DESTAQUES DO BLOG

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

quarta-feira, 26 de julho de 2017

UM PEDACINHO DA ITÁLIA EM GARANHUNS A Tradicional família Diletieri



Professor historiador José Cláudio Gonçalves
colaboração: Gerusa Diletieri Mota Lessa, neta de Domingos Diletieri.

A tradicional família italiana, os Diletieri, chegaram ao Brasil em 1908, aportando no Rio de Janeiro em um navio de imigrantes. Depois Nicolau Diletieri, sua esposa Maria Diletieri e seus filhos: Angela, Miquelina, Carmem, Inês e Domingos Diletieri Primo, também chamado de Duda vieram para Garanhuns, onde iniciaram na vida comercial.

Gerusa Diletieri
Motivado pelas notícias de Nicolau Diletieri que eram remetidas a família na Itália sobre o clima, as belezas naturais e a prosperidade da cidade de Garanhuns, Domingos Diletieri, sobrinho de Nicolau, decide em 1910 vir com a sua esposa, Anna Maria Diletieri Rizzuto e seus quatro filhos: Angelina, Alice, Gerusa e Giuseppe, seu irmão Pietro Rocco, conhecido por Roque e o tio Angelo Diletieri residir nas Terras do Clima Maravilhoso. 

Logo Nicolau e Domingos Diletieri se tornaram comerciantes de destaques em Garanhuns. Nicolau Diletieri com sua loja de tecidos, armarinho, ferragens, secos e molhados na Rua Severiano Peixoto, e Domingos Diletieri com seu armazém de cereais, secos e molhados na Rua do Comércio, a Rua Grande ou Santo Antônio, atualmente as lojas Mundo Infantil e Loja ômega. 

Na Hecatombe de Garanhuns, a família Diletieri não tiveram nenhuma participação, em nenhum momento foram ameaçados, mas três episódios, marcaram a vida da família naquela triste segunda-feira de 15 de janeiro de 1917. O primeiro episódio foi quando os jagunços saiam pelo portão dos fundos da residência da casa de Ana Duperron, portão que dava acesso a Rua do Cajueiro, Domingos Diletieri que estava na casa do seu tio Nicolau Diletieri, por uma das frestas de uma veneziana viu a passagem daqueles homens que atacariam a cadeia minutos depois, contando ele ao todo vinte e três.
O segundo episódio aconteceu logo após o ataque à cadeia. O delegado Meira Lima obrigou Nicolau Diletieri a receber em sua casa os jagunços feridos, onde estava um médico que foi providenciado pelo delegado. Na casa de Nicolau Diletieri foi atendido o bravo Sargento Pedro Malta, que conseguiu escapar ao ataque com um leve ferimento no ombro.

Professor Cláudio Gonçalves
O terceiro episódio e que marcou uma das maiores injustiças no processo da Hecatombe de Garanhuns foi a prisão de Nicolau Diletieri, indiciado pelo Juiz Francisco Ribeiro Pessoa de fornecer querosene para incendiar as casas dos adversários políticos de Júlio Brasileiro, o mesmo ocorrendo com o Capitão Thomaz Maia. Sendo presos, mas depois provado que os dois eram inocentes das acusações, foram soltos meses depois.

Domingos Diletieri passado alguns meses da Hecatombe de Garanhuns compra a casa de Mirandolina Souto de Miranda, viúva do tenente coronel Argemiro Miranda, casa que ficava na Rua do Jatobá, atualmente onde funciona os Correios. Domingos Diletieri era amigo de Argemiro de Miranda, ambos haviam fundado a União Comercial em 1909, sendo Nicolau Diletieri o primeiro tesoureiro. 

Esse texto só foi possível com a colaboração inestimável da minha amiga, extraordinária profissional na Educação, Gerusa Diletieri Mota Lessa, representante de uma das famílias históricas da nossa cidade, que escreveram e continuam escrevendo a cada dia uma bela página na nossa História.

José Cláudio Gonçalves de Lima
Instituto Histórico de Garanhuns e membro da Comissão da Hecatombe

Publicado originalmente em 23 de julho de 2016

Espaço Compesa desperta interesse de crianças pelos temas ambientais durante 27º FIG

 Companhia leva ações socioambientais para um dos eventos artísticos e 
culturais mais importantes da temporada de frio, em Pernambuco



Colocar a mão na terra, plantar uma semente, adubar e aguar, zelar para que a plantinha cresça e floresça. Esse aprendizado ninguém esquece. Por isso, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) levou para a 27ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) oficinas de plantio de mudas e jogos educativos como estratégias de educação ambiental para as novas gerações. Desde a última segunda-feira (24), mais de 350 crianças já participaram das atividades, verdadeiros laboratórios ao ar livre, despertando o interesse pela preservação da natureza e o consumo consciente. A programação é gratuita e segue até sexta-feira (29), no espaço montado pela Compesa no Parque Euclides Dourado, no horário das 15h às 19 horas.

Todos os dias são promovidas cerca de oito oficinas de plantio de mudas, cada uma com 20 minutos de duração. Podem participar até 16 crianças por turma. Na atividade, as crianças plantam mudas de espécies florísticas, fáceis de cultivar em casa, como Girassol, Dália e Cravina. Ao final da oficina, elas levam a muda para casa. A proposta das atividades com os jogos educativos é semelhante. Após participar da brincadeira e aprender as regras, a criança também é presenteada com o jogo de tabuleiro para multiplicar as informações e o conhecimento adquirido, de forma lúdica, com os amigos. Os jogos educativos reproduzem um jogo de ludo gigante, onde as crianças se divertem e, ao mesmo, aprendem sobre conceitos de sustentabilidade, cuidados com o meio ambiente e dicas de preservação dos recursos hídricos.

O público jovem e adulto que visita o espaço da Compesa no FIG pode conhecer espécies florestais nativas da Caatinga e da Zona da Mata, além de receber material informativo sobre uso racional da água. Para Aldo Santos, diretor de Articulação e Meio Ambiente da Compesa, desenvolver atividades socioambientais num evento como o FIG possibilita à companhia promover educação ambiental e divulgar o compromisso da empresa com a sustentabilidade dentro de um contexto de valorização da nossa cultura. “O FIG é um evento que valoriza a cultura, e para nós da Compesa, a preocupação e a ação da sociedade na preservação do meio ambiente deve atravessar gerações, fazendo parte das ideias, comportamentos e práticas de todos”, observa.

PE-203 que dá acesso a Lagoa do Ouro vai ganhar recuperação


Processo de licitação para apresentação dos projetos executivos foi aberto no último dia 21 e se estende por um mês.

A PE-203, que fica entre a BR-424 e o município Lagoa do Ouro, tem aproximadamente 17km de extensão e está totalmente destruído sem condições de ser recuperado pela "Operação Tapa Buraco". O governo destinará para elaboração do projeto executivo da obra pouco mais de meio milhão de reais e estes devem ser concluídos até o mês de outubro para entrar ainda no orçamento deste ano e poder ser iniciada no começo de 2018. A intensão do Governo é começar já em Janeiro, e a obra deve custar em torno de 25 a 30 milhões aos cofres públicos.

O deputado Claudiano Filho comemora a contemplação, pois essa era uma constante preocupação no seu mandato, tendo encaminhado ao governo a demanda do ex-vereador de Lagoa do Ouro, Quebra Santo, que também esperava pela restauração da estrada que já foi palco de acidentes com moradores da região. O último registro foi há aproximadamente um ano, quando uma agricultora numa moto colidiu com um veícul, vindo a óbito e deixando sua acompanhante ferida.







Os interessados em apresentar projetos para executivos de engenharua para as obras poderão ver o edital no Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Pernambuco - DER/PE ou solicitar por email ao órgão.

87FM INAUGURA MODERNO ESTÚDIO MÓVEL EM GARANHUNS. CONFIRA!






A rádio 87FM, de Garanhuns, inaugurou nesta terça-feira (25/07), em pleno Festival de Inverno, um estúdio móvel, moderno e com equipamentos de última geração para apresentações de programas e coberturas de eventos.  Além de amplo espaço interno, o estúdio móvel ainda conta com palco externo, para maior interatividade com o público. 

O Véio Jerimias foi o pioneiro desta inauguração e pode arrancar muitos sorrisos de pessoas que passavam pelo Parque Euclides Dourado, onde o estúdio móvel está localizado durante o FIG. Mais de 200 copos personalizados com a marca do Véio Jerimias foram distribuídos. A inauguração superou as expectativas, pessoas acompanharam as apresentações do Sanfoneiro Julliano do Acordeon que ao lado do forrozeiro Nando Azevedo reuniu bastante gente em frente ao Estúdio Móvel. 

A festa contou ainda com o pessoal da Escola Elisa Coelho, do projeto Thrimar Trup Professor Holdeberto Martins, que se apresenta na próxima semana no Palco da Cultura Popular Ariano Suassuna.

Tá aí um investimento interessante, que leva a rádio para dentro dos eventos e interage com os ouvintes "in loco". 

Boa sacada do Neto e a turma da 87 FM. A ideia agora é ir aos bairros de Garanhuns e aos grandes eventos da região.

FIG tem Sessão de Filmes de Terror. Confira a programação!

GARANHUNS RECEBE MOSTRA DE CURTAS SELECIONADOS PELO TOCA O TERROR
A Menina Só, de Cíntya Bittar, está na programação do Cine Toca o Terror


Pelo terceiro ano consecutivo, o Toca o Terror participa da programação audiovisual do Festival de Inverno de Garanhuns em uma parceria com a FUNDARPE. No dia 28 de julho às 18h20, a equipe do Cineclube Toca o Terror promove uma das noites mais aguardadas do festival com a III Mostra de Curtas Nacionais de Horror.

Esta mostra que teve início em 2015 apresenta obras que vão desde realizadores locais como ainda curtas de diretores nacionais reconhecidos e premiados. O foco da seleção de curtas do Toca o Terror no FIG privilegia curtas inéditos em exibição na cidade.

"Alguns dos curtas escolhidos já foram exibidos em vários lugares e eventos do Recife, mas ainda não foram mostrados em Garanhuns. É um recorte da produção atual de quem faz cinema do gênero no país”, opina Jarmeson de Lima, um dos realizadores dessa mostra. A sessão é gratuita e acontece no Cine Eldorado, no bairro de Heliópolis.

III Mostra de Curtas Nacionais de Horror
Data: Sexta-feira, 28/7 - 18h20
Local: Cine Eldorado - Garanhuns
Classificação: 16 anos
Filmes selecionados: 
“Ultima Puella” (Dir: Jota Bosco, 8 min)
“Pray” (Dir: Claudio Ellovitch, 15 min)
“O Presente de Camila” (Dir: Ivo Costa, 13 min)
“Andale!” (Dir: Petter Baiestorf, 4 min)
“A Menina Só” (Dir: Cíntia Domit Bittar, 10 min)
“Quarto Para Alugar” (Dir: Enock Carvalho e Matheus Farias, 21 min)

Entrada gratuita
Mais informações
www.facebook.com/tocaoterror | www.tocaoterror.com

CONGRESSO DA AMUPE >> Governo de Pernambuco vai investir mais de R$ 1 bilhão em parceria com os municípios

Durante a solenidade de Abertura do 4º Congresso da Amupe, nesta terça-feira, o governador destacou as ações realizadas pelo Governo de Pernambuco em todas as regiões do Estado



Construir mecanismos em conjunto com os municípios para o desenvolvimento de ações que contribuem para o avanço de políticas públicas, por meio de um olhar federalista. Foi com esse sentimento que o governador Paulo Câmara destacou, durante a Abertura do 4º Congresso da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), o trabalho do Governo de Pernambuco para responder, em parceria com as prefeituras, as demandas de todas as regiões do Estado. Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou que, em 2017, a administração estadual vai superar a marca de R$ 1 bilhão em investimentos. 

"Já anunciamos mais de R$ 800 milhões de investimentos nas dez regiões em que estivemos no Pernambuco em Ação e vamos completar mais de R$ 1 bilhão em investimentos, com as visitas em mais duas regiões (Agreste Central e Região Metropolitana) em parceria com os municípios. Isso serve para que a gente tenha, até o final de 2018, a condição de continuar investindo em Pernambuco. Mas, principalmente, investindo naquilo que é prioridade e pode ajudar a melhorar a vida das pessoas que moram nas cidades", destacou Paulo Câmara. 

Entre as obras que compõem esses investimentos, o governador detalhou ações nas áreas de infraestrutura, habitação, segurança hídrica, saúde, segurança, agricultura, além de um conjunto de ações que dialogam com a geração de emprego e renda. "Vamos fazer um Pernambuco mais justo, igual, fraterno, mas acima de tudo, um Pernambuco que seja um exemplo de federalismo para todo o Brasil", completou.

O governador também pontuou que o Governo de Pernambuco seguirá com o repasse de recursos, por meio do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para que as prefeituras consigam promover obras e ações. "Eu quero continuar avançando com o apoio dos municípios, governando com parcerias, olhando Pernambuco por inteiro. A gente tem um desafio muito grande, mas nós vamos fazer juntos. Nós vamos continuar as obras do FEM e iniciar o FEM 3. Onde não foi iniciado, completar as obras e fazer com que elas saiam do papel, como no Pernambuco em Ação", concluiu. 

Com o tema "A Cidade que Precisamos", o Congresso da Amupe deste ano, que é realizado em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco, terá, ao longo dos seus três dias de duração, 28 painéis sobre temas diversificados, como saúde pública, transparência e controle social, iluminação, desenvolvimento sustentável e financiamento da educação. O evento tem como principal objetivo ajudar os municípios a implantar soluções criativas nas mais diversas áreas, para o enfrentamento da crise e apoio ao cidadão pernambucano.

O presidente da Amupe e prefeito do município de Afogados da Ingazeira, José Patriota Filho, avaliou a importância de um Congresso como o da Amupe como mecanismo de apoio aos gestores municipais. "Nós precisamos acreditar em Pernambuco, no Brasil, e sobretudo, acreditar nas pessoas. O Brasil tem jeito, tem saída, porque ele depende de nós mesmos, de nossas iniciativas e da nossa coragem de fazer. E no Congresso da Amupe, é a oportunidade de formação e capacitação das equipes dos municípios. Temos a oportunidade de aprender a fazer mais com menos, de celebrar parcerias, conhecer novas tecnologias. Aqui, nós aprendemos, mas também ensinamos. Essa troca enriquece ainda mais os nossos esforços", frisou.

AMUPE - Criada em 1967, durante o Regime Militar, a entidade que atualmente conta com 171 municípios filiados tem como causa principal o fortalecimento das cidades pernambucanas, sobretudo, no que diz respeito à busca de métodos que tornem as administrações municipais mais eficazes.

Fotos: Aluisio Moreira/SEI

Fafá de Belém comanda Noite do Pará na programação do FIG 2017. CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DE TODOS OS POLOS

Palco de cultura popular tem maracatu, quadrilha, afoxé e coco. No palco pop, tem o espetáculo Não recomendados (SP)
Link para as fotos: flickr.com/fundarpe




A quarta-feira é dedicada aos ritmos do Pará no palco Mestre Dominguinhos do 27º Festival de Inverno de Garanhuns. Compositor, intérprete, multi-instrumentista e produtor, Arthur Espíndola faz parte da nova geração de artistas paraenses e sobe ao palco a partir das 21h. O trabalho dele dialoga com o samba e a música amazônica, promovendo encontros com o carimbó, o lundu, o marabaixo e outros ritmos regionais.

Em seguida, Lia Sophia e Pinduca convidam o público do FIG a uma viagem pela musicalidade do Norte do País no show Carimbó no Brasil. Recentemente o carimbó foi oficializado como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. 

Com a voz e o carisma que já são patrimônios do povo brasileiro, Fafá de Belém encerra a noite dedicada à sonoridade paraense interpretando grandes sucessos e as canções do álbum Do tamanho certo para o meu sorriso, que celebra seus 40 anos de carreira. O show está marcado para começar às 23h30. Abrindo a programação da noite no palco principal, às 20h, está a cantora garanhuense Belinha Lisboa. 

Palco Pop – Cantora, compositora e cineasta, Ava Rocha vem pela primeira vez ao FIG, com o repertório de seus dois discos lançados: Diurno (2011) e Ava Patrya Yndia Yracema (2015). O show começa às 19h. Fechando a programação, tem o espetáculo Não recomendados (SP), que questiona os padrões comportamentais e viciados da sociedade.

Palco Instrumental – O destaque na programação desta quarta-feira é o show de Betto de Bandolim com a participação muito especial do mestre Chocho, Patrimônio Vivo do Choro e do estado de Pernambuco. O encontro, às 20h, mistura o ecletismo e a contemporaneidade de Betto do Bandolim com a tradição do clássico choro do mestre Chocho. 

Palco forró – A primeira atração é o jovem sanfoneiro Mateus Cordeiro, que volta a Garanhuns para mostrar seu talento que vem sendo refinado desde quando tinha 11 anos. Fiel representante do forró da sanfona de oito baixos, Truvinca se apresenta em seguida, a partir das 23h. À meia-noite, o tocador Agostinho do Acordeon, que aprendeu os primeiros acordes com o próprio Luiz Gonzaga, faz um apanhado da sua carreira de 38 anos.

Plataforma FIG – O evento, que acontece hoje e amanhã no auditório do hotel Garanhuns Palace, é uma oportunidade para artistas locais participarem de debates sobre a cadeia produtiva da música e apresentar seus trabalho para grandes produtores de festivais do Brasil. Para participar da Plataforma FIG é preciso se inscrever pelo e-mail plataformafig@gmail.com. O evento também aceita inscrições na hora.

O Festival de Inverno de Garanhuns é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundarpe, e conta também com a parceria da Prefeitura de Garanhuns e apoio da CEPE Editora, Sesc e Sebrae, além do Virtuosi e do Conservatório Pernambucano de Música. Confira a programação completa e atualizada no site oficial: www.cultura.pe.gov.br/fig2017.


Confira abaixo a programação completa desta quarta-feira

MÚSICA

Palco Mestre Dominguinhos

20h – Belinha Lisboa
21h - Arthur Espíndola (PA)
22h – Lia Sophia e Pinduca (PA)
23h30 – Fafá de Belém (PA)
Palco de Cultura Popular Ariano Suassuna
12h às 14h – Roda de Sanfona I
13h - Cortejo Quadrilhas
14h - Quadrilha Junina Luminar (Garanhuns)
14h30 - Quadrilha Junina Os Filhos de Lampião (Correntes)
15h - Quadrilha Junina Xamego na Roça (Canhotinho)
16h – Bloco C. M. Lira da Noite
17h – Coco de Pneu
18h – Maracatu de Baque Solto Leão Misterioso
19h – Afoxé Filhos de Dandalunda
20h – Benedito da Macuca
Palco Pop
17h – Milena Rimer
18h – João Fênix
19h – Ava Rocha (SP)
20h20 – Não Recomendados (SP)

Som na Rural
Parque Euclides Dourado
21h20 – Edmilson do Pífano

Palco Instrumental
Parque Ruben Van der Linden
17h – Roberto Lima e Banda
18h – Danda e seu regional de ouro
19h – Rafael Marques
20h – Betto do Bandolim, com participação de Mestre Chocho

Palco Forró 
Parque Euclides Dourado

22h – Mateus Cordeiro
23h – Truvinca
0h – Agostinho do Acordeon

Palco Mamulengos e Pontos de Cultura
Parque Euclides Dourado

15h – Mamulengo Nova Geração
16h – O Grão Circo Mamulengo
17h - Coco de Roda do Cabo de Santo Agostinho (Ponto de Cultura Farol da Vila – Coco de Pontezinha)
Programa do Conservatório Pernambucano de Música (Catedral)
16h30 – SaGRAMA e Yamandu Costa
21h – Libertango – ‘Tangos Hermanos’ Estela Caldi (Piano), Alexandre Caldi (Saxofones e Flautas), Marcelo Caldi (Acordeon)

Artes cênicas

CIRCO
16h – Circo Mambembe – Arte do Povo
Circo Alves (PE)

TEATRO ADULTO
18h – A Descoberta de Um
Grupo Claricena (Garanhuns)
Local: Teatro Luiz Souto Dourado

2ª MOSTRA DE TEATRO ALTERNATIVO
22h – Que muito amou
Cênicas Cia de Repertório (PE)
Local: Galeria Galpão

AUDIOVISUAL
14h – Exibição de Longa-metragem com Acessibilidade Comunicacional
Parceria com o Festival VerOuvindo

Amigos de Risco (Ficção, 88 minutos, 2007, Brasil), de Daniel Bandeira
Após a exibição do filme haverá uma conversa sobre Acessibilidade Comunicacional
Classificação: 16 anos
18h20 - Longa-metragem Nacional

Divinas Divas (Documentário, 110 minutos, 2017, Brasil), de Leandra Leal
Classificação: 14 anos

DIÁLOGOS (SESC)
Galeria Galpão
16h - "Conversas para adiar o fim do mundo" - Bené Fonteles
“Urgências e poéticas na questão indígena”, com Vincent Carelli, Raonny Fulniô, Guilherme Marinho Xucuru e Zé Carlos do Castainho

LITERATURA
Praça da Palavra Hermilo Borba Filho

9h – Alma Pelada, poesia abstrata com Luiz Gonzaga de Melo Neto (UBE)
10h – Escuta e Labirinto – Vivência da Escuta da Música Contemporânea como entrada em um Labirinto, com Leonardo Aldrovandi (SP)
11h – Embarcando no Universo da Imaginação |Cia. Fisa D’arte (Secretaria Municipal de Educação e Editora IMEPH)
11h40 – Histórias para Contar a Vovó | Verônica Costa e Sheylla Feitos (Secretaria Municipal de Educação e Editora IMEPH)
14h – Outras Palavras: Conversa com Paulo Gervais (vencedor do IV Prêmio Pernambuco de Literatura) e apresentação do grupo Chorões da Aurora
16h – Palestra | Declamação, Prosa, Versos e Poesia em Relação ao que o progresso nos trouxe (UBE)
17h – Prosa e Cordel: Em cena a poesia popular, com Edilene Soares e Sandoval (UBE)
18h – Palestra | Quem matou Delmiro Gouveia, com Edsom Mendes (UBE)
19h – Palestra | Lançamento de Livro: À Espera de Tio Alois, com Homero Fonseca,mediação de Dorvalina Maciel (PE)
20h – Recital | Da Lua Não Vejo Minha Casa, com Leonardo Aldrovandi (SP)

PLATAFORMA FIG
Garanhuns Palace Hotel

14h às 15h30 - Mesa “A importância dos festivais Pernambucanos na cena independente da música nacional”
Mediação: Melina Hickson (Porto Musical)
Paulo André (Abril Pro Rock)
Gutie (Rec Beat)
Jarmeson Lima (Coquetel Molotov)
16h às 17h30 - Apresentação da startup Musicle (parceria com o Portomídia)

PROJETO OUTRAS PALAVRAS
14h às 17h – Conversa com o escritor Paulo Gervais, vencedor do 4º Prêmio Pernambuco de Literatura (Paulatim) + Apresentação da Banda de MPC Animalize (estudantes e professores da EREM N. S. Perpétuo Socorro) e participação especial de Fafá de Belém
Local: Praça da Palavra Hermilo Borba Filho
Envolvidos: Comunidade escolar de Garanhuns e público geral

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.