BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

DESTAQUES DO BLOG

terça-feira, 8 de agosto de 2017

UNOPAR GARANHUNS SORTEIA UM CELULAR NA REMATRÍCULA. SAIBA MAIS!

💥 SORTEIO REMATRÍCULA PREMIADA 2 💥


Devido ao sucesso do Sorteio Rematrícula Premiada estaremos sorteando mais um celular LG K10 Dourado 4G.

Para participar basta realizar a sua REMATRÍCULA até o dia 30 de Agosto de 2017. 

O sorteio irá ocorrer no dia 31 de Agosto de 2017 no POLO UNOPAR GARANHUNS.

Então o que está esperando para você realizar sua Rematrícula? Corra e não perca tempo.

OBS: Só participarão do sorteio os alunos veteranos que estiverem rematriculados.

UNOPAR GARANHUNS
MAIS PRÓXIMA, PARA IR MAIS LONGE!


Secretário de Defesa Social estará em Garanhuns



Em viagem ao interior, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, visita nesta quarta-feira (09/08), a sede dos Órgãos Operativos da SDS em Garanhuns. A visita acontece ao Batalhão de Polícia Militar e à Delegacia da Polícia Civil do município.

Na oportunidade o secretário vai conversar com a imprensa, às 11h, na sede do 9º BPM, sediado na Av. Rui Barbosa, 1122, Heliópolis.

SERVIÇO:
Visita aos Órgãos Operativos da SDS em Garanhuns
Data/hora: 09/08/17 às11h.
Endereço: Av. Rui Barbosa, 1122, Heliópolis
Mais informações: 99488 3481

Ex-candidato a deputado pelo PTB no Agreste deixa Armando Monteiro por discordar da aproximação do senador com Governo Temer

Transcrevo do blog de Wellington Freitas (confira a publicação original aqui)

O advogado Washington Cadete, de São Bento do Una, que nas eleições de 2014 foi candidato a deputado estadual pelo PTB, obtendo uma boa margem de votos e que em 2016, foi candidato a prefeito e obteve uma expressiva votação, não sendo eleito por uma pequena diferença, anunciou que está deixando o PTB, do senador e pré-candidato a governador de Pernambuco, Armando Monteiro.

Segundo explica a nota de Cadete, o mesmo escreveu carta à Armando, discordando dos rumos do partido petebista no estado, bem como sua postura pró-reformas e aproximação com o governo do presidente, Michel Temer (PMDB). O advogado reafirma a admiração que tem pelo senador e diz que não apoiará ninguém ao governo do estado que tenha entre seus aliados ministros do governo Temer.

Confira a nota na íntegra

Inicialmente registro meu respeito por sua pessoa, afirmando que minha presença no Partido Trabalhista Brasileiro — PTB se deu, unicamente, em decorrência de sua história e sua luta na defesa da candidatura da Presidente Dilma, sucessora de Lula, que sempre estiveram em defesa do povo e cuidaram do Nordeste com tratamento diferenciado.

Incomoda-me e discordo frontalmente com a posição do PTB que tem na Presidência Nacional um ex-presidiário, condenado por atos conhecidos de todos, que publicamente reclama um Ministério para a própria filha e a condução do Partido ao declarado apoio ao Governo Temer.

Enorme e significativa parcela da sociedade, em percentagens superiores a noventa por cento, rejeitam o Governo Temer, e o PTB preferiu ouvir o canto da sereia, ou do Temer, deixando boa parcela de seus filiados decepcionados.

Discordo das reformas trabalhista previdenciária, realizadas a toque de caixa, sem a participação dos trabalhadores, principais interessados, por um Governo ilegítimo e golpista Discordo não se permitir a investigação da conduta do Temer, mais de oitenta por cento da população indicou concordar e o PTB se recusou a ouvir os anseios da rua, com a ressonância de se defender a estabilidade política, em favor de um Governo decrépito, corrupto, golpista, e sem apoio popular.

Assim repito, decepcionado e frustrado com a conduta do Partido e principalmente da ausência de consulta às bases, afasto-me do PTB, e apenas para registro, adianto que não estarei com nenhuma candidatura que tenha a presença de Ministros do Governo Temer.
Mantenho minha admiração pessoal por sua pessoa e coloco-me à disposição.
Atenciosamente,

Washington Cadete

ZIKA: Hospital da UPE agora conta com uma Unidade de Desenvolvimento Infantil





O Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco (Huoc/UPE) conta agora com a Unidade de Desenvolvimento Infantil (UDI), voltado para avaliar o desenvolvimento de crianças dos 6 meses até 3 anos. O centro recebe crianças que são filhos (as) de mulheres que tiveram o vírus da Zika durante a gravidez e nasceram com ou sem a microcefalia, pois todas precisam ter um acompanhamento no desenvolvimento neuropsicomotor. O Oswaldo Cruz é o segundo serviço em Pernambuco a oferecer esse tipo de atendimento junto com o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC/UFPE).

De acordo com as coordenadoras da unidade, a neurologista do desenvolvimento Dra. Sophie Eickmann e a neurologista pediátrica Dra. Paula Sobral, a equipe multidisciplinar vai realizar um teste de avaliação internacional com os pacientes, chamado “Escala de Desenvolvimento Bayley”. “O teste determina o nível de desempenho da criança, os pontes fortes e fracos. A partir disso, podemos ver quais as necessidades específicas de intervenção e fazermos um encaminhamento precoce para outras especialidades”, destacam.

A Escala de Bayley está subdividida em cinco domínios: cognição, linguagem (comunicação expressiva e receptiva), motor (grosso e fino). “O teste é amplo e complexo e nos permite identificar precocemente sinais de riscos de desenvolvimento já nos bebês. Com isso, podemos atuar na prevenção do atraso neuropsicomotor dos pacientes”, esclarecem as neuropediatras. Elas explicam ainda que a família recebe um kit de estimulação de acordo com a idade da criança. “Faz parte da pesquisa. É fundamental ensinar às famílias a estimular o desenvolvimento dos bebês em casa. Precisamos do envolvimento desses pais”, frisa Dra. Sophie.

Serão atendidas inicialmente famílias cadastradas no Grupo de Pesquisa da Epidemia da Microcefalia (MERG). Trata-se de uma equipe de pesquisadores que está em busca de respostas para os casos de microcefalia registrados no Brasil, situação considerada emergência internacional de saúde pública. De acordo com as neuropediatras, cerca de 450 crianças cadastradas na pesquisa serão acompanhadas na unidade.

A equipe conta também com mais duas fisioterapeutas. O atendimento é pré-agendado pela equipe do UDI. Por se tratar de uma avaliação muito completa, a expectativa é atender 4 pacientes por dia, 20 por semana. A unidade funcionará de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h. Mais informações: (81) 9.9730.3579 falar com Juliana Melo.

Sobre o MERG - O Grupo de Pesquisa da Epidemia da Microcefalia (MERG) trabalha com profissionais ligados a diversas instituições: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhaes (CPqAM/Fiocruz-PE), Universidade de Pernambuco (UPE), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco (SES/PE), London School of Hygiene and Tropical Medicine (UK), Universidade de Pittsburgh (EUA), Fundação Altino Ventura (FAV) e Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).

A rede de profissionais inclui especialistas em epidemiologia, doenças infecciosas, investigadores na área da saúde reprodutiva, pediatras, neurologistas e biólogos.

O grupo trabalha em estreita colaboração com os profissionais de saúde que atendem pacientes em ambulatórios de referência e ambientes hospitalares. O MERG também tem trabalhando alinhado com representantes da Secretaria de Saúde de Pernambuco e do Ministério da Saúde do Brasil, além de ter selado parcerias com instituições de todo o mundo.

Os principais objetivos da equipe são o desenvolvimento de pesquisas e a análise de dados epidemiológicos. Atualmente, o MERG está realizando um estudo de caso-controle para estabelecer a associação entre a microcefalia e o vírus da Zika. Também está em curso um estudo de coorte para medir o risco absoluto de desfechos adversos em conceptos de mulheres que apresentam exantema durante a gestação e estimar a incidência de infecção pela Zika entre essas gestantes.

O estudo de coorte das crianças expostas ao vírus da Zika durante a gravidez tem como objetivos caracterizar o quadro clínico e descrever o crescimento e desenvolvimento geral, odontológico e neurocognitivo nos primeiros dois anos de vida de crianças identificadas com e sem microcefalia. E está em andamento um estudo as alterações neurológicas relacionadas ao zika em adultos.

Instituições de Educação e Tecnologia apresentam Incubadora para impulsionar setor de laticínios do Agreste Meridional



A Universidade de Pernambuco (UPE) e o Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP), realizam nesta terça-feira (08/08), às 14h, no auditório do Campus Garanhuns da universidade, reunião para apresentação da primeira incubadora da cidade de Garanhuns. Esta inciativa surgiu a partir de uma ação da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) do Governo de Pernambuco, cujo objetivo é estimular o empreendedorismo com foco no desenvolvimento de Startups, que atendam prioritariamente o setor de laticínios. 

Estarão presentes UPE, ITEP, UFRPE, Prefeitura, AESGA, SEBRAE, IFPE, associação de produtores, entre outros.

A iniciativa envolve diversas instituições que atuam para o desenvolvimento social e econômico da região do Agreste Meridional.

Em quatro anos, UPAEs somam mais de 1,9 milhão de atendimentos e 2,8 milhões de exames





Há quatro anos, o Governo de Pernambuco, após ampliar o atendimento de urgência e emergência com a inauguração das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e de três hospitais metropolitanos, decidiu levar ao interior do Estado consultas com especialistas e proporcionar a realização dos exames no mesmo ambiente. Para isso, foram criadas as Unidades Pernambucanas de Atenção Especializada (UPAEs). Atualmente, há dez UPAEs em funcionamento, que, juntas, nesses quatro anos, já fizeram mais de 1,9 milhão de atendimentos, sendo 1,2 milhão de consultas com médicos de diversas especialidades, 439 mil consultas não médicas e 224 mil sessões de fisioterapia. Além disso, foram mais de 2,8 milhões de exames laboratoriais e de imagem.

A primeira UPAE a ser inaugurada foi a de Garanhuns, no final de julho de 2013. O décimo equipamento a ser aberto, em maio deste ano, foi a UPAE Ouricuri. Ainda há unidades em Limoeiro, Caruaru, Belo Jardim, Arcoverde, Salgueiro, Petrolina, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada. “As UPAEs foram criadas para sanar a lacuna de consultas com especialistas no interior. Isso evita que a população precise se deslocar para os grandes polos, como a capital pernambucana, para receber atendimento. Assim, desafogamos as grandes unidades e também atuamos na prevenção à saúde. Além das consultas, ainda são ofertados exames laboratoriais e de imagem com equipamentos de ponta”, ressalta a secretaria executiva de Atenção à Saúde da SES, Cristina Mota. Além dos serviços estaduais, no Recife foi inaugurada, em junho de 2016, a UPAE Arruda, que foi erguida pelo Governo do Estado e tem gestão municipal.

As dez UPAEs estaduais ainda são importantes equipamentos para a rede de referência para reabilitação para as crianças com síndrome congênita do zika/microcefalia. Todas as unidades foram adaptadas para receber esse público. “Em menos de dois anos, Pernambuco conseguiu ampliar a rede de assistências às crianças com SCZ/microcefalia de 2 para 32 unidades, sendo 25 de referência para reabilitação. As UPAEs entraram nessa rede reforçando o quadro de profissionais, que participaram das capacitações realizadas pela Secretaria Estadual de Saúde, e adaptando a estrutura física”, diz Cristina Mota.

SERVIÇOS E ENCAMINHAMENTOS – Nas UPAEs, são oferecidos os serviços médicos em diversas especialidades, como cardiologia, dermatologia, otorrinolaringologia, urologia, ginecologia, endocrinologia e gastroenterologia. Nos seus modernos centros de apoio diagnóstico, há aparelhos para realização de exames de ultrassom, eletrocardiograma, ecocardiograma, audiometria, ergometria, espirometria, endoscopia, entre outros. Além disso, todas as UPAES dispõem de espaço para reabilitação física e consultas com profissionais das áreas de fisioterapia, enfermagem, psicologia, terapia ocupacional, serviço social, nutrição e fonoaudiologia. 

Toda a oferta de serviços nas UPAEs é pactuada com os municípios beneficiados, promovendo a integração da rede estadual com a Estratégia de Saúde da Família em âmbito regional. Para ser consultado com um especialista, o usuário precisa ser, primeiramente, atendido e referenciado pela Atenção Primária do município (posto de saúde ou unidade de Saúde da Família). Quando identificada a necessidade da consulta, a unidade de saúde ou a secretaria de Saúde do município faz o encaminhamento para a UPAE. Após a consulta e a realização dos exames, o paciente, já munido do seu plano de tratamento, volta para continuar o acompanhamento de rotina na Atenção Primária (postos de saúde, Estratégias de Saúde da Família).

OFTALMO – Além do atendimento às crianças com síndrome congênita do zika/microcefalia, seis UPAEs ainda atendem estudantes e profissionais da rede estadual de educação por meio do Projeto Boa Visão. A iniciativa busca oferecer consultas oftalmológicas e exames para esse público. Quando há indicação, óculos são cedidos, gratuitamente, pelo Lafepe. O atendimento pelo Boa Visão é feito nas UPAEs de Caruaru, Limoeiro, Belo Jardim, Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada. Nos próximos meses, as unidades de Garanhuns e Petrolina também farão parte desse Projeto.

CIRURGIAS – As UPAEs de Garanhuns, Petrolina e Caruaru, além das consultas e exames, também ofertam cirurgias nas quais os pacientes são liberados em até 24 horas (hospital-dia). Desde 2013, já foram mais de 54 mil procedimentos cirúrgicos.

RAIO-X DAS UPAES

Atendimentos médicos: 1.299.800
Atendimentos não médicos: 439.625
Atendimentos de fisioterapias: 224.413
Total: 1.963.838
***
Exames: 2.810.707

Secretaria Estadual de Saúde - PE

Pernambuco terá mais 1500 policiais civis. Sendo 800 aposentados para administrativo e 740 do novo concurso. SAIBA MAIS!



A Polícia Civil de Pernambuco iniciou processo seletivo para preencher 549 vagas destinadas a policiais aposentados em todo o estado. Os interessados podem se inscrever até o dia 21 de agosto pelo site da corporação ou se apresentar na Unidade de Capacitação e Desenvolvimento (Unicade).

Após a etapa de inscrição, haverá um período de análise da documentação e a verificação de antecedentes criminais e processos administrativos. A partir de então, os policiais passam por um curso de capacitação para voltarem à ativa. Os policiais serão lotados nas cidades onde residem ou nos municípios circunvizinhos e devem começar a trabalhar em setembro.

De acordo com a PC, os postos fazem parte de uma estratégia do Governo para aumentar o número de efetivo nas delegacias. Os antigos policiais irão desenvolver atividades de atendimento ao público e registro de Boletim de Ocorrência, além de segurança patrimonial. 

Concurso Público

Além das 800 vagas destinadas a policiais aposentados, a Polícia Civil de Pernambuco inicia em outubro a formação dos novos policias aprovados no concurso público realizado em 2016. 

A expectativa é que no início de 2018, 740 novos policiais civis (sendo 140 delegados e 600 agentes e escrivães) estejam nas ruas, que somados aos 800 aposentados que voltam à ativa, serão mais de 1500 novos policiais no estado.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.