HIPER TODODIA

HIPER TODODIA
CLIQUE NA IMAGEM

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS

FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS
TUDO SOBRE O FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS - FIG 2017

GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE E SAIBA MAIS

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Governo "compra" votos e aprova reforma trabalhista na CCJ do Senado


Da assessoria do senador Humberto Costa

Após uma ostensiva manobra de cabresto e compra de votos pelo Palácio do Planalto, os apoiadores do presidente não eleito Michel Temer (PMDB) no Senado aprovaram na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, na noite desta quarta-feira (28), por 16 a 9, o texto da reforma trabalhista. Na avaliação do líder da Oposição, Humberto Costa (PT-PE), o resultado demonstra que, a despeito de o governo estar ruindo, muitos parlamentares se renderam às benesses oficiais oferecidas em troca de votos.

As discussões na comissão duraram mais de 13 horas e foram marcadas por debates acalorados entre os dois lados. Logo no início, Humberto cobrou a imediata retirada da proposta de pauta, tendo em conta que as graves denúncias de crimes praticados por Temer fulminaram as condições do governo para conduzir qualquer tema. Mas os governistas rejeitaram a solicitação e mantiveram o projeto em votação.

"Trabalhamos durante toda a sessão, conseguimos avanços, mas não foram suficientes para garantir a maioria", avaliou Humberto. "Agora, nos resta a batalha do plenário. Estamos confiantes de que, até lá, esses apoios vão desidratar. Vamos virar o jogo e enterrar essa proposta, juntamente com esse governo corrupto e nefasto para o país."

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.