DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Produção de cerveja artesanal cresce em Garanhuns








Participamos no último sábado (27) de um curso de produção de cerveja artesanal organizado pelo Leandro Oliveira, químico industrial, no ITEP Garanhuns. O curso é reflexo do momento que a cidade vive, com alguns apaixonados pela bebida iniciando suas próprias produções, como hobby ou pensando em empreender futuramente. Cerca de 30 pessoas participaram do curso, uns já com equipamentos e fazendo suas próprias experiências, como o Klébio Pontes, ou os curiosos, como este blogueiro.

O curso contou com o apoio da ACERVA, associação dos cervejeiros artesanais de Pernambuco, que pensa em montar representação no município.

Pernambuco tem se tornado uma referência no Nordeste para a produção e o consumo de cervejas artesanais. Muitos rótulos estão conquistando paladares e atraindo a atenção do país, com premiações como as conquistadas recentemente pela Ekäut e a DeBron. A capital pernambucana já conta com várias cervejarias registradas no Ministério da Agricultura, e centenas de produtores artesanais caseiros.

Garanhuns está indo bem, e já são facilmente encontradas cervejas especiais em casas do ramo, e com a ampliação do público consumidor, as artesanais vão ganhando terreno neste mercado tão amplo.

Na semana passada estivemos no Colibri Eventos, de Fernando e Lola, em uma degustação da Ekäut Stout, premiada recentemente no sul do país, e sobre isto, a gente vai falar ainda em outra postagem!


GARANHUNS Chuvas provocam danos, causam suspensão do abastecimento, mas aumentam níveis das barragens



Garanhuns está com o abastecimento suspenso desde ontem, consequência do grande volume de chuvas registrados nos últimos três dias na região. O Sistema Cajueiro, responsável por 60% da cidade, está sem funcionar em virtude do rompimento de um trecho da adutora pertencente a essa unidade operacional. A expectativa é que o sistema volte a operar na próxima quarta-feira (31), porque ainda há muita dificuldade para a locomoção dos técnicos para realizar os serviços de reparos. Outro sistema de abastecimento de Garanhuns, o Sistema Inhumas, está inoperante em virtude de problemas elétricos, também provocados pelas chuvas. Já o terceiro sistema do município, o Mundaú, não está operando porque atua de forma integrada aos demais.

Segundo o gerente da Unidade de Negócios da Compesa, Igor Galindo, a expectativa é que o Sistema Inhumas volte a funcionar ainda hoje, quando será possível retomar a distribuição de água na cidade. Em virtude dessas intercorrências, haverá um atraso de dois no calendário vigente, ou seja, a área 2 que seria abastecida nos dias 28,29 e 30 passará para os dias 30, 31 e 01/06. Já a área 3 receberá agua nos dias 02,03 e 04/06.

As chuvas não trouxeram apenas transtornos para a cidade de Garanhuns. Todas as três barragens conseguiram acumular um bom volume de água. A Barragens de Mundaú, que tem a capacidade de acumular 1,2 milhão de metros cúbicos de água está hoje com 83% do total, o que representa um volume de 998,74 m3. Esse reservatório estava 40% há três dias. A Barragem de Inhumas está hoje com 4, 2 milhões de metros cúbicos, de um total de 6,9 milhões de metros cúbicos, que representa 62% da sua capacidade. Já a Barragem de Cajueiro está com 6, 6 milhões de metros cúbicos, ou seja, 53% da sua capacidade total que é de 14, 4 milhões de metros cúbicos. Apesar dos resultados extremamente positivos, a Compesa irá aguardar o mês de junho para estudar a possibilidade de alteração do calendário de abastecimento de Garanhuns, que hoje obedece ao regime de 3 dias com água e 6 sem, chegando em alguns locais a ficar até 8 dias sem água. “Precisamos ser cautelosos e esperar a evolução da chuvas para promover qualquer redução no rodizio da cidade. Precisamos ter segurança hídrica para enfrentar o próximo verão sem dificuldades após seis anos de seca intensa”, argumentou Igor Galindo.

As questões da suspensão do abastecimento em Garanhuns e das barragens que abastecem a cidade foi um dos assuntos discutidos durante a reunião do Gabinete de Crise, que aconteceu ontem (28), com o objetivo de definir as medidas do Governo do Estado para enfrentamento às fortes chuvas que caem em Pernambuco desde o dia 27.

Artigo sobre Michel Temer e o pedido de Impeachment - Por Pedro Henrique Reynaldo Alves



Ele chegou ao mais alto cargo da República através do tumultuado e traumático processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff, envolvida em escândalos de corrupção e obstrução da justiça, a quem sucedeu cumprindo mandamento constitucional. Prometeu erigir uma "Ponte para o Futuro", plano de governo bem formulado que atendia aos reclamos da nossa nação, mergulhada em gravíssima crise econômica que jogou na rua do desemprego cerca de 14 milhões de brasileiros.

Confesso que acreditei que o professor de Direito Constitucional Michel Temer, reunia, como poucos, as qualidades adequadas para o grande desafio de realizar, em tão graves circunstâncias, uma transição para um novo Brasil. Afinal, além de se tratar de um ex-presidente da Câmara, Temer presidiu o PMDB, legenda que congrega parte do que há de melhor e pior no cenário político do país, tarefa para político experiente e desenvolto.

No entanto, a desenvoltura do diálogo do Presidente da República com um conhecido e delinqüente mega-empresário, em encontro na calada da noite, revelou relação promiscua ou mesmo criminosa. O caráter clandestino da gravação, cujos trechos fundamentais já foram atestados por diversos peritos, se equipara à forma furtiva do acesso do meliante ao Palácio do Jaburu, sem registro em agenda oficial ou identificação na portaria. E o silêncio do Presidente, ao não reportar às autoridades competentes o teor das graves afirmações de seu interlocutor, em flagrante prevaricação, só não é mais eloquente que suas suspeitas assertivas, capturadas no áudio.

Os reclamos por perícias técnicas e exame de legalidade da prova, após o conteúdo da gravação ser divulgado e em nenhum momento negado pelo Presidente da República, mais parece o apelo de um moribundo por algumas horas mais de vida.É certo dizer que Temer vinha fazendo um grande trabalho, ao propor e até realizar reformas que há anos seus antecessores negligenciaram, mas isso não confere imunidade para que o presidente pratique crimes de responsabilidade.

Nenhuma ponte pode ser construída sobre alicerces corrompidos. E é por isso que a OAB, honrando a tradição de sempre vocalizar os anseios da sociedade civil, em defesa da ordem jurídico-constitucional, se reuniu em caráter extraordinário no último sábado deliberando pela proposição de pedido de "impeachment" do Presidente da República Michel Temer, medida extrema e amarga e que se repete pela terceira vez após a promulgação da Constituição Federal de 1988. Erigida sobre o lamaçal que invadiu o cenário político da nação, a ponte de Temer ruiu.

Pedro Henrique Reynaldo Alves - Conselheiro Federal da OAB


TV Asa Branca faz cobertura de Congresso em Garanhuns

Aconteceu em Garanhuns, neste final, o I Congresso em Distúrbios neurológicos e Transtornos da Aprendizagem. Com palestrantes renomados no país, inclusive com participantes de Portugal, o evento foi de extrema relevância e coroado de êxito. A TV Asa Branca esteve lá, e a reportagem pode ser vista no link abaixo:


Ministério da Educação vai liberar recursos emergenciais para recuperar escolas atingidas pelas enchentes em Alagoas e Pernambuco

As escolas estaduais e municipais atingidas pelas enchentes em Pernambuco e Alagoas vão receber apoio do Ministério da Educação para recuperação de estrutura física e de equipamentos que tenham sido danificados pelas chuvas. 

O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, na reunião com o presidente Temer e o governador Paulo Câmara, neste domingo (28/05), no Palácio do Campo das Princesas, para discutir apoio às vítimas das enchentes. Nesta segunda-feira (29/05), o Ministério da Educação, enviará equipes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para Alagoas e Pernambuco para visitar as escolas atingidas pelas enchentes e dimensionar os estragos nas estruturas físicas e de equipamentos.

Rejeição dos atuais candidatos a presidente é altíssima



Lula lidera as pesquisas para a eleição presidencial, mas também é verdade que a rejeição ao seu nome é astronômica, chegando aos 71% dos eleitores, segundo levantamento do Paraná Pesquisas, em agosto de 2016. Até na região Nordeste, a rejeição de Lula chegou a 55,9%. A informação na época era do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Principal oposição ao PT, o PSDB também está ruim das pernas com seus nomes mais tradicionais: Aécio, Alckmin, e Serra rejeitados por 56,7%, 61,9% e 56,4%, respectivamente.

Com as recentes denúncias sobre Aécio, dificilmente o mineiro se recupera, enquanto Lula ainda tenta se manter na disputa. O PSDB pode partir para um plano B, que não seja nenhum dos três.

Terceira colocada nas últimas eleições, Marina Silva (Rede) apresentava em agosto rejeição semelhante aos tucanos, 56,6% não votam na ex-petista.

Apesar de ser o “menos rejeitado”, com 55%, Jair Bolsonaro (PSC-RJ) é também figura indigesta na corrida eleitoral.

Como podem ver, todos eles têm acima de 50% de rejeição, o que indica que num eventual segundo turno perderiam para qualquer um. Reflexo do atual momento político brasileiro.

O cenário é atraente para aparição de estrelas e super-herois sem rejeição com o eleitorado.

Garanhuns terá Festival Gastronômico na programação do NATAL LUZ 2017




Garanhuns: O Festival Gastronômico “Sabores de Garanhuns” 2017 será realizado no período de 03 de novembro a 31 de dezembro. É uma realização da Unidade Agreste Meridional do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Pernambuco (SEBRAE/PE), com apoio do SENAC, Prefeitura de Garanhuns e o Blog Aqui na Cozinha e com o patrocínio do Café Ouro Verde e da Granja Canaã.

A partir do mês de abril foi elaborada, em parceria com o SENAC, uma programação de capacitação para os estabelecimentos participantes que irá acontecer durante os próximos meses. Os atendentes, cozinheiros, garçons e gestores participarão de cursos, como Boas Práticas na Manipulação de Alimentos (Segurança Alimentar), Elaboração de Cardápio e Ficha Técnica, Sommelier, Atualização para Garçom e Finger Food. Os cursos serão ministrados por profissionais especialistas em suas áreas que serão convidados pelo SENAC. O período de capacitação vai até o mês de agosto e visa preparar melhor os profissionais na hora de receber os visitantes nos meses de novembro e dezembro. Em setembro os estabelecimentos participantes desenvolverão e apresentarão um prato que participará do Festival.

Como destaca a analista de Comércio e Serviços do Sebrae, Alessandra Mendes, “a ideia é promover a culinária regional. Os estabelecimentos criam pratos e nós divulgamos para que moradores e turistas possam experimentá-los".

Estão participando da 8ª Edição do Festival Gastronômico doze estabelecimentos: Seu Zuza, Zanzibah, Restaurante O Relojoeiro, Tagliateli Ristorante, Big Burguer Lanches, Du Vin Bistrô, Fazenda Brejo, República - Coffee e Beer, Vitória Doceria & Café, Temak House, Terraço Churrascaria & Chopperia, Varanda Restaurante & Pizzaria e O Rei do Charque (Cozinha Regional).

O Festival Gastronômico terá sua abertura oficial no dia 03 de novembro, juntamente com a abertura do Natal Luz 2017 de Garanhuns. Para esta abertura haverá uma participação especial dos estabelecimentos participantes do Festival Gastronômico. Segundo Patty Martins "serão distribuídos 10 mil guias no período do Festival, com informações sobre os restaurantes participantes e os pratos desenvolvidos por eles o que pode ser uma referência para quem quiser fazer um tour gastronômico, visitando esses estabelecimentos e experimentando o prato criado especialmente para o Festival".

Release:
Patty Martins
Jornalista e editora do blog www.aquinacozinha.com

Governo de Pernambuco decreta Calamidade em 13 municípios da Mata Sul e instala Gabinete de Crise para planejar ações emergenciais

Paulo Câmara reuniu, neste domingo, secretários e comandantes de
operativas para acompanhar e planejar atuação do Estado


 





Após o grande volume de chuva que atingiu municípios do Agreste e da Zona da Mata Sul de Pernambuco, o governador Paulo Câmara reuniu, na manhã deste domingo (28.05), no Palácio do Campo das Princesas, o secretariado e as forças operativas para monitorar a situação e planejar as diretrizes no esforço de conter os impactos das enchentes dos municípios afetados. Diante da situação, o gestor estadual decretou, por meio de publicação em edição extraordinária do Diário Oficial,Calamidade em 13 cidades e a instalação, em cada um dos municípios, de gabinete de crise. São eles: Belém de Maria, Palmares, Amaraji, Maraial, Ribeirão, Cortês, Barra de Guabiraba, São Benedito do Sul, Rio Formoso, Catende, Água Preta, Jaqueira e Barreiros.

“Estamos imbuídos de realizar o monitoramento em tempo integral das cidades atingidas pelas chuvas. Vamos tomar as medidas necessárias para que os prejuízos e o sofrimento da população sejam minimizados com o trabalho que já está iniciado e com o que estamos planejando. O gabinete de crise está sendo instalado nas 13 cidades em estado de Calamidade para dar as respostas e os alertas necessários a toda a população atingida”, afirmou o governador Paulo Câmara, que sobrevoou, à tarde, as principais atingidas. 

O gabinete de crise é um local que conta com o apoio da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e de todas as equipes do Governo do Estado, visando concentrar as demandas dos municípios de forma a desburocratizar o atendimento aos moradores. “É um escritório para concentrar demandas que serão reportadas ao Recife para que as secretarias responsáveis proponham diagnósticos e soluções sob o comando do governador Paulo Câmara”, esclareceu o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni.

Paulo também afirmou que 200 homens já foram enviados para os municípios, tanto do Corpo de Bombeiros, quanto da Defesa Civil do Estado e que irão se juntar às corporações municipais. “Os 200 homens vão continuar na região da Mata Sul enquanto for necessário. Caso seja preciso deslocar mais militares, isso será feito ao longo das avaliações, que serão permanentes”, afirmou.

O trabalho humanitário também já está sendo realizado com a entrega de mantimentos nos municípios. “A Codecipe (Coordenadoria de Defesa Civil do Estado de Pernambuco) já enviou dois caminhões com colchão, lençol, travesseiros, fronhas. Também estamos enviando lonas plásticas, que são bastante demandadas em momentos como esse”, ressaltou. Os kits de alimentação, conforme informou Paulo, serão remetidos para os municípios tão longo fiquem prontos.

Ainda entre as ações que estão sendo realizadas, está o monitoramento de todos os reservatórios por meio da Companhia Pernambucana de Abastecimento (Compesa), para avaliar a necessidade de abertura ou não de comportas; o deslocamento de duas aeronaves sobrevoando as áreas de risco; o levantamento da situação dos acessos e estradas, através de engenheiros do Departamento de Estradas e Rodagens de Pernambuco (DER-PE) e secretaria de Habitação (Sechab); disponibilização de prédios públicos para servirem de abrigo; deslocamento de três equipes de saúde para a Mata Sul.

Em comparação com as fortes chuvas que ocorreram em 2010, atingindo grande parte da Mata Sul, Paulo pontuou que a situação atual é ainda mais grave. “A chuva de 2010, que trouxe tanta destruição, em três dias correspondeu a 180 milimetros (mm). As fortes chuvas que se iniciaram na última sexta-feira, já atingiram 140mm, ou seja, com mais intensidade”, comparou, ressaltando que, embora a situação atual seja mais grave, temos muitos equipamentos preservados, em virtude de planejamento e de preparação, tanto das informações meteorológicas quanto dos investimentos já realizados”.

SERRO AZUL - O governador destacou, ainda, que a construção da barragem de Serro Azul, localizada em Palmares, evitou estragos maiores. “O esforço de conclusão de Serro Azul já mostra alguns efeitos, junto com todo o trabalho da Operação Reconstrução de 2010. Temos, hoje, a preservação de casas, escolas e hospitais que já foram construídas em locais adequados para evitar um dano maior”, afirmou. A barragem de Serro Azul tem um reservatório com capacidade de acumulação de 303 milhões de metros cúbicos (m³) e, até agora, recebeu 48 milhões de m³.

APOIO – O Governo do Estado também solicitou apoio do Governo Federal, por meio dos ministérios da Cidade e da Defesa. Diante da situação de calamidade, o presidente da República, Michel Temer, virá a Pernambuco. Para tanto, o governador Paulo Câmara está preparando o material que entende como fundamental e necessário para apresentar ao Governo Federal. " Um dos pontos é com relação aos recursos dos convênios já formalizados, para que possamos finalizar outras barragens e obras que precisam ser concluídas para evitar fatos como esse ocorram novamente”, afirmou Paulo Câmara.

Fotos: Aluisio Moreira/SEI

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.