PERNAMBUCO EM AÇÃO

PERNAMBUCO EM AÇÃO
Clique na imagem

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNIMED AGRESTE MERIDIONAL

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Marco da Moda lança programa de cursos para jovens empreendedores. SAIBA MAIS!

O Marco Pernambucano da Moda funciona como uma escola de formação de estilistas e designers de moda voltada à profissionalização 



Mais de 300 vagas, partilhadas em onze cursos, estão sendo oferecidas pelo Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções em Pernambuco (NTCPE), organização social responsável pelo Marco da Moda, em seu programa de capacitação 2017. São cursos livres para qualificação de profissionais da área. As aulas começam na segunda quinzena de abril e acontecerão na sede do Marco, no bairro do Recife. As inscrições são feitas no site http://www.ntcpe.org.br/.

“Esta e uma oportunidade de suprir uma carência de cursos livres com carga horária enxuta para o empreendedor que precisa conhecer bem seu negócio e o processo de desenvolvimento dos produtos e/ou serviços que se propõe a prestar”, explica Fredi Maia, diretor-presidente NTCPE.

Os temas abordados nos cursos enfocam questões práticas, como modelagem, desenho técnico, criação de acessórios; bem como conteúdos mais voltados à gestão, como marketing e merchandising. Todos os cursos têm 30 vagas por turma e são divididos em encontros presenciais de quatro horas, totalizando 30 horas. Como instrutores, como Flávia Zimmerle, Andréa Camargo, Karina Fernandes e Lívia Valença. O investimento é de R$ 300,00, podendo dividir em duas vezes no cartão de crédito.

Confira os cursos oferecidos

Curso
Ministrante
Quando
Laboratório de Experimentações Criação de estampas/ Design de Superfície
Andrea Barbosa
Segundas e quartas - 14h as 17h
Modelagem plana feminina
Livia Valença
Terças e quartas – 08h as 12h
Modelagem e montagem masculino
Livia Valença
Terças e quartas – 14h as 17h
Desenho técnico de peças do vestuário
Nara Rocha
Segundas e quartas - 08h as 12h
Criação e desenvolvimento de acessórios de moda
Tatiana Leite
Quartas e sextas -  - 08h as 12h
Marketing de Moda
Karina Fernandes
Terças e quintas - 08h as 12h
Visual Merchandising
Karina Fernandes
Terças e quintas – 14h as 17h
Serigrafia
Carlos Cortez
Segundas e quintas – 14h as 17h
Costura Industrial
Rosiane Alves
Quintas e sextas -08h as 12h
Moulage e montagem de saia
Flávia Zimmerle
Segundas - 13h as 18h
Criação e Produção de Figurino para Cinema, TV e Teatro
Maria Barbalho
Segundas e quartas - 19h as 21h

Humberto chama Mendoncinha de "Mãos de Tesoura", devido os cortes do Ciência sem Fronteira

Com referência ao personagem Edward, Mãos de Tesoura, o senador lamentou a decisão do Ministro Mendonça Filho em acabar com o programa Ciência sem Fronteira, na modalidade graduação



Para lamento do líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), o MEC decidiu encerrar o programa Ciência sem Fronteira na modalidade de cursos para graduação, conforme nota divulgada pela pasta nesse domingo (2). Agora, de acordo com o próprio ministério, o programa atenderá, apenas, cursos de pós-graduação, como mestrado, doutorado, pós-doutorado e atração de jovens cientistas.

Com Johnny Deep, Mãos de Tesoura
foi um sucesso nos cinemas
Considerado um programa revolucionário de intercâmbio estudantil para promover a troca de experiências e estímulo à inovação no país, o Ciência sem Fronteiras, criado pela presidenta Dilma Rousseff, entrou de vez na mira do governo de Michel Temer (PMDB) e de seu ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM).

Humberto avalia que a medida deverá interromper o auxílio e impactar a continuidade dos estudos de quem já possuía bolsa, prejudicando, inclusive, que o país receba os retornos do investimento já feito. Além disso, segundo ele, a iniciativa põe um ponto final no sonho de absolutamente todos os estudantes que queiram se formar no exterior com o auxílio dos recursos do projeto. 

Só em 2015, quase R$ 4 bilhões foram investidos na iniciativa. Cerca de 35 mil bolsistas de graduação foram beneficiados naquele ano. O MEC informou que o último edital nessa modalidade foi encerrado em 2014 e que há bolsistas remanescentes no exterior e visitantes no Brasil. O número chega a 4 mil.

“Esse ministro "Mãos de Tesoura" da Educação não tem a menor dimensão da importância do Ciência sem Fronteiras para o Brasil. Aliás, o governo como um todo, ilegítimo, está tomando uma série de iniciativas que simplesmente desmontam as políticas públicas mais eficazes deste país”, afirma o senador. 

Concluindo, Humberto explica que o Ciência sem Fronteiras busca investir na formação de pessoal altamente qualificado nas competências e habilidades necessárias para o avanço da sociedade do conhecimento e aumentar a presença de pesquisadores e estudantes de vários níveis em instituições de excelência no exterior.

O projeto previa a utilização de até 101 mil bolsas em quatro anos.


IGREJA CATÓLICA SE POSICIONA CONTRA ESTA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), após reunião de seu Conselho Permanente, em Brasília, publicou manifesto sobre a proposta de reforma da Previdência que tramita no Congresso Nacional. De acordo com os bispos, a proposta “escolhe o caminho da exclusão social”. A CNBB convoca os cristãos e as pessoas de boa vontade a “se mobilizarem para buscar o melhor para o povo brasileiro, principalmente para os mais fragilizados”. 




NOTA DA CNBB SOBRE A PEC 287/16 – “REFORMA DA PREVIDÊNCIA”

Ai dos que fazem do direito uma amargura e a justiça jogam no chão”
(Amós 5,7)

O Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, reunido em Brasília-DF, dos dias 21 a 23 de março de 2017, em comunhão e solidariedade pastoral com o povo brasileiro, manifesta apreensão com relação à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, de iniciativa do Poder Executivo, que tramita no Congresso Nacional.

O Art. 6º. da Constituição Federal de 1988 estabeleceu que a Previdência seja um Direito Social dos brasileiros e brasileiras. Não é uma concessão governamental ou um privilégio. Os Direitos Sociais no Brasil foram conquistados com intensa participação democrática; qualquer ameaça a eles merece imediato repúdio.

Abrangendo atualmente mais de 2/3 da população economicamente ativa, diante de um aumento da sua faixa etária e da diminuição do ingresso no mercado de trabalho, pode-se dizer que o sistema da Previdência precisa ser avaliado e, se necessário, posteriormente adequado à Seguridade Social.

Os números do Governo Federal que apresentam um déficit previdenciário são diversos dos números apresentados por outras instituições, inclusive ligadas ao próprio governo. Não é possível encaminhar solução de assunto tão complexo com informações inseguras, desencontradas e contraditórias. É preciso conhecer a real situação da Previdência Social no Brasil. Iniciativas que visem ao conhecimento dessa realidade devem ser valorizadas e adotadas, particularmente pelo Congresso Nacional, com o total envolvimento da sociedade.

O sistema da Previdência Social possui uma intrínseca matriz ética. Ele é criado para a proteção social de pessoas que, por vários motivos, ficam expostas à vulnerabilidade social (idade, enfermidades, acidentes, maternidade...), particularmente as mais pobres. Nenhuma solução para equilibrar um possível déficit pode prescindir de valores éticos-sociais e solidários. Na justificativa da PEC 287/2016 não existe nenhuma referência a esses valores, reduzindo a Previdência a uma questão econômica.

Buscando diminuir gastos previdenciários, a PEC 287/2016 “soluciona o problema”, excluindo da proteção social os que têm direito a benefícios. Ao propor uma idade única de 65 anos para homens e mulheres, do campo ou da cidade; ao acabar com a aposentadoria especial para trabalhadores rurais; ao comprometer a assistência aos segurados especiais (indígenas, quilombolas, pescadores...); ao reduzir o valor da pensão para viúvas ou viúvos; ao desvincular o salário mínimo como referência para o pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC), a PEC 287/2016 escolhe o caminho da exclusão social.

A opção inclusiva que preserva direitos não é considerada na PEC. Faz-se necessário auditar a dívida pública, taxar rendimentos das instituições financeiras, rever a desoneração de exportação de commodities, identificar e cobrar os devedores da Previdência. Essas opções ajudariam a tornar realidade o Fundo de Reserva do Regime da Previdência Social – Emenda Constitucional 20/1998, que poderia provisionar recursos exclusivos para a Previdência.

O debate sobre a Previdência não pode ficar restrito a uma disputa ideológico-partidária, sujeito a influências de grupos dos mais diversos interesses. Quando isso acontece, quem perde sempre é a verdade. O diálogo sincero e fundamentado entre governo e sociedade deve ser buscado até a exaustão. 

Às senhoras e aos senhores parlamentares, fazemos nossas as palavras do Papa Francisco: “A vossa difícil tarefa é contribuir a fim de que não faltem as subvenções indispensáveis para a subsistência dos trabalhadores desempregados e das suas famílias. Não falte entre as vossas prioridades uma atenção privilegiada para com o trabalho feminino, assim como a assistência à maternidade que sempre deve tutelar a vida que nasce e quem a serve cotidianamente. Tutelai as mulheres, o trabalho das mulheres! Nunca falte a garantia para a velhice, a enfermidade, os acidentes relacionados com o trabalho. Não falte o direito à aposentadoria, e sublinho: o direito — a aposentadoria é um direito! — porque disto é que se trata.” 

Convocamos os cristãos e pessoas de boa vontade, particularmente nossas comunidades, a se mobilizarem ao redor da atual Reforma da Previdência, a fim de buscar o melhor para o nosso povo, principalmente os mais fragilizados.

Na celebração do Ano Mariano Nacional, confiamos o povo brasileiro à intercessão de Nossa Senhora Aparecida. Deus nos abençoe!

Brasília, 23 de março de 2017.


Cardeal Sergio da Rocha
Arcebispo de Brasília
Presidente da CNBB

Dom Murilo S. R. Krieger, SCJ
Arcebispo de São Salvador da Bahia
Vice-Presidente da CNBB

Dom Leonardo Ulrich Steiner, OFM
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário-Geral da CNBB

SEGURANÇA PÚBLICA: Concursados da Guarda Municipal dizem que prefeito comete uma das maiores injustiças da história dos concursos em Garanhuns




"A comissão que representa a reserva da Guarda Municipal vem através desse blog, de grande audiência em nossa região, denunciar o que se pode considerar uma das maiores injustiças já cometidas em um concurso público aqui em nossa cidade. Pois bem, vamos aos fatos, em entrevista ao blog do Gidi Santos na semana passada, o Sr. Prefeito IZAIAS REGIS declarou encerrado o concurso da Guarda Municipal. Como assim? O concurso tem 121 pessoas aptas na reserva que fizeram todas as etapas só esperando para o curso de formação. 

Vamos voltar ao início do ano onde foi declarado por ele em várias entrevistas por diversas rádios da cidade que iria convocar a reserva da Guarda Municipal, mas segundo o próprio tinha um empecilho para chamar, pois o concurso estava fechado, que iria através da procuradoria solicitar autorização ao Ministério Público e a justiça para chamar os classificados. Como assim? Sem entender que fato surreal seria essa história fomos ao Ministério Público, onde tivemos a notícia que o concurso está na sua validade que nada impede que seja feita novas convocações. Em nenhuma parte do edital se fala em eliminação de candidatos que não participaram do curso de formação, deixando claro que são reservas podendo ser chamado a qualquer momento para o curso de formação. 

O Prefeito afirma que existia 33 vagas e foram 66 para o curso de formação e no final homologaram o concurso com 60 que chegaram ao fim do curso e por esse motivo não tem cadastro de reserva. Pois vamos explicar como funciona, concurso que possui curso de formação como etapa é possível a homologação parcial do mesmo, ou seja de quem participou do curso de formação, quanto aos demais candidatos até então aprovados nas demais etapas, pode ser convocado a qualquer momento dentro da validade do concurso pela administração para fazer o curso de formação, sendo homologado em seguida. Isso acontece em concursos por exemplo da polícia militar e guarda municipal em todo o Brasil, por possuir um grande número de aprovados, no decorrer da validade do concurso vão sendo feitas novas turmas para o curso de formação e posterior homologação.

Vamos ao ponto extremo dessa entrevista do Sr. Prefeito, ele fala que vai pedir autorização ao TCE para fazer um processo seletivo (o famoso quem indique) para convocar 30 novos Guardas Municipais e fazer o curso de formação. Pode isso? 

Depois que foi aprovada a Lei Federal 130022 a Guarda Municipal ganhou autonomia, sendo efetivada como policial municipal, essa lei veda a entrada na Guarda Municipal de terceirizados e também veda o chamado processo seletivo, só poderá entrar no cargo da Guarda através de concurso público. O prefeito afirma que esses terceirizados ficariam por 2 anos na Guarda. Vamos raciocinar, se esses terceirizados teriam que fazer um curso de formação que custa caro para os cofres públicos e que esse dinheiro vem do nosso bolso que pagamos impostos, para ficar apenas 2 anos e depois ir embora. Esse dinheiro deveria ser gasto com os concursados, que temos o direito, pois fizemos o concurso público e vamos ficar efetivados no cargo, evitando assim desperdício de dinheiro público.

Sr. Prefeito a população não precisa de apenas ruas asfaltas, belas praças no centro da cidade e bairros nobres, precisa de saúde de qualidade coisa que anda a desejar e o ponto que queremos chegar que é a segurança de nossa cidade que cada dia que passa só aumenta a violência, numa proporção nunca vista na nossa história, comprometendo a paz e a segurança de todos. Lembrando que a segurança não é exclusivamente papel do estado, também é obrigação dos municípios, pois vem verbas para os mesmos a ser utilizado na segurança de seus patrimônios e da população. 

Enquanto o Sr. Prefeito recebe um bom salário no seu cargo atual, nós que fizemos o concurso da Guarda sofremos bastante para fazer esse o certamente, pois aqui existem pais de família que lutam por um emprego para sustentar seu lar. Foram anos de estudos, além da caríssima taxa de inscrição que pagamos para fazer esse concurso, tivemos gastos com cursinho, apostilas, até aí tudo bem, veio a aprovação entre os 288 que foram para as demais etapas que foram exames de saúde, onde foram solicitados uma bateria de exames, tudo pago por nós, depois veio o teste de aptidão física com nossa dedicação nos treinos e por fim o psicotécnico, daí foram 66 para o curso de formação, e seguimos esperando ansiosos por novas convocações. 

Lembrando que muitos desses candidatos vieram de outras cidades, muitos desses tiveram que pedir dinheiro emprestado por estarem desempregados. 

É muito fácil chegar e dizer não chamo mais ninguém, só que não é bem assim, existem direitos, leis que nenhum prefeito pode passar por cima.

Nós da comissão e todos que fazem parte da reserva da Guarda Municipal lutaremos firmes e fortes por nossos direitos. Denunciaremos também ao TCE esse fato abusivo por parte do prefeito.

AUTOR: COMISSÃO DOS CONCURSO DA RESERVA DA GUARDA MUNICIPAL"


Congresso das Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco será realizado em Garanhuns



O município de Garanhuns vai ser sede do IX Congresso das Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco; o encontro será realizado entre os dias 06 e 08 de abril na sede do Serviço Social do Comércio (Sesc). A realização do evento se dá por meio do Colegiado dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-PE) e da Secretaria de Saúde de Garanhuns. Além do congresso, ocorrem de forma simultânea o 64° Encontro de Secretários Municipais de Saúde do Estado de Pernambuco e a Assembleia Geral do Cosems-PE.

Diversas mesas de debate e cursos temáticos serão oferecidos aos secretários e técnicos da área de saúde em todo o estado. O cronograma pontua a realização do credenciamento de participantes durante a quinta-feira (06). Ao longo do dia serão realizados cursos temáticos acerca da atenção especializada ambulatorial; planejamento e gestão financeira; atualização e implementação da “Rede Cegonha”; vigilância em saúde; rede psicossocial e práticas integrativas comunitárias. A abertura oficial acontece às 19h.

Na sexta-feira (07), a partir das 09h, será realizada a Assembleia Geral do Cosems-PE que dentro de suas atividades apresenta a Prestação de Contas referente a gestão 2015-2017; a criação do Conselho Fiscal no Estatuto do Cosems; além da eleição de diretoria, vice-regionais, membros de CIB, conselho fiscal e suplentes. Pela tarde, serão ofertados cursos temáticos nas áreas de atenção básica, saúde da mulher, assistência farmacêutica e financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Encerrando as discussões, no sábado (08), uma mesa de debate vai tratar do processo de judicialização do SUS dentro dos municípios. Diversos secretários municipais também participarão do debate, onde trocarão experiências sobre temas como a Atenção Básica, Média e Alta Complexidade (MAC), Assistência Farmacêutica, Vigilância em Saúde e Investimento e Gestão.

SECOM GARANHUNS

Movimento Sindical Rural se reúne contra Reforma da Previdência, nesta segunda-feira



A Fetape realiza, na manhã desta segunda-feira, 03/04, a primeira reunião de 2017 do seu Conselho Deliberativo. Esse é um espaço importante para o Movimento Sindical dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais de Pernambuco (MSTTR), pois é nele que são realizados debates e encaminhamentos fundamentais para o fortalecimento da luta pela defesa e ampliação de direitos dos homens e mulheres do campo. A atividade, que deve reunir cerca de 400 lideranças sindicais de todas as regiões do estado, acontece no Centro Social da Federação, em Carpina, com uma análise de conjuntura, que contará com exposições dos senadores José Pimentel, que é ex-ministro da Previdência, e Humberto Costa.

Entre as pautas abordadas pelas lideranças Sindicais estão, especialmente, a realização da Audiência Pública Estadual sobre a Reforma da Previdência (PEC 287), que está marcada para o dia 17 de abril, na Assembleia Legislativa; mesma data do Grito da Terra Pernambuco, momento em que se espera do Governo do Estado o retorno sobre várias reivindicações do Movimento Sindical Rural e de um conjunto de Movimentos e Organizações Sociais que atuam no campo. Para essas duas ações, estão sendo mobilizados mais de 5 mil participantes.

As lideranças presentes farão, ainda, um balanço das audiências públicas sobre a Reforma da Previdência que vêm acontecendo nos municípios, e que têm reunido centenas de trabalhadores e trabalhadoras em cada localidade. Essas iniciativas já ocorreram em mais de 60% das cidades do estado, e a proposta do conjunto do MSTTR é atingir 100% (184 municípios). Uma campanha de Sindicalização e contra a PEC 287 também está entre as pautas do Conselho, que vai até o meio dia da terça-feira.

Análise de Inaldo Sampaio sobre a pesquisa para Governador em Pernambuco


O senador Armando Monteiro (PTB) lidera a corrida eleitoral para 2018 em Pernambuco, segundo pesquisa JC/Instituto Maurício de Nassau divulgada neste final de semana.

Se a eleição fosse hoje, o senador teria 22% das intenções de voto, seguido pelo ministro Mendonça Filho (DEM) com 12%, o governador Paulo Câmara (PSB) com 6% e o ministro Bruno Araújo (PSDB) com 2%.

Na pesquisa espontânea, ou seja, em que o eleitor é instado a citar o nome do candidato de sua preferência sem auxílio de cartão, Armando tem 13%, Mendonça Filho 4%, o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) 3,4%, o governador Paulo Câmara (PSB) 3,3% e o ministro Bruno Araújo 1,1%.

Para Adriano Oliveira, “não se pode dizer que o governador Paulo Câmara está morto porque o senador do PTB, que foi o adversário político dele em 2014, tem um “recall” baixo.

“O governador não tem um forte opositor. A ausência desse nome e a alta reprovação do governador sugerem que os pernambucanos estão à procura de um líder”, afirma Adriano Oliveira.

ACABA GREVE DO DETRAN EM PERNAMBUCO


Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores do Detran, Alexandre Bulhões, atividades serão retomadas na segunda-feira (3). Decisão judicial motivou retorno ao trabalho.

A greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) foi encerrada após 47 dias. Os trabalhadores do órgão voltam às atividades na segunda-feira (3), de acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sindetran-PE), Alexandre Bulhões.

A decisão do fim da paralisação, iniciada em 13 de fevereiro deste ano, foi motivada após uma decisão do desembargador Eduardo Augusto de Paurá Peres, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), para que os servidores voltem imediatamente ao trabalho. A decisão, divulgada no fim da tarde da sexta-feira (31), prevê pena de abertura de processo administrativo em caso de descumprimento.

PARA CONFERIR A MATÉRIA COMPLETA


POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

SIGA O BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.