DESTAQUES DO BLOG

terça-feira, 29 de agosto de 2017

CONCURSO PÚBLICO DA PETROBRAS PARA QUASE MIL VAGAS. Salários até R$ 9,7 mil


As inscrições para o concurso que vai selecionar 954 pessoas de níveis médio, técnico e superior para a Petrobrás continuam abertas. Os salários variam entre R$ 3,6 mil a R$ 9,7 mil. O exame está marcado para o dia 1º de outubro.

Das 953 vagas, 159 são imediatas e 795 para cadastro reserva. As inscrições seguem até as 23h59 do dia 4 de setembro, no site da Fundação Cesgranrio, banca organizadora do concurso.

As taxas variam de R$ 47 para cargos de nível médio e R$ 67 para as vagas de ensino superior. O concurso público tem validade de 1 ano e poderá ser prorrogado, uma vez, por igual período.

O concurso será composto por uma única etapa, que é uma prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com questões de múltipla escolha de língua portuguesa, língua inglesa, matemática e conhecimentos gerais. 

As provas serão aplicadas nas cidades de Maceió (AL), Aracaju (SE), Natal (RN), Manaus (AM), Vitória (ES), Rio de Janeiro (RJ), Macaé (RJ) e Santos (SP). O concurso reservará 5% das vagas para pessoas com deficiência e 20% para negros. 

As vagas destinadas para o nível médio e técnico são para técnico de enfermagem do trabalho júnior, técnico de inspeção de equipamentos e instalações júnior, técnico de manutenção júnior nas áreas de caldeiraria, elétrica, instrumentação e mecânica, técnico de operação júnior e técnico de segurança júnior.

Já os cargos de nível superior são destinados para pessoas formadas em medicina, com pós-graduação em medicina do trabalho para trabalhar no posto médico do trabalho. 

As oportunidades são para os polos de Alto do Rodrigues (Açu, Alto do Rodrigues ou Guamaré, no Rio Grande do Norte), em Alagoas (Maceió, Pilar ou São Miguel dos Campos), Sergipe (Aracaju, Carmópolis, Japaratuba ou Laranjeiras), Amazonas (Coari ou Manaus), Rio de Janeiro (Angra dos Reis, Duque de Caxias, Itaboraí ou Seropédica), Espírito Santo (Linhares, São Mateus ou Anchieta) e São Paulo (Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Santos).

INSCRIÇÕES DO CONCURSO PÚBLICO PARA POLÍCIA E BOMBEIROS DE ALAGOAS ESTÃO ACABANDO



Corra para fazer sua inscrição no Concurso Público da Polícia Militar de Alagoas (PM AL) e do Corpo de Bombeiros (CBM AL), a oferta é de 1.150 vagas para Soldado e Oficial. 

Confira as oportunidades para o concurso da PM AL e CBM AL:
PM AL
Polícia Militar de Alagoas
CBM AL
Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas
- 1.000 vagas
- Salário de R$ 3.522,88
- Inscrições até 30/08/17
- Provas em 29/10/17
- Nível Médio
- 150 vagas
- Salários de R$ 3.633,85 e R$ 6.714,06
- Inscrições até 30/08/17
- Provas em 28/10/17
- Nível Médio

A SAIDEIRA DA BUDEGA DE ZÉ TEM MAIS DE 10 ATRAÇÕES CONFIRMADAS


LULA CONVERSA COM PSB DE RENATA E PAULO, E COM PTB DE ARMANDO EM PERNAMBUCO

Gleisi Hoffman, Lula, Armando e Sílvio Costa


Em três dias que passou em Pernambuco, Lula visitou Renata Campos, viúva de Eduardo, e conversou com o governador Paulo Câmara. No dia seguinte recebeu Armando Monteiro no hotel onde estava hospedado. O fato de ter se deslocado para conversar com o PSB e de ter recebido o PTB pode ter um significado de quem procura, de quem vai atrás. Mas isto ainda não quer dizer nada. Está tudo em aberto, ninguém sabe como se manifestará o panorama nacional para 2018, e a conjuntura local está atrelada. Ninguém sabe se Lula será candidato, mas também não se sabe quem será o tucano que estará sorrindo na urna eletrônica.

Tá tudo embolado.

Vejam a situação de Armando. Foi ministro de Dilma e hoje apoia no Congresso Nacional as demandas do presidente Michel Temer, sendo combatido pelos petistas. Conversa com PSDB e DEM, mas procurou Lula para deixar a porta aberta. Lula tem altíssimos índices de intenção de voto e de rejeição. Ou seja, tem ônus e bônus, como a maioria dos políticos do cenário nacional. No plano local, Armando pode até deixar a candidatura para governador, pois vem sendo atropelado por Marília Arraes, que vem se viabilizando com o apoio do PT estadual e de Lula, e agora por Fernando Bezerra Filho, que deve deixar o PSB e se unir a PSDB e DEM, partidos que Armando conversou mas não fechou!

Quanto ao ônus e bônus de alianças no plano nacional, com o PSB não tem sido muito diferente. A diferença para Armando é que os socialistas fizeram críticas ao governo Dilma, com o qual rompeu e até lançou candidatura própria, com Eduardo, e agora faz oposição ao governo Temer. Ou seja, enquanto um é sempre situação, mesmo com governos antagônicos, o outro tem sido oposição ou mantido posição de independência. O PSB apoiou Aécio no segundo turno em 2014, mas está retornando ao seu campo ideológico de centro-esquerda.

Esta situação do PSB atualmente o coloca mais próximo do PT, principalmente de Lula. Armando também caminha para seu campo natural, junto ao que representa o governo Temer, assim como o ministro Fernando Bezerra Coelho, que virou socialista na atração política de Eduardo, mas nasceu no PFL.

O PSB tem sido contrário às reformas do governo, principalmente a trabalhista. Armando e Fernando Coelho têm votado com Michel Temer. 

Lembrando que o PT vai tentar construir uma candidatura própria para governador no estado, com a vereadora da capital Marília Arraes, mas creio que o grande objetivo é voltar a ter representatividade na Câmara dos Deputados, pois na hora que Lula e Dilma mais precisaram, o PT de Pernambuco não estava lá.

Tá ruim pra todo mundo, pois a política nacional está um lameiro só, mas a eleição bate na porta e todos precisam viabilizar seus projetos e candidaturas, e escolher lados.

Deputada defende classe dos ACS e ACE em audiência pública na Alepe



A deputada Roberta Arraes (PSB), presidiu na manhã desta segunda-feira (28), pela Comissão de Saúde e Assistência Social, a audiência pública para debater a Revisão da Política Nacional de Atenção Básica. O debate foi proposto pelo deputado líder do governo, Isaltino Nascimento.

Entre as propostas da revisão, estão mudanças no Programa das Estratégias de Saúde na Família, onde reduz sua equipe, diminuindo a atuação dos agentes de saúde e unificando sua função com o agente de endemias, além de retroceder a uma atuação mais ambulatorial em pacote de serviços básicos, distanciando o contato dos profissionais direto com a população em seu ambiente social. 


Secretário de Planejamento deve deixar governo de Garanhuns



Evílson Rêgo, atual secretário de planejamento da Prefeitura de Garanhuns, pediu sua exoneração, motivado por problemas de saúde. O servidor deve ficar no cargo somente até o final do mês.

Evílson sempre foi um dos principais nomes do governo Izaías. Na primeira gestão estava à frente da Secretaria de Finanças, no tempo das vacas gordas. Discreto e competente, permaneceu intocável por quatro anos, e nesta segunda gestão emplacou a Secretaria de Planejamento, tendo ainda uma espécie de supervisão nas finanças do município.

Evílson chegou a Garanhuns como um dos nomes indicados pelo senador Armando Monteiro, assim como Fernando Nunes, que assumia planejamento na época. Em pouco tempo, Nunes deixou vários projetos prontos, a exemplo de Ceaga, Centro Administrativo, Centro da Cidade e Mercado 18 de Agosto. Infelizmente a maioria não vingou.

PODE HAVER MAIS MUDANÇAS

Ao publicarmos na noite desta segunda-feira sobre a mudança que pode haver na prefeitura, recebemos mais ligações informando que possivelmente não se restrinja a Evílson Rego. Vamos aguardar.

Leia o post anterior sobre o assunto:

Prefeitura de Garanhuns acredita em baixa adesão na paralisação dos professores

Trouxemos a informação nesta segunda-feira (28), aqui no blog, sobre a paralisação e "estado de greve" da categoria dos professores da Rede Municipal de Ensino de Garanhuns. A prefeitura nos enviou uma extensa nota explicando os pontos controversos da pauta dos educadores com a gestão municipal. 

Pensei em divulgar o link para quem tivesse interesse em ler a Nota Oficial, porém não a encontrei no site da prefeitura. Assim que tiver, coloco aqui.

Entrei em contato com alguns amigos da gestão municipal e a expectativa oficial é de baixa adesão ao movimento por parte dos professores. A questão estaria envolvendo mais os recém admitidos, e além disso, a secretária Eliane Simões estaria buscando o contato direto com os servidores para reversão do quadro.

Com a atual situação econômica da prefeitura, já citada pelos jornalistas Roberto Almeida e Carlos Eugênio, creio que somente com muita negociação, e quem sabe até na justiça, que se poderá chegar a uma solução definitiva. Pelo que soube, o grande embate estaria se dando no pagamento das 150 horas/aula, sem o adicional que seria para atividades fora de sala de aula. A prefeitura entende que paga por 150 horas e o professor deve estar as 150 horas dando aula. Segundo nossa fonte, o edital do concurso foi claro nesta questão. 

A gestão também questiona o sindicato que não estaria aberto a negociação, e tentado impor as condições. Segundo a prefeitura, uma comissão paritária foi formada por 11 profissionais para elaborar o Plano de Cargos e Carreiras. 

Sinceramente, creio que a questão seria técnico-jurídica, que uma entidade determinasse de uma vez qual a leitura correta da lei, pois o sindicato afirma que a legislação nacional prevê que um percentual das aulas de um professor seja para suas atividades extra-classe.

Vamos saber de fato a força do movimento no dia da paralisação, na quarta-feira (30).

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.