marca presença com o Virtuosi na Serra de 24 a 26 de julho com apresentações na Igreja de Santo Antônio. A programação se inicia no domingo (24) às 16h30 com a execução do Requiem de Mozart, com coralistas suiços e nordestinos em um trabalho desenvolvido durante o festival em Gravatá na semana anterior.

Na segunda-feira (25), às 16h30, o festival apresenta o recital do violista Rafael Altino, e às 21h o recital com o pianista Ilya Ramlav executando o programa “Barroco & Romantismo”. No dia 26, às 16h30, o DUO ALTINO se apresenta pela primeira vez em Garanhuns e às 21h, os tenores suíços Niklaus Rüegg e Robert Koller apresentarão canções e árias de ópera e opereta encerrando assim a programação do Virtuosi em Garanhuns.

PARA CONFERIR A PROGRAMAÇÃO BAIXE NO SEU IPHONE OU ANDROID O APP GUIA DO FIG

BAIXE GRÁTIS:

TCE vai realizar auditoria especial nas contas da Fundarpe e Empetur



O Tribunal de Contas vai realizar uma auditoria especial na Fundação do Patrimônio Histórico de Pernambuco (Fundarpe) e na Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) para apurar a eventual existência de cobrança de comissões ilícitas por agentes públicos ou empresários intermediadores de shows e eventos, conforme denúncias feitas por artistas locais semana passada.

A formalização do processo foi autorizada pela conselheira Teresa Duere, relatora das contas da Fundarpe e Empetur, após uma representação do Ministério Público de Contas. A auditoria especial foi um pedido do procurador geral do MPCO, Cristiano Pimentel, baseado nos áudios divulgados num grupo de whatsapp pelos cantores André Rio e Cezzinha, onde afirmam que os órgãos públicos estariam cobrando uma comissão para permitir a participação deles em shows promovidos pelo estado.

“Como somos um órgão de fiscalização temos que esclarecer a questão, sem fazer nenhum pre-julgamento”, disse o procurador do MPCO Cristiano Pimentel. "O Tribunal de Contas não tem sido omisso em relação a irregularidades com shows de artistas. Há anos a instituição tem combatido irregularidades na Fundarpe e Empetur, revelando inclusive o que ficou conhecido como “escândalo dos shows fantasmas”, ocorridos entre 2007 e 2008", disse ele. "Prova de que estamos cumprindo nosso papel constitucional nesse tema", concluiu.

O TCE também apontou várias irregularidades na gestão da Empetur de 2010 a 2014, levando à rejeição das contas de parte da então diretoria da empresa, no período, além de representação ao Ministério Público Estadual para abertura de investigação criminal.

Caso as denúncias sejam comprovadas, haverá infração, em tese, aos princípios da moralidade, legalidade, probidade e eficiência nas inexigibilidades de licitação promovidas pelo órgão, com potencial desvio de recursos públicos e prejuízos ao erário.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 28/06/2016

Governo do Estado abre nova Seleção Simplificada. 96 vagas, inclusive Garanhuns


A Secretaria de Justiça de Direitos Humanos (SJDH) do Estado abre seleção simplificada para contratação temporária de 96 profissionais de diversas áreas. O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (28).

São oferecidas vagas para coordenador de execuções penais (5 vagas); coordenador de área (5); advogado (17); assistente social (16); pedagogo (2); psicólogo (19); e assistente administrativo (31), cujos salários vão de R$ 1.360 até R$ 3.744. 

Os municípios contemplados com os profissionais são Recife, Goiana, Caruaru, Garanhuns, Petrolina, Santa Cruz do Capibaribe, Belo Jardim e Sertânia. 

As inscrições podem ser realizadas através do site www.upenet.com.br até o dia 18 de julho de 2016. 

SJDH
Vagas: 96
Cargos: vários
Níveis: médio e superior
Salários: de R$ 1.360 até R$ 3.744. 
Inscrições: de 28/06/2016 até 18/07/2016
Taxas: R$ 40, R$ 60 e R$ 80
Mais informações: www.cepe.com.br e www.upenet.com.br

http://www.folhape.com.br/blogdosconcursos

SIGA O BLOG

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.