GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Armando Monteiro disputa o Governo, o Senado ou a Câmara? Sílvio Costa quer o senador junto com o PT

Deputado Sílvio Costa tem sido fiel aliado de Lula e Dilma,
e pleiteia uma vaga para o senado, apostando ainda na união do PT e o PTB 


Magno Martins traz em seu blog que o PT bateu o martelo e decidiu que a vereadora de Recife, Marília Arraes será mesmo candidata ao Governo do Estado. A decisão mostra que o partido aposta suas fichas na força de Lula em Pernambuco, e se distancia do senador Armando Monteiro. Aliás, foi o próprio Armando quem buscou este distanciamento no pós-Dilma, aproximando-se do governo Temer e dos partidos adversários do PT, principalmente PSDB e DEM. 

Mesmo sem expressão no interior do estado, Marília Arraes só tem a ganhar, pois ampliaria seu eleitorado. Perdendo, volta para a Câmara Municipal e se cacifa para disputas futuras, com mais experiência política, que logicamente lhe falta. E se Lula se elege Presidente, ela fica com a faca e queijo na mão. Lula (ou quem quer que ele apoie) precisa de um palanque competitivo no estado. Até lá, tem três opções de diálogos, voltar a compor com Armando, conversar com o PSB de Paulo, ou seguir mesmo com Marília até a campanha. Candidatos e composições só se conhecem mesmo nas convenções!

Com a definição de Marília e com Paulo Câmara candidato à reeleição, e ainda nomes como Mendonça Filho e Fernando Filho buscando se viabilizarem, há quem acredite que Armando pode até deixar a corrida para o Palácio do Campo das Princesas e buscar sua reeleição para o senado, ou ainda, para não ficar sem mandato, concorrer à Câmara Federal. Em 2018, haverá a disputa para duas vagas de senador, atualmente ocupadas pelo próprio Armando e Humberto Costa, que deve disputar a eleição de deputado.

Se Armando consegue ter em seu palanque o PSDB e o DEM, deve disputar o Governo do Estado, mas sabendo que lutará contra duas máquinas, a do PT de Lula e a do próprio Governo Estadual. Pode ter como candidato a senadores Bruno Araújo ou João Lyra (PSDB) e Mendonça Filho (DEM). Mas os deputados que estão ministros podem, pelo andar da carruagem, e se o Governo Temer não emplacar, disputar também a reeleição à Câmara.

Se Fernando Bezerra Coelho sai do PSB e monta a campanha de Fernando Filho, Armando não é candidato ao Governo. E pode ir para o senado. Tem momentos que parece que Armando preferiria algo assim, pois conversou com o clã Coelho em Petrolina e Fernando Filho tem visitado bases de Armando no interior. Estaria no FIG na sexta-feira, e o convite à imprensa foi divulgado por pessoas da prefeitura, governada pelo petebista Izaías Régis, que é fiel aliado de Armando e opositor ferrenho de Paulo Câmara.

Do lado de Paulo, uma vaga para o senado já estaria ocupada por Jarbas. Outra poderia abrigar o DEM ou o PSDB para fechar a chapa. A vaga de vice também poderia estar disponível, confirmando-se Jarbas para o senado. Raul Henry (PMDB) poderia ir para a disputa de deputado. Pode voltar a ser Secretário. Conversas de bastidores afirmam que o ideal seria Fernando Filho, para o PSB seguir unido no estado.

Do lado do PT, uma vaga para o senado pode ser de João Paulo, mas este prefere disputar a Câmara dos Deputados, pois está há muito tempo sem mandato, e perdeu o senado na última campanha na reta final. Contra o Governo do Estado, pode não querer voltar a ter esta experiência. Se o PT não conseguir compor com outras legendas, pode dificultar o fechamento de uma chapa competitiva para Marília.

E Armando. Se recua e volta a se aliar ao PT pode até compor a chapa de Marília Arraes para o senado, tendo companheiro...

O deputado federal Sílvio Costa, que se autodenominou o Senador de Lula, pleiteia uma vaga na chapa petista, mas prefere Armando como candidato a governador. Conversamos rapidamente neste Festival, no momento em que visitou o camarote do prefeito de Caetés, Armando Duarte (PTB), acompanhado de Neném (ex-prefeito de Capoeiras, PSB). Sílvio Costa afirma que Armando não procurou PSDB e DEM, eles que o procuraram e que o senador atende a todos que o procuram. O espaço de deputado federal de Sílvio Costa seria ocupado por seu filho, Silvio Costa Filho (PRB).

O PT não esperou por Armando, diante de suas conversas com adversários, e já lançou Marília.

Como o DEM e o PSDB não caminham com o PT, terão que se decidir entre Armando e Paulo. O governador é candidato à reeleição, e Armando depende destes apoios para entrar decididamente na disputa. Por isto, pode até articular outro candidato ao governo nas legendas que apoiam o Governo Temer, principalmente Mendonça Filho e Fernando Filho.

Se Paulo se acertar com o DEM, PSDB e o Grupo Coelho, ou um desses, dificulta muito a competitividade de uma chapa encabeçada por Armando.

Como podem ver, ainda está tudo em aberto, mas as movimentações começam a mostrar caminhos.

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.