GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

GOVERNO DE PERNAMBUCO

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Polícia Federal fala sobre Operação Cosa Nostra em cidades do Agreste de Pernambuco

Entrevista coletiva na Delegacia de Polícia Federal em Caruaru às 11h, em Caruaru/PE. 

A Polícia Federal, em ação conjunta com o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle e Tribunal de Contas do Estado - TCE/PE, deflagrou hoje (15/2) a Operação Cosa Nostra, com a finalidade de desarticular uma organização criminosa que atuava em diversas prefeituras dos municípios do agreste pernambucano. 

Cerca de 70 policiais federais e 10 membros da CGU estão dando cumprimento a 17 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Agrestina (3), Caruaru (6), Garanhuns (7) e São João (1). O objetivo é arrecadar e apreender material comprobatório para subsidiar as investigações que estão em andamento. 

A investigação, que teve início em junho de 2016, originou-se de relatórios da CGU e foi motivada por denúncias de um vereador de um dos municípios investigados. Diversas irregularidades foram identificadas, entre as quais, a contratação de empresas e o favorecimento a determinado cartel composto de sócios-laranjas. 

De forma reiterada, essas empresas vinham se sagrando vencedoras em licitações para execução de obra públicas com verbas federais, especialmente na área da saúde e da educação e infraestrutura. 

A organização criminosa contava ainda com a participação de agentes públicos municipais, para fraudar processos licitatórios com direcionamento de seus resultados. Os valores de recursos públicos destinados às empresas investigadas de modo a beneficiar políticos, parentes e empresários giram em torno de R$ 100 milhões, em empenhos suspeitos envolvendo 10 prefeituras. 

Também serão indiciadas oito pessoas entre políticos, representantes de empresas e servidores públicos, os quais serão responsabilizados, na medida de suas participações, pelos crimes de frustação de caráter competitivo de licitação, fraude na contratação, corrupção ativa e passiva, crime de responsabilidade. As penas somadas ultrapassam os 30 anos reclusão. 

Será concedida entrevista coletiva na Delegacia de Polícia Federal em Caruaru às 11h (horário local), no endereço Rua Deolindo Tavares n. 170, Bairro Maurício de Nassau - Caruaru/PE PE. 



Comunicação Social da Polícia Federal 

SIGA O BLOG

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.