DESTAQUES DO BLOG

sábado, 16 de junho de 2018

Barreiros, Mata Sul, dá exemplo de cultura agroecológica para um futuro melhor


A oferta na região de Barreiros de profissionais técnicos ligados a Agroecologia e a Agricultura Familiar proporcionou a criação em 2000 da Cooates - Cooperativa Agrícola de Assistência Técnica e Serviços que realiza um trabalho de boas práticas com a terra que gerem alimentos para a sociedade. Um trabalho que tem diversos desmembramentos entre os quais o mais popular na região é a Feira Agroecológica "Volta às Raizes". “Desenvolvemos um trabalho com diversas aplicações e benefícios diretos para a sociedade, integrando a comunidade à terra e ensinando a desenvolver uma horta natural mesmo em áreas urbanas. Com isso, contribuímos para que as pessoas aprendam inclusive sobre alimentação saudável e livre de agrotóxicos”, comenta José Claudio da Silva, presidente da Cooates.

A Feira, promovida pela Cooates, gera renda para agricultor familiar e ainda congrega outros produtores em processo de expansão de negócios e produtos naturais cultivados e na região. Toda quinta-feira, cerca de 200 pessoas se dirigem ao centro da cidade de Barreiros para adquirir uma variedade de alimentos a custos mais acessíveis, inclusive. “Conseguimos mostrar à população que é possível se alimentar bem sem gastar muito. Com isso nós reforçamos a importância da alimentação saudável com a segurança de produtos produzidos com qualidade, que contribuem para hábitos mais positivos”, destaca Silva. E não é a toa o peso dessa produção reverberando pela região com esta missão, uma vez que ela alcança uma média anual de 10 mil pessoas oriundas da própria cidade, Tamandaré, São José da Coroa Grande e Rio Formoso.

Desta forma, a Feira Agroecológica "Volta às Raizes" ainda atinge a meta de fazer com que os pequenos produtores rurais do município e adjacências tenham estímulo para continuar uma produção agrícola contínua e diversificada. Dentro dessa perspectiva, os desdobramentos vão se intensificando na região com a educação rural junto ao público infantil e a multiplicação do conceito de agricultura familiar através da distribuição de mudas. 

A Cooperativa recebe 30 a 40 crianças a cada 15 dias que acompanhadas por trabalhadores e cooperados técnicos passam pelo processo de conhecimento do cuidado com a terra e alimentação saudável. E com uma produção de cerca de 4 mil mudas consegue repassar para diversas pessoas a preços simbólicos (R$ 0,10 e 0,15) mudas para constituição de hortas caseiras, em parceria com Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais, “Nossa equipe envolve trabalhadores da terra e profissionais de diversas como zootecnia, engenharia agrícola, entre outros que estão envolvidos do desenvolvimento de projetos e soluções para uma agricultura sustentável, agroecológica, adequada e livre de substâncias de caráter agrotóxico. E agora corremos atrás da certificação de produtor orgânico de 50 produtores cooperados na Cooperativa Agrícola de Assistência Técnica e Serviços (Cooates)”, diz orgulhoso José Claudio da Silva.

Centro de Ressocialização de Itaquitinga recebe presos até o final de junho


O Centro Integrado de Ressocialização (CIR - unidade 1), em Itaquitinga, Agreste do Estado, receberá os primeiros 50 presos na próxima semana, dando início, assim, à distribuição da população carcerária para desafogar as unidades prisionais da Região Metropolitana do Recife. A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) apresentou a unidade prisional, nesta sexta (15.06), à imprensa numa visita que durou um pouco mais de duas horas e contou com a presença dos secretários de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, e Executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues.

A unidade 1 do CIR, abrigará 1.000 presos, do gênero masculino, sob o regime fechado em uma área construída de 13 mil metros quadrados. Na visita, foram percorridos diversos setores como saúde, salas de aula, central de videomonitoramento, cozinha, celas e área de convivência coletiva. O secretário Pedro Eurico explica que o Governo de Pernambuco tem hoje o maior programa de criação de vagas da história. “Até o final da gestão Paulo Câmara pretendemos ter aumentado em mais de seis mil o número de vagas no Estado. A unidade prisional de Itaquitinga é uma das mais modernas do país e deverá ser exemplo de ressocialização para todos os estados da federação”, acrescenta.

O projeto segue um novo conceito de arquitetura prisional com paredes internas construídas em gesso e toda a área externa e demais áreas de concreto. A unidade possui celas de vários tamanhos, administração e recepção de visitantes, pavilhão destinado aos concessionados (presos que trabalham), 12 salas de aula, áreas jurídica e de saúde, refeitório, três pavilhões de vivências coletivas, instalações para a Polícia Militar, oito guaritas e muros com alambrados, além de uma sala de videomonitoramento com cinco monitores. A cozinha já conta com 22 reeducandos concessionados à disposição, sendo 14 na cozinha e oito na padaria. A obra custou ao Governo de Pernambuco aproximadamente R$ 10 milhões.

OUTRAS OBRAS - Encontra-se em execução a construção do Presídio de Araçoiaba, dividido em sete unidades (02 femininas e 05 masculinas), com 2.754 vagas. Também está em andamento o edital para ampliar o Presídio de Palmares, com a construção de mais três pavilhões de Vivência Coletiva, dois com capacidade para 200 vagas, cada, e uma com capacidade de 132 vagas, totalizando a ampliação em 532 vagas.

​Fotos: Márcia Galindo/Seres​

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.