HIPER TODODIA

HIPER TODODIA

GASTROMED GARANHUNS

ZERONE SISTEMAS

ZERONE SISTEMAS
Clique na imagem

DESTAQUES DO BLOG

CLINLAB DIAGNÓSTICOS

CLINLAB DIAGNÓSTICOS

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Fenearte abre espaço para a ressocialização. SAIBA MAIS

Um grupo auxilia na manutenção das estruturas dos estandes durante o evento, e duas reeducandas trabalham como atendentes. 



Durante a 19ª Feira Nacional de Negócios e Artesanato (Fenearte), realizada no Centro de Convenções, em Olinda, reeducandos do regime aberto e livramento condicional atendidos pelo Patronato Penitenciário e contratados através de convênio pela Empetur integram a equipe de manutenção dos estandes, realizando reparos na parte de eletricidade, hidráulica e de pedreiro. Mais duas reeducandas trabalham no estande da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres).

D.N está no regime aberto e gosta de mostrar as peças de artesanato confeccionadas pelos detentos. “Trabalho há dois anos no estande da Seres porque conheço o outro lado e quero ajudar o pessoal que está lá”, ressalta ela. 

A equipe que se dedica ao trabalho na maior feira de artesanato da América Latina faz parte dos 655 reeducandos atendidos pelo Patronato Penitenciário, que exercem função remunerada através de convênios do Governo do Estado e Secretaria de Justiça e Direitos Humanos com empresas públicas e privadas. O objetivo, de acordo com o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, “é oferecer atividade remunerada a esse público para que não voltem à criminalidade”.

No estande, também estão sendo vendidos quadros do reeducando E.F, que faz parte da equipe de manutenção da Empetur e também pinta quadros com temas de folclore e arquitetura histórica. “Coloquei a venda seis quadros e já vendi quase todos”, comemora.

Ainda de acordo com Eurico, “o contratante da mão de obra dos reeducandos tem, além da inclusão produtiva dessas pessoas e da responsabilidade social da instituição, uma economia de 40% nos encargos trabalhistas já que eles são regidos pela Lei de Execuções Penais e não pela CLT”.

Além da Empetur, os reeducandos estão distribuídos em atividades nas prefeituras do Recife, de Olinda, Jaboatão, Paulista, Caruaru e Petrolina, e em fábricas como: Algobom, Zummi e Indapool.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.