COMPESA

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

UNOPAR GARANHUNS
CLIQUE NA IMAGEM

POUSADA DA PAIXÃO - CLIQUE E CONHEÇA!

terça-feira, 11 de abril de 2017

A LISTA DE FACHIN. Quem são os governadores, ministros de Temer e os pernambucanos investigados




O ministro Edson Fachin (STF) autorizou a abertura de inquérito contra nove ministros do presidente Michel Temer, 29 senadores e 42 deputados federais, referente a supostos recebimentos em Caixa 2 para campanhas eleitorais. Os nomes dos políticos foram citados por ex-executivos da Odebrecht, em delação premiada da Operação Lava-Jato.

Serão investigados os ministros pernambucanos Bruno Araújo-PSDB (Cidades), Roberto Freire-PPS (Cultura) e os também ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência da República), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia), Hélder Barbalho (Integração Nacional), Aloysio Nunes Ferreira (Relações Exteriores), Blairo Maggi (Agricultura)e Marcos Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços).

Dentre os senadores, Humberto Costa (PT) e Fenando Bezerra Coelho (PSB). E ainda o ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Vado da Farmácia, sem partido.

Os deputados pernambucanos são Jarbas Vasconcelos (PMDB) e Betinho Gomes (PSDB).

Também serão investigados um ministro do TCU, 24 políticos sem prerrogativa de foro e os governadores Renan Filho (PMDB-AL), Robinson Faria (PSD-RN) e Tião Viana (PT-AC). A lista tem 108 nomes.

Inaldo Sampaio comenta: "A lista de Janot foi enviada a Fachin, novo relator dos processos da Lava Jato no STF, no último mês de março. Como metade da República teria recebido dinheiro de “caixa dois” da Odebrecht, a tendência é que a maioria se salve, pois é improvável que o Supremo vá cassar o mandato dessa infinidade de políticos do governo e da oposição."

Priscila Krause destaca importância de concluir Adutora do Agreste para beneficiar 2 milhões de Pernambucanos



A deputada estadual Priscila Krause (DEM) usou a sessão desta terça-feira (11) para apresentar aos demais parlamentares sete ações que, executadas, podem diminuir os efeitos da seca em Pernambuco, sobretudo no Agreste, região que sofre uma das mais severas estiagens de sua história. De acordo com a parlamentar, nesse contexto o mais emergencial é concluir a Adutora do Agreste, que se arrasta desde 2012: serão beneficiados 68 municípios e dois milhões de pernambucanos ao custo de aproximadamente R$ 1,4 bilhão.

“O que nós deputados esperamos, e estamos atentos, é para que a partir do esforço conjunto de acompanhamento e cobrança nos prazos invariavelmente descumpridos, seja recuperado o tempo perdido com rapidez nas ações do governo”, registrou Priscila, que rememorou o fato de que foi o ex-governador Mendonça Filho o responsável por exigir que Pernambuco não apenas figurasse como bacia doadora ao projeto da transposição do São Francisco, mas também como receptora. A ideia é que a Adutora do Agreste receba água da transposição.

Entre as ações que dizem respeito diretamente ao destravamento da Adutora, Priscila propôs a criação de uma frente pluripartidária em defesa da regularidade dos repasses por parte do governo federal – os avanços registrados no fim de 2016 não tiveram continuidade, por enquanto, esse ano – e o pagamento das dívidas do governo de Pernambuco perante a Compesa: são mais de R$ 62 milhões de contas a receber pelas taxas de água e saneamento dos prédios públicos desde setembro de 2015.

De forma mais abrangente, Priscila também propôs integrar a política de águas com a política de saneamento, acelerando a implantação do programa Cidade Saneada (PPP da Compesa), acompanhar o pleno funcionamento dos sete comitês de bacia estaduais (Capibaribe, Ipojuca, Goiana, Pajeú, Una, Metropolitana Norte e Metropolitana Sul) e, por fim, em situações especiais, como Fernando de Noronha, estudar a possibilidade de dessalinização e ozonização da água.

Terceirização, reforma trabalhista, reforma da previdência, reforma tributária e reforma política. TADEU ALENCAR é contra compulsão por reformas do Governo Temer

Compulsão por reformas impede reflexão mais profunda, e isto Congresso não pode permitir, afirma Tadeu Alencar. "Terceirização, reforma trabalhista, reforma da previdência, reforma tributária e reforma política precisam de mais atenção e debate da sociedade".



O deputado federal Tadeu Alencar (PSB) participou ao longo desta segunda-feira (10), no Recife, de debates públicos sobre duas reformas que estão na ordem do dia no Congresso Nacional: a trabalhista e a da previdência social. Nos encontros, Tadeu alertou que a atual “compulsão por reformas” tem impedido uma discussão profunda sobre questões que afetarão fortemente a vida dos brasileiros.

“Há pouco tivemos uma discussão sobre teto de gastos e agora estamos debatendo, ao mesmo tempo, terceirização, reforma trabalhista, reforma da previdência, reforma tributária e reforma política, temas que são da maior relevância e com consequências muito graves para a vida nacional. É, portanto, função do Congresso exercer a sua prerrogativa de discutir estes temas amplamente, evitando avaliações aligeiradas e superficiais”, defendeu o deputado.

Em audiência pública promovida pelas associações de Magistrados do Trabalho (Amatra VI) e a Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANTP), Tadeu disse que a Reforma Trabalhista não deve ser feita apenas na perspectiva do mercado, da necessidade de fortalecer a economia, mas também da proteção de direitos consagrados dos trabalhadores. “Já em 2015 tínhamos nos colocado contrários ao projeto de terceirização, exatamente por enxergar os riscos de precarização nas relações de trabalho que já não são exemplares no Brasil. Agora, surge uma proposta ainda pior”, afirmou durante o evento.

À noite, ao falar para estudantes da Faculdade de Direito do Recife, Tadeu detalhou todos os pontos que o levam a se colocar firmemente contra a atual proposta de Reforma da Previdência (PEC 287) e defendeu que se faça também um debate em profundidade sobre os grandes devedores da previdência social.

“Como o País coloca em discussão uma reforma que pretende tributar o trabalhador rural, que prevê 49 anos de contribuição para que se possa receber uma aposentadoria integral, e não há uma palavra sobre os maiores devedores da Previdência?”, indagou Tadeu, reforçando ser fundamental que não se abra mão da recuperação de parte da dívida ativa da previdência social, hoje de mais de R$ 400 bilhões.

Foto: Divulgação

SALÁRIOS: Professores de Garanhuns não aceitam proposta de reajuste da prefeitura, que está abaixo do aumento nacional



Aconteceu na última sexta-feira (07), assembléia da categoria dos professores de Garanhuns, que é representada pelo sindicato Simpro. Na ocasião foi debatida a proposta de reajuste salarial enviada pela prefeitura municipal, que visa reajustar os vencimentos dos professores. A proposta do governo é de reajuste de 5% para todas as faixas da categoria, o que é muito abaixo dos 7,64% dado pelo governo federal para este ano de 2017.

Por unanimidade, a proposta foi rejeitada e uma contraproposta aprovada em assembléia. Pela proposta enviada ao chefe do executivo e aprovada pelos professores, o Simpro pede 7,64% de reajuste para os professores com magistério e 10% para as demais categorias. Os índices de reajustes contemplam os 7,64% referentes ao piso de 2017 e a perca salarial que a categoria teve em 2016, que foi de quase 3% onde os professores em questão não tiveram seus vencimentos devidamente reajustados.

Os professores e o Simpro agora irão esperar a negociação com prefeitura e só irão aceitar a proposta em assembléia com a categoria, após ampla discussão.

Prefeito de Caetés e governador do Estado assinam Ordens de Serviço para início de novas obras no município

As divergências políticas não impediram o prefeito Armando Duarte (PTB) e o governador Paulo Câmara (PSB) anunciarem juntos novos investimentos para Caetés


Na última quinta-feira, 06, o governo do Estado realizou em Garanhuns o evento Pernambuco em Ação. O prefeito de Caetés, Armando Duarte, foi um dos gestores municipais convidados para o evento, lá assinou diversos termos de compromisso junto ao governador Paulo Câmara para o início de novas obras que vão beneficiar a população caeteense e de outros municípios. Entre os termos assinados destacamos:

A construção do Sistema Simplificado de Abastecimento D’água da vila Quilombola Atoleiro. O sistema vai canalizar água do poço artesiano da comunidade para as casas da vila, cada residência vai receber um ponto com torneira;

Término da obra da PE 193, estrada que interliga as cidades de São Bento do Una, Capoeiras e Caetés. Serão concluídos os 6 km restantes da obra, investimento na ordem de 7 milhos de reais;

ADUTORA GARANHUNS/CAETÉS
O governador Paulo Câmara, reafirmou para o gestor caeteense,que até o final deste ano, entrega pronta a adutora que vai levar água de Garanhuns para o município de Caetés que enfrenta o colapso total no abastecimento de água da cidade. 

SEMANA SANTA
O governo municipal de Caetés informa que por mais um ano vai distribuir para as famílias carentes, o peixe da Semana Santa. Serão 10 mil kg de pescado entregues na zona urbana e na zona rural do município.

Postado por Raimundo Lourenço

HISTÓRICO: Governo e Oposição se unem por Lajedo



Em vez de brigar, os grupos políticos de Lajedo resolveram se unir. Na tarde desta segunda-feira (10), o prefeito Rossine Blésmany participou de um momento histórico para Lajedo. Sem rivalidade política, governo e oposição estiveram juntos no Recife para uma reunião com o secretário de segurança de Pernambuco, Ângelo Fernando Gioia.

Participaram da reunião o secretário de defesa municipal, Major Lopes, o presidente do Conselho de Gestão Municipal, Marquinhos Viana, e todos os 13 vereadores, organizadores do movimento “Lajedo pede paz”, Pastor Lins, representando os líderes religiosos, entre outros.

Deputado Marcantônio Dourado
O destaque fica para a união política, com a presença dos deputados André de Paula (federal), Álvaro Porto e Marcantônio Dourado (estadual). Na ocasião foi apresentado uma pauta de reivindicações ao secretário de Estado cobrando do Governo investimentos na área de segurança de Lajedo.

Marcantônio é irmão de Antônio João Dourado, que disputou a prefeitura contra Rossine em 2016. O movimento mostra que o município é mais importante que qualquer desavença política.

“Desde meu primeiro dia de governo que venho falando da importância de unirmos situação e oposição para lutarmos juntos por Lajedo. Hoje foi um dia muito importante para a cidade e certamente com mais atitudes como essa poderemos fazer de Lajedo uma cidade cada vez melhor", falou o prefeito que não está medindo esforços para melhorar a segurança do município.

Governo de Pernambuco libera mais R$ 5,7 milhões o Agreste. Confira os municípios!

Recursos serão utilizados em obras de infraestrutura urbana, reformas e reconstrução de espaços públicos, entre outras demandas municipais

Recursos foram liberados após Seminários no Agreste,
em Garanhuns e Santa Cruz do Capibaribe


O Governo do Estado, através da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), liberou mais R$ 5,2 milhões do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para o início e o prosseguimento de obras nas cidades do Agreste Setentrional e Agreste Meridional. Foram anunciados R$ 3,7 milhões das edições do FEM 2014 e 2015, para 13 cidades do Agreste Meridional e mais R$ 1,5 milhão para atender dez municípios do Agreste Setentrional.

No Agreste Meridional, os recursos são destinados a obras nos municípios de Venturosa, Canhotinho, Bom conselho, Buíque, Angelim, Palmeirina, Garanhuns, Jupi, Correntes, São João, Calçado, Águas belas e Jucati. Já no Agreste Setentrional, foram feitos repasses para os municípios de Bom Jardim, Casinhas, Cumaru, Frei Miguelinho, João Alfredo, Machados, Passira, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá e Surubim.

Em ambas as regiões, os recursos serão utilizados em obras de infraestrutura urbana, reformas e reconstrução de espaços públicos, entre outras demandas municipais.

“O governador, reconhecendo a necessidade de desenvolvimento dos municípios, tem determinado que nós façamos as parcerias junto com os prefeitos, conversando, conhecendo as necessidades e especificidades de cada cidade. É importante destacar que, desde o início desta gestão, já foram liberados mais de R$ 130 milhões do FEM para os municípios pernambucanos, visando contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população”, explica Márcio Stefanni, secretário estadual de Planejamento e Gestão.

Adilson Gomes Filho, secretário executivo de Apoio aos Municípios da Seplag, ressalta que o governador Paulo Câmara determinou que todas as pendências do FEM sejam “zeradas” até o mês de maio. “Antes desta liberação já havíamos repassado quase R$ 2 milhões para 15 municípios do Sertão do Pajeú, Sertão do Moxotó e Sertão de Itaparica, no final de março. Todas as prefeituras que estiverem em dia com suas prestações de contas do fundo irão receber. Lembrando que, quando zerar este valor, na medida em que os municípios forem prestando contas, mais recursos estarão disponíveis”, afirmou Adilson. 

Edital de Projetos – Também foram liberados recursos do Edital de Projetos da Seplag. O Governo do Estado liberou R$ 72 mil para o desenvolvimento de projetos executivos na área de abastecimento hídrico das zonas rurais dos municípios de Jupi e Pedra, no Agreste Meridional. Também foram repassados outros R$ 60 mil para Bom Jardim, no Agreste Setentrional, desenvolver projeto executivo na área de infraestrutura urbana.

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.