GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

GOVERNO DE PERNAMBUCO

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Álvaro Porto está defendendo Bruno Araújo para governador

Álvaro Porto e Bruno Araújo (PSDB) em recente encontro em Brasília

Nem Paulo Câmara, nem Armando Monteiro, o deputado estadual Álvaro Porto (PSD) está defendendo o nome do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), para a campanha de governador em 2018. Álvaro sugeriu o ministro como pré-candidato na tarde desta quarta-feira (08.02), e pediu que o governo do estado reconheça publicamente os investimentos federais em obras executadas em Pernambuco.

Álvaro reclamou que o governo do estado não informa à população os repasses do Governo Temer para as obras com recursos federais, e apresentou levantamento dos investimentos do Ministério das Cidades no estado nos nove primeiros meses de atuação de Bruno Araújo. 

“Desde que assumiu a pasta, Bruno tem se empenhado em cumprir o seu papel da melhor maneira possível e vem sabendo driblar as dificuldades decorrentes da crise que o Brasil atravessa. Logo após fazer um balanço das obras paradas, abandonadas e sem previsão de conclusão no Estado, ele caiu em campo para que as ações fossem retomadas. E em nove meses de trabalho o resultado está aí”, disse.

No texto enviado para a imprensa, Porto afirma que há quem aposte na performance de Bruno Araújo no Ministério das Cidades como fator decisivo para a consolidação e impulsionamento de uma eventual candidatura. Álvaro foi parceiro de Araújo em dobradinhas na disputa proporcional de 2014. 

Escola do Tribunal de Contas realiza Forum em Garanhuns


Paulo Câmara leva a Michel Temer pauta sobre Segurança Pública, Desemprego e Economia



O governador Paulo Câmara se reuniu com o presidente Michel Temer nesta quarta-feira (09.02), no Palácio do Planalto. Na oportunidade, Paulo tratou de temas nacionais, como as reformas importantes para o País, a segurança pública, o desemprego e a retomada do crescimento econômico.

"A conversa foi positiva. Mostramos mais uma vez que vamos colaborar com os projetos fundamentais para o Brasil sair da crise e ajudar os Estados e municípios a voltarem a crescer", destacou Paulo Câmara. Ele estava acompanhado do presidente do PSB, Carlos Siqueira; do senador Fernando Bezerra Coelho; da deputada Tereza Cristina; além do vice-governador de São Paulo, Márcio França.

Junto com Siqueira, Paulo, que também é vice-presidente do PSB, reafirmou para o presidente Temer que continuará defendendo as bandeiras históricas do partido, como o desenvolvimento social, o combate à pobreza, a universalização da educação.

"Colocamos as preocupações que nós temos com o País, como o atual momento da segurança pública. Hoje, vários Estados enfrentam problemas com as polícias, os presídios, as drogas e o desemprego. Coloquei ao presidente que este é um debate nacional. Precisamos de resultados rápidos. É isto que a população espera de nós", defendeu Paulo.

Fotos: Beto Barata e Marcos Corrêa/PR

No aniversário de Dominguinhos, sanfoneiros fazem homenagem em Garanhuns


FIES 2017: Governo Temer reduz investimentos


Danilo Cabral
A redução de 29% nos investimentos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), anunciada pelo Governo Federal, foi alvo de críticas do deputado Danilo Cabral (PSB-PE). Para ele, a medida já pode ser um reflexo da entrada em vigor do teto dos gastos públicos, aprovado pelo Congresso Nacional no ano passado. “Muita gente veio aqui dizer que os recursos da educação pública não seriam reduzidos com advento da PEC 241, infelizmente, essa iniciativa ratifica a preocupação que expressamos nesta Casa em relação à aprovação do projeto de lei”, discursou nesta terça-feira (7).

O Ministério da Educação (MEC) vai diminuir o teto global de financiamento por curso de R$ 42 mil para R$ 30 mil por semestre. Com isso, cada aluno poderá receber no máximo R$ 5 mil por mês. “Essa é uma redução da ordem de 30% em um programa muito importante, que garante o acesso de 2,5 milhões de jovens ao ensino superior, lamentavelmente, mostra o impacto da PEC 241 na educação pública brasileira”, discursou Danilo Cabral.
A nova medida é válida para novos contratos, os anteriores não serão afetados.

Romário Dias será o relator do reajuste de policiais miltares



Sabemos a necessidade que a categoria tem, e o Governo vem demonstrando total interesse em resolver essa questão”. É desta forma que o deputado estadual Romário Dias (PSD) entende que deve ser a discussão sobre o aumento do soldo dos policiais e bombeiros militares estaduais.

Relator do projeto de reajuste na Comissão de Constituição, Legislação e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Dias irá buscar um entendimento por meio do diálogo. O parlamentar, logo após ser escolhido relator na CCJ, na manha desta terça (07), reuniu-se, em seu gabinete, com representantes da Associação dos Praças e Soldados (Aspra-PE), da Associação dos Cabos e Soldados (ACS-PE) e do Clube dos Oficiais. Também estiveram presentes o procurador da Alepe, Paulo Pinto, e o deputado Joel da Harpa (PTN).

“Tive a oportunidade de ler o projeto e fizemos um estudo (dos artigos). Acho que isto é um assunto que não é de governo, nem de oposição. É um assunto da população, principalmente das periferias, que são áreas mais carentes”, afirmou Dias, ressaltando que ainda ouvirá novamente a categoria para, em seguida, reunir-se com o líder do governo na Casa, o deputado Isaltino Nascimento (PSB).

O projeto do Governo do Estado prevê correções no soldo dos militares em maio deste ano e em abril e dezembro de 2018, com índices que vão de 21% a 40% de reajuste ao final deste período. Com isso, o soldo inicial da categoria, que é o de soldado, irá dos atuais R$ 3.219,88 para R$ 4.104,88. Já o de coronel (a maior patente), sairá de 16.576,08 para R$ 23.238,00.

A proposta chegou à Alepe na noite da última segunda e, nesta terça, foi distribuída na CCJ e na Comissão de Administração Pública, na qual o relator é o deputado Tony Gel (PMDB). A previsão é que os colegiados debatam a matéria, que tramita em regime de urgência, na próxima segunda-feira (13).

Hospital Dom Moura contabiliza quase 1000 atendimentos por dia em 2016


O Hospital Regional Dom Moura atende os 21 municípios da V Gerência Regional de Saúde, além disso, realiza o atendimento de evasão de aproximadamente 11 municípios que buscam a assistência junto a esta unidade.

Durante o ano de 2016 o HRDM realizou 329.144 atendimentos, dentre eles, atendimentos clínicos, cirúrgicos, ortopédicos, obstétricos, pediátricos, exames, consultas ambulatoriais, suturas, atendimentos ginecológicos, cirurgias gerais e eletivas, internamentos e atendimentos de fisioterapia. A média diária supera os 900 atendimentos/dia.

NOVOS PROFISSIONAIS NO QUADRO DE SERVIDORES

De abril de 2016 até a presente data, o HRDM recebeu 85 novos profissionais, sendo, 05 médicos intensivistas, 06 clínicos gerais, 08 pediatras, 07 enfermeiros uteístas, 02 enfermeiros obstetras, 04 cirurgiões dentista, 01 farmacêutico, 06 fisioterapeutas e 46 técnicos de enfermagem. 

Luiz Melo, gestor do HRDM
Além disso, no dia 12 de janeiro, o HRDM foi contemplado com a convocação de mais 38 técnicos de enfermagem, somando assim, um total de 123 profissionais contratados junto a esta unidade, enriquecendo cada vez mais o quadro de profissionais convocados pelo Governo do Estado de Pernambuco.

“Grandes foram os avanços alcançados por esta unidade durante o ano de 2016. O Hospital Regional Dom Moura oferece aos seus pacientes o melhor atendimento e busca sempre melhorias na assistência para continuidade dos serviços aqui prestados. Durante o ano de 2017 daremos continuidade aos serviços prestados, aprimorando cada vez mais para um atendimento ainda mais eficiente com humanização, eficácia e que atenda a necessidade da V Regional de Saúde”, afirma o Gestor, dr. Luiz Melo.

Nova prefeita de Brejão faz acordo com servidores, vai parcelar salários atrasados e não realiza festa enquanto tiver débitos

Débitos são relativos às folhas salariais de dezembro dos servidores ativos e inativos, deixadas pelo ex-prefeito Ronaldo Ferreira

Beta Cadengue e seu pai, Sandoval, ex-prefeito de Brejão

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) consegue, através de mediação conciliatória do Judiciário no processamento da ação civil pública, o comprometimento do município de Brejão a pagar os salários atrasados, do mês de dezembro de 2016 dos servidores ativos e inativos da Prefeitura, em quatro parcelas, com início no dia 12 de fevereiro e término no dia 12 de maio.

Ficou acordado, também na audiência conciliatória realizada no dia 2 de fevereiro, que enquanto não houver o adimplemento total dos valores, fica o município impossibilitado de realizar festas ou eventos com recursos públicos, ressalvados aqueles custeados pelo Estado ou pela União. Da mesma forma também fica proibida a nomeação de cargos comissionados até a quitação dos salários atrasados.

Em caso de redução da parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) superior a 40%, o pagamento será realizado em cinco parcelas, sendo mantida a data de início e postergando o término para o dia 12 de junho.

Participaram da audiência no Fórum da Comarca de Brejão, presidida pelo juiz de Direito Rodrigo Caldas do Valle Viana, a promotora de Justiça Maria Aparecida Alcântara Siebra; prefeita de Brejão, Elizabeth Santana; procuradores do município de Brejão, Renato Curveio e Fagner Costa; e representante dos funcionários da Prefeitura de Brejão, Edilson da Silva, entre outros.

SIGA O BLOG

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.