CLINLAB DIAGNÓSTICOS

CLINLAB DIAGNÓSTICOS

COLÉGIO STA. JOANA D'ARC

DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Pernambuco recebe maior investimento privado do país

Governador Paulo Câmara participou, nesta segunda, do lançamento da pedra fundamental da nova unidade fabril da empresa de medicamentos, que está sendo instalada em Suape, gerando 200 empregos diretos  


CABO DE SANTO AGOSTINHO – Há menos de um mês após a inauguração do novo complexo industrial do Grupo Inbetta no Paulista, Pernambuco conta com o início da construção de mais uma fábrica, desta vez, da empresa Aché Laboratórios Farmacêuticos. A nova unidade está sendo instalada no Complexo Industrial Portuário de Suape, no Cabo de Santo Agostinho, e contará com um investimento de R$ 500 milhões. E para celebrar o início das obras, o governador Paulo Câmara participou, na manhã desta segunda-feira (07.05), da cerimônia de lançamento da pedra fundamental do empreendimento, que irá gerar 200 novos empregos imediatos. A conclusão da primeira etapa do projeto está prevista para o primeiro semestre de 2019. A expectativa é de que sejam ofertados mais três mil postos de trabalho diretos e indiretos após a conclusão total do parque fabril. 

“Aproveitamos essa oportunidade com o grupo Aché, de avançar, de se desenvolver. Um grupo que já tem mais de 50 anos fazendo medicamento no Brasil, de maneira tão profissional e correta. E hoje, o Ache dá vida a esse empreendimento, com o lançamento da pedra fundamental. E, com certeza, essa indústria de medicamentos em Pernambuco será referência não só para o Nordeste, mas para o Brasil. Digo isso sem medo de errar, porque todos os empreendimentos que aqui chegaram, tiveram a certeza de que investir em Pernambuco vale a pena. Eles conhecem o nosso potencial, tanto no aspecto da infraestrutura quanto na questão tributária, e, principalmente, no fornecimento de uma mão de obra de qualidade, que dá conta do recado e que efetivamente faz toda a diferença”, destacou o governador.

O Aché Laboratórios vai atuar em Pernambuco com a fabricação de medicamentos alopáticos e fitoterápicos para uso humano, em uma estrutura total de 25 hectares. O projeto, que será entregue em duas fases, contempla a implantação de uma fábrica para produção de medicamentos sólidos e um centro de distribuição. Na primeira fase, será construída uma área dedicada para embalagem de produtos sólidos e o centro de distribuição, os quais serão inaugurados ainda no primeiro semestre de 2019. Já a segunda etapa, que contempla o espaço para a fabricação dos medicamentos, está prevista para 2021. Quando totalmente concluída, a planta de Pernambuco terá capacidade para produzir cerca de 700 milhões de unidades de medicamentos por ano.

Inicialmente, os produtos serão trazidos de Guarulhos (SP) em granel (comprimidos e cápsulas) para o complexo fabril de Pernambucano, onde serão embalados e distribuídos para as regiões Norte e Nordeste. Após a finalização da segunda fase do projeto, em 2021, os medicamentos sólidos também serão fabricados em Suape. “Ao constatar o foco que esse Governo dá a esses dois pilares - que nós entendemos ser fundamentais para qualquer região em desenvolvimento -, que são a educação e a saúde, só reafirma a certeza da nossa escolha por Pernambuco. Eu tenho a certeza de que esse é apenas o início de um projeto de muito sucesso, que trará bons frutos para todos aqueles que acreditam e que estão engajados nesta nova empreitada. Agradeço a parceria até aqui, com o desejo de que nossos vínculos se estreitem ainda mais para que possamos, de maneira sustentável, apoiar e promover o desenvolvimento do nosso amado Brasil", explanou a presidente do Aché, Vânia Nogueira de Alcântara Machado. 

NEGOCIAÇÕES - O Governo de Pernambuco iniciou as negociações com o Grupo Aché em dezembro de 2015, quando o governador Paulo Câmara visitou a fábrica de Londrina (PR). Após um ano de visitas, estudos, reuniões e negociações, um Protocolo de Intenções para a instalação do empreendimento foi assinado em dezembro de 2016. Em abril de 2017, a empresa venceu a licitação para aquisição de um terreno de 25 hectares. Logo em seguida, em maio do ano passado, foi assinado o contrato de compra e venda do terreno.

“O Aché é uma empresa que valoriza a inovação, a educação e a cultura. E nós compartilhamos dos mesmos valores. Todos que aqui se instalaram se surpreenderam com a qualidade da nossa mão de obra, e agora não vai ser diferente. Há 10 anos, um grupo ainda liderado pelo ex-governador Eduardo Campos, que tinha ao seu lado o governador Paulo Câmara, pensaram um Pernambuco novo que faria navios, e nós estamos fazendo. Pensaram em um Pernambuco que fazia carros, e nós estamos fazendo. Pensaram em um Pernambuco que geraria muita energia renovável, e hoje geramos. Faltava algo nesta cadeia, faltavam os medicamentos. E a partir de agora, não mais faltarão, porque a Aché fabricará esses produtos aqui", defendeu o secretário estadual de Planejamento e Gestão, Márcio Steffani. 

ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS - O Aché é uma empresa 100% brasileira, com mais de 50 anos de atuação no mercado farmacêutico. Conta com três complexos industriais: em Guarulhos (SP), São Paulo (SP) e Londrina (PR); além de participação na Melcon do Brasil e na Bionovis, joint- venture brasileira dedicada à pesquisa e desenvolvimento de medicamentos biotecnológicos. A empresa emprega mais de 4.700 colaboradores e possui uma das maiores forças de geração de demanda e de vendas do setor farmacêutico no Brasil. Possui um portfólio com 344 marcas em 858 apresentações de medicamentos sob prescrição, genéricos e MIP (isentos de prescrição), além de atuar nos segmentos de dermocosméticos, nutracêuticos, probióticos e biológicos.

Durante a solenidade, foi enterrada – junto à pedra fundamental - uma cápsula do tempo com documentos, fotos e matérias jornalísticas sobre o início das obras da nova fábrica. No local, também foi plantada uma muda da espécie cordia verbenácea, mais conhecida como erva baleeira.

Estiveram presentes no evento o vice-governador Raul Henry; os deputados federais Betinho Gomes e Fernando Monteiro; o deputado estadual Aluísio Lessa; os secretários estaduais Marcelo Barros (Fazenda), André Gustavo (Desenvolvimento Econômico); o presidente de Suape, Marcos Baptista; além do secretário do Desenvolvimento e Competitividade Industrial do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Igor Calvet, que representou o Ministério da Indústria, Comércio exterior e Serviços (MDIC); o diretor do Departamento do Complexo Industrial e Inovação em Saúde, Thiago Rodrigues, que representou o Ministério da Saúde; e a diretora do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Cláudia Prates.

Fotos: Hélia Scheppa/SEI

Detran divulga valores de vistoria em Pernambuco



Por determinação do Governador Paulo Câmara ao Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, está sendo publicada amanhã (08), a Portaria nº 3234/2018, assinada pelo Diretor Presidente do DETRAN-PE, Charles Ribeiro, contendo a adequação dos valores na execução dos Serviços Público de Vistoria de Identificação Veicular – SPVIV.

Todas as entidades privadas credenciadas ao Órgão, que realizam o serviço de vistoria de identificação veicular, passem a cobrar o valor exatamente igual ao fixado pela Lei Estadual Nº 15.602 de 30 de setembro de 2015m para a Taxa de Fiscalização e Utilização de Serviço Público – TFUSP, correspondente a vistoria por veículos até 9 lugares ou 3500kg, no valor de R$ 47,77; e a vistoria por veículo com mais de 9 lugares ou mais de 3500kg, o valor de R$ 58,76.

O objetivo da ação é assegurar aos usuários a proporcionalidade entre os valores praticados nos serviços de vistoria pela SPUIV sejam idênticos aos praticados na sede e em postos de serviços do DETRAN-PE.

Damásio Cardoso reúne imprensa para confirmar candidatura a Deputado Estadual


No próximo sábado (12), o pré-candidato a deputado estadual Damásio Cardoso (DEM), oferta um café da manhã aos profissionais da imprensa de Garanhuns e região. Logo após, concede uma entrevista coletiva, onde deve falar de sua candidatura e a dobradinha com o ex-deputado federal Carlos Batata (DEM).

Damásio foi candidato a vereador em Garanhuns pelo PDT, ficando próximo da eleição em 2012, quando conquistou quase 2 mil votos. Em 2008 obteve cerca de 1300 votos. Em 2016, o candidato foi seu irmão, Geovani, que contou 1.142 votos, não se elegendo também. Ambos têm apoio de lideranças de igrejas evangélicas, reduto onde Damásio espera conquistar votos fora de Garanhuns.

Programação do Tríduo de Nossa Senhora de Fátima em Garanhuns



É com grande alegria que as irmãs Missionárias de Fátima convidam a comunidade católica de Garanhuns para celebrar a devoção a Nossa Senhora de Fátima.

As festividades na sexta-feira (11/05) iniciam com uma Caminhada Mariana pelas ruas da cidade. Saindo do CMA (Colégio Monsenhor Adelmar) às 8h da manhã. À noite acontece a Missa na Capela do Colégio.

No sábado (12/05) haverá a Meditação do Terço, Encontro com as Crianças, e à noite, Missa na Capela.

Domingo (13/05), Dia de Nossa Senhora de Fátima, Oração do Terço pela manhã, Salva de Fogos ao meio dia, e às 17h Missa e Procissão Luminosa pelo bairro.

Toda a programação será realizada na capela do CMA

Discurso do PT de Pernambuco na contra-mão do PT Nacional

O discurso que o PT pernambucano tem levado para as ruas na defesa da candidatura de Marília Arraes tem sido diferente do PT nacional, que tem dois grandes inimigos políticos, o PSDB e o Governo Temer, que podem até se unir na eleição de 2018 na candidatura de Geraldo Alckmin.

Em Pernambuco o inimigo tem sido o governo de Paulo Câmara (PSB), acusado de golpista pela ala petista que deseja candidatura própria, devido os socialistas terem apoiado o impeachment da ex-presidente Dilma, assim como a maioria esmagadora da população naquele momento. Contudo, em nenhum momento o PSB apoiou o governo de Michel Temer, assumindo a mesma independência que tinha na era Rousseff. Os socialistas fazem oposição firme em Brasília, tanto que perderam deputados e senadores que apoiam Temer. O partido votou pela abertura de dois processos de investigação que poderiam levar também ao impeachment do atual presidente, além de se posicionar contrário às suas reformas, principalmente trabalhista e previdenciária. 

O intrigante é que os aliados em Pernambuco de Michel Temer passam (quase) ilesos do discurso desta ala do PT no estado. O ministro Fernando Filho e seu pai, o ex-ministro de Dilma, Fernando Bezerra Coelho, fizeram a travessia no primeiro momento para apoiar Temer. O PSDB indicou Bruno Araújo, ministro. o DEM indicou Mendonça Filho, ministro. Nesta ala da oposição em pernambuco ainda estão o tucano João Lyra e o ex-ministro Armando Monteiro, que deixou a aliança com o PT para se coligar com o PSDB, DEM e o MDB Temista. 

Esta dubiedade do PT já causou baixas significativas no partido, sendo a mais importante delas a do ex-prefeito do Recife, João Paulo. O discurso do PT no estado leva ao isolamento enquanto que a legenda em nível nacional busca o diálogo com os partidos de centro-esquerda para fortalecimento e reconstrução.

O nome de Marília cresce quando conhecida como candidata de Lula, um mito intocável no estado, com 60% de intenção de votos e 30% de repasse aos seus candidatos. Esses mesmo percentual vai a Paulo Câmara quando é apresentado como o candidato do ex-presidente.

E a oposição no estado, inimiga do PT nacional parece investir em Marília por dois motivos, é mais uma voz para bater no PSB e no governo, e aposta que esta não terá estrutura para uma campanha para governadora, garantindo o segundo turno, e nele estaria justamente, o representante da centro-direita, real adversário petista. Em Garanhuns, um dos maiores colégios eleitorais do estado, percebe-se claramente que Marília tem apoio dentro do governo municipal, ligado a Armando Monteiro. Esta observação no plano estadual também não é recente, vejam nesta matéria do Jornal do Commercio (Armando Monteiro incentiva candidatura de Marília Arraes a governadora).

Enquanto isso no plano nacional, é o PSB que tem sentado à mesa com os partidos de centro-esquerda para buscar alternativas da reconstrução de um país mais social, resgatando o legado de Lula e mais eficiente na gestão pública do que foi Dilma Rousseff.

O outro lado, quer seja em Brasília ou em Pernambuco, é o PSDB, o DEM e o Governo Temer.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.