GOVERNO DO ESTADO AÇÃO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

UNOPAR GARANHUNS

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Governo do Estado prorroga inscrições para Programa Ganhe o Mundo Musical

A Secretaria de Educação do Estado (SEE) prorrogou as inscrições para o intercâmbio 2017 do Programa Ganhe o Mundo Musical. Agora, de acordo com o novo cronograma, os estudantes interessados podem se inscrever até o próximo dia 03 de março. Para participar do processo seletivo o estudante precisa ter no mínimo 14 anos de idade até o dia primeiro de julho de 2017 e, no máximo, 17 anos até o dia 31 de janeiro de 2018.

O processo seletivo do Programa Ganhe o Mundo Musical será dividido em três etapas. A primeira consiste na análise dos requisitos exigidos, a segunda – na qual serão classificados 40 candidatos – constará da análise das gravações dos estudantes. Na terceira e última etapa o candidato se submeterá a uma prova escrita contendo dez questões sobre conhecimentos musicais e uma audição que será realizada no Conservatório Pernambucano de Música (CPM), parceiro do Programa.

A divulgação dos 40 estudantes selecionados, que estarão aptos a participar da prova teórica e audição, será divulgada no dia 10 de março. O resultado final do processo seletivo está previsto para o dia 18 de abril.

Veja aqui o edital.

Fonte: SEE

Quanto Garanhuns perde sem o Jazz?



Gostaria de levantar outras questões não abordadas nas críticas que foram feitas ao equívoco da prefeitura em cancelar o Garanhuns Jazz Festival.

A princípio, ficou claro a falta de diálogo da prefeitura com os empresários, que se calaram, e somente criticaram nos bastidores, e o desleixo por falta de planejamento que pudessem viabilizar, mesmo com alguma dificuldade, a edição do festival em 2016, para não sofrer a descontinuidade, e o fim, aparentemente desejado pela administração.

Precisamos comparar Garanhuns antes, durante e agora, sem o Festival de Jazz, para entender a perda histórica e econômica.

Outra questão observei em uma afirmação de um amigo. Segundo ele, como garanhuense, demorou algum tempo para entender o festival de Jazz, que foi conquistando aos poucos, até que nos últimos anos precisava estar aqui na cidade no carnaval. Foi mais ou menos assim: "Não faço parte das estatísticas, pois não fui aos restaurantes nem me hospedei em hotéis, embora a própria prefeitura tenha afirmado que ficaram quase lotados. Para os últimos jazz, recebi amigos em casa. Maravilhados.

Muito dinheiro de turistas não virá mais para Garanhuns nesta época (RS 5 milhões em 2015), mas pior, sem um evento de qualidade, muitos, como eu, voltarão a deixar a cidade, levando também muito dinheiro, para hotéis, restaurantes, aluguéis de casa, informais, e outros segmentos. Dinheiro que fará falta na economia local, principalmente neste momento de crise." - diz ele.

Espero que alguém na prefeitura se toque do enorme prejuízo, e que, se ainda houver como reparar no futuro, que se reconheça o erro e se recupere o importante evento, alternativa aos carnavais tradicionais, e por isto mesmo, original, criativo e indispensável.

Perde-se economicamente muito sem o Festival Jazz, e culturalmente se perde outro tanto. Mas se falando em dinheiro, é muito mais que os R$ 5 milhões que deixa de girar na mão da nossa gente.


POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.